Gazeta de Varginha - 22/05/2014

Download Gazeta de Varginha - 22/05/2014

Post on 09-Mar-2016

217 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Edio 8.991

TRANSCRIPT

PGINA 02PONTO DE VISTAxodo 38Mx: 29 / Mn: 13O altar do holocaustoMudana do trnsito completauma semana e divide opiniesEDIO 8.991R$ 1, 00 VARGINHA, 22 DE MAIO DE 2014DEUS FIELLOCAL/PGINA 03Motoristas aprovam e usurios de nibus se dizem prejudicados; Autotrans vai estudar alteraesLOCAL/PGINA 04Enquanto a maioriados motoristas aprovamas mudanas realizadasno trnsito de Varginha,desde o dia 14 de maio,o mesmo no se podedizer dos usurios dotransporte coletivo urba-no. O novo sistema ado-tado pela empresa Auto-trans, para se adaptar asnovas mos do trnsitolocal, tem confundido ospassageiros. Para chegara muitos destinos, agora preciso fazer baldeaoe pegar uma nova linha.Para adotar o siste-ma de integrao, comodenominou a empresanibus, foi criado o Car-to Cidado, que deveser utilizado pelas pesso-as atingidas pelas modi-ficaes. A Autotranstambm divulgou umacartilha explicativa paratentar facilitar a vida dosusurios do transportecoletivo. Segundo a em-presa, o raciocnio da in-tegrao a custo zero ode complementar o des-locamento de uma liga-o direta existente e ago-ra extinto.Homem de58 anos caiem golpedo bilhetepremiadoem VarginhaVarginha ser beneficiada com gsnatural; entenda como funcionaLOCAL/PGINA 05LOCAL/PGINA 06A Prefeitura de Var-ginha e a Gasmig assi-nam nesta quinta-feira(22/5) protocolo paradoao de rea empre-sa e para a respectivainstalao da mesma nacidade. A Companhiade Gs de Minas Gerais Gasmig vai ocupar emVarginha uma rea de3.500 metros quadra-dos. O projeto conce-dendo direito de uso aoterreno foi aprovadosegunda-feira (19), naCmara Municipal deVarginha.Inscries para o ExameNacional do Ensino Mdioterminam nesta sextaLOCAL/PGINA 06Procaf vai realizar Diasde Campo em Varginhagazetadevarginha@gmail.comwww.jornalgazetadevarginha.comfacebook.com/gazetavga1 - FEZ tambm oaltar do holocausto demadeira de accia; decinco cvados era o seucomprimento, e de cin-co cvados a sua lar-gura, era quadrado; ede trs cvados a suaaltura.2 - E fez-lhe as suaspontas nos seus quatrocantos; da mesma peaeram as suas pontas; ecobriu-o de cobre.3 - Fez tambm to-dos os utenslios do al-tar; os cinzeiros, e asps, e as bacias, e os gar-fos, e os braseiros; todosesses pertences fez decobre. 4 - Fez tambm,para o altar, um crivo decobre, em forma derede, na sua cercaduraem baixo, at ao meio doaltar.5 - E fundiu quatroargolas para as quatroextremidades do crivode cobre, para os luga-res dos varais.6 - E fez os varais demadeira de accia, e oscobriu de cobre.7 - E ps os varaispelas argolas aos ladosdo altar, para com eleslevar o altar; f-lo oco ede tbuas.8 - Fez tambm a piade cobre com a sua basede cobre, dos espelhosdas mulheres que sereuniam, para servir porta da tenda da con-gregao.9 - Fez tambm o p-tio do lado meridional;as cortinas do ptioeram de linho fino tor-CNPJ: 21.535.075/0001-47A redao no seresponsabiliza porconceitos emitidos emartigos assinados, mesmosobpseudnimos, que so deinteira responsabilidadede seus autores.Dirio de CirculaoRegional - DiretoraAdministrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. FernandesSindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - PauloRibeiro da Silva Fernan-des(Jornalista e superinten-dente de redao-M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hsABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais doInteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas doInteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior deMinas GeraisENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845VARGINHA/MGE-mail: gazetadevarginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.brPalavras de Vida 22 DE MAIO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTAO altar do holocaustoxodo 38cido, de cem cvados.10 - As suas vinte co-lunas e as suas vinte ba-ses eram de cobre; oscolchetes destas colunase as suas molduras eramde prata;11 - E do lado nortecortinas de cem cva-dos; as suas vinte colu-nas e as suas vinte baseseram de cobre, os col-chetes das colunas e assuas molduras eram deprata.12 - E do lado do oci-dente cortinas de cin-Antonio AdilsonMuradSempre vimos pol-ticos tentando se bene-ficiar das conquistas fu-tebolsticas, ora dandoagrados aos eleitores,ora aproveitando-se domomento de felicidadedo torcedor quando davitria de seu time docorao. Mas seria o bra-sileiro to fantico porfutebol que as vitriasdo seu time ou da sele-o nacional aplacariameventuais descontenta-mentos com sua pr-pria vida e de sua co-munidade? Parece queno bem assim.Os resultados dasltimas eleies nosmostram que no hum nexo causal entre ofutebol e as urnas. Em1998 perdemos vergo-nhosamente a Copa doMundo para a Frana emesmo assim o entopresidente FernandoHenrique conseguiu areeleio. Em 2002 ga-nhamos e o candidatooficial perdeu. Nasduas ltimas copas fo-mos derrotados e o par-tido que estava no po-der conseguiu sair vito-rioso. Seramos entoto fanticos por esteesporte quanto nos fazparecer?No no intuito dedirimir tal questo, aPluri Consultoria reali-zou um estudo ondeconcluiu que o gosto dobrasileiro por futebolno to grande quan-to parece. S vendo ataxa de ocupao dosestdios, de apenas21,8%, no precisamosser experts no assuntopara saber que h umfuro entre a fama de fa-nticos pela bola e a re-alidade.No campeonatobrasileiro srie A, ondejoga a elite esportivanacional, esse ndicesobe para medocres38,4%, ficando bemabaixo dos campeona-tos europeus, mexicano,argentino e pasmem,at mesmo dos EUA. NaInglaterra, onde o fana-tismo por futebol gerouno passado os hooli-gans, jovens de perife-ria que gostavam maisde brigar do que assis-tir aos jogos, ns per-demos para a primeira,segunda e at para aterceira diviso.Ainda segundo aPluri, nosso time comtorcida mais fiel, o Co-rinthians, teve mdia de66% de ocupao emseus jogos, enquantomandante, ficandobem abaixo dos alemesBorussia Dortmun,Bayern de Munich, dosingleses ManchesterUnited e Tottenham edo americano SeattleSounders, todos com100%.Diversos outros ti-mes ingleses, alemes,franceses, holandeses eitalianos tm taxa acimade 90% e, na lista daPluri no aparece ne-nhum outro time bra-sileiro exceto o Corin-thians. Os demaisgrandes clubes nacio-nais como Flamengo,Atltico Mineiro, San-tos, Cruzeiro e Vascono fazem parte do se-leto grupo de times cujatorcida comparece aosestdios.E estamos aqui fa-lando da elite do fute-bol brasileiro, onde es-to os jogadores commaior salrio e talento.E nas outras divises ecidades do interior?Respondo. A frequn-cia um verdadeiro de-sastre. Se o clube notiver o apoio da prefei-tura no dura muitotempo. Sem a renda dastransmisses televisivase com os estdios vazi-os, eles s sobrevivemgraas persistncia dealguns fanticos.E porque temos afama de loucos por fu-tebol? Por que o pas chamado de a ptria dechuteiras? Pode serque isso venha da eraVargas (1930-1945 e1950-1954), perodoonde o nacionalismo foifortemente incentivadopelo governo, enalte-cendo tambm as qua-lidades do cidado co-mum. Os detentores dopoder tinham que en-contrar alguma coisaboa no brasileiro, esco-lhendo ento sua pre-tensa habilidade no tra-to com a bola.Quando em 1950nossa seleo perdeu afinal da copa para oUruguai, dentro doMaracan, parecia quea propaganda getulistano teria rendido resul-tados, porm, a geraoPel retomou a sina,ganhando as copas de58, 62 e 70. Parecia serverdade. Nossos joga-dores so mais habilido-A ptria de chuteirassos que os europeus enossa seleo a melhordo mundo. Todos oslocutores e comentaris-tas esportivos diziamisso. Os polticos confir-mavam construindo es-tdios pelo pas afora,verdadeiros elefantesbrancos.Goebbels, ministroda propaganda de Hi-tler dizia: uma menti-ra contada mil vezestorna-se uma verdade. isso, fomos engana-dos, o Brasil no opas do futebol, no so-mos a ptria de chutei-ras e nossos jogadoresno so os melhores domundo.Mas quem sabe issono seja algo to ruimquanto parece?Antonio AdilsonMuradqenta cvados, as suascolunas dez, e as suasbases dez; os colchetesdas colunas e as suasmolduras eram de pra-ta.13 - E do lado leste,ao oriente, cortinas decinqenta cvados. 14 - As cortinas deum lado da porta eramde quinze cvados; assuas colunas trs e assuas bases trs.15 - E do outro ladoda porta do ptio, deambos os lados, eramcortinas de quinze c-vados; as suas colunastrs e as suas bases trs.16 - Todas as corti-nas do ptio ao redoreram de linho fino tor-cido.17 - E as bases dascolunas eram de co-bre; os colchetes dascolunas e as suas mol-duras eram de prata; eo revestimento dosseus capitis era deprata; e todas as colu-nas do ptio eram cin-gidas de prata.GAZETA DE VARGINHA | 0322 DE MAIO DE 2014LOCALMotoristas aprovam e usurios de nibus se dizem prejudicados; Autotrans vai estudar alteraesMudana do trnsito completauma semana e divide opiniesVENDE-SE CASATerreno 400m. Construo 360m, em dois pavimentos. 4 quar-tos (1 sute), garagem para 3 carros, lavabo, 2 salas e 2 terra-os. Alto do Parque Mariela, ao lado do Hospital Varginha.Valor: R$ 650 mil. Contato: 35 8704-7300 (proprietrio).Enquanto a maioriados motoristas aprovamas mudanas realizadasno trnsito de Varginha,desde o dia 14 de maio,o mesmo no se podedizer dos usurios dotransporte coletivo urba-no. O novo sistema ado-tado pela empresa Auto-trans, para se adaptar asnovas mos do trnsitolocal, tem confundido ospassageiros. Para chegara muitos destinos, agora preciso fazer baldeaoe pegar uma nova linha.Para adotar o siste-ma de integrao, comodenominou a empresanibus, foi criado o Car-to Cidado, que deveser utilizado pelas pesso-as atingidas pelas modi-ficaes. A Autotranstambm divulgou umacartilha explicativa paratentar facilitar a vida dosusurios do transportecoletivo. Segundo a em-presa, o raciocnio da in-tegrao a custo zero ode complementar o des-locamento de uma liga-o direta existente e ago-ra extinto.As mudanas exigi-ram mais ateno e tem-po dos moradores queusufruem do servio.Para isso, a Autotransest ouvindo as reclama-es e necessidades dospassageiros para que se-jam feitas pequenasadaptaes nas linhas enos itinerrios. De acor-do com Antonio Virglio,gerente da empresa,aps 30 dias da implan-tao ser feito um estu-do para possveis melho-rias.Carros e motosJ a maioria dos mo-toristas de carros e dosmotociclistas tem acha-do a mudana positiva,justamente pelo tempopara realizar o trajeto quefoi alterado. O fluxo deveculos vem acontecen-do com mais facilidade.Dirigir sem cruzar comoutros carros e com se-mforos interligados jajuda bastante, disse ovendedor Marcelo Jni-or.Diante das mudan-as na prtica, mais pa-rece ter se beneficiado o motociclista. A inci-dncia de acidentes en-volvendo os motoqueirosdeve diminuir pela ado-o da mo-unica emavenidas de grande flu-xo e alta velocidade. Amudana pode ser posi-tiva, mas preciso maiseducao e cautela detodas as pessoas, ressal-tou o motoboy NivaldoBenedito Souza.MudanasDesde o dia 14 demaio, comeou a funci-onar o novo trnsito apartir da Avenida Prin-cesa do Sul, na Praa