Gazeta de Varginha - 22/07/2014

Download Gazeta de Varginha - 22/07/2014

Post on 01-Apr-2016

218 views

Category:

Documents

4 download

DESCRIPTION

Edio 9.032

TRANSCRIPT

  • pgina 02

    PONTO DE VISTA

    Levtico 26

    Mx: 22 / Mn: 08

    Admoestao contra a idolatria

    Campanha para o Senado em MGvai custar mais de R$ 40 milhes

    EDIO 9.032R$ 1, 00 VARGINHA, 22 DE JULHO DE 2014

    DEUS FIEL

    local/pgina 03

    Somente o ex-governador Antonio Anastasia deve gastar cerca de R$ 20 milhes com a campanha

    local/pgina 07

    A campanha eleito-ral para o Senado deve-r custar mais de R$ 1bilho, segundo as esti-mativas de despesas en-tregues pelos candida-tos Justia Eleitoral.

    Levantamento nos26 estados e no DFmostra que os 178 can-didatos preveem de-sembolsar, juntos, atR$ 1.035.384.167,16para se eleger.

    O valor pouco su-perior ao que preten-dem gastar os 11 candi-

    Varginha ter atraes culturaisdurante todo o ms de julho

    datos Presidncia (R$916 milhes) DilmaRousseff, Acio Neves eEduardo Campos esti-mam gastar, juntos,quatro vezes o valor queos oito adversrios so-mados.

    Para a campanhaaos governos dos esta-dos, a cifra estimada de R$ 2,43 bilhes equivalente ao ora-mento de um municpiocomo Niteri.

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    local/pgina 05

    Vrios focos de

    queimadas so

    registrados em

    Varginha no

    fim de semana

    local/pgina 04

    O Circuito CulturalIntegrado da cidade deVarginha, formadopela Casa da Cultura,pelo Theatro MunicipalCapitlio, pela EstaoRodoviria e pelo Com-plexo Cultural ConchaAcstica MaringelaKalil / Praa do ET. re-

    cebe durante todo oms de julho uma in-tensa e diversificadaproduo cultural.

    Confira a progra-mao do Julho Cultu-ral 2014, realizado pelaFundao Cultural.

    No vermelho, Lar SoVicente cria novas

    formas de arrecadao

    Suspeitos rendemmotoboy para roubarlanches em Varginha

    local/pgina 03

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no seresponsabiliza por

    conceitos emitidos emartigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so deinteira responsabilidade

    de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    22 DE JULHO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    1 - NO fareis paravs dolos, nem vos levan-tareis imagem de escultu-ra, nem esttua, nem po-reis pedra figurada na vos-sa terra, para inclinar-vosa ela; porque eu sou o SE-NHOR vosso Deus.

    2 - Guardareis osmeus sbados, e reveren-ciareis o meu santurio. Eusou o SENHOR.

    3 - Se andardes nosmeus estatutos, e guardar-des os meus mandamen-tos, e os cumprirdes,

    4 - Ento eu vos dareias chuvas a seu tempo; e aterra dar a sua colheita, ea rvore do campo dar oseu fruto;

    5 - E a debulha se voschegar vindima, e a vin-dima se chegar semen-teira; e comereis o vossopo a fartar, e habitareis

    seguros na vossa terra.6 - Tambm darei paz

    na terra, e dormireis segu-ros, e no haver quem vosespante; e farei cessar osanimais nocivos da terra, epela vossa terra no passarespada.

    7 - E perseguireis osvossos inimigos, e cairo espada diante de vs.

    8 - Cinco de vs perse-guiro a um cento deles, ecem de vs perseguiro adez mil; e os vossos inimi-gos cairo espada diantede vs.

    9 - E para vs olharei, evos farei frutificar, e vosmultiplicarei, e confirmareia minha aliana convosco.

    10 - E comereis da co-lheita velha, h muito tem-po guardada, e tirareis foraa velha por causa da nova.

    11 - E porei o meu ta-

    bernculo no meio de vs, ea minha alma de vs no seenfadar.

    12 - E andarei no meiode vs, e eu vos serei porDeus, e vs me sereis porpovo.

    13 - Eu sou o SENHORvosso Deus, que vos tirei daterra dos egpcios, para queno fsseis seus escravos; equebrei os times do vossojugo, e vos fiz andar eretos.

    14 - Mas, se no me ou-virdes, e no cumprirdestodos estes mandamentos,

    15 - E se rejeitardes osmeus estatutos, e a vossaalma se enfadar dos meusjuzos, no cumprindo to-dos os meus mandamentos,para invalidar a minha alian-a,

    16 - Ento eu tambmvos farei isto: porei sobrevs terror, a tsica e a febre

    Palavras de Vida

    Admoestao contra a idolatriaLevtico 26Parte Iardente, que consumam osolhos e atormentem a alma;e semeareis em vo a vossasemente, pois os vossos ini-migos a comero.

    17 - E porei a minha facecontra vs, e sereis feridosdiante de vossos inimigos;e os que vos odeiam, de vsse assenhorearo, e fugi-reis, sem ningum vos per-seguir.

    18 - E, se ainda com es-tas coisas no me ouvirdes,ento eu prosseguirei a cas-tigar-vos sete vezes mais,por causa dos vossos peca-dos.

    19 - Porque quebrareia soberba da vossa fora; efarei que os vossos cus se-jam como ferro e a vossa ter-ra como cobre.

