Gazeta de Varginha - 04/05 a 06/05/2013

Download Gazeta de Varginha - 04/05 a 06/05/2013

Post on 07-Mar-2016

292 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edio 8.734

TRANSCRIPT

  • VARGINHA , 04 A 06 DE MAIO DE 2013R$ 1,00

    Vende-se

    Casa no Bairro Cidade NovaPreo da Ocasio

    Tel. 3221-4845

    Pgina 2

    PONTOPONTOPONTOPONTOPONTO DEDEDEDEDE VISTVISTVISTVISTVISTAAAAA

    Atos 20De novo, Paulo visita aMacednia e a Grcia

    Mx: 26C / Mn: 13C

    Com os voos suspen-sos desde o incio do msde abril pela falta de briga-distas, o aeroporto de Var-ginha recebeu, nesta quin-ta-feira (2), brigadistas dacidade de Resende (RJ) eos voos regulares devemvoltar no incio de junho.

    A presena destes pro-fissionais uma exigncia

    da Agncia Nacional de Avi-ao Civil (Anac) para queos voos possam acontecer.Os brigadistas que chega-ram a Varginha j esto in-corporados equipe de pre-veno de salvamento ecombate a incndios doaeroporto de Varginha.

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    twitter.com/gazetavarginha

    LOCAL/PGINA 03

    LOCAL/PGINA 05

    Pagamentode restituies

    do Impostode Renda vaicomear em17 de junho

    Com a chegada de brigadistas, vooscomerciais devem retornar em junho

    EDIO - 8.734

    Ausncia de brigada de incndio no aeroporto de Varginha gerou suspenso dos voos em 8 de abril

    Secretaria de Sade deMG registra mais de

    88 mil casos de dengue

    Cemig orienta sobre ocadastro da tarifa social

    LOCAL/PGINA 05

    Governo de MG propeconsrcio entre cidadespara eliminar lixes

    LOCAL/PGINA 03

    Receita recebeu 26 mide declaraes do IR;

    entrega dos atrasadosj pode ser feita.

    REGIONAL/PGINA 07

  • GAZETA DE VARGINHA, 04 A 06/05/2013

    PONTO DE VISTA02 PONTO DE VISTA02

    ATOS 20

    Palavras de VidaPalavras de VidaPalavras de VidaPalavras de VidaPalavras de Vida

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsabilizapor conceitos emitidos em artigos

    assinados, mesmo sobpseudnimos, que so de inteira

    responsabilidade de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes

    Sindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - Paulo

    Ribeiro da Silva Fernan-des

    (Jornalista e superinten-dente de redao-

    TB.16.851) - Horrio defuncionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departa-mento de Publicidade

    Av. dos Imigrantes,445 - Santa Maria -

    CEP 37022-560 -VARGINHA/MG

    E-mail: gazetade-varginha @gmail.com ga-z e t a c o m e r c i a l 2@ y a h o o . c o m . b rEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    Telefones (35)3221-4668(35)3221-4845

    De novo, Paulo visita aDe novo, Paulo visita aDe novo, Paulo visita aDe novo, Paulo visita aDe novo, Paulo visita a Macednia e a Grcia Macednia e a Grcia Macednia e a Grcia Macednia e a Grcia Macednia e a Grcia

    1-E, depois que ces-sou o alvoroo, Paulo cha-mou a si os discpulos e,abraando-os, saiu para amacednia.

    2-E, havendo anda-do por aquelas terras,exortando-os com muitaspalavras, veio Grcia.

    3-E, passando alitrs meses, e sendo-lhepelos judeus postas cila-das, como tivesse de na-vegar para a Sria, deter-minou voltar pela maced-nia.

    4-E acompanhou-o,at sia, Spater, deBeria, e, dos de Tessal-nica, Aristarco, e Segundo,e Gaio de Derbe, e Tim-teo, e, dos da sia, Tqui-co e Trfimo.

    5-Estes, indo adian-te, nos esperaram emTrade.

    6-E, depois dos diasdos pes zimos, navega-mos de Filipos, e em cin-co dias fomos ter com elesa Trade, onde estivemossete dias.

    7-E no primeiro diada semana, ajuntando-seos discpulos para partir opo, Paulo, que havia departir no dia seguinte, fa-lava com eles; e prolongoua prtica at meia-noite.

    8-E havia muitas lu-zes no cenculo onde es-tavam juntos.

    9-E, estando umcerto jovem, por nomeutico, assentado numajanela, caiu do terceiro an-dar, tomado de um sonoprofundo que lhe sobre-veio durante o extenso dis-curso de Paulo; e foi levan-tado morto.

    10-Paulo, porm,descendo, inclinou-se so-bre ele e, abraando-o,disse: No vos perturbeis,que a sua alma nele est.

    11-E subindo, e par-tindo o po, e comendo,ainda lhes falou largamen-te at alvorada; e assimpartiu.

    12-E levaram vivo ojovem, e ficaram no pou-co consolados.

    13-Ns, porm, su-bindo ao navio, navega-mos at Asss, onde de-vamos receber a Paulo,porque assim o ordenara,indo ele por terra.

    14-E, logo que seajuntou conosco em As-ss, o recebemos, e fomosa Mitilene.

    15-E, navegandodali, chegamos no dia se-guinte defronte de Quios, eno outro aportamos a Sa-mos e, ficando em Trog-lio, chegamos no dia se-guinte a Mileto.

    16-Porque j Paulotinha determinado passarao largo de feso, para nogastar tempo na sia.Apressava-se, pois, paraestar, se lhe fosse possvel,em Jerusalm no dia dePentecostes.