dosLees, passando pelasavenidas Francisco Na-Confeces decamisetascamisetascamisetascamisetascamisetas- Uniformes escolares- Uniformes empresariais3222-21553222-21553222-21553222-21553222-2155gryppy@gryppy.com.brgryppy@gryppy.com.brgryppy@gryppy.com.brgryppy@gryppy.com.brgryppy@gryppy.com.brvarra, Major Venncio eBenjamin Constant, ato Terminal Rodovirio.Todo esse trecho passoua ser utilizado em monica no sentido Prince-sa do Sul/Rodoviria.Para quem sai doTerminal Rodovirio estvalendo mo dupla at aIgreja de Ftima, comopo de retorno pelaAvenida Dr. Mdena oupela Rua Alice, que dacesso a Avenida OtvioMarques de Paiva. Algu-mas vias secundrias ti-veram inverso de senti-do.Homem de 58 anos cai em golpedo bilhete premiado em Varginha04 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE MAIO DE 2014LOCALUm homem de 58anos foi vtima do gol-pe do bilhete premiadona manh desta tera-feira (20), em Vargi-nha. De acordo comPolicia Militar, a vtimarelatou que transitavapela Rua Doutor JosJustiniano dos Reis, noSion, quando foi abor-dado por dois indivdu-os que ocupavam umveculo Sedan, cor pra-ta, placas d do munic-Av. So Jos, 317 - Sala 05 - Varginha - (35) 3221-5366NELSONRPRADOClnica de OtorrinolaringologiaR. Jos Cristiano do Prado, 254, Paraguau - (35) 3267-1911A Construtora Cherem Ltda, oferece vagas deemprego na rea da Construo Civil para Por-tadores de Necessidades Especiais para asseguintes funes: Pedreiro, Servente, Pintor,Carpinteiro, Bombeiro.Os interessados entrar em contato no Tel.: 35-8417-6774 falar com Rosane , ou canteiro deobras situado Rua Lidia Alvarenga de Carva-lho, 515 Bairro: Dos Carvalhos ResidencialNovo Tempo Varginha/MG.VAGAS DE EMPREGOPromover a interaoentre os diversos setoresque contribuem para asade da comunidade foium dos objetivos do Se-minrio Territrios Sau-dveis. Aes desenvolvi-das referentes ao AedesAegyptis, Aranhas e Es-corpies. Realizado pelosetor de Vigilncia Ambi-ental, em parceria com osetor de Combate den-gue, o Seminrio aconte-ceu no auditrio do Unis,e contou com a participa-o a dupla de humoris-tas - Boka Mole e Quei-xada, que de maneira di-vertida e descontradatrataram de dois impo-tentes temas: Dengue eEscorpio.J o mdico veterin-Dengue e captura de escorpies foram tema de Seminriopio de Campinas-SoPaulo. Um dos autores in-formou vtima queacompanhava um ido-so a uma lotrica parareceber um prmio deR$ 3 milhes proveni-ente da Mega-Sena, eque pelo fato do idososer analfabeto, precisa-ria de seu auxlio pararesgatar o prmio. Pro-meteram que a vtimareceberia como gratifi-cao a quantia deR$250.000,00. Acreditando nofato, o homem embar-cou com os golpistas, eento foram a uma casalotrica para receber osuposto prmio. Po-rm, os dois autoresalegaram que para rea-lizar a retirada era ne-cessrio dar uma entra-da em dinheiro, pedin-do a vitima algumaquantia, informandorio Demtrio JunqueiraFigueiredo falou ao p-blico presente das polti-cas pblicas para o SculoXXI e as bilogas do Ins-tituto Butant de SoPaulo, Drs. VanessaGonalves, Denise MariaCndido e Andrea Mar-tins, abordaram o temaAranhas e Escorpies eainda ministraram treina-mento prtico para a equi-pe de Varginha, supervi-sionada por Luiz FelipeBarreiro Maciel, para acaptura de escorpies,que aconteceu no Cemi-trio Municipal, local deque seria compensadadepois.O homem foi lo-trica e retirou R$1300,00 de sua contabancria, repassandoaos autores. Aps rece-berem o dinheiro, elesdeixaram a vtima naRua Coronel Jos Al-ves, fugindo logo emseguida. A PM deu in-cio ao rastreamento pe-los golpistas, que con-tinua.maior concentrao doanimal cuja picada podelevar a morte.Partimos do princpiode que a cada dia se tornamais necessria a partici-pao da populao e dealiados s diretrizes dasPolticas Pblicas, para obem estar da sociedade.Dai a importncia desseevento que s veio a so-mar as aes que j desen-volvemos na cidade, des-tacou a encarregada dosetor de Vigilncia Ambi-ental Rosngela Conde.Dengue e captura de escorpies foram tema de SeminrioGAZETA DE VARGINHA | 0522 DE MAIO DE 2014LOCALVarginha ser beneficiada com gsnatural; entenda como funcionaA Companhia de Gs de Minas Gerais vai ocupar em Varginha uma rea de 3.500 metros quadradosA Prefeitura de Vargi-nha e a Gasmig assinamnesta quinta-feira (22/5)protocolo para doao derea empresa e para arespectiva instalao damesma na cidade. A Com-panhia de Gs de MinasGerais Gasmig vai ocu-par em Varginha uma reade 3.500 metros quadra-dos. O projeto conceden-do direito de uso ao terre-no foi aprovado segunda-feira (19), na Cmara Mu-nicipal de Varginha.Neste local, prximo aAvenida do Contorno, aGasmig vai instalar umabase para a descompres-so do gs que chegar viagasoduto. Descomprimi-do, o gs natural ser en-to distribudo para as em-presas interessadas.Desta base o gs natu-ral ser distribudo por umgasoduto de distribuio,com 3,3 quilmetros deextenso e potencial paraum volume de 18 mil m/dia. A rede passar pelaRua Jos Sanches, seguin-do pelas Avenidas MessiasBarros e Coronel JosFrancisco Coelho, at che-gar ao seu ponto final, pr-ximo Avenida Rogassia-no Francisco Coelho, nobairro Industrial JK. AGasmig prev investimen-tos da ordem de R$ 3,6milhes nessa obra, queemprega tubos de PEAD(polietileno de alta densi-dade), com dimetros de125 mm e 63 mm.Uso residencial e vei-cularAlm do uso industri-al o gs natural tem outrosusos, como em residnci-as e veculos. O gs natu-ral pode ser usado emchuveiros, piscinas, sau-nas, banheiras, torneiras,foges, lareiras, pisos, ar-condicionado, aquecedo-res, churrasqueiras e emalguns eletrodomsticos,substituindo parcialmen-te o uso de energia eltri-ca e dispensando o uso dogs liquefeito de petrleo(GLP).Uma das mais tradici-onais formas de uso do gsnatural em residncias oaquecimento de gua. Agua aquecida por meiode um aparelho que pro-duz calor pela queima degs natural. Se a rede hi-drulica estiver interliga-da, com apenas um aque-cedor possvel ter guaaquecida em diversospontos da residncia: nochuveiro, nas pias do ba-nheiro e da cozinha, nasduchas higinicas, no tan-que e na mquina de lavar.A Gasmig tem incre-mentado as suas redes dedistribuio em perme-tro urbano, o que abre aoportunidade para que oconsumidor residencialpossa se beneficiar dasvantagens e da economiaproporcionada pela utili-zao do gs natural. Ocombustvel chega at asresidncias por meio deum ramal subterrneo, li-gado rede de gasodutosda Gasmig.Confira as vantagensde utilizar o gs natural emsua residncia:Economia uma alternativamais eficiente e barata emcomparao com a energiaeltrica e o gs liquefeitode petrleo (GLP) O consumidor pagaapenas o que consumiu,baseado na leitura mensalda medio. Os prmios (custos)de seguro de imveis queutilizam gs natural somenores. O preo tabeladopelo Estado.Segurana Como mais leve doque o ar, o gs natural dis-sipa rapidamente na at-mosfera, reduzindo os ris-cos de exploso em casode vazamento. O gasoduto subter-rneo. No h estocagemem recipientes de altapresso.Praticidade Tem fornecimentocontnuo, como a energiaeltrica e a gua. O consu-midor no precisa se pre-ocupar com o reabasteci-mento, com pedido decompra e com o controlede estoque. Oferece vrias pos-sibilidades de uso, comoem lareiras, sauna, chur-rasqueira, iluminao etc. Dispensa o trnsitode caminhes de reabas-tecimento dentro do con-domnio, como ocorrecom o GLP. mais limpo que oGLP, o que implica maiordurabilidade e facilidadede manuteno dos aque-cedores, dos foges eutenslios.Para uso em veculos, preciso uma adaptao.A converso realizadaatravs da instalao de umkit de gs, composto basi-camente de: cilindro dearmazenamento, redutorde presso, vlvula deabastecimento, tubulaode alta presso e dispositi-vos eletrnicos. O carroconvertido fica ento bi-combustvel, ou seja, fun-ciona com o GNV e com ocombustvel original (l-cool ou gasolina), aumen-tando assim sua autonomiatotal.Procaf realiza Dias de Campo em VarginhaA Fundao Procafrealiza na Fazenda Experi-mental de Varginha, nasprximas quarta e quinta-feira (28 e 29 de maio), oevento Dias de Campo,com o tema Tecnologiaspara a Lavoura Cafeeira. Entre e 8h30 e 13h ha-ver visitas, onde os parti-cipantes podero ver expe-rimentos de cultivares comresistncia ferrugem,sistemas de irrigao, con-duo de brotos em lavou-ras podadas e demonstra-es das empresas patroci-nadoras. Mais informaespelo 3214-1411.Inscries para o Exame Nacional doEnsino Mdio terminam nesta sexta06 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE MAIO DE 2014LOCALQuem vai fazer oExame Nacional do En-sino Mdio (Enem) nopode mais perder tem-po. Esta a ltima se-mana para se inscreverpara realizao do exa-me, que garante que oestudante possa con-correr a uma vaga emuma instituio federalde ensino superior p-blica, por meio do Sis-tema nico de SeleoUnificada (Sisu), ou poruma bolsa em uma ins-tituio particular, atra-vs do Programa Uni-versidade Para Todos(Prouni). Se o estudan-te optar pelo ensino tc-nico quando terminar oensino mdio, tambmvai usar a nota do Enemno Sistema de SeleoUnificada da EducaoProfissional e Tecnol-gica (Sisutec).O Enem recebe ins-cries somente at estasexta-feira (23/05). In-teressados devem aces-sar o site do exame. Asprovas sero nos dias 8e 9 de novembro. Quemquiser utilizar o examepara retirar a Certifica-o de Concluso doEnsino Mdio deve in-dicar essa informao,no ato da inscrio.A taxa de R$ 35,mas estudantes que cur-sam o ensino mdio emescola pblica e aquelesque declararem carn-cia socioeconmica comdocumentos compro-batrios esto automa-ticamente isentos dataxa de inscrio. Paraauxiliar os candidatos, oInstituto Nacional deEstudos e PesquisasEducacionais (Inep)produziu um passo apasso, que pode seracessado no mesmosite.Em 2014, o nme-ro de inscritos, em umasemana, supera em19,82% o da edio an-terior 3.278.231 ins-critos em 2013, nessemesmo perodo. At s9h desta segunda-feira(19/05), j eram regis-trados 4.088.627 para aprova.Com o grande n-mero de pessoas quequerem se inscreverpara fazer o exame, oInstituto Nacional deEstudos e PesquisasEducacionais AnsioTeixeira (Inep) reco-menda que os candida-tos faam a inscriocom antecedncia, emhorrios com menornmero de acessos aosistema no incio damanh, at s 9h; tar-de, entre 14h e 17h; e noite, aps s 21h.GAZETA DE VARGINHA | 0722 DE MAIO DE 2014REGIONALO secretrio de Sa-de de Pouso Alegre, LuizAugusto Faria Cardoso,participou nesta tera-feira (20) de uma sessoordinria na Cmara dosVereadores para prestaresclarecimentos sobre ossupersalrios recebidospor trs mdicos da cida-de. Segundo Cardoso, odinheiro era depositadonas contas dos profissio-nais para que eles fizes-sem o pagamento a outrosplantonistas que no tmcontrato com a prefeitu-ra.O caso, denunciado,mostrou que, s em feve-reiro, Maria do CarmoBorges, WanderclaytonBueno e Ricardo Chca-ra teriam custado mais deR$ 160 mil aos cofres p-blicos.Esses valores acon-teceram no para con-templar um nico salrio,mas de contemplar sal-rios de outros mdicosque tambm prestaramservios. Ento no cor-responde a supersalrios,e sim um montante de sa-lrios aplicados nos sal-rios de alguns profissio-nais. No existem super-salrios dentro