    20 - E em vo se gasta-r a vossa fora; a vossa ter-ra no dar a sua colheita, e

    Eduardo Shinyashiki

    A educao, em todosos seus sentidos, forma etransforma vidas. A esco-la tem a importante e r-dua tarefa de orientar osjovens, de gui-los e aju-d-los a transformar seussonhos em realidade, emprojetos a serem realiza-dos no decorrer de toda asua vida, com serenidadee satisfao.

    Como educadores,

    professores e pais preci-samos entender o queocorre entre o sentir e oaprender, a emoo e aimaginao e compreen-der que, na escola queso construdas as crenase os valores que definema direo e norteiam a vidado ser humano.

    nesse contexto que estimulada a vontade doaluno em descobrir omundo, voar alto para po-der ter uma viso ampla

    as rvores da terra no da-ro o seu fruto.

    21 - E se andardes con-trariamente para comigo, eno me quiserdes ouvir,trar-vos-ei pragas sete ve-zes mais, conforme os vos-sos pecados.

    22 - Porque enviareientre vs as feras do cam-po, as quais vos desfilharo,e desfaro o vosso gado, evos diminuiro; e os vossoscaminhos sero desertos.

    23 - Se ainda com estascoisas no vos corrigirdesvoltando para mim, mas ain-da andardes contrariamen-te para comigo,

    24 - Eu tambm anda-rei contrariamente paraconvosco, e eu, eu mesmo,vos ferirei sete vezes maispor causa dos vossos peca-dos.

    25 - Porque trarei so-

    Educao: o poder de transformar vidasda realidade, aprofundar oconhecimento e se tornarlivre nas prprias esco-lhas.

    A formao do jovem um direito e um fator es-tratgico da sua vida parapoder ter os instrumen-tos essenciais para admi-nistrar as mudanas, rea-lizar objetivos e viver nasociedade de forma aut-noma e responsvel.

    O desafio da escola equilibrar as exigncias depassar contedos, com anecessidade de estimularno aluno a capacidade decompreender e de inter-pretar a realidade. Nessecontexto, permanecemvlidos os quatro pilaresda educao:

    - Aprender a conhe-cer, ter a cultura e o co-nhecimento de base parapoder, progressivamen-te, adquirir mais conheci-mentos;

    - Aprender a fazer etransformar esse conhe-cimento em competnci-as para a vida pessoal eprofissional;

    - Aprender a vivercom as outras pessoas,fortalecer o respeito peladiversidade, cooperao ecidadania;

    - Aprender a ser querdizer assumir as prprias

    responsabilidades paraconstruir o futuro.

    A relao interpesso-al a base da relao edu-cativa, em que o educadore o educado se abrem come para o outro, na constru-o de um dilogo. O ou-tro , obrigatoriamente, omeio para chegar com-preenso de si mesmo edo mundo. Por isso, oeducador no impe, masprope, indica oportuni-dades e caminhos para oaluno poder se movimen-tar em uma sociedade emconstante mudana.

    A escola, mesmo nassuas dificuldades, conti-nua sendo o agente edu-cador e social fundamen-tal da nossa vida. Ela aponte entre o patrimniocultural e a construo dofuturo, entre a relaocom o passado, nossa his-tria e a experincia atu-al.

    na escola que o jo-vem comea a desenvol-ver a conscincia acercadas suas escolhas, poderpessoal e capacidade dediscernimento. a ponteque liga a infncia ao in-cio da vida adulta. E, jun-tamente com os pais, osprofessores so os mes-tres que auxiliaro as cri-anas a amadurecer e a

    bre vs a espada, queexecutar a vingana daaliana; e ajuntados sereisnas vossas cidades; entoenviarei a peste entre vs,e sereis entregues namo do inimigo.

    26 - Quando eu vosquebrar o sustento dopo, ento dez mulherescozero o vosso po nums forno, e devolver-vos-o o vosso po por peso; ecomereis, mas no vosfartareis.

    27 - E se com isto nome ouvirdes, mas aindaandardes contrariamen-te para comigo,

    28 - Tambm eu paraconvosco andarei contra-riamente em furor; e voscastigarei sete vezes maispor causa dos vossos pe-cados.

    Continua...

    cumprir tal travessia deforma saudvel e constru-tiva.

    Falar de futuro nuncafoi simples, porm, quan-do falamos em educao,devemos ter como pontode partida e alicerce aconfiana no futuro e, ge-nerosamente, transmitirpara as novas geraes apaixo e a fora para cons-truir o amanh e transfor-mar sonhos em vida.

    Eduardo Shinyashi-ki palestrante, consul-tor organizacional, espe-cialista em desenvolvi-mento das Competnciasde Liderana e Prepara-o de Equipes. Presi-dente da Sociedade CreSer Treinamentos,Eduardo tambm escri-tor e autor de importan-tes livros como Transfor-me seus Sonhos em Vida,da Editora Gente.

    Respostas do Caa-Palavrasda edio passada

  • GAZETA DE VARGINHA | 0322 DE JULHO DE 2014LOCAL

    Campanha para o Senado em MGvai custar mais de R$ 40 milhesApenas o ex-governador Antonio Anastasia deve gastar cerca de R$ 20 milhes com a campanha

    A campanha eleito-ral para o Senado deve-r custar mais de R$ 1bilho, segundo as es-timativas de despesasentregues pelos candi-datos Justia Eleito-ral.

    Levantamento nos26 estados e no DFmostra que os 178 can-didatos preveem de-sembolsar, juntos, atR$ 1.035.384.167,16para se eleger.

