gazeta de varginha - 13/06/2014

Download Gazeta de Varginha - 13/06/2014

Post on 16-Mar-2016

236 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 9.007

TRANSCRIPT

  • pgina 02

    PONTO DE VISTA

    Levtico 09

    Mx: 26 / Mn: 12

    Aro oferece sacrficio por si e pelo povo

    Gasoduto vai aquecer economiade Varginha, garante Antnio Silva

    EDIO 9.007R$ 1, 00 VARGINHA, 13 DE JUNHO DE 2014

    DEUS FIEL

    local/pgina 03

    Obras estimadas em R$ 3,6 milhes devem comear no prximo ms e terminar em setembro

    local/pgina 06

    A Companhia deGs de Minas Gerais(Gasmig) vai investirR$ 3,6 milhes na im-plantao de um gaso-duto de distribuio degs natural em Vargi-nha. A previso deque as obras para aconstruo do duto,que ter 3,3 quilme-tros de extenso e po-tencial para transpor-tar um volume de 18 milmetros cbicos docombustvel por dia,devem comear em ju-lho, com previso de

    UPA 24 Horasadquire novosequipamentospara exames

    Em cima da hora, ruas e praas deVarginha se enfeitam para a Copa

    concluso em setem-bro.

    O prefeito de Var-ginha, Antnio Silva,explicou que o munic-pio j recebe o gs na-tural, que comprimi-do e transportado porcaminhes at a cidade.A construo do gaso-duto de distribuio,segundo ele, vai cola-borar para atrair novasindstrias, alm deatender a demanda lo-cal j existente.

    Efeitos da seca deveminfluenciar preo do

    caf at o prximo ano

    local/pgina 05

    pgina 09

    local/pgina 04

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no seresponsabiliza por

    conceitos emitidos emartigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so deinteira responsabilidade

    de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    13 DE JUNHO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    1 - E ACONTECEU,ao dia oitavo, que Moi-ss chamou a Aro eseus filhos, e os anciosde Israel,

    2 - E disse a Aro:Toma um bezerro, paraexpiao do pecado, eum carneiro para holo-causto, sem defeito; etraze-os perante o SE-NHOR.

    3 - Depois falarsaos filhos de Israel, di-zendo: Tomai um bodepara expiao do peca-do, e um bezerro, e umcordeiro de um ano,sem defeito, para holo-causto;

    4 - Tambm um boie um carneiro por sacri-fcio pacfico, para sa-crificar perante o SE-

    NHOR, e oferta de ali-mentos, amassada comazeite; porquanto hoje oSENHOR vos aparecer.

    5 - Ento trouxeramo que ordenara Moiss,diante da tenda da con-gregao, e chegou-setoda a congregao e seps perante o SENHOR.

    6 - E disse Moiss:Esta a coisa que o SE-NHOR ordenou que fi-zsseis; e a glria do SE-NHOR vos aparecer.

    7 - E disse Moiss aAro: Chega-te ao altar,e faze a tua expiao depecado e o teu holocaus-to; e faze expiao por tie pelo povo; depois faze aoferta do povo, e faze ex-piao por eles, como or-denou o SENHOR.

    8 - Ento Aro sechegou ao altar, e dego-lou o bezerro da expiaoque era por si mesmo.

    9 - E os filhos de Arotrouxeram-lhe o sangue,e molhou o seu dedo nosangue, e o ps sobre aspontas do altar; e o res-tante do sangue derra-mou base do altar.

    10 - Mas a gordura, eos rins, e o redenho do f-gado de expiao do pe-cado, queimou sobre o al-tar, como o SENHOR or-denara a Moiss.

    11 - Porm a carne e ocouro queimou com fogofora do arraial.

    12 - Depois degolouo holocausto, e os filhosde Aro lhe entregaramo sangue, e espargiu-o

    Palavras de Vida

    Aro oferece sacrficio por si e pelo povoLevtico 09

    sobre o altar em redor. 13 - Tambm lhe en-

    tregaram o holocaustonos seus pedaos, com acabea; e queimou-o so-bre o altar.

    14 - E lavou a fressu-ra e as pernas, e as quei-mou sobre o holocaustono altar.

    15 - Depois fez che-gar a oferta do povo, e to-mou o bode da expiaodo pecado, que era pelopovo, e o degolou, e opreparou por expiao dopecado, como o primei-ro.

    16 - Fez tambmchegar o holocausto, eofereceu-o segundo orito.

    17 - E fez chegar aoferta de alimentos, e a

    sua mo encheu dela, equeimou-a sobre o altar,alm do holocausto damanh.

    18 - Depois degolouo boi e o carneiro em sa-crifcio pacfico, que erapelo povo; e os filhos deAro entregaram-lhe osangue, que espargiu so-bre o altar em redor.

    19 - Como tambm agordura do boi e do car-neiro, a cauda, e o quecobre a fressura, e os rins,e o redenho do fgado.

    20 - E puseram a gor-dura sobre os peitos, equeimou a gordura sobreo altar;

    21 - Mas os peitos e aespdua direita Aro ofe-receu por oferta movidaperante o SENHOR,

    como Moiss tinha or-denado.