da Prefei-tura de Pouso Alegre,afirmou o secretrio.De acordo com o ad-vogado especialista emadministrao pblica,Luciano Adiel Lopes,caso se confirme, a me-dida adotada pelo secre-trio de Sade irregu-lar. A constituio nopermite a contrataoverbal de funcionrios nosetor pblico e nem queo pagamento seja deposi-tado na conta de outrosprofissionais.Alm dos esclareci-mentos perante a Cma-Secretrio diz que 'Salrios eram para pagar outros plantonistas'ra nesta tera-feira, o se-cretrio ainda vai ter quecomparecer ComissoParlamentar de Inquri-to (CPI), que foi instau-rada para investigar asdenncias. Segundo opresidente da casa, Gil-berto Barreiro, os mem-bros da comisso aindadevem ser escolhidos. Odocumento foi assinadopor cinco vereadores,que representam umtero da casa, no ltimodia 13.InvestigaesEste ms, o Minist-rio Pblico Estadual co-meou a investigar o casodos supersalrios dostrs mdicos. O rgodeu um prazo de 15 diaspara que o secretrio deSade do municpio, LuisAugusto de Faria Cardo-so, explique os altos sal-rios com vencimentos deat R$ 72 mil em um ni-co ms.Criana de 7 anos estuprada pelo filho do namorado da av em PoosUma criana de 7anos precisou ser envi-ada a um abrigo nestatera-feira (20) aps servtima de violncia sexu-al em Poos de Caldas.Segundo a Polcia Mili-tar, a menina teria sidoestuprada por um jo-vem de 20 anos na lti-ma segunda-feira (19),no entanto, a ocorrn-cia s foi registrada umdia depois, quando ocaso chegou ao Conse-lho Tutelar.De acordo com osmilitares, a criana quei-xou-se de dores na re-gio genital e contou auma conselheira tutelarque foi agredida pelofilho do namorado desua av, que vive namesma casa que ela. Se-gundo a garota, ela es-tava no banho quandoo rapaz pediu a ela quedesligasse o chuveiro efosse at ele. Como elase recusou, o homem foiat o banheiro, desligouo chuveiro e comeou aalis-la, tocando as par-A Prefeitura j haviainciado uma investigaointerna sobre o caso. Re-presentantes dos setoresjurdico e administrativose reuniram com o secre-trio para analisar a folhade pagamento dos trsmdicos. Tambm na l-tima semana, a CmaraMunicipal aprovou a con-vocao de Cardoso paradepor no plenrio do Le-gislativo.De acordo com o se-cretrio de Sade, a in-vestigao interna daprefeitura deve ser con-cluda em 30 dias. Foiaberto na prefeitura umainvestigao para apuraros valores apresentadospela mdia. Nesse mo-mento, ns estamos esti-mando que em um prazode 30 dias a gente possaconcluir esse processopara poder esclarecer es-ses valores, explicouCardoso.O secretrio tambmfoi questionado sobre omotivo dos valores ofere-cidos aos mdicos. Exis-te dentro da prefeituradispositivos para fazeresse controle. Dispositi-vos de diretoria queacompanham todo esseprocesso. Ento isso es-tar sendo calcado tam-bm nesta investigao,completou.A Cmara Municipalde Pouso Alegre haviaconvocado Cardoso paradar explicaes, o queno aconteceu. A cmaraento sugeriu a criaode uma CPI. A CmaraMunicipal tem a obriga-o de no mnimo pedirexplicao ao secretriode Sade e tambm con-vocar uma CPI para queos documentos sejamapurados. A CPI a for-ma mais simples e rpidade esclarecer o que estacontecendo, afirma overeador Paulo ValdirFerreira.Secretrio de Sade de Pouso Alegre prestouesclarecimentos Cmara dos Vereadorestes ntimas e provocan-do dores.A menina foi enca-minhada Santa Casade Poos de Caldas eacompanhada da con-selheira tutelar, foi aten-dida e recebeu o aten-dimento necessrio. Jo rapaz suspeito do es-tupro foi localizado,preso e encaminhado Delegacia de Polcia Ci-vil. A garota foi retiradada casa dos familiares, jque ela e o agressor vi-vem na mesma residn-cia.Motorista perde controle de carro e invade casaO motorista de umcarro perdeu o contro-le e invadiu uma casano municpio de La-vras na tarde desta ter-a-feira (20). Segundoo Corpo de Bombeiros,na hora da batida, nohavia nenhum mora-dor na residncia. Omotorista sofreu umcorte na cabea.Conforme os bom-beiros, o motorista doveculo faz uso de me-dicamentos controla-dos e h indcios de queele tenha desmaiadopouco antes da batidade carro. Na hora doacidente, o motoristaestava sozinho no ve-culo.Ainda conforme ocorpo de bombeiros dacidade, o motoristaapresentava um com-portamento agressivo eno queria ser atendi-do. Motorista perde controle e invade residncia em Lavras08 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE MAIO DE 2014REGIONALRadares da Ferno Dias registram58 mil infraes somente em abrilMesmo sem a apli-cao de multas, os 19radares instalados aolongo da Rodovia Fer-no Dias, que entraramem operao no dia 28de fevereiro, j registra-ram cerca de 550 milocorrncias por excessode velocidade em pou-co menos de trs meses.S n a regio do Sul deMinas, segundo a Con-cessionria AutopistaFerno Dias, que admi-nistra a rodovia, os seteradares instalados aolongo do trecho sulmi-Justia Federal suspende liminar quereduziria nvel da Represa de PeixotoUma liminar da Jus-tia Federal expedidanesta tera-feira (20)suspendeu a medidaanunciada por FurnasCentrais Eltricas quepretendia reduzir o nvelda Represa de Peixoto,que fica entre Passos eDelfinpolis, em at 13metros. Na liminar, o juizBruno Augusto SantosOliveira determina aindaque Furnas apresente asjustificativas para a redu-o do nvel do lago.O annciou gerou v-rios protestos de morado-res e autoridades que te-mem as consequnciasda queda do nvel. Na se-gunda-feira (19), mora-dores, prefeitos e repre-sentantes de Furnas sereuniram em uma audi-ncia pblica para discu-tir a questo. Por causa daestiagem, o OperadorNacional do Sistema(ONS) estuda a reduodo reservatrio at a cotamnima, que de 653metros em relao ao n-vel do mar. Atualmente,o nvel est em 663 me-tros, trs abaixo do nvelmximo,que de 666metros.Moradores e donosde ranchos apontaram v-rios impactos negativosque a cidade pode sofrercaso a medida seja toma-da, como, por exemplo, abalsa, que o principalmeio de acesso ao muni-cpio. Na agricultura, oprimeiro impacto na ir-rigao de lavouras, almdos ranchos, que tam-bm devem ficar semgua. Outra preocupao com as reas onde o es-goto lanado.PrevenoPara prevenir o desa-bastecimento de gua, osistema de captao dePassos e So Joo Batistado Glria j recebe mu-danas para evitar a faltade gua.Em Passos, por exem-plo, cerca de 80% da guaque abastece o municpiovem do Ribeiro Bocana.A outra parte captada naRepresa de Peixoto, tra-balho que comeou hdois anos no limite comSo Joo Batista do Gl-ria, prximo ponte queliga os municpios.Hoje a profundidadeno local de cerca de trsmetros. Com a reduo donvel do reservatrio, jest sendo construdauma nova plataforma flu-tuante para que a capta-o da gua no seja in-terrompida. Um estudorealizado por Furnasmostrou que o leito doRio Grande dever voltara aparecer e somente como novo sistema ser pos-svel bombear a gua ata estao de tratamento.O mesmo sistema jexiste em So Joo Batis-ta do Glria, onde toda acaptao feita no RioGrande e no existe ou-tra alternativa para abas-tecer a populao. Sem aplataforma flutuante, omunicpio ficaria semgua.neiro apontaram 58 milinfraes durante o msde abril. A mdia de1,34 infrao por minu-to.A maior parte dasinfraes cometidas naregio foram registra-das pelo radar instaladoem Estiva: 23.773.Os radares instala-dos em Camanducaia eCarmo da Cachoeira re-gistraram 8.843 e 8.806infraes respectiva-mente. Alm dessesmunicpios, tambm hequipamentos instala-dos nos trechos quepassam por Santo Ant-nio do Amparo e Cam-bu.Segundo a Auto-pista Ferno Dias, ain-da no h a previsopara o incio da aplica-o de multas aos mo-toristas infratores.Um convnio entrea Agncia Nacional deTransporte Terrestre(ANTT) e a Polcia Ro-doviria Federal (PRF)ser necessrio paraque as multas comecema ser aplicadas.Os radares instalados na Rodovia Ferno Dias ainda no geram multam os veculosMINASNovos peritos criminais reforam trabalhode investigao da Polcia Civil em MinasA Polcia Civil deMinas Gerais deu maisum passo para o avan-o no processo de mo-dernizao e fortaleci-mento de sua estrutu-ra. O governador Al-berto Pinto Coelho pre-sidiu, na noite dessasegunda-feira (19/05),na Cidade Administra-tiva, a formatura de 108novos peritos criminais,que iro reforar o tra-balho de investigao,possibilitando maioragilidade na elucidaode crimes, a melhoriada segurana pblicado Estado e o aumentoda sensao subjetivade segurana dos mi-neiros.Como paraninfo daturma, o governadorAlberto Pinto Coelhofoi homenageado e re-cebeu, durante a sole-nidade, uma placa daestudante MariaEduarda Souza Sales,aluna da Escola Esta-dual Ordem e Progres-so. Ao saudar nos no-vos peritos, o governa-dor Alberto destacou aimportncia dos profis-sionais no s para oexerccio da funo p-blica, mas com um realsignificado para a soci-edade mineira.O governador des-tacou as aes de Gover-no de Minas nos lti-mos anos, o que para eleconfigura um marcomuito especial do res-gate da nossa PolciaCivil, quer seja nos seusquadros, quer seja nosequipamentos indis-pensveis para o exerc-cio da profisso, soconquistas relevantes dafrota, enfim, h um res-gate reconhecido daPolcia Civil, enfatizou.Portanto, essa soleni-dade tem essa amplitu-de no momento em quea sociedade reclama, ecom justia, das ques-tes relevantes, dos de-safios enormes que te-mos pela frente para as-segurar a paz e a segu-rana pblica a todo ci-dado, afirmou Alber-to.Para garantir o for-talecimento, no ltimoms, uma turma de 122novos mdicos legistastambm comemorousua formatura. Somen-te este ano, 415 analis-tas de mais de 20 reasde conhecimento dis-tintas j foram empos-sados. No incio de abrilltimo, foi publicadoedital do concurso parapreenchimento de1.000 vagas de investi-gador de Polcia Civil.Os novos peritos cri-minais foram aprovadosno concurso aberto em2013, para o qual houve24.987 inscritos. Elestero de cumprir cargahorria de 40 horas se-manais.A Polcia Civil pos-sui 525 peritos em atu-ao.A nova perita crimi-nal Flvia Carolina San-tos Portela, que foi aoradora da cerimnia,disse ter orgulho dafuno que vai exercerem benefcio de toda asociedade. Faz-se ex-tremamente necessrioque o Governo de Mi-nas incentive e melhoreo quadro de seguranapblica da Polcia Civil.E acho que estamos aquipara reforar, melhorare ajudar a sociedade na-quilo que ela mais pre-Nmero de homicdios consumadoscai 13,6% no Norte de MinasO nmero de homi-cdios consumados noNorte de Minas caiu noprimeiro trimestre de2014. No comparativocom o mesmo perodo de2013, a reduo foi de13,6%, passando de 66ocorrncias deste tipo decrime para 57. No ms demaro, a reduo aindamaior, 40,7%. Foram 27homicdios no terceiroms do ano de 2013,contra 16 em maro des-te ano. Segundo a capi-to da Polcia MilitarGraciele Rodrigues, da11 Regio Integrada deSegurana Pblica(RISP) de Montes Cla-ros, a reduo fruto daparceria entre o Grupode Proteo Vida daPolcia Militar (GPV)com a Delegacia de Ho-micdios da Polcia Civil,o Ministrio Pblico Es-tadual e o Poder Judici-rio. Atuamos conjun-tamente na preveno,coleta de informaes,investigaes, priso eapreenso de menoresenvolvidos em crimes dehomicdios tentados ouconsumados, cada rgodesenvolvendo o papelque lhe cabe. Essa par-ceria de fundamentalimportncia para