    O valor pouco su-perior ao que preten-dem gastar os 11 candi-datos Presidncia (R$916 milhes) DilmaRousseff, Acio Neves eEduardo Campos esti-

    mam gastar, juntos,quatro vezes o valorque os oito adversriossomados.

    Para a campanhaaos governos dos esta-dos, a cifra estimada de R$ 2,43 bilhes equivalente ao ora-mento de um munic-pio como Niteri.

    A campanha para oSenado em So Paulodever ser a que maisconsumir dinheiro.Os dez postulantes aocargo estimam gastarR$ 113,5 milhes. MatoGrosso aparece logoatrs. Os seis candida-tos somados preveemum gasto total de R$

    70 milhes.Em Minas Gerais, osoito candidatos ao Se-nado juntos vo gastarR$ 42.725.000,00. Acampanha mais caraser a do ex-governadorAntonio Augusto Anas-tasia (PSDB), estimadaem cerca de R$ 20 mi-lhes.

    J o Acre deve ter acampanha mais barata.A estimativa feita pelosquatro candidatos deum custo de R$ 10,8milhes. Sergipe tem asegunda previso maisem conta: R$ 14,2 mi-lhes. So cinco candi-datos tentando se elegerno estado do Nordeste.

    Campees degastos

    Quatro candidatosdetm a previso dedespesa mais alta de-clarada Justia Elei-toral: Jos Serra(PSDB), em So Paulo,Magela (PT), no Dis-trito Federal, MarceloAlmeida (PMDB), noParan, e Rui Prado(PSD), em Mato Gros-so. Eles preveem gas-tar R$ 30 milhes paravencer o pleito.

    Gilberto Kassab(PSD), em So Paulo, eGeddel Vieira Lima(PMDB), na Bahia,tambm devem de-sembolsar um valor

    alto. Os dois estipula-ram um teto de R$ 28milhes.

    Regras para gastosA Lei das Eleies

    prev que, em todas asdisputas, o Congressodeve aprovar at 10 dejunho uma outra leique defina os limites degastos das campanhaspor cada candidato.Como isso no ocorreu,cada partido fixou in-ternamente o teto dasdespesas.

    Entre os custos pre-vistos na campanha es-to propaganda, prin-cipalmente na TV,transporte com auto-

    mveis ou jatinhos, porexemplo, e pagamentode cabos eleitorais.

    Assim como naseleies anteriores, nes-te ano os candidatospodero receber doa-es de empresas pri-vadas para aplicar nascampanhas.

    No ano passado, amaioria dos ministrosdo Supremo TribunalFederal considerou ile-gal que empresas doema polticos, mas o julga-mento no foi conclu-do. Se a maioria se man-tiver e o julgamentoterminar, a proibio sdever valer a partir de2016.

    Suspeitos rendemmotoboy para roubarlanches em VarginhaDois homens ar-

    mados com faca ren-deram um motoboyque entregava lanchesna noite desta sexta-feira (18) no bairroParque Bela Vista, emVarginha. Segundoinformaes da Pol-cia Militar, o moto-queiro fazia entregana Rua Jos Teixeira

    de Rezende quandofoi abordado pelossuspeitos.

    Ainda de acordocom a PM, aps ame-aarem o entregador,os suspeitos fugiramlevando apenas oslanches e o celular davtima. At esta publi-cao ningum haviasido preso.

    Reincidente no trfico preso pela PMUm indivduo foi

    abordado e preso pela Po-lcia Militar na posse depedras de crack, o infra-tor foi identificado comosendo reincidente na pr-tica delituosa de trfico dedrogas.

    Na manh deste sba-do (19), por volta das 11horas, uma equipe da PMquando realizava patrulha-mento preventivo pela Av.Doutor Paulo Ramos Re-sende, Bairro Padre Vitor,em Varginha, os militares

    depararam e abordaramum indivduo que se en-contrava em atitude sus-peita.

    O suspeito ao ser sub-metido a busca pessoal,foram encontradas e apre-endidas em seu poder 6pedras de crack, que seencontravam devidamen-te embaladas e prontaspara comercializao.

    Ao ser consultado osdados do suspeito junto aosistema informatizado, foiconstatado que o indivduo

    possui outras passagenspelo mesmo crime de tr-fico de drogas, inclusive jesteve recolhido no pres-dio de Varginha, em cum-primento de pena judicial.

    Diante dos fatos, o in-frator foi novamente pre-so e conduzido at a dele-gacia de Polcia, onde per-maneceu disposio dajustia.

  • No vermelho, Lar So Vicente crianovas formas de arrecadao

    LOCAL04 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JULHO DE 2014

    A diretoria do LarSo Vicente de Pauloenfrenta um dficitmensal de pelo menos 3mil reais. Com 43 fun-cionrios, entre eles psi-cloga, fisioterapeuta,assistente social, nutrici-onista e enfermeira, adespesa do Lar de 90mil reais por ms. Mas areceita no chega a R$87 mil.