    17-E de Mileto man-dou a feso, a chamar osancios da igreja.

    18-E, logo que che-garam junto dele, disse-lhes: Vs bem sabeis, des-de o primeiro dia em queentrei na sia, como emtodo esse tempo me porteino meio de vs,

    19-Servindo ao Se-nhor com toda a humilda-de, e com muitas lgrimase tentaes, que pelas ci-ladas dos judeus me sobre-vieram;

    20-Como nada, quetil seja, deixei de vosanunciar, e ensinar publica-mente e pelas casas,

    21-Testificando, tan-to aos judeus como aosgregos, a converso aDeus, e a f em nosso Se-nhor Jesus Cristo.

    22-E agora, eis que,ligado eu pelo esprito, voupara Jerusalm, no sa-bendo o que l me h deacontecer,

    23-Seno o que oEsprito Santo de cidadeem cidade me revela, di-zendo que me esperamprises e tribulaes.

    24-Mas em nada te-nho a minha vida por pre-ciosa, contanto que cum-pra com alegria a minhacarreira, e o ministrio querecebi do Senhor Jesus,para dar testemunho doevangelho da graa deDeus.

    25-E agora, na ver-dade, sei que todos vs,por quem passei pregandoo reino de Deus, no vereismais o meu rosto.

    26-Portanto, no diade hoje, vos protesto que

    estou limpo do sangue detodos.

    27-Porque nuncadeixei de vos anunciartodo o conselho de Deus.

    28-Olhai, pois, porvs, e por todo o rebanhosobre que o Esprito San-to vos constituiu bispos,para apascentardes aigreja de Deus, que eleresgatou com seu prpriosangue.

    29-Porque eu seiisto que, depois da minhapartida, entraro no meiode vs lobos cruis, queno pouparo ao reba-nho;

    30-E que de entrevs mesmos se levanta-ro homens que falarocoisas perversas, paraatrarem os discpulosaps si.

    31-Portanto, vigiai,lembrando-vos de quedurante trs anos, nocessei, noite e dia, de ad-moestar com lgrimas acada um de vs.

    32-Agora, pois, ir-mos, encomendo-vos aDeus e palavra da suagraa; a ele que pode-roso para vos edificar edar herana entre todosos santificados.

    33-De ningum co-bicei a prata, nem o ouro,nem o vesturio.

    34-Sim, vs mes-mos sabeis que para oque me era necessrio amim, e aos que esto co-migo, estas mos meserviram.

    3 5 - Te n h o - v o smostrado em tudo que,trabalhando assim, ne-cessrio auxiliar os enfer-mos, e recordar as pala-vras do Senhor Jesus,que disse: Mais bem-aventurada coisa dar doque receber.

    36-E, havendo ditoisto, ps-se de joelhos, eorou com todos eles.

    37-E levantou-seum grande pranto entretodos e, lanando-se aopescoo de Paulo, o bei-javam,

    38-Entristecendo-se muito, principalmentepela palavra que dissera,que no veriam mais oseu rosto. E acompanha-ram-no at o navio.

    Vire a Pgina!Virar a pgina e construir um mundo novo passapor atitudes e motivao para mudar de vida.

    Na vida, o mo-mento da virada aque-le que possibilita um re-nascer em si mesmo eassumir o comando daprpria vida em vez dese contentar em ser ummero coadjuvante dosonho alheio, especta-dor de arquibancada ouainda de esperar a inici-ativa do Estado, das em-presas, de quem querque seja...

    O momento da vi-rada diz respeito s pes-soas que decidem fazerda reinveno um estilode vida. A primeira pro-vidncia jogar fora oque j no serve mais.Jogar fora velhas recei-tas e abrir espao parao novo.

    Num passado re-cente algumas coisasque garantiam o futurocomo concursos, pisto-lo poltico, diploma, es-perteza e herana j nofazem mais a diferena.O diploma, por exemplo,ajuda a entrar, mas noajuda a permanecer,neste caso considera-do um produto obsoleto,j vem carimbado atrscom tempo de validade.

    Entendo que ostrs principais inimigosdo ser humano so, pelaordem: 1. O remorsopelos erros passados 2.A ansiedade pelos pro-blemas futuros e 3. A in-gratido pelas Bnosde hoje.

    E o remdio paraestar de bem com a vida,virar a pgina e construirum mundo novo chama-se ATITUDE aliada aMOTIVAO. So esta-dos de emoo, de sen-timento e razo queDeus deu a cada um.

    E o mais importan-te que Deus deu tam-bm a capacidade indi-vidual de escolha, ouseja, cada um faz o quequiser de sua vida. Cha-mamos isso de livre ar-btrio. Portanto, se vocquer virar a pgina, aescolha sua. Para dara virada de mesa e de

    pgina e criar sua prxi-ma chance na vida, preciso trabalhar a capa-cidade de consolidar re-lacionamentos, construirmelhor um estilo de lide-rana e comunicao,ser rpido em decisese atitudes e saber ouvirs pessoas.

    Nesta nova ordemcompetitiva, o lder cons-tri pontes entre aspessoas, entre equipese entre a empresa eseus clientes e comuni-dades, em vez de cons-truir paredes que sepa-ram pessoas, departa-mentos e desconectamas empresas de seubem maior, isto : os cli-entes de seus produtose servios.

    O verdadeiro lderno cria seguidores, crianovos lderes e sabe ex-trair resultados inco-muns de pessoas co-muns.

    O caminho daspedras para a sua vira-da : Trabalho, treino,educao, esforo pes-soal, motivao, com-prometime