que asaes sejam mais efeti-vas, ocasionando a redu-o destes crimes, des-taca. Ela aponta, ainda, arealizao de operaesde abordagem a vecu-los, principalmente mo-tocicletas. Este tipo deveculo bastante utili-zado por criminosos, jque facilita a fuga. Coma abordagem realizadapelos militares, acaba-mos identificando infra-tores que podem ser ho-micidas, completa.Atuam na 11 RISP2.387 policiais militares,que contam com umafrota de 600 veculos eum helicptero. A unida-de responsvel peloatendimento a 77 cida-des da regio Norte deMinas.Estado disponibiliza 300 bolsasde estudos para curso de MBAem Engenharia e InovaoEsto abertas as ins-cries para as bolsasde estudos do progra-ma de certificao e tu-toria de cursos de MBA:Engenharia e Inovao,que so fruto de umaparceria firmada peloGoverno de Minas, pormeio da Secretaria deEstado de Cincia, Tec-nologia e Ensino Supe-rior, e a Veduca - em-presa de tecnologia vol-tada para a educao adistncia. Sero ofere-cidas 300 bolsas de es-tudo para graduadosem cursos de nvel su-perior, residentes noEstado de Minas Ge-rais. As inscries de-vem ser feitas at o dia3 de junho, no site daUniversidade Aberta eIntegrada de MinasGerais (Uaitec).Esta uma oportu-nidade para aquelesque se candidataram auma das mil vagas ofe-recidas pelo Governode Minas no incio desteano, mas que no pas-saram no processo se-letivo, devido a grandequantidade de inscri-tos. No ltimo ms demaro, mil alunos ini-ciaram o MBA: Enge-nharia e Inovao.Com incio das au-las previsto para o dia 8de julho deste ano, oMBA um curso deps-graduao lato sen-su com nfase em ges-to de projetos e focoem inovao, sendodestinado a profissio-nais que buscam pro-cessos de produomais eficientes, que de-sejam incentivar a ino-vao na sua empresaou que querem com-preender e investigar asmelhores prticas emgesto.O curso tem cargahorria total de 360horas/aula, com pero-do mnimo de um anopara concluso. Todo oMBA ser ministradode forma gratuita, pormeio de videoaulascom contedo elabora-do por docentes e pa-lestrantes convidados evinculados a institui-es renomadas e res-peitadas no Brasil,como as escolas Poli-tcnica da Universida-de de So Paulo, deEngenharia da USPSo Carlos e a Univer-sidade Federal de San-ta Catarina. Cada disci-plina contar com umprofessor responsvel,docente da Uniseb,com mestrado ou dou-torado, que auxiliar osestudantes sempre quenecessrio, por meio defrum e chat.cisa, afirmou a forman-da.O curso de forma-o dos novos peritoscriminais foi realizadona Academia da PolciaCivil (Acadepol), emBelo Horizonte, e tevedurao de quatro me-ses, sendo concludo em4 de abril. Durante operodo, eles cumpri-ram carga horria mai-or nas disciplinas foca-das no trabalho da car-GAZETA DE VARGINHA | 09reira de Perito Criminal,como a de Percias deCrimes contra a Vida,Percias de Trnsito ePercias de Crimes con-tra o Patrimnio, almde outras disciplinascomplementares. A for-matura uma das eta-pas de ingresso na Pol-cia Civil.O prximo passoser a nomeao dosperitos, com data a serdefinida.A Polcia Civil possui 525 peritos em atuao22 DE MAIO DE 2014OAB/MG 81667Delfim Moreira, 258,sala 201- CentroVarginha -MGTel: 3222 2851OAB/MG 81424Rua Argentina, 535Vila PintoTel: 3222-4801gustavo@chalfun.com.brDr. Gustavo ChalfunMande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.comOAB/MG 106.276Rua Dona Margarida, n 48,Bairro Vila Pinto,Tel: (35) 3222-1049Dr. GustavoPinto Biscarogustavopbiscaro@gmail.comOAB/MG 65099Av Salum Assad. David,70 - Santa LuizaTel: ( 35) 3214-5051Dr. PatrciaBregalda Limapatriciabregalda@varginha.com.brOAB/ MG 84.17620 Sub-SeoRua Maria Benedita,63 -sala 106 - Vila Pinto3223-5362/9988-3485Dr. VicenteLima Lordovicentelloredo@yahoo.com.brDr. Daniel Pivadapiva@ig.com.br10 | GAZETA DE VARGINHASAIBA SEUS DIREITOS* Dia 23/05/2014 Boteco Solidrio da OAB. Horrio: 20h. Local: Clube de Varginha. Valor:R$ 80,00. Os convites esto sendo comercializados na Casa do Advogado e Sede do LarSo Vicente de Paulo.* Dia 04/06/ 2014 - Reunio de Diretoria. Local: Casa do Advogado (Av. Plnio Salgado, 415 -Vila Pinto). Horrio: 19h.* Dia 05/06/2014 - XIII Frum de Discusses sobre Meio Ambiente de Varginha, em parceriacom a Comisso de Direito Ambiental da Vigsima Subseo. Local: Auditrio da OAB Vargi-nha (Rua Presidente Evaristo Soares, 20 - Vila Pinto). Horrio: 19h.* Dia 10/062014 - Recebimento pelo Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - SeoMinas Gerais, Dr. Lus Cludio da Silva Chaves de Ttulo de Cidadania Honorria Varginhen-seProgramao da OAB Varginha para maio e junhoBreves apontamentos sobre a DesobedinciaCivil a gide da razoabilidade moralA presente reflexosurge da necessidade de sereforar que no mbito doDireito, o reconhecimentode que a lei e demais atoslegais, esto sujeitos a trans-formaes, cujas mudanasso fruto da ocorrncia dedeterminados fatos e valo-res. Verdade que, tais trans-formaes tanto podemtrazer como resultado oaperfeioamento das insti-tuies polticas, comotambm, possam gerarconseqncias negativas,que se revelam seja na pr-tica de abuso de poder, sejano desvio dele. (MIGUEL,1991).Nesse sentido, combase na constante mudan-as advindas das relaessociais, o Estado no s obrigado a contribuir coma sociedade, garantindo as-sim, uma adequada aopoltica , como deve con-ferir a participao polticado indivduo, revelando-secomo forma de expressodo exerccio dos poderespolticos do cidado fren-te ao Estado. Com isso, ten-de -se a assegurar a liber-dade plena ao indivduo,que alm de exercitar seusdireitos, possui em suasmos o instrumento de re-sistncia opresso doexerccio destes direitos,nasce o exerccio da De-sobedincia Civil, que semostra como elementointegrante disposio dacidadania, tendo como fi-nalidade principal prote-o das prerrogativas ine-rentes cidadania, pela suarevogao ou anulao.Nesse diapaso, valeressaltar o entendimentoda Professora Garcia(1994), a desobedinciacivil (...) uma das formasparticulares de resistnciaou contraposio, ativa oupassiva do cidado, lei ouato de autoridade, quandoofensivos ordem consti-tucional ou aos direitos egarantias fundamentais,objetivando a proteo dasprerrogativas inerentes cidadania, pela sua revoga-o ou anulao (...)Inegvel que a Deso-bedincia Civil enquantoinstrumento de garantiade liberdade do indivduotanto revela uma ntima li-gao com o aspecto soci-al, como de fato vem a pos-sibilitar o uso do direito aoexerccio da cidadania,sem que se descaracterizeo elemento individual ine-rente a todo cidado.Mormente, o exerc-cio de tais garantias no simpe limites ao poder Es-tatal, como torna propcioque o indivduo venha aproferir julgamento a res-peito das aes governa-mentais adotadas pelo Es-tado, o que refora a idiade que na desobedinciacivil estaria o embrio dafora da opinio pblica.(NELSON, 2000).Via de conseqncia,refletir sobre o tema Deso-bedincia Civil, nos reme-te aproximao do queseria para o indivduo umalei razoavelmente justa ouinjusta, especificamenteem relao aos juzos deponderao da moral e teo-ria de Justia (JONH,2003), A questo que secoloca como premissa fun-damental para uma breveanlise, o fato da possibi-lidade de resistncia (deso-bedincia) do cidado,sempre que houver des-cumprimento das liberda-des conferidas pela lei, oque significaria a coexis-tncia do sentimento dejustia adotado pela socie-dade contempornea como do prprio ordenamentojurdico (Estado).Tem-se assim que, oindivduo vir a apreciar ajustia da legislao e dapoltica social; decidindosobre as solues constitu-cionais que, de um modojusto e razovel.A questo se torna umpouco mais tormentosa,uma porque, a Desobedi-ncia Civil no se encontraexpressa na Carta Magna(1988), e de outro, tambmpossa encontrar seus limi-tes na prpria norma cons-titucional, especialmente,quando da interpretao dadisposio contida no arti-go 5 pargrafo 2 do di-ploma constitucional.Segundo Henry(1999): Existem leis in-justas; devemos subme-ter-nos a elas e cumpri-las,ou devemos tentar emen-d-las e obedecer a elas at sua reforma, ou devemostransgredi-las imediata-mente?. De fato, segun-do a doutrina de Henry(1999), a desobedincia ci-vil pode encontrar limitesimpostos pela prpria lei.Logicamente, sendo a li-berdade determinada pelaestrutura institucional, en-quanto sistema de regraspblicas que define direi-tos e deveres, no se devepermitir aos sujeitos fazerou no algo, mas tambm oEstado e as outras pessoastm o dever jurdico de noobstruir a sua ao. Nestedesiderato de contraposi-es entre as liberdades p-blicas (e individuais) e omodelo normativo polticoconstitucional nacional dedefinio de direitos (ga-rantias individuais e cole-tivas) e deveres, surgem al-gumas questes que aindano se encontram pacifica-das, ao qual passamos a ex-por brevemente. Semsombra de dvidas, o temaDesobedincia Civil, apre-senta extrema relevncia medida que vem a elevar oindivduo cidado comomembro que participa dastransformaes do Estadomoderno, o fazendo por ra-zes de conscincia, de for-ma a reafirmar os direitosconferidos ao prprio cida-do pelo poder estatal.(HENRY, 1999).Em que pese desobe-dincia civil parecer dis-tante da realidade jurdicapoltica brasileira, cremosque, com as nuances etransformaes da socieda-de contempornea, torna-se relevante anlise frenteaos direitos fundamentaisconferidos na Carta Magnabrasileira, em contraposi-o possibilidade de serefetivada a desobedinciacivil pelo cidado nacional.Acredita-se assim que,somente com a ao deso-bediente, aplicada atravsde mtodos no-violentos,seria eficaz para provocarm u d a n asocial.