    Entre as fontes estoos recursos dos idosos (alei permite utilizar at70% da renda de cadaum, o que representa500 reais). H ainda otelemarketing e alugu-is. Mas o telemarketing,explica o presidente Da-niel Moura, tem custoalto: A cada 50 reaisdoados, apenas 25 che-gam ao Lar. Duas no-vas formas de contribui-

    o esto sendo apresen-tadas populao: dbi-to em conta no Banco doBrasil ou desconto naconta da Copasa:

    No caso da Copasa,no h custo algum parao Lar. A Copasa repassaos valores integralmen-

    te para a Sociedade SoVicente de Paulo, dizDaniel. Mesmo assim,ainda h uma resistn-cia em doar. As pessoasacham que nunca maispodero deixar de con-tribuir. Se quiserem, sligar para a Copasa ou

    Banheiras - Carpetes - Cermica - Coifas - Cooktops - Cortinas e persianasCubas - Divisrias - Espelhos e Armrios - Fechaduras - Forros - Louas - MetaisPapel de Parede - Pisos Laminados - Pisos Pastilhados - Pisos Vinlicos - Plafns

    Portas e Janelas - Puxadores de Porta - Rodaps e Guarnies

    Rua Tiradentes, 375 - CentroVarginha-MG - Cep: 37002-200

    (35) 3222-1919 / 3222-2914

    www.realcedecoracoes.net

    Abertas inscries paraintegrantes da Cmara daMulher Empreendedora

    Banco do Brasil e a con-tribuio ser excludaimediatamente, garan-te.

    Quem quiser contri-buir ou conhecer o tra-balho do LSVP, pode vi-sitar o site: www.larsaovicentevga.org.br.

    A Cmara da Mu-lher Empreendedorade Varginha informaque abriu nesta se-gunda-feira (21) ins-cries para participa-o de novas integran-tes.

    A Misso daCMEV identificar,integrar e fortalecermulheres empresriasnos diversos segmen-tos sociais, econmi-cos, polticos, culturaise empresariais, pro-movendo seu cresci-mento pessoal social eprofissional em favorde uma sociedademais evoluda e har-moniosa. Mulheresempreendedoras, pro-

    fissionais liberais, em-presrias ou mulheresque estejam envolvidascom projetos volunt-rios e que tenham ointuito de buscar co-nhecimento e desen-volvimento, as quaistambm possam con-tribuir para o aprimo-ramento do projeto,esto convidadas aparticipar conosco.

    Como inscreverAs inscries po-

    dem ser realizadaspelo site da Cmarawww.camaradamulherdevarginha.com.brou na Associao Co-mercial pelo telefone3219 3350.

    Misso da CMEV identificar, integrar mulheresempresrias nos diversos segmentos sociais

  • Varginha ter atraes culturaisdurante todo o ms de julho

    Umas das principais atraes ser o Concerto da Camerata Jovem Beethoven de So Jos do Rio Preto

    LOCALGAZETA DE VARGINHA | 0522 DE JULHO DE 2014

    O Circuito CulturalIntegrado da cidade deVarginha, formadopela Casa da Cultura,pelo Theatro MunicipalCapitlio, pela EstaoRodoviria e pelo Com-plexo Cultural ConchaAcstica MaringelaKalil / Praa do ET. re-cebe durante todo oms de julho uma in-tensa e diversificadaproduo cultural.

    Confira a progra-mao do Julho Cultu-ral 2014, realizado pelaFundao Cultural:

    - No dia 01 foi reali-zado o 1 Frum Mi-crorregional Perma-nente de Cultura, coma presena dos munic-pios que formam a Mi-crorregio de Varginha,cujo objetivo foi diag-nosticar e produzir odocumento Mapea-mento das Vocaes,Potencialidades e De-mandas Culturais daregio, destinado Se-cretaria de Estado daCultura, para subsidiar

    a elaborao do PlanoEstadual de Cultura /Plano Decenal de Cul-tura de Minas Gerais.Varginha a sede per-manente do Frum, oque resgata a sua lide-rana regional em cul-tura.

    - De 14 a 19, acon-teceu nos Jardins daCasa da Cultura a belaExposio de Orqude-as do orquidfilo de re-putao nacional Carlos

    Felix, que no dia 16, s14 e 20 horas, respecti-vamente, pronunciouduas palestras para doisseletos grupos de apai-xonados por orqudeasno espao da Petit Ga-lerie da Casa da Cultu-ra.

    - No dia 16, ocorreuo prego presencial dalicitao para aquisiodas ilhas de edio e dascmeras digitais, pri-meira etapa do proces-

    so de digitalizao daTV Princesa, um marcohistrico no processode insero e da inclu-so da emissora no con-texto das mais tecnol-gicas do setor.

    - De 14 a 17, noComplexo Cultural daConcha Acstica / Pra-a do ET foi realizada aexposio / feira Artesa-nato na Praa, empre-endimento de Econo-mia Criativa sob a gide

    da MINARTE que con-ta com o apoio do CO-MIC Conselho Muni-cipal de Incentivo Cul-tura.

    - De 21 a 26, noFoyer Aurlia Rubio,das 08 s 18 horas desegunda sexta e das08 s 13 horas no sba-do, como parte dos pro-jetos Economia Criati-va e Ocupao dos Es-paos Pblicos de Cul-tura pelos Talentos daComunidade compo-nentes do Plano de AoEstratgica 2014, serrealizada a mostra doconceituado artista JosGonzaga, arteso que sedestaca por uma pro-duo diversificada evariada, incluindo peaselaboradas a partir demadeiras de demolio,bamb, cabaas e mate-riais reciclveis.

    - De 21/07 a 06/08a Casa da Cultura rece-be a exposio "A Erado Rdio", que contacom o acervo de rdiosde diversas pocas do

    radialista e colecionadorGalvo Conde.

