gazeta de varginha - 04/12/2013

Download Gazeta de Varginha - 04/12/2013

Post on 11-Mar-2016

240 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edio 8.882

TRANSCRIPT

  • Pgina 2

    PONTOPONTOPONTOPONTOPONTO DEDEDEDEDE VISTVISTVISTVISTVISTAAAAA

    Apocalipse 19

    Mx: 32C / Mn: 18C

    O jbilo no cu

    Visita de Antnio Silva Cmara marcada por assuntos polmicosForam abordados temas como o contrato com a Copasa, aumento do IPTU e sade

    A parceria entre aCopasa e a Prefeitura deVarginha termina emdezembro. Para o prefei-to de Varginha, AntnioSilva, este contrato esttotalmente defasado notempo quanto ao orde-namento jurdico. Hojeh uma nova Constitui-o Federal, Estadual,um novo Cdigo Civil ea Lei de SaneamentoBsico est totalmentereformulada. Assim oprefeito justificou o inte-resse da cidade em dis-

    cutir um novo contratosob novas bases.

    Antnio Silva fez vi-sita Cmara, segundoele de cortesia e tambmde prestao de contas,nesta segunda-feira (2/12). Foi questionado so-bre atendimentos ambu-latoriais, aumento doIPTU no ano que vem,escolas e falta de plane-jamento a longo prazona cidade, o que culmi-nou em trnsito catico.

    Encontroapresentapesquisas eexperinciasde sucesso

    no caf

    Acusados de matarjovem grvida vo a jri

    popular em Varginha

    Cmara nos Bairrostermina o ano com mais

    de 500 atendimentos

    Empresrios e autoridadesparticipam de lanamento

    do Natal na ACIV

    LOCAL/PGINA 04LOCAL/PGINA 04 LOCAL/PGINA 05

    REGIONAL/PG. 07

    LOCAL/PGINA 06

    LOCAL/PGINA 03

    A 1 Reunio Tc-nica da Cafeicultu-ra de Machado e re-gio do Sul de Mi-nas acontece hoje.

    Comeou nesta ter-a-feira (3) o jri popu-lar de um casal acusa-do de matar uma estu-dante grvida em se-tembro de 2011 em Var-ginha. A promotoriaaponta Mrcio Donizettidos Santos Jnior e Ca-mila Sabino Bordon

    como os responsveispela morte de AdryellenOtvio Pereira. Eles res-pondem por homicdiotriplamente qualificadoe a previso de que ojulgamento s acabe naquarta-feira (4).

    EDIO 8.882R$ 1, 00 VARGINHA, 04 DE DEZEMBRO DE 2013

    PGINA 09

    DEUS FIEL

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    twitter.com/gazetavarginha

  • APOCALIPSE 19

    Palavras de Vida

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsabilizapor conceitos emitidos em artigos

    assinados, mesmo sobpseudnimos, que so de inteira

    responsabilidade de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes

    Sindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - Paulo

    Ribeiro da Silva Fernan-des

    (Jornalista e superinten-dente de redao-

    TB.16.851) - Horrio defuncionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departa-mento de Publicidade

    Av. dos Imigrantes, 445

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    - Santa Maria - CEP37022-560 -

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:

    www.gazetavarginha.com.br

    O jbilo no cu1 -1 -1 -1 -1 - E, DEPOIS

    destas coisas ouvi nocu como que umagrande voz de umagrande multido, quedizia: Aleluia! Salva-o, e glria, e honra,e poder pertencem aoSenhor nosso Deus;

    2 - 2 - 2 - 2 - 2 - Porque ver-dadeiros e justos so osseus juzos, pois julgoua grande prostituta,que havia corrompidoa terra com a sua pros-tituio, e das mosdela vingou o sanguedos seus servos.

    3 -3 -3 -3 -3 - E outra vezdisseram: Aleluia! E afumaa dela sobe paratodo o sempre.

    4 -4 -4 -4 -4 - E os vinte equatro ancios, e osquatro animais, pros-traram-se e adoraram

    a Deus, que estava as-sentado no trono, dizen-do: Amm. Aleluia!

    5 - 5 - 5 - 5 - 5 - E saiu uma vozdo trono, que dizia: Lou-vai o nosso Deus, vs,todos os seus servos, evs que o temeis, assimpequenos como grandes.

    6 -6 -6 -6 -6 - E ouvi comoque a voz de uma gran-de multido, e como quea voz de muitas guas,e como que a voz degrandes troves, que di-zia: Aleluia! pois j o Se-nhor Deus Todo-Podero-so reina.

    7 -7 -7 -7 -7 - Regozijemo-nos, e alegremo-nos, edemos-lhe glria; por-que vindas so as bodasdo Cordeiro, e j a suaesposa se aprontou.

    8 - 8 - 8 - 8 - 8 - E foi-lhe dadoque se vestisse de linho

    fino, puro e resplande-cente; porque o linhofino so as justias dossantos.

    9 -9 -9 -9 -9 - E disse-me:Escreve: Bem-aventura-dos aqueles que so cha-mados ceia das bodasdo Cordeiro. E disse-me:Estas so as verdadeiraspalavras de Deus.

    10 -10 -10 -10 -10 - E eu lancei-me a seus ps para oadorar; mas ele disse-me: Olha no faas tal;sou teu conservo, e deteus irmos, que tm otestemunho de Jesus.Adora a Deus; porque otestemunho de Jesus o esprito de profecia.

    111111 -1 -1 -1 -1 - E vi o cuaberto, e eis um cavalobranco; e o que estavaassentado sobre ele cha-ma-se Fiel e Verdadeiro;

    e julga e peleja com jus-tia.