(MIGUEL, 1991).Ao considerarmos adesobedincia civil comoinstituto no positivado emnossa Constituio Federal(1988), surge ento a con-trovrsia acerca da possi-bilidade como o seu exer-ccio possa vir a ser efeti-vado pelo cidado nacional?Por outro, a desobedi-ncia Civil poder ser con-siderada como fenmenosocial, necessrio para asmudanas na lei e na socie-dade? De outro tanto, a so-ciedade democrtica naci-onal seria tolerante a efeti-vao desse exerccio?Como poderia o cida-do contestar uma lei in-justa contra um sistemaeleito por ele mesmo? Asrazes morais, e logica-mente polticas, estariaminseridas como um marco(um norte) para justificar-mos o exerccio da desobe-dincia civil, sob pena deengessamento do prpriosistema jurdico? Tais in-dagaes ( e tantas outras,das quais no se mencio-nou), no tem como obje-tivo esgotar a discusso dapresente reflexo, qui opoderamos, mas sim, temcomo objetivo, o auxlio daadequada compreenso doinstituto da DesobedinciaCivil na sociedade brasilei-ra.22 DE MAIO DE 2014Fukushima comea a despejar guacom baixa radioatividade no marSADEGAZETA DE VARGINHA | 11A companhia res-ponsvel pela usinanuclear de Fukushimacomeou a fazer nestaquarta-feira (21) umdespejo controlado degua com baixos ndi-ces de radioatividadeno mar, um mtodoque passar a utilizarregularmente para re-duzir o acmulo de l-quido contaminadona central. A primeiradescarga feita foi de560 mil litros, infor-mou a Tokyo ElectricPower (Tepco).A companhia el-trica e o governo japo-ns divulgaram o con-tedo de istopos ra-dioativos detectadosnas anlises realizadaspor trs laboratriosdiferentes (um da pr-pria Tepco, outro daAgncia Nuclear esta-tal do Japo e um pri-vado).Todos estavamabaixo do limite esti-pulado pela Tepcopara o despejo degua radioativa (entre60 e 90 vezes mais ri-goroso que o estipula-do pela lei japonesa).Tanto a companhiacomo o Executivo ja-pons divulgaro osnveis de radiao comregularidade enquan-to durarem as opera-es de despejo degua.Aps meses de in-tensas negociaes, ossindicatos de pescado-res de Fukushima aca-baram aceitando a de-ciso sempre que osnveis de contamina-o estiverem abaixodos limites.A operao realiza-da nesta quarta se cha-ma by-pass de guasubterrnea e umadas medidas para re-duzir o volume de l-quido dos aquferosnaturais que penetra einunda diariamente ospores dos reatoresque foram atingidospelo terremoto e tsu-nami de 11 de marode 2011.Dentro dos po-res, a gua se conta-mina ao entrar emcontato com o lquidousado na refrigeraodos reatores e partedela vai parar no marem frente centralatravs de sumidourose outros canais. No to-tal, estima-se que 300mil litros dirios che-gam ao Oceano Pac-O parasita Tricho-monas vaginalis, res-ponsvel pela doenasexualmente transmiss-vel tricomonase, podeestar ligado ao desenvol-vimento do cncer deprstata. Segundo umestudo, esse protozoriosecreta uma protenaque estimula a inflama-o e a proliferao declulas da prstata, de-sencadeando um pro-cesso que pode levar aosurgimento ou pro-gresso do cncer deprstata.A concluso de umestudo publicado nestasegunda-feira (19) na re-vista cientfica "Procee-dings of the NationalAcademy of Sciences"("PNAS").O Trichomonas va-ginalis um parasitamuito comum, que in-fecta cerca de 275 mi-lhes de pessoas ao redordo mundo, segundo osautores do estudo. Em75% dos homens infec-tados, a presena do pro-tozorio no produz sin-tomas.Em casos sintomti-cos, os homens podemsentir coceira ou irritaono pnis, ardor aps uri-Parasita que causa DST pode estarligado a cncer de prstata, diz estudonar ou ejacular, alm deum corrimento brancono pnis. J as mulheresafetadas podem sentircoceira ou dor na regiogenital, desconforto aourinar ou um cheiro de-sagradvel. Estudos an-teriores j haviam encon-trado uma relao entrea presena da infeo porTrichomonas vaginalisfico. O by-pass con-siste em bombear agua subterrnea dospoos situados nas co-linas prximas dos re-atores e desvi-la(sempre que as anli-ses mostrem que suatoxicidade baixa) di-retamente at os pe-res da usina, para evi-tar que passe pelosedifcios dos reatores ese torne ainda mais ra-dioativa.O acmulo degua um dos princi-pais desafios para pro-ceder com o desman-telamento da central,uma operao quedeve levar entre 30 e40 anos.Por isso, a Tepcoarmazena a gua uti-lizada na refrigeraodos reatores, assimcomo a que conseguebombear dos pores,em milhares de tan-ques espalhados pelacentral.No entanto, tantoa companhia eltricacomo o Autoridade deRegulao Nuclear doJapo (NRA, sigla emingls) consideramque esse sistema maisperigoso do que osdespejos controlados.Alta no consumo dedrogas sintticas semprecedentes, diz ONUDrogas sintticas,como as metanfetaminas,esto passando por umaexpanso global semprecedentes, alertou aONU. Cerca de 350 no-vas substncias psicoacti-vas foram identificadas,informou o Escritrio dasNaes Unidas sobreDrogas e Crime(UNODC). Novas rotasde distribuio de metan-fetaminas e centros deproduo no oeste da fri-ca e no Ir tambm foramlocalizadas e, segundo osservios de emergncia,esto tendo dificuldadesem tratar usurios dedrogas.A ONU alertou que asnovas substncias ganha-ram popularidade e j noesto restritas a nichos demercado. Essas drogasno esto sob qualquerforma de controle inter-nacional e muitas vezesso compradas e vendidasonline, podendo ser toperigosas quanto as dro-gas mais comuns. Muitasdelas so projetadas paraimitar os efeitos de outrasdrogas, como maconha eecstasy. O relatrio dizque maconha e cocanaseguem sendo as drogasmais usadas na Amrica doSul, mas apontou para aemergncia de um mer-cado de ecstasy na regio,sendo que o Brasil foi opas com a maior quanti-dade de apreenso da dro-ga. O nmero de tipos decanabinides sintticosaumentou de cerca de 60em meados de 2012 para110 no ano passado.Apesar do aumentono nmero de diferentesdrogas sintticas e adver-tncias sobre seus peri-gos, nenhuma substnciapsicoativa foi adicionada auma lista de substnciascontroladas internacio-nalmente desde 2009.com a severidade docncer de prstata, masos mecanismos dessarelao permaneciamdesconhecidos. Agora,pesquisadores avaliaramo papel de uma prote-na secretada pelo para-sita, chamada fator deinibio da migrao demacrfagos. Como essaprotena parecida comuma protena humanasabidamente envolvidano incio e progressode alguns tipos de cn-cer, os cientistas resol-veram estud-la mais afundo. O resultado foique a protena avaliadarealmente est ligada proliferao das clulasda prstata e ao aumen-to da inflamao da re-gio, o que pode esti-mular o surgimento e oagravamento do cncerde prstata.O acmulo de gua um dos principais desafios para procedercom o desmantelamento da centralO Trichomonas vaginalis um parasita muito comum22 DE MAIO DE 2014Ele revela o profundo e o escondido; conheceo que est em trevas, e com ele mora a luz."(Daniel 2:22)Mutiro Mundial de Orao vai clamarpelas crianas que sofrem violncia12 | GAZETA DE VARGINHAEVANGLICAEntre os dias 6, 7e 8 de junho mais de40 pases estaro uni-dos no mesmo prop-sito que a 19 ediodo Mutiro Mundialde Orao por Crian-as em Situao deVulnerabilidade Soci-al.O projeto temcomo objetivo levan-tar intercessores queentendam que h cri-anas em todo o mun-do sofrendo com osmais diferentes tiposde violncia, quer se-jam fsicas, sexuais ouemocionais.As igrejas e gru-pos participantes des-sa campanha estarorealizando marchasde orao, cultos deorao e outros even-tos com o objetivo deconscientizar as pes-soas sobre esses e le-vantar um clamor emfavor das crianas quesofrem.O Mutiro Mun-dial de Orao porCrianas em SituaoNo faa nenhum malA questo de fazermal deve ser entendidasob a tica do Mestre,como no episdio emCafarnaum, quando Eleenvergonhou os douto-res da Lei e os escribasque queriam acus-Lode curar no sbado. Erraquem sabe fazer o bem eest autorizado a fazerisso, mas no o faz. Paulopediu aos irmos de Co-rinto que no fizessemmal algum, pois, se elesse omitissem em fazer obem, seriam considera-das pessoas que faziam omal.O caso mais sriodo que se pensa, poisno h neutralidade paraquem foi aprovado peloSenhor para fazer o bem,tendo-lhe sido confiadoo poder necessrio paradesempenhar o seu mi-nistrio. Portanto, nodeixe de usar o poderque lhe foi concedido,mesmo que isso tragaperseguio policial, po-ltica ou religiosa. Deve-mos estar cientes de quesomos embaixadores daparte de Deus, como seEle por ns rogasse.Sem dvida, se esti-vermos atentos ao queEle faz, veremos portasse abrindo em todas aspartes. Porm, se nosacovardarmos para salvara nossa pele ou por outromotivo, iremos dar con-tas da nossa desdia.Alm disso, se deixar-mos que carreiras pro-fissionais bem promis-soras nos impeam de iraos campos falar do amordo Pai, estaremos fazen-do o mal.Ns somos a luz domundo e, por isso, apro-vados para realizar o bemem qualquer lugar.Pelo que Paulo es-creveu, o mundo preci-sa de quem faa o bem.Jesus no foi um solit-rio que resolveu fazerassim, mas nos deu oexemplo. Ningum tersucesso na f no Senhorse no for intrpido. desse tipo de pessoasque o mundo precisa; degente que se consagra aDeus para cumprir aobra divina, e no a sua.Agora, quem v vanta-gens econmicas em fa-zer o bem j est conta-minado pelo demnio eter um triste fim.Ainda que seja pre-ciso viver somente emalgum lugar distante,com roupas rotas e psdescalos para dar o bomtestemunho, no pode-mos trocar essa glriapelas facilidades que odinheiro pode nos ofere-cer. No entanto, a verda-de que os que confiamno Senhor jamais terofalta alguma, pois Elecuida dos mnimos deta-lhes dos que Lhe servemcom f e amor. Estesagradam ao Pai em todosos sentidos.Os que so de Deusso enviados e vo; jaqueles que no o sopesam os fatos e encon-tram uma srie de razespara no obedecer aoMestre. Quem consultacarne ou sangue nopode ser discpulo deCristo. O princpio ado-tado pelo fiel que, se oSenhor fala uma vez,duas vezes Ele ouve. Comisso, no pergunta se, defato, foi Deus quem fa-lou, pois, como ovelha dobom Pastor, o servo co-nhece a voz dEle e a se-gue sem demora.O Altssimo quer terprazer em ver vocanunciando as Boas-No-vas, usando o poder dElepara libertar as pessoaspresas a vcios, pecados,dvidas, doenas e umainfinidade de problemas.Quando voc se dispu-ser e for, esteja certo deque o Senhor foi suafrente, abrindo o cami-nho, protegendo-o edando-lhe poder parafazer como Jesus fazia.Jesus Senhor eRei. Ele tem autori-dade sobre ns eprecisamos obede-c-lo. Quando um reidita uma ordem, nocabe ao sdito dis-cuti-la ou questio-n-la. Cabe apenasobedecer.Maria, me deJesus, compreen-deu a importnciadessa obedincia.Ela ordenou aos ser-vos que fizessem tudoo que Jesus dissesse.Amado se Jesusque esta no comandoda sua vida, noquestione, apenasconfie!Fazer Tudo muito mais do que terboa vontade ou terboas intenes. Ter onome de Jesus nos l-bios sem cumprir asua vontade umerro.Jesus o Senhordos senhores e Reidos reis. Como servos,devemos obedec-loem TUDO e sempreconsult-lo antes dequalquer deciso queprecisamos tomar.Se aprofundarmosmais no captulo 2 deJoo, vemos que o mi-lagre aconteceu, issoporque os serventesobedeceram a Jesus.de VulnerabilidadeSocial uma iniciati-va da Viva, uma orga-nizao social cristdo Reino Unido en-volvida em trabalhosocial em 25 pasesdiferentes.No Brasil o muti-ro promovido pelaRede Mos Dadas eseus parceiros que noano passado conse-guiu reunir 15.500brasileiros que estive-ram ligados com ou-Seja o que for que Ele vos pedir, fazeitros 141.000 cristosao redor do mundo.Este ano os orga-nizadores lanaramum desafio: Comovoc pode transfor-mar a sua comunida-de num lugar maisamigo para as crian-as? com essa per-gunta surgiu o temada 19 edio do even-to que Comunida-des Amigas das Crian-as. O princpio des-se tema clamar paraque Deus faa comque as crianas margi-nalizadas sejam ama-das e protegidas, paraque os lderes sejamsbios para criar pol-ticas pblicas e paraque as igrejas descu-bram uma renovadapaixo pelas crianasde suas comunida-des.Para que o eventotenha sucesso neces-srio que os cristosse envolvam, comodiz o gerente de co-municao da Viva,Andrew Dubock.Queremos incen-tivar a todos os cris-tos, onde quer queestejam naquele fimde semana em suascasas, em suas igrejas,no seu trabalho, emespaos sociais quese unam a ns, e quejuntos nos voltemospara Deus pedindo aele uma transforma-o nas atitudes e pr-ticas das comunida-des em relao s suascrianas.E voc precisa deum milagre?Desafio para voc:V at a presena deJesus em orao, leiaa sua palavra, obede-a, e no questione acondio que vocesta hoje. Lembre-se Deusno trabalha em nos-sas vidas de acordocom as nossas condi-es, Ele o Deus doimpossvel.22 DE MAIO DE 2014GAZETA DE VARGINHA | 1322 DE MAIO DE 2014BRASILO Senado aprovounesta tera-feira (20)projeto de lei que reser-va 20% das vagas emconcursos pblicos daadministrao