    - No dia 26, s 20horas, no Theatro Mu-nicipal Capitlio, acon-tecer o Concerto deGala da Camerata Jo-vem Beethoven de SoJos do Rio Preto SP,sob a regncia do Ma-estro Reginaldo Nasci-mento, de conceito in-ternacional e que apre-sentar um repertriodas mais belas e imor-tais composies de Be-ethoven, de Handel, deBach, de Haydn e deBenedetto Marcello. ACamerata Jovem Bee-thoven a mais vitorio-sa experincia de inclu-so social de jovens atra-vs da cultura, da arte eda msica e servir deinspirao e refernciapara a criao da Came-rata / Orquestra Sinf-nica de Varginha, aca-lentado sonho do povovarginhense e uma dasmetas da atual gesto daFundao Cultural deVarginha.

    Vereador sugere contratao de empresa para fiscalizar loteamentosEm Varginha lei.

    As empresas propriet-rias de loteamentos nomunicpio so respons-veis pela manuteno doasfalto durante cincoanos e precisam, ao rea-lizar a pavimentao as-fltica, respeitar e acataros padres exigidos paraque o asfalto tenha qua-lidade e durabilidade.

    A lei n 5688/2013 de autoria do vereadorReginaldo Tristo, foiaprovada por unanimi-dade na Cmara de Var-ginha em maro do anopassado e sancionadapelo Executivo. Agora, apreocupao do verea-dor saber se ela estsendo cumprida. Enca-

    minhei um ofcio para aPrefeitura questionandose estava sendo feita a fis-calizao desses lotea-mentos, se estavam fa-zendo cumprir as exi-gncias da Lei, mas aresposta evidenciou queo Municpio no possuipessoal nem materialpara realizar esse tipo deservio. Sendo assim, so-

    licitei que a Prefeituracontratasse uma empre-sa especializada para fis-calizao das obras deasfaltamento nas viasurbanas do Municpio,explicou o vereador Re-ginaldo Tristo.

    Segundo o verea-dor, preciso que a Leiseja cumprida para queos futuros moradores

    desses loteamentos e oprprio Municpio nosejam lesados caso o ser-vio no seja prestado deacordo com o que exi-gido. Como as empre-sas sero responsveisdurante cinco anos pelamanuteno asflticados loteamentos, preci-samos estar resguarda-dos de que o servio foiprestado corretamenteno dando possibilidadepara possveis recursos eisso evita tambm quesaia dinheiro dos cofrespblicos para realizarservios de manutenocomo tapa-buracos embairros praticamentenovos. Acredito que con-tratar uma empresa para

    fiscalizar o servio de pa-vimentao asfltica, narealidade, vai significar

    economia para o Muni-cpio, conclui Reginal-do.

  • 22 DE JULHO DE 2014REGIONAL

    Cerca de cinco qui-los de maconha, muni-es e uma balana depreciso foram apreen-didos em uma mala en-contrada em um bueiroem Santa Rita do Sapu-ca, neste domingo (20).Segundo a Polcia Mili-tar, os policiais recebe-ram uma denncia deque pessoas passaramde carro e deixaram amala no bueiro, na Rua

    PM apreende maconha e muniesdentro de mala deixada em bueiro

    06 | GAZETA DE VARGINHA

    Uma famlia foi fei-ta refm durante umatentativa de assalto emCampestre, no Sul doEstado, na manh des-se domingo (20). Doissuspeitos que participa-ram da ao e outrosdois que teriam dadosuporte aos assaltantesforam detidos. Um doshomens que invadiu acasa ainda est foragi-do. A suspeita de queeles tenham recebidoinformaes privilegia-das sobre a rotina da fa-mlia, j que, segundo apolcia, a ex-namoradade um dos suspeitos

    funcionria da joalhe-ria. Nada foi roubado.

    De acordo com aPolcia Militar (PM),trs homens armadosentraram na casa da fa-mlia, que fica ao lado dajoalheria que pertence aeles, no centro da cida-de, e anunciaram o as-salto. Quando viu que acasa estava sendo inva-dida, um dos morado-res conseguiu sair pelaporta da cozinha e ou-tro saiu pela janela. Fi-caram no imvel umamulher de 52 anos eum homem de 56, queforam amarrados e

    14, no bairro Pedro San-ches Vilela.

    Dentro da mala fo-ram encontrados trstabletes de maconha,uma poro e 240 bu-chas da mesma droga,somando 5 kg, 28 mu-nies intactas de revl-ver calibre 38 e uma ba-lana de preciso. Omaterial foi apreendido.Ainda segundo a PM,ningum foi preso.

    Maconha e munies foram encontradas dentrode mala em Santa Rita do Sapuca

    Homem preso comdrogas em Boa Esperana

    Polcia Militar re-alizando operaopolicial abordou eprendeu um indiv-duo que comerci-alizava drogas em viapblica.

    Na noite de sexta-feira (18), a PM quan-do realizava operaopolicial na Rua Ota-viano Monteiro, Bair-ro Vila Neusa, muni-cpio de Boa Espe-rana, os militares de-pararam e abordaramum suspeito que seencontrava em atitu-des suspeitas.

    O suspeito ao sersubmetido a busca

    pessoal, foram encon-tradas e apreendidasem seu poder 12 pe-dras de crack, 1 pape-lote de cocana e aimportncia de R$40 reais.

    Em consulta aosistema informatiza-do, o indivduo foiidentificado pela al-cunha de Macarro,18 anos, possuindoeste vrias denunciaspor trfico de drogas.