    12 -12 -12 -12 -12 - E os seusolhos eram como chamade fogo; e sobre a suacabea havia muitos di-ademas; e tinha umnome escrito, que nin-gum sabia seno elemesmo.

    13 -13 -13 -13 -13 - E estava ves-tido de uma veste salpi-cada de sangue; e onome pelo qual se cha-ma a Palavra de Deus.

    14 - 14 - 14 - 14 - 14 - E seguiam-noos exrcitos no cu emcavalos brancos, e ves-tidos de linho fino, bran-co e puro.

    15 -15 -15 -15 -15 - E da sua bocasaa uma aguda espada,para ferir com ela asnaes; e ele as regercom vara de ferro; e elemesmo o que pisa o la-

    gar do vinho do furor eda ira do Deus Todo-Po-deroso.

    16 - 16 - 16 - 16 - 16 - E no manto ena sua coxa tem escritoeste nome: Rei dos reis,e Senhor dos senhores.

    17 -17 -17 -17 -17 - E vi um anjoque estava no sol, e cla-mou com grande voz,dizendo a todas as avesque voavam pelo meiodo cu: Vinde, e ajuntai-vos ceia do grandeDeus;

    18 -18 -18 -18 -18 - Para que co-mais a carne dos reis, ea carne dos tribunos, ea carne dos fortes, e acarne dos cavalos e dosque sobre eles se assen-tam; e a carne de todosos homens, livres e ser-vos, pequenos e gran-des.

    19 - 19 - 19 - 19 - 19 - E vi a besta,

    e os reis da terra, e osseus exrcitos reuni-dos, para fazeremguerra quele que es-tava assentado sobre ocavalo, e ao seu exr-cito.

    20 -20 -20 -20 -20 - E a besta foipresa, e com ela o fal-so profeta, que diantedela fizera os sinais,com que enganou osque receberam o sinalda besta, e adorarama sua imagem. Estesdois foram lanadosvivos no lago de fogoque arde com enxofre.

    21 - 21 - 21 - 21 - 21 - E os demaisforam mortos com aespada que saa daboca do que estava as-sentado sobre o cava-lo, e todas as aves sefartaram das suas car-nes.

    Por uma poltica mais tica e menos intoleranteObservando al-

    guns dos ltimos acon-tecimentos polticosdos ltimos tempos,vejo a necessidade ur-gente da recomposi-o da tica na ativi-dade poltica brasilei-ra.

    Viajado por todoo Brasil e conversadocom pessoas de dife-rentes regies, de dis-tintas realidades s-cio-econmicas e mes-mo culturais, nota-seuma clara sensao epercepo comum dedescrena e de indig-nao com os episdi-os que ocorrem nocentro do poder naci-onal.

    E toda esta sen-sao e percepo seremetem perda doslimites da tica quedeveriam coordenar avida comum nacional,principalmente nocampo poltico.

    Estes aconteci-mentos que envolvemalguns polticos queobtiveram fora e ex-presso dentro do go-

    verno Federal termi-nam rebaixando a ati-vidade poltica noapenas destes indiv-duos, mas de toda aclasse poltica. Fatoscomo estes fazem comque a poltica venhaperdendo sua dimen-so como motor capazde transformar a soci-edade. Dentro destecampo o PT, que go-verna o pas pelos l-timos 11 anos um dosmaiores responsveispor este rebaixamen-to da atividade polti-ca. O partido do gover-no Federal tem tenta-do legitimar a menti-ra como forma de de-bate e de luta poltica.

    Para o partido do go-verno, ou se est comeles ou contra eles,esquecendo a questofundamental que soos interesses do Bra-sil.

    Assim como navida, na poltica, amentira multifacial.Ora ela se mostra demaneira mais suave eleve, fingindo-se deinofensiva, atravs depequenas alteraes eomisses passadas aconta-gotas para queno se perceba a rea-lidade.

    Ela tambm podeter um rosto dura, nassinalizaes perma-nentes aos aliados de

    que na poltica a regra no ter regras, pas-sando por cima de va-lores em prol do moteque os fins justificamos meios. Para al-guns, como para umdeterminado ex-presi-dente da repblica, napoltica, podemos fa-zer o diabo, mostran-do assim uma posturasem nenhum escrpu-lo ou carter.

    O rosto desta po-ltica pode ainda serraivoso e destrutivo,num estimulo cons-tante a intolerncia eao dio, onde fazeroposio ser consi-derado inimigo. Nainternet, h esforosorganizados monu-mentais com o objeti-vo de caluniar e difa-mar e desrespeitaradversrios. Para al-guns que fazem estapoltica rasteira emesmo fantica, aque-les que a enfrentam efazem oposio devemser tratados como ini-migos a serem abati-dos haja o que houver

    em sua honra e emsua imagem pblica.Com isso h a tentati-va clara de alterar osfatos e transformarmentiras em verda-des, sem discusso aomelhor estilo ditatori-al.

    Precisamos se-

    guir a construo donosso pas com basesopostas a estas do dioe da intolerncia, massim com os alicercesbaseados no respeito ena tica e no na into-lerncia. As diferen-as so necessrias ebem vindas.

    04 DE DEZEMBRO DE 201302 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

  • Visita de Antnio Silva Cmara marcada por assuntos polmicosForam abordados temas como o contrato com a Copasa, aumento do IPTU e sade

    A parceria entre aCompanhia de Sanea-mento de Minas Ge-rais Copasa e a Pre-feitura de Varginhatermina em dezem-bro. Para o prefeito deVarginha,