federalpara candidatos que sedeclararem negros oupardos. O texto seguirpara sano da Presi-dncia da Repblica.De autoria do go-verno federal, a propos-ta limita a aplicao dascotas ao prazo de dezanos. A reserva de vagasvaler em concursos re-alizados para a adminis-trao pblica federal,autarquias, fundaespblicas, empresas p-blicas e sociedades deeconomia mista contro-Senado institui cotas de 20% paranegros nos prximos concursosO preo dos ali-mentos subiu menos deabril para maio, influ-enciando o comporta-mento da prvia da in-flao oficial. O ndiceNacional de Preos aoConsumidor Amplo 15(IPCA-15) desaceleroupara 0,58% em maio,depois de avanar0,78% em abril, segun-do o Instituto Brasilei-ro de Geografia e Esta-tstica (IBGE).No acumulado noano, o IPCA-15 ficouem 3,51% e, em 12 me-ses, em 6,31%, prximodo teto da meta de in-flao do governo, de6,5%. Em maio deladas pela Unio, comoPetrobras, Caixa Econ-mica Federal, Correiose Banco do Brasil.2013, o ndice chegoua 0,46%.O principal grupode despesas respons-vel pela perda de forado IPCA-15, o de ali-mentos, mostrou umaalta de 0,88%, abaixodo 1,84% registradoem abril. Tambm con-tribuiu para a desacele-rao da prvia da in-flao a queda de pre-os das passagens are-as, que chegou a21,26%.No grupo de ali-mentos, alguns itens fi-caram mais baratos,como a farinha de man-dioca (-4,21%), as hor-talias (-3,90%) e asfrutas (-1,04%), e ou-tros tiveram um reajus-te menor de preos,como a batata-inglesa(de 26,96% para13,75%), o leite longavida (de 5,70% para2,28%), o feijo carioca(de 12,75% para 1,50%)e o tomate (de 14,80%para 1,42%).No caso do grupode gastos com trans-portes, cuja taxa de va-riao mostrou quedade 0,33%, aps avanar0,54% em abril, tam-bm tiveram destaque,alm das tarifas areas,as quedas de preos doetanol (-1,13%) e da ga-solina (-0,03%).O texto no estendeas cotas para o Legisla-tivo e para o Judicirio,nem para rgos pbli-cos estaduais ou muni-cipais. O Senado, noentanto, decidiu, poriniciativa prpria, insti-tuir cota de 20% paranegros e pardos nosconcursos pblicos enos contratos de tercei-rizao da Casa.O projeto de leiaprovado nesta teradetermina que, no atoda inscrio ao concur-so pblico, o candidatodeve se declarar de corpreta ou parda, de acor-do com o quesito cor eraa utilizado pela Fun-dao Instituto Brasilei-ro de Geografia e Esta-tstica (IBGE).O candidato que sedeclarar negro concor-rer simultaneamentes vagas destinadas ampla concorrncia. Seele for aprovado dentrodo nmero de vagasoferecido para amplaconcorrncia, sua vagano ser computadapara preencher vagasreservadas nas cotas.A nova regra prevreserva apenas em con-cursos pblicos que dis-ponibilizem mais de trsvagas e no se aplicara certames cujos editaistenham sido publicadosantes da vigncia da lei.O texto tambm deter-mina que os editais doscertames tero de infor-mar de forma "expres-sa" o total de vagas cor-respondentes cotapara cada cargo ou em-prego pblico ofereci-do.Senado aprovou projeto de lei que reserva 20% das vagas em concursos pblicosAlimentos sobem menos, e prvia da inflao desaceleraEntre os impactospositivos que impedi-ram uma queda maiordo IPCA-15 esto as ta-rifas de energia eltri-ca, que subiram 3,76%,contribuindo para quea variao do grupo degastos com habitaosaltasse de 0,58% para1,19%.O preo dos rem-dios tambm pesou, jque subiu 2,10%. Comisso, a variao do gru-po de gastos com sa-de e despesas pessoaispassou de 0,69% para1,2%. Outro grupo quemostrou avano de pre-os foi o de vesturio,que passou de 0,37%em abril para 0,67%,em maio.Maior taxaNa anlise regional,o maior foi ndice par-tiu de Fortaleza(1,15%), influenciadopelo reajuste das tarifasde energia.Na contramo estBraslia, com o menorndice, de 0,11%, emvirtude da queda nospreos das passagensareas.14 | GAZETA DE VARGINHAINTERNACIONALChina condena 39 por terrorismo em meio a onda de represso no oesteA China senten-ciou nesta quarta-fei-ra (21) 39 pessoas apenas de at 15 anosde priso por terro-rismo, num momen-to em que as autori-dades promovemuma ao repressivana conturbada regiode Xinjiang, no oes-te do pas , afetadaSrvia e Bsnia avaliam danos deenchentes mais graves em um sculoSrvia e Bsnia te-miam nesta quarta-feira (21) novas chei-as do rio Sava, ao mes-mo tempo que come-avam a avaliar a mag-nitude dos danos pro-vocados pelas inun-daes mais graves doltimo sculo, queafetaram mais de 1,6milho de pessoas eprovocaram 49 mor-tes. O rio Sava, quedesemboca no Dan-bio em Belgrado, per-manecia em nvel ele-vado e milhares de vo-luntrios trabalhavamnas cidades da Srviapara reforar os di-ques de conteno.Esperamos nveismximos nesta quar-ta-feira e na sexta-fei-ra. Se isto acontecer,poderemos afirmarChina e Rssia assinam acordo histrico de gs naturalO consrcio degs russo Gazprom ea Corporao Nacio-nal de Petrleo daChina (CNPC) assi-naram nesta quarta-feira (21) um histri-co acordo durante avisita do presidenterusso, Vladimir Pu-tin, a Xangai, infor-mou a agncia oficialchinesa Xinhua.Aps quase umadcada de negocia-es, o acordo foi as-sinado pela Gazprome pela CNPC em ce-rimnia na presenade Putin e de seu co-lega chins, Xi Jin-ping. Em virtude doacordo, a Gazpromfornecer 38 bilhes demetros cbicos de gsnatural anualmente segunda maior econo-mia a partir de 2018 epelos 30 anos seguin-tes. No ano passado, aChina consumiu cercade 170 bilhes de me-tros cbicos de gs na-tural, procedente, so-bretudo, da sia Cen-tral. Por enquanto nofoi divulgado o preode venda, uma dasprincipais causas dapor uma recenteonda de ataques comfaca e bomba atribu-dos a separatistas is-lamitas.Os suspeitos, cu-jos sobrenomes so daetnia uigur, foramsentenciados em umjulgamento pblico,algo raro no pas.Eles foram acusa-que protegemos Bel-grado, declarou oprefeito da capital sr-via, Sinisa Mali. Naregio nordeste da vi-zinha Bsnia, a situa-o era ainda maiscomplicada, especial-mente na zona deOrasje, uma cidade naqual os voluntriosinstalaram um murocom sacos de areia deseis quilmetros decomprimento ao lon-go do Sava. O Savaainda uma ameaa.Os danos so tograndes que a regiovai demorar 10 anospara recuperar-se,declarou Blaz Zuparic,funcionrio da prefei-tura de Orasje. Vriaslocalidades da regiode Orasje esto com-pletamente submer-sas, especialmenteKopanica, onde ape-nas os telhados dascasas escaparam dasguas. Agora apenasDeus pode nos ajudara suportar. Alm dacatstrofe ecolgica, aregio passar por umsegundo xodo em 22anos, declarou Zupa-ric, em referncia aodeslocamento da po-demora de negocia-es que comearam hquase dez anos, embo-ra se estime que oscileao redor dos US$ 400bilhes. Segundo osespecialistas, a Gaz-prom buscava obterum preo de US$ 400por 1.000 metros cbi-cos de gs, com seuscontratos na UnioEuropeia (UE) comoponto de referncia,enquanto a China ofe-recia entre US$ 350 eUS$ 360 por essaquantidade, baseando-se em suas importa-es da sia Central.De acordo com umdos de crimes comoincitar violncia edistribuir gravaescom contedo extre-mista para fabricaoilegal de armas dememorando assinadopor Pequim e Moscouem maro de 2013, aRssia fornecer gssiberiano Chinaatravs de seu gaso-duto oriental, ou seja,a mesma rota geogr-fica pela qual Moscouj exporta petrleo aocinturo industrial donordeste do pas vizi-nho.Pequim rejeitou oplano anterior de im-portar gs atravs daregio nordeste deXinjiang, j que, nes-se caso, a Gazpromlhe exigia preos eu-ropeus.fogo e promover odio tnico, segundoum dirio de assun-tos legais , dirigidopelo Partido Comu-nista Chins.pulao provocadopelo conflito tnico naBsnia (1992-1995).Nas cidades queregistram uma redu-o do nvel da gua,os moradores lutamcontra o tempo paralimpar e desinfetar asruas, com o objetivode evitar epidemias.Na Bsnia e naSrvia se acumulam oscadveres de vacas,ovelhas, porcos e ou-tros animais domsti-cos, vtimas de afoga-mento e que esto emdecomposio. Ascondies climticasmais clemente dos l-timos dias, com tem-peraturas de 24graus, permitiram oincio do trabalho delimpeza das reas afe-tadas.Na Bsnia e na Srvia se acumulam os cadveres de vacas, ovelhas, porcos e outros animais domsticos, vtimas de afogamentoAps quase uma dcada de negociaes, o acordo foi assinado pela Gazprom22 DE MAIO DE 2014GAZETA DE VARGINHA |15ESPORTELuis Enrique apresentado, elogiaNeymar e promete "novo Bara"O Barcelonaapresentou na manhdesta quarta-feira seuterceiro tcnico emtrs anos, o ex-joga-dor Luis Enrique. Oex-comandante doCelta de Vigo assinoucontrato com o clubepor duas temporadase posou para fotos nasede do clube e no es-tdio Camp Nou,onde passar a ocu-par seu posto no ban-co de reservas. Em se-guida, deu sua pri-meira entrevista comodono do cargo, di-zendo que esperavamesmo retornar aoclube um dia.- um dia espe-cial, em que comea-mos a construir umnovo Bara que possaencantar e consiga osresultados. Disserampara mim quando saDepois de Ber-nard afirmar em suachegada ao Brasil quefoi orientado pela di-retoria do Shakhtar ano falar sobre a situ-ao poltica na Ucr-nia, o clube se mani-festou. Em e-mail en-viado aoGloboEsporte.com, aequipe do Leste Euro-peu afirmou que nopassou tal orientaoao jogador e que noprobe seus atletas decomentar qualquerassunto.- O clube no proi-biu qualquer jogadorde falar ou respondera perguntas sobre apoltica. Voc mesmopode verificar isso.Nossos jogadores de-ram entrevistas sobreos ltimos aconteci-mentos na Ucrnia eShakhtar nega ter proibido Bernardde comentar situao na Ucrnia Se dependerdas condies de trei-namento na Copa doMundo de 2014, a se-leo da Argentinatem tudo para fazeruma bela campanhana edio brasileiraque comea no pr-ximo dia 12 de junhoe vai at 13 de julho.A delegao coman-dada pelo craque Li-onel Messi ficar hos-pedada na Cidade doGalo, CT do AtlticoMineiro, e no pode-r reclamar da estru-tura, principalmentedas condies do gra-mado.Reservado paraa Argentina desde odia 1 de maio, o cam-po principal recebeuum tratamento espe-cial nas ltimas sema-nas. O trabalho foirealizado pela Green-leaf, que usou mate-rial importado paracolocar grama de in-verno. Alm de 120toneladas de areiapara micro nivela-mento e meia tonela-da de sementes origi-nrias da Dinamarca,adubos de liberaolenta vindos da Ale-manha tambm fo-ram utilizados. Asmquinas usadas noprocesso so trazidasda Frana e Holanda.A seleo da Ar-gentina chega ao Bra-sil no prximo dia 09de junho e comeasua preparao para aestreia, que ser rea-lizada no dia 15, con-tra a Bsnia, no Ma-racan. No Grupo F,a equipe ainda en-frentar o Ir, dia 21,no Mineiro, e fecha-r a primeira fase di-ante da Nigria dia25.expressaram as suasopinies nas redessociais. E foram opi-nies diferentes e ava-liao diferente doque est acontecendono pas em geral e emDonetsk - afirmouSergei Palkin, diretorgeral do clube, por e-mail.Na ltima tera-feira, ao chegar a BeloHorizonte, o ex-joga-dor do Atltico-MGcomentou que temdvidas sobre seu fu-turo no futebol local,sem entrar em deta-lhes justamente pelasuposta orientao doclube sobre o temapoltico.