    O infrator foi pre-so e conduzido at adelegacia de Polcia,onde permaneceu disposio do delega-do de Polcia Civil.

    Famlia feita refm em tentativa de assalto na regioamordaados. Amea-ando as vtimas com asarmas, os suspeitos exi-giram silncio e per-guntaram onde estavamos pertences da famlia.

    A PM foi acionada ea casa, que fica na praaDelfim Moreira, foi cer-cada. Ao perceber quehavia militares no local,um dos assaltantes,identificado pelos com-parsas apenas comoJoo, foi at a janelada sala e atirou contraum policial que estavado lado de fora. Os ti-ros acertaram uma rvo-re e o militar no se fe-

    riu.Enquanto isso, o

    suspeito Raphael Ra-mos Gonalves, de 23anos, tentou fugir pelosfundos da casa, mas foirendido e imobilizadopor um sargento queestava no local. Ele gri-tou para que Joo apro-veitasse o momento efugisse, e assim o sus-peito fez, passando pe-los fundos da casa. Dolado de fora, Bruno Wi-lliam Ferreira, de 19anos, aguardava em umChevrolet Monza, paradar fuga aos suspeitos.Dentro da casa, o sus-

    peito Maycon Rodri-gues Mariano, de 24anos, tentou usar umadas vtimas como refmpara escapar, mas noconseguiu e foi detido.

    Durante rastrea-mento, militares encon-traram Ferreira, que foidetido quando volta praa Delfim Moreirapara buscar os outroscomparsas. Em conver-sa com o rapaz, eles che-garam at Renato daSilva, conhecido comoTareco, que tambm es-taria envolvido na ten-tativa de assalto. Deacordo com a PM, a ex-

    namorada dele funci-onria da joalheria e,por isso, Silva teria in-formaes privilegiadassobre o funcionamentodo local.

    Os quatro suspeitosforam presos e, comeles, a polcia apreen-deu uma pistola comtrs carregadores e 29cartuchos calibre 32,alm de dois cartuchosdeflagrados de calibre12. A ocorrncia foi re-gistrada na Delegaciade Poos de Caldas e oquinto suspeito, Joo,ainda est sendo procu-rado.

    Com geada, distrito de Monte Verde,em Camanducaia registra 1 C

    O distrito de Mon-te Verde, em Caman-ducaia registrou umadas menores tempera-turas do ano durante amadrugada deste do-mingo (20) no Sul deMinas.

    O local amanheceucom geada e os term-metros marcaram entre1 e 3 C, segundo oInstituto Nacional deMeteorologia (Inmet).Outra cidade da regioem que foram registra-das baixas temperatu-

    ras foi Maria da F, com2 C.

    As fotos enviadaspela Associao de Ho-tis e Pousadas de Mon-te Verde mostram ogelo que cobriu a gra-ma, os parapeitos e atmesmo as flores. Algu-mas pessoas fizeramquesto de pousar aolado dos termmetrosda cidade.

    De acordo com oInmet, o frio deve-se auma massa de ar polarque veio do sul do pas

    e est na regio. Astemperaturas devemcomear a subir a par-

    tir de segunda-feira(21) e ao longo da se-mana.

  • ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014

  • Construir para desenvolver!!!

    FBRICA DEBLOCOS

    LUCIANO Avenida dos Imigrantes, 4.425Vargem - Varginha - MGFone: 3223-8833 / 9971-0206

    Blocos - CanaletasAreias - Britas

    A Fbrica de Blocos Luciano tem atendido grandes obrasem Varginha e regio! Com qualidade e presteza tem feitocom que seus clientes se mantenham sempre satisfeitos.

    ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014

  • 22 DE JULHO DE 2014LOCAL

    Pensando em trazerbenefcios aos seus asso-ciados a Aciv criou h 7anos a Acivmed, setorresponsvel por realizardiversos exames volta-dos a sade do trabalha-dor. O valores ofereci-dos para a realizao dosexames na Acivmed sodiferenciados para osassociados, gerandoalm de economia, agi-lidade e qualidade noatendimento.

    De tempos em tem-pos todos os funcion-rios das empresas soconvocados para o exa-me mdico peridico.Aps preencher uma fi-cha falando sobre todasas doenas atuais e an-tigas, o colaborador se-gue para uma rpidaavaliao com um pro-fissional de sade.

    Os exames mdicosperidicos, assim como

    GAZETA DE VARGINHA | 07

    Aciv oferece servios de medicina esegurana do trabalho aos associados

    o admissional e demis-sional, so exignciaslegais e a periodicidadecom que realizado vaidepender do risco ocu-pacional que a funooferece ao colaborador.De acordo com NormaHumberto, responsvelpela Acivmed, a perio-

    dicidade dos exames anual.

    Ficar sentado porhoras, por exemplo,pode afetar a coluna e acirculao. A digitaocontnua no tecladopode ocasionar o ler (le-so por esforo repetiti-vo). Os riscos de ergo-

    nomia ajudam a fazercom que a periodicida-de do exame fique cadavez menor. Quem defi-ne o grau do risco seroEngenheiro e o Tcni-co em Segurana doTrabalho, que encami-nhar para o mdico doTrabalho atravs do

    PPRA, para a elabora-o do PCMSO, que de-finir a periodicidadedos exames.