    22 - Depois Arolevantou as suas mosao povo e o abenoou;e desceu, havendo fei-to a expiao do peca-do, e o holocausto, e aoferta pacfica.

    23 - Ento entra-ram Moiss e Aro natenda da congregao;depois saram, e aben-oaram ao povo; e aglria do SENHORapareceu a todo o povo.

    24 - Porque o fogosaiu de diante do SE-NHOR, e consumiu oholocausto e a gordu-ra, sobre o altar; o quevendo todo o povo, ju-bilaram e caram sobreas suas faces.

    Eleio presidencial caminha para o segundo turnoSegundo o Ibope,

    Acio continua crescen-do e soma 22% das inten-es de voto, enquantoaumenta rejeio a Dilma

    A eleio presidenci-al est caminhando rapi-damente para ser decidi-da apenas no segundoturno, a julgar pelos pro-gressivos ndices de re-jeio popular presi-dente Dilma Rousseff epelo crescimento doscandidatos oposicionistasna preferncia do eleito-rado, particularmente osenador Acio Neves, oprincipal nome da oposi-o.

    A mais nova manifes-tao de descontenta-mento da sociedade foirevelada por pesquisa di-vulgada pelo Ibope. Se-gundo a pesquisa, Dilmaoscilou negativamenteem relao ao ltimo le-vantamento, saindo de37% das intenes devoto em abril para 40%em maio e voltou a 38%em junho, enquanto A-cio Neves saiu de 14% emabril para 20% em maio eagora alcana 22%. Opr-candidato do PSB,Eduardo Campos, soma13% ante 11% em maio e6% em abril.

    A percepo do bra-sileiro em relao situ-ao do pas, conjuntu-

    ra econmica e ao gover-no s tem deteriorado,desde que milhares depessoas tomaram as ruaspara protestar contra acorrupo e a m-quali-dade dos servios pbli-cos, como revelou recen-temente um levantamen-to indito feito pela PewResearch Center, um dosprincipais institutos depesquisa dos EstadosUnidos.

    O organismo diz tervisto oscilaes to acen-tuadas apenas em lugaresque passaram por crisesou rupturas institucio-nais, como o Egito. O n-vel de frustrao expres-sado pelos brasileiros foiatribudo principalmen-te ao aumento da inflao.A insatisfao com a rea-lizao da Copa do Mun-do tambm contribuiu,com 61% dos entrevista-dos respondendo que oevento ruim por tirarrecursos que poderiamser usados em serviospblicos.

    No h marqueteiroque leve o PT vitria,disse Acio Neves, aoparticipar da convenoestadual do PSDB queconfirmou a escolha dotucano Pimenta da Veigapara concorrer ao Gover-no de Minas, com DinisPinheiro (PP) como vice

    e Antonio Anastasia comocandidato ao Senado, emuma chapa com mais 19partidos que integram oMovimento Todos porMinas.

    O Brasil quer mu-danas e ns seremos amudana que o Brasil es-pera, afirmou Acio,muito aplaudido por de-putados, prefeitos, vere-adores e milhares de mi-litantes. Acio declarouestar esperanoso por umtempo melhor, de maiorseriedade na vida pbli-ca e eficincia nas aesdo governo, e sugeriu aDilma que se aposentetamanha a baguna pro-movida pelo governo pe-tista.

    Acio Neves frisouque Dilma age de formaacintosa para com os bra-sileiros ao dizer que dei-xar para o futuro um le-gado de inflao contro-lada e crescimento con-tnuo da economia. Logoa presidente da Repbli-ca que permitiu o des-controle da inflao, quevolta a atormentar a vidada trabalhadora e do tra-balhador brasileiro. Logoa presidente que deixarcomo herana o terceiropior ciclo de crescimen-to do Brasil em toda anossa histria republica-na, justificou.

    Acio reiterou aindaque, na disputa pela Pre-sidncia da Repblica,no est em jogo apenasa vitria de um candida-to, partido ou coligao,mas, sim, uma oportuni-dade concreta de encer-rar este ciclo perverso degoverno, que tanto veminfelicitando a nao. Acada mentira e a cada in-fmia espalhada pelo ou-tro lado, eu respondereicom a minha histria devida, e com uma verdadea cada momento. Isso nosdiferenciar dos nossosadversrios.

    O senador criticou,ainda, a convocao decadeia nacional de rdioe TV pela presidente Dil-ma, dizendo que ela pre-feriu o silncio do est-dio e o distanciamento dapopulao para falar so-bre a Copa do Mundo, jque est acuada e semambiente para o contatodireto com o torcedor,sob pena de ser hostiliza-da, como ocorreu no anopassado, na abertura daCopa das Confederaes,em Braslia.

    Essa antipatia tem semanifestado de forma toexplcita que a geraomais velha comea a selembrar at mesmo dacontrovertida relao dosmilitares com a seleo

    brasileira, especialmenteo ex-presidente Mdici,que um dia tentou esca-lar o time, sendo pronta-mente repelido pelo fale-cido tcnico e jornalistaJoo Saldanha. Nem porisso Mdici deixava de irao Maracan torcer peloFluminense, mesmo noperodo mais duro do re-gime, marcado por per-seguies e mortes deadversrios.

    Da fica a perguntapara reflexo: ser do queDilma tem realmentemedo? Antig