- No posso falardo que est aconte-cendo na Ucrniatambm por exignciadeles. Passei por tudol, meus pais tambm,porque estiveram co-migo. Isso compli-cado. Sobre o futuro,tambm no sei dizer.Tem um revezamentol que nenhum joga-dor gosta, estavaacostumado a jogarquarta e domingoaqui, e l s joguei 25jogos pelo Shakhtar.Jogar em um pas queatuo muito pouco difcil para mim,complicado. Esperoque isso possa mudar.Meu futuro aps aCopa do Mundo dei-xo nas mos de Deus.do Bara B que era umat logo e cumpri-ram com a palavra. tudo o que um treina-dor pode aspirar - afir-mou o treinador, quejogou pelo Barcelonaentre 1996 e 2004,quando deixou o clu-be, pouco antes do in-cio da gerao vitori-osa iniciada por FrankRijkaard e impulsiona-da pelo trabalho dePep Guardiola, voltan-do em 2011, para co-mandar o time B, se-guindo depois para oRoma, da Itlia, e ter-minando a ltima tem-porada em nono lugarno Campeonato Espa-nhol frente do Celta.O ex-meia ser oresponsvel por con-duzir a renovao doelenco blaugrana apsuma temporada comdesempenho aqumdo esperado. Luis En-rique chega para subs-tituir o argentino TataMartino, que ficouapenas um ano fren-te da equipe e con-quistou apenas a Su-percopa da Espanha,no comeo da tempo-rada. O novo tcnicodo Bara disse estarencantado por podercontar com Messi noelenco e adotou umtom misterioso parafalar de Xavi, dizendoque ainda conversarcom o jogador. Emrelao a Neymar, selogios. E s uma res-salva em relao ao usode redes sociais, hbi-to do craque brasilei-ro.- um dos joga-dores mais importan-tes da equipe. Estouencantado que estejaaqui. Sobre as redessociais, so maravilho-sas, no tenho comonorma restringir forado ambiente do clube.Reservado para Messi:gramado da Cidade doGalo est pronto para Copa preciso usar comnormalidade, pactu-ando algumas coisasnas dependncias doclube. Fora disso,quem manda a res-ponsabilidade de cadaum - afirmou Luis En-rique.22 DE MAIO DE 2014O novo tcnico do Bara disse estar encantadopor poder contar com Messi O clube no proibiu qualquer jogador de falar ou responder a perguntas sobre a poltica16 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE MAIO DE 2014ESPORTEA partida entre BoaEsporte em Luverdense,em Lucas do Rio Verde,tera-feira (20), teve doismomentos distintos. An-tes e depois das contusesdo zagueiro Wallace, e doatacante Fernando Karan-ga. A derrota colocou osbovetas novamente nazona de rebaixamento doCampeonato BrasileiroSrie B.Com um time bempostado em campo, mar-cando de perto os princi-pais jogadores do Luver-dense o Boa Esporte co-mandou o jogo. Atacandopelas duas pontas, princi-palmente com MarinhoDonizete, surpreendeu otime de Mato Grosso.E aos 11 minutos dejogo, Marinho Donizeteconseguiu interceptaruma bola no meio de cam-po, avanou e serviu mui-to bem Fbio Jnior, nadireita. O centroavantechutou rasteiro, no cantoesquerdo do goleiro Ga-briel que no conseguiu adefesa.Contuses prejudicam desempenhodo time e Boa perde para o LuverdenseCom o armador doLuverdense, Rubinho,bem marcado, e a bola nochegando na rea defen-dida pelo goleiro Emer-son, o time da casa chegouat a apelar para a violn-cia em alguns lances. Raule Felipe Alves receberamcarto amarelo ainda noprimeiro tempo. Ainda noprimeiro tempo comea-ram as contuses quemudaram o rumo da par-tida.Primeiro foi o zaguei-ro Wallace que foi substi-tudo por Matheus e logoem seguida levado ao hos-pital com nuseas. Depoisfoi o atacante FernandoKaranga que se contundiusozinho na grande rea doLuverdense. Em seu lugarentrou Rafael Rato.Ainda no primeirotempo o time da casa tevechance de empatar. Aos41 minutos Gilson escoroucruzamento da direita, napequena rea. Emersonfez grande defesa.E no segundo tempotudo mudou. Sem conse-guir segurar a bola no ata-que o Luverdense avan-ou sua marcao e passoua incomodar o goleiroEmerson que teve poucotrabalho no primeiro tem-po.Logo aos 12 minutosWashington recebeu lin-do passe de Reinando,pela direita, na granderea, em velocidade. Oatacante chutou cruzadoempatando a partida.E aos 23 minutos a vi-rada. Novamente em cru-zamento da direita, Lo, noO Campeonato deFutebol Amador deVarginha Amadorzo/2014 est movimentan-do os torcedores Vargi-nhenses aos finais desemana, que tem com-parecido em grandenmero no EstdioNego Horcio da VilaBarcelona e no Campoda Semel no Bairro BoaVista. Vrias equipespossuem torcidas or-ganizadas, como ocaso do Registnea queest vencendo at omomento o Trofu deTorcida mais animadae organizada da com-petio.O Amadorzo/2014, uma realizao daPrefeitura de Varginha-Semel com a organiza-o total da Liga SulMineira de Futebol,conta com a participa-o de 14equipes movi-mentando mais de 500atletas, ter a duraode 10 semanas e a rea-lizao de 50 partidas.Alm da linda pre-miao, trofus e me-dalhas a equipe Cam-pe levar R$ 2.500,00,a Vice R$ 1.500,00, 3Colocada R$ 700,00 ea equipe 4 ColocadaR$ 400,00.Nesta 1 Fase asquatro equipes melho-res colocadas de cadachave se classificammeio de dois defensores,conseguiu empurrar parao fundo do gol.Uma falha do goleiroEmerson aos 34 minutospermitiu o terceiro gol doLuverdense. Numa incr-vel bobeira da zaga bovetaa bola sobrou para Wa-shington, na pequenarea, na linha de fundo,quase sem ngulo. O ata-cante chutou forte e o go-leiro, mal posicionado, umpouco longe da trave di-reita, no conseguiu a de-fesa. A bola bateu no seubrao direito e entrou.Ento o tcnico NedoXavier que no deu sortecom a entrada de RafaelRato, revolveu tir-lo.Em seu lugar entrou JooPaulo. Em vantagem noplacar, o time da casa seacalmou um pouco e a par-tida ficou mais equilibra-da.Ento as melhores jo-gadas do Boa ento come-aram a aparecer pela di-reita, com o lateral Mara-nho. Ele conseguiu al-guns cruzamentos sem-pre parando na defesa dotime matogrossensse.Aos 38 minutos o Boaconseguiu reduzir o pre-juzo. Em cobrana de es-canteio, Thiago Carvalhocabeceou no canto es-querdo do goleiro que noconseguiu fazer a defesa.Com 3 a 2 no placar, afavor do time da casa, oBoa parecia disposto abuscar o empate. Nervo-so, o lateral direito Mara-nho, que j havia recebi-do carto amarelo, recla-mou e foi expulso.O meiocampista Gil-son, do Luverdense, ain-da fez o quarto gol aos 49minutos do segundo tem-po. Na grande rea, cado,de costas para o gol, semmarcao, ele ainda con-seguiu uma puxeta colo-cando a bola no canto di-reito de Emerson selandoa vitria do Luverdensepor 4 a 1.Na zona de rebaixa-mento, o Boa enfrenta oAva sexta-feira (23) noEstdio Dilzon Melo emVarginha.Luverdense vira contra o Boa Esporte e segue invicto na Srie BAmadorzo movimenta torcedores de Varginhapara as Quartas de Fi-nal, a equipeltima co-locada de cada chavedescem para o Bairro/2015.Aps a realizao da3 rodada a equipe doRegistnea lidera achave A com 09 pontosganhos e a equipe doPSG lidera a chave Btambm com 09 pontosganhos, se a competi-o terminasse hojeBarcelona e Brasileiri- nho estariam rebaixa- dos para o Bairro.AC CORRETOR DE IMVEIS304 REZENDE - Im-vel de alto padro e finoacabamento, garagempara 04 carros, portoeletrnico, frente ava-randada, sala social, salade jantar com piso emporcelanato, 03 quartos(sendo um sute comclosed e armrio embu-tido e dois com armri-os), sala de tv com es-tante, cozinha amplacom armrios modula-dos, rea de servios,quintal amplo com lindavista panormica, reade lazer, escritrio em 02pavimentos: trreo comamplo salo, churras-queira, primeiro pavi-mento com ampla salacom estante, podendoser usada com escritrioou atividade recreativa.Canil.R$ 750.000,00371 - N. S. DAS GRAAS Casa em tima localiza-o, com garagem para 2carros e escritrio. Pavi-mento superior com frenteavarandada, 3 quartos (su-te), WC social, sala soci-al, copa, cozinha, quintalcom rea de servios, de-pendncias de empregada,rea coberta com churras-queira. R$ 280.000,00372 BELA VISTA Im-vel novo, em timo estadode conservao, com por-to eletrnico, sala, copa/cozinha, 3 quartos, WCsocial, varanda. rea deservios e rea de lazer comchurrasqueira e fogo alenha. Garagem para 2 car-ros. R$ 250.000,00334 VILA PINTO II Casa nova, primeira mo-rada, alto padro e finoacabamento. Garagempara 4 carros, sala socialem trs ambientes, 3 quar-tos amplos (sute), WCsocial, sala de jantar, sslade TV, copa, cozinha am-pla. rea externa com am-plo salo coberto e WC.Quintal tambm amplo,com linda vista para a ci-dade. Localizao privile-giada. Piso frio em porce-lanato; quartos e corredo-res em taco. Energia so-lar. R$ 750.000,00355 PARK URUPS Casa nova, primeira morada,com 4 quartos(sute comclosed), WC social, salaampla, cozinha americana,quintal com rea de servi-os, lavanderia, churras-queira. Piso interno e exter-no em porcelanato. Aqueci-mento solar. tima localiza-o. R$ 400.000,00CASASVendas326 REZENDE - Casade alto padro, em lotede 720,00m, com frenteavarandada, sala social,sala de jantar, sala de tv.,03 sutes(sute principal400 REZENDE - Im-vel de alto padro e finoacabamento, primeira mo-rada, estrutura de quali-dade, com cmodos am-plos, ambientes reala-dos com decorao mo-derna e excelente rea delazer. Subsolo com amplosalo, rea gourmet, sau-na e rea de servios. Te-lhado colonial, aqueci-mento com energia solar.Porto eletrnico. Entra-da principal avarandadapara sala social em 3 am-bientes, 3 quartos amplos(sute com closed, hidro ,box de blindex e varan-da), wc social com box deblindex. Cozinha em doisambientes distintos, for-matao moderna comilha de granito no centro,rea de ventilao na la-teral, varanda nos fundoscom pequena rea de ser-vios emergencial. R$ 430. 000, 00393 - REZENDE - Casanova, de alto padro efino acabamento, comlinda fachada, em timolocal no bairro Rezende -Frente ajardinada e ava-randada, com garagempara at 4 carros, portoeletrnico, cerca eltricae alarme. Sala social esala de jantar amplas, 3quartos (Suite), armriosembutidos. Cozinha am-pla, estilo moderno, comarmrios modulados,coifa, cook top, fornoeltrico e microondas emao inox. rea de lazercom cozinha gourmet,armrios modulados,churrasqueira, cook tope balco de servir. Quin-tal amplo com spa, du-cha e quarto de despejoavarandado, rea de ser-vios. rea construdade 200,00 m2 em lote de360,00 m2. R$ 550.000,00A-016 - CENTRO Im-vel comercial ou residen-cial com 3 quartos, banhei-ro,2 salas, cozinha, rea deservio R$ 800,00A-004 PARK URUPS Casa com 3 quartos (su-te), WC social, sala,copa, cozinha, rea de ser-vios e garagem para 1carro. R$ 700,00CASASA-004 VILA PINTO: Apartamento com 03quartos (sute), 2 quar-tos com armrios embu-tidos, WC social, sala em02 ambientes, cozinha,despensa, rea de servi-os com dependncia deempregadae garagempara 01 carro. R$ 1. 400,00com closed e hidro), to-dos com armrios embu-tidos, cozinha amplacom armrios. despensa.quintal amplo com am-biente de churrasqueirae fogo lenha, depen-dncia de empregada.rea de lazer com sauna,piscina com cascata, emquintal amplo. canil. ga-ragem para 4 carrosR$ 780. 