    Essa verificao, po-rm, que pode ser anu-al ou semestral, porexemplo, tem dois obje-tivos principais. O pri-meiro proteger a sa-de e integridade do tra-balhador, e o segundoest relacionado comquestes trabalhistas. Aempresa tem o direitode saber sobre o estadode sade de seus cola-boradores, o que serimportante, inclusive,para se proteger naeventualidade de aesjudiciais.

    Alguns trabalhado-res entram na justiacontra o empregadoralegando que adquiriuum problema de sadepor causa do trabalhoque realizou durante os

    anos que se dedicaramao servio. Essa alegaopoder ser procedente,mas so os exames m-dicos que vo ajudar acomprovar a acusao.

    Por esses motivosque voc precisa res-ponder se fez algumacirurgia nos ltimosanos, se fumante ouno, se j teve hepatite,se tem doenas pr-existentes, se faz uso demedicamentos e o por-qu, se j teve acidentede trabalho, e demaisperguntas que comple-tam a lista.

    A Acivmed est lo-calizada na Rua Presi-dente Antnio Carlos,303 Centro. O telefo-ne para agendamento o 3221-7971 ou 8862-1527. O agendamentotambm pode ser feitoatravs do e-mail:acivmed@aciv.com.br

    Varginha registrouneste domingo (20) v-rios focos de queimadasna rea urbana. A escas-sez de chuvas, somada falta de conscincia dapopulao, fez com queo nmero de queimadasaumentasse considera-velmente na cidade.

    A foto acima foicompartilhada no per-fil do COBAM Varginha(Conselho Brasileiro deAmbientalismo) no Fa-cebook. Na imagem possvel identificar pelomenos trs queimadasacontecendo simulta-neamente na tarde des-te domingo (20) emVarginha.

    Alm dos danos aomeio ambiente, a fuma-a das queimadas aliadaa baixa umidade do ar,trazem efeitos nocivos

    sade das pessoas, au-mento o nmero deatendimento nas unida-des de sade por do-enas respiratrias.

    Alm de prejudicara visibilidade dos moto-ristas, podendo acarre-

    Varginha castigada pelafumaa das queimadas

    tar acidentes A prtica de quei-

    mada crime, para de-nunciar ligue 153(Guarda Civil Municipalde Meio Ambiente deVarginha ) ou 193 (Cor-po de bombeiros).

    Rdio Itatiaia promove aespelo Dia do Motorista

    A Rdio Itatiaia Sulde Minas vai comemo-rar o Dia do Motorista,25 de julho, com aesde orientao para otrnsito mais humani-zado e menos estres-sante para todos. Dicasdurante a programaoda emissora e aes pes-soais so as atividadesprincipais desta novapromoo.

    Entre os dias 21 e 25de julho sero exibidosseis boletins por dia,durante toda a progra-mao, com informa-es sobre as leis detrnsito para motoris-tas, motociclistas e pe-destres. Estas informa-es vo ao ar em dife-rentes horrios e con-tam com apoio de em-presas.

    No dia 25 de julho

    acontece o ponto mxi-mo da ao. Segundo oCoordenador de Pro-moo da Itatiaia Sul deMinas, Renan Freitas, aequipe da emissora vaiestar na Praa GetlioVargas, no centro deVarginha, de 11h s14h, para um contatodireito com as pessoas.

    Sero oferecidos

    servios de sade comomedio da presso ar-terial e glicose sangu-nea, dicas de alonga-mento e ginstica paramotoristas e motoci-clistas, e distribuio debrindes. A ao da FMItatiaia tem apoio daPolcia Militar, Corpode Bombeiros e SestSenat.

  • 08 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JULHO DE 2014REGIONAL

    Acidente deixa feridos e homempreso s ferragens em PerdesTrs pessoas fica-

    ram feridas em um aci-dente que envolveudois veculos na BR-354, entre os municpi-os de Perdes e CanaVerde neste domingo(20). Segundo a PolciaRodoviria Federal, osdois carros baterem defrente e o condutor deum deles, um homemde 40 anos, ficou pre-so s ferragens e preci-sou ser retirado peloCorpo de Bombeiros.

    De acordo com osbombeiros, ele foi enca-minhado em estadograve para o Hospitalde Santo Antnio doAmparo.

    Outras duas pesso-

    as tambm ficarammachucadas e foramlevadas para o hospital.Uma equipe da Auto-pista Ferno Dias tam-

    bm esteve no local paraauxiliar no socorro svtimas.

    Ainda segundo apolcia, no h infor-

    Um idoso de 69anos morreu atropela-do pela prpria cami-nhonete neste domin-go (20) na zona rural

    do municpio de Per-des. Segundo o Cor-po de Bombeiros deLavras, Jos AntnioFerreira Matos estava

    tentando fazer o vecu-lo funcionar quandoaconteceu o acidente.

    De acordo com osbombeiros, como a v-

    Operao flagra 32 pessoas dirigindo embriagadas em Pouso AlegreUma operao da

    Polcia Rodoviria Fede-ral do municpio dePouso Alegre flagrou 32pessoas dirigindo em-briagadas durante a ma-drugada deste domingo(20) na Rodovia BR-459.

    Segundo os polici-ais, foram realizados 100testes com etilmetrodurante a ao.

    Alm das pessoasflagradas sob a influn-cia do lcool, 26 Cartei-ras Nacionais de Habi-litao (CNH) foramapreendidas e seis pes-soas estavam dirigindosem a habilitao. Almdisso, uma pessoa de-

    tida por direo peri-gosa aps fugir da fis-calizao.