000 ,00311- REZENDE- Imvelde altissimo padro efino acabamento, situa-do em rea nobre do Re-zende, em lote de 570,00m2 e com rea constru-da de 370,00m2.Arquitetura moder-na, ambientes amplos,com visibilidade inigua-lvel da cidade e arredo-res; excelente rea de la-zer com piscina e salode festas com churras-queira, fogo a lenha.Suite master totalmenteavarandada, ampla, comclosed e sala de banho.Aquecimento com ener-gia solar.R$ 850.000,00366 VILA PINTO Apartamento de timopadro, em local nobre,com vista panormicapara a cidade, no alto VilaPinto, com 3 quartos (su-te), todos os quartoscom armrios embutidos,WC social, sala socialem 3 ambientes, avaran-dada, cozinha com arm-rios modulados,360 VILA PAIVA Im-vel residencial em local pri-vilegiado, lote de 689,00m2,APARTAMENTO325 BOM PASTOR Casa em tima localizaoe excelente acabamentono alto Bom Pastor, com220,00m2 de rea constru-da; sala ampla, sala dejantar ampla, sute comarmrios embutidos deexcelente qualidade, doisquartos, WC social;WCs com box de blindex,lavatrios e vasos de es-tilo moderno; cozinhaampla, todos os quartoscom armrios embutidosembutidos de ampla. To-dos os quartos com arm-rios embutidos de exce-lente qualidade. Cobertu-ra ampla com vista mara-vilhosa da cidade, obri-gando mais um quarto,rea gourmet com chur-rasqueira e bar, WC soci-al. Garagem.R$ 250. 000,00327 CENTRO - Apar-tamento de alto padro efino acabamento, comsala social em tbua cor-rida, avarandada comsanka nos seus 03 ambi-entes, sala de jantar, la-vabo, wc. social, 04quartos(sendo 02 su-tes). todos os quartoscom armrios moduladose estantes, copa, cozinhacom bancadas em grani-to, armrios. rea de ser-vios, garagem. um apar-tamento por andar.R$ 700.000,00361 VILA PINTO Apartamento novo, comuma vaga de garagem,sala social, sala de jantar,3 quartos(suite), todosos quartos com armriosembutidos, WC social,cozinha com armriosmodulados avarandada.rea externa com WC elavanderia e quarto dedespensa.R$ 350.000,00APARTAMENTOSCLASSIFICADOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, MAIO DE 2014Aluguelrea de servios com depen-dncias de empregada e ga-ragem para 1 carro. Saloamplo para festas com cozi-nha, churrasqueira, WC fe-minino e masculino, saunae portaria 18 horas. R$500.000,00rea construda de 385,00 m2,frente ajardinada e avaranda-da. Garagem para 4 carros,sala social em 3 ambientes,sute de hospedes. Sala deTV 3 quartos amplos comarmrios (sute), WC so-cial, todos os quartosavarandados. Copa e co-zinha amplas com armri-os modulado despensa.rea de servios com de-pendncias de empregada,quintal amplo com pisci-na, salo com churras-queira, fogo a lenha eWC social. Telhado colo-nial e aquecimento solar. R$ 990.000,00449 - REZENDE - ImovelDe Alto Padrao E Fino Aca-bamento, Primeira Morada,Estrutura De Qualidade,Com Comodos Amplos, Am-bientes Realados Com De-corao Moderna E Excelen-te rea De Lazer. SubsoloCom Amplo Salo, reaGourmet, Sauna E Area DeServios. Telhado Colonial,Aquecimento Com EnergiaSolar. Porto Eletrnico. En-trada Principal AvarandadaPara Sala Social Em 3 Ambi-entes, 3 Quartos Amplos(Sute Com Closed, Hidro ,Box De Blindex E Varanda),Wc Social Com Box De Blin-dex. Cozinha Em 2 Ambien-tes Distintos, FormataoModerna Com Ilha De Gra-nito No Centro, rea DeVentilao Na Lateral, Varan-da Nos Fundos Com Peque-na rea De Servios Emer-gencial. R$ 1.700,00Construir para desenvolver!!!FBRICA DEBLOCOSLUCIANO Avenida dos Imigrantes, 4.425Vargem - Varginha - MGFone: 3223-8833 / 9971-0206Blocos - CanaletasAreias - BritasA Fbrica de Blocos Luciano tem atendido grandes obrasem Varginha e regio! Com qualidade e presteza tem feitocom que seus clientes se mantenham sempre satisfeitos.ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, MAIO DE 2014GAZETA DE VARGINHA 22 DE MAIO DE 2014COPA DO MUNDOA cada dia que pas-sa, diminuem as conta-gens regressivas envol-vendo a Copa do Mun-do. O primeiro grandeteste da Arena Corinthi-ans, palco da abertura,j passou. Com o est-dio "entregue" Fifa,ainda haver uma novaavaliao antes da che-gada do Mundial, dia12 de junho. Respons-vel pela obra, o ex-pre-sidente do clube An-drs Sanchez admiteque os ltimos dias fo-ram de presso e ten-so.Embora admitaproblemas, ele garanteque tudo estar resolvi-do nos prximos dias eAps tenso com Arena Corinthians,Sanchez aposta em abertura histricaA Taa da Copa doMundo da Fifa chega aNatal nesta quinta-fei-ra (22). O trofu pode-r ser visto pelos poti-guares no Norte Shop-ping Natal, das 9h s21h. O ex-jogador Ri-valdo, pentacampeomundial com a seleobrasileira em 2002, es-tar presente ao eventode abertura.Para os torcedoresque querem conhecer oobjeto mais cobiadopelas selees que esta-ro no Brasil e tirar umafoto, foram disponibili-zados vrios pontos devenda de ingressos. Aempresa responsvellanou a promoo"trocou-ganhou" eque a casa do Timoser palco de uma ceri-mnia que entrar paraa histria.- Vai ser uma dasmelhores aberturas deCopa do Mundo da his-tria da Copa - afirmou,Sanchez.No ltimo domin-go, o estdio recebeu aprimeira partida ofici-al, entre Corinthians eFigueirense, pelo Cam-peonato Brasileiro.Apesar da avaliao tersido considerada posi-tiva pelo Comit Orga-nizador Local, a Fifaoptou por fazer do du-elo entre Timo e Cru-zeiro um novo evento-teste. A partida ser naprxima quinta-feira,s 16h. Na segunda-fei-ra, dia seguinte ao pri-meiro jogo oficial, o rit-mo de trabalho era in-tenso.- Acho que teveproblemas, de operaoe alguns problemas in-ternos, mas no resulta-do final, foi positivo.Coisas simples queaconteceram, que den-tro do projeto d pro-blema, a gente sabecomo consertar para odia 29 e principalmen-te para os prximos jo-gos - disse Sanchez.Aps a partida, oex-presidente corintia-no lamentou por noter conseguido apro-veitar muito o jogo eadmitiu que a reta finaldas obras tem sido bas-tante desgastante. Apreparao para o pri-meiro teste oficial, en-to, deu trabalho.- Nos ltimos mesesestamos passando tan-tos problemas, tantoestresse, que domingo,quando cheguei emcasa, estava to dolori-do meu corpo que quistomar um banho de-morado, deitar e rela-xar. Foi tenso, talvez foio dia que menos curtio jogo de futebol, oCorinthians jogando.Mas a gente sabia queia ser assim, muito es-tresse e muita presso,at porque temos ma-nia de brasileiro de dei-xar tudo para o ltimominuto - afirmou.Sanchez disse queainda o custo da obraainda no definitivo,mas reafirmou que va-lor deve ser fechado emR$ 980 milhes. Naabertura da Copa, dia12 de junho, o estdiovai receber Brasil x Cro-cia, s 17h.Andr Sanchez avaliou o primeiro evento-teste positivoTour da Taa chega a Natal nesta quinta-feiradar ingressos para osclientes que compra-rem dois refrigerantesde 2 litros nos locaisindicados. Aps retiraro vale-ingresso, pre-ciso entrar no site daCoca-Cola e agendar ohorrio da visita.Os que no possu-em o bilhete tambmpodero ver o trofu,mas ficaro em fila deespera no local, semgarantias, de acordocom a direo do even-to.O Tour da Taa daCopa do Mundo jatraiu mais de 300 milvisitantes nas 20 capi-tais por onde passou. OBrasil o 90 pas a re-ceber o trofu, que jpercorreu aproximada-mente 150 mil quilme-tros ao redor do plane-ta, na mais longa via-gem j realizada emtoda sua histria. A vi-agem pelas 27 capitaisdo Brasil comeou nodia 22 de abril, no Riode Janeiro, e vai termi-nar no dia 1 de junhoem So Paulo.Tour da Taa da Copa do Mundo chega a Natal na quintaGAZETA DE VARGINHATECNOLOGIAMais de 100 usurios desoftware espio soindiciados em 18 pasesO FBI, em par-ceria com autorida-des de 18 pases,cumpriu mais de90 mandados depriso e mais de 300mandados de buscae apreenso nestasegunda-feira (19).A ao resulta dainvestigao deusurios de um v-rus chamado Bla-ckshades criadopara espionar usu-rios capturandoteclas digitadas e v-deos da webcam,entre outras fun-es.Nenhuma pri-so foi realizada noBrasil, mas o FBIlistou o Chile comoum dos pases quecooperaram com ainvestigao.O Blackshadesinclua funes quepermitiam dissemi-nar o vrus a partirdos computadoresinfectados, facili-tando o uso do pro-grama e desobri-gando usurios deencontrar ferra-mentas prpriaspara espalhar a pra-ga por redes soci-ais, por exemplo.Com isso, umcriminoso estavapronto para agiraps adquirir a fer-ramenta.Alm de usuri-os do software, pes-soas que ajudavam apromover o progra-ma espio tambmforam alvo da inves-tigao. No h ne-nhum nmero so-bre a quantidade dedinheiro ou preju-zos que teriam sidocausados pelos in-diciados da opera-o.O sueco AlexYucel, de 24 anos,foi preso em no-vembro do ano pas-sado acusado de sero criador do softwa-re.De acordo com ojornalista de segu-rana Brian Krebs, aoperao do FBIenvolveu um frumon-line chamadoCarderprofit. O frum, quedizia ser um espaopara hackers, era naverdade mantidopela polcia norte-americana, que usa-va o local para reco-lher dados sobre oshackers. O Departamen-to de Justia j ha-via realizado diver-sas prises em 2012usando dados doCarderprofit.Entre os presosestava Michael Ho-gue, cocriador doBlackshades.Aps a operaodo FBI, os usuriosindiciados foramreclamar em outrofrum, chamadoHackforums. O Hackforums a pgina que, em2010, divulgou aexistncia do Car-derprofit e orientouusurios a se cadas-trar na pgina man-tida pelo FBI.Krebs apontaque, como o Bla-ckshades pretendiaser fcil de usar,muitos dos clien-tes no fazem ideiado que aconteceu.Um deles relataque a compra daferramenta chegoua ser feita peloPayPal.De acordo com oFBI, a ferramentafoi vendida para mi-lhares de pessoas ecentenas de milha-res de computado-res podem estar in-fectados.Exrcito brasileiro incluir Argentinaem treinamento de guerra cibernticaO Exrcito do Brasilincluir pela primeira vezum oficial de outro pasentre os participantes dotreinamento de guerra ci-berntica, principal ativi-dade das foras de defesado pas na preparao deoficiais e sargentos para osconflitos no mundo da in-ternet.Na terceira ediodo curso, que comearem junho deste ano, umoficial da Argentina se sen-tar ao lado de membrosdo Exrcito, Marinha eAeronutica brasileiros. Aparticipao dele fruto deum acordo de cooperaoentre o Brasil e o pas vizi-nho, feito durante a visitado ministro Celso Amorina Buenos Aires, em 2013.Em contrapartida, um ofi-cial brasileiro passa poruma capacitao em segu-rana de rede e criptogra-fia na Argentina. O Exr-cito no revelou os nomesdos dois. O treinamentode guerra ciberntica uma das principais ativi-dades do Centro de Defe-ca Ciberntica do Exrci-to (CDCiber). simples-mente a aplicao do co-nhecimento que ns te-mos no dia a dia para os sis-temas usados em campa-nha [militar]. Hoje, osnossos sistemas de co-mando e controle estoapoiados em redes decomputadores tambm,explica o coronel AlanCosta, subchefe do centro. medida que voc levaessa capacidade para o n-vel ttico, leva tambmvulnerabilidades, com-pleta.A ferramenta usadapara os exerccios de guer-ra virtual o Simulador deGuerra Ciberntica (Si-moc). Nele, os oficiais sosubmetidos a situaes degato e rato digital. Se porum lado, tm de evitar queagressores explorem bre-chas em seu sistema. Poroutro, devem executarmisses em que tm dedescobrir falhas nas redesinimigas para cumprir ob-jetivos. O simulador per-mite esse jogo em um am-biente virtual simulado,diz o coronel Costa. O Si-moc uma tecnologia bra-sileira fornecida pela Rus-tcom, uma das 26 Empre-sas Estratgicas para a De-fesa nacional. Segundo opresidente da companhia,Carlos Rust, o softwarepermite aos instrutorescriarem cenrios virtuais,como a rede interna deuma casa, a de uma terme-ltrica ou a de uma grandeempresa, como a Petro-bras.22 DE MAIO DE 2014