    Infelizmente, no-tamos que algumaspessoas ainda insistem

    maes sobre o quepode ter causado a ba-tida entre os veculos,que foram retirados dapista em seguida.

    Homem bate defrente com veculoe morre na regio

    Um homem de 36anos morreu em umacidente que envol-veu trs carros nestedomingo (20) naMG-050 em Ita deMinas. Segundo aPolcia RodoviriaEstadual, Elson Fer-reira do Carmo diri-gia o prprio carroquando perdeu ocontrole prximo aoKM 371 e invadiu acontramo. Um ni-bus que vinha no sen-tido contrrio conse-guiu desviar, masuma caminhoneteque vinha logo atrsbateu de frente como carro da vtima.

    De acordo com apolcia, um carro queseguia atrs da cami-nhonete tambm ba-teu na traseira dela. Omotorista que perdeuo controle morreu nolocal e trs ocupantesda caminhonete fica-ram feridos e foramsocorridos. J o con-dutor do carro quebateu por ltimo noficou machucado.

    O corpo da vtimafoi recolhido e levadopara a funerria dePassos . Ainda segun-do a polcia, ele eranatural de Passos,mas morava em Itade Minas.

    Idoso morre atropelado pelaprpria caminhonete em Perdes

    tima no conseguiu saircom a caminhonete,chamou dois amigos epediu que eles lhe aju-dassem a empurrar.

    Como o veculo estavaem um terreno aciden-tado, os amigos noconseguiram empur-

    rar, o veculo voltou epassou por cima doproprietrio, que mor-reu no local.

    em no colaborar coma fiscalizao da polcia,informando em aplica-tivos populares a pre-sena de blitz, disse aassessoria do rgo.

    Motoristas embriagados tiveram CNHs apreendidos

    Homem atropelado e responsvelfoge sem prestar socorro em Alfenas

    Um homem de 55anos morreu atropela-do neste domingo(20) em Alfenas. Se-gundo o Corpo deBombeiros, AntnioJos de Souza atraves-sava a Alameda dasPerobas, no JardimPrimavera, quandofoi atingido por umveculo. O condutorfugiu sem prestar so-corro vtima.

    De acordo com osbombeiros, a rua es-

    cura e com iluminaoprecria. O homemchegou a ser socorridocom vida e levado parao Hospital Alzira Vela-no, mas no resistiu aos

    ferimentos e morreupouco depois. O en-terro acontece nestasegunda-feira (21)no Cemitrio Muni-cipal de Alfenas.

  • MINAS

    Eficincia de viadutos para o trnsito

    de Belo Horizonte colocada em xequeBaseados em exem-

    plos como o viadutoItamar Franco, inau-gurado em maio de2013 sobre a avenidaTereza Cristina, nobairro Carlos Prates, naregio Noroeste, e quej enfrenta congestio-namentos, e o Batalhados Guararapes quedesabou sobre a aveni-da Pedro I no ltimodia 3, matando duaspessoas , arquitetos eurbanistas contestam aeficincia e a necessi-dade desses equipa-mentos para as gran-des metrpoles. Acu-sando as estruturas deroubarem o espao ur-bano, degradarem ascidades e ainda no so-lucionarem os proble-mas do trnsito, os pro-fissionais defendemque os viadutos exis-tentes sejam at demo-lidos para dar espaoaos pedestres e aostransportes coletivos.O assunto, no entanto,coloca arquitetos e en-

    genheiros em ladosopostos, j que essesltimos afirmam que,sem os equipamentos, otrfego seria ainda pior.

    O professor da Es-cola de Arquitetura daUniversidade Federalde Minas Gerais(UFMG) Roberto An-drs explica que os via-dutos compem umaestrutura que privilegiao transporte individu-al, apenas conectandocongestionamentos. Acidade acha que resol-ver o problema au-mentando o espaopara os carros. Mas oefeito exatamente ocontrrio. E, geralmen-te, a demolio maisbarata que a manuten-o, diz.

    A possibilidade deum novo uso para osespaos dos viadutostambm est descritano artigo Morte e Vidadas Rodovias Urbanas,do Instituto de Polti-cas de Transporte eD e s e n v o l v i m e n t o

    (ITDP, na sigla em in-gls). O trabalho trazexemplos de cidadescomo So Francisco ePortland, nos EstadosUnidos, e Seul, na Co-reia do Sul, que demo-liram elevados, viadu-tos e vias expressas e ossubstituram por par-ques e reas para otransporte coletivo, bi-cicletas e pedestres.

    Quanto mais vocaumenta a estrutura

    (para carros), mais vocchega a um estado desaturao.

    Os viadutos logopassam a ser uma es-trutura saturada. Elesno resolvem o proble-ma, afirma a diretorado ITDP, ClarisseLinke.

    Em um cenrio de1,6 habitante para cadaveculo motorizado, so-mente em Belo Hori-zonte, as alternativas

    Um policial militarest internado, em es-tado grave, depois deser baleado seis vezes,na madrugada desta se-gunda-feira (21), na Re-gio da Pampulha, emBelo Horizonte, infor-mou a Polcia Militar(PM).

    De acordo com aPM, o crime foi por vol-ta de 1h, na entrada deuma vila, s margens doAnel Rodovirio, nobairro So Francisco.

    Segundo a PM, omilitar, de folga, estavano local quando dois ho-mens chegaram emuma motocicleta e ou-tros dois a p. Um mo-rador da regio disseque ouviu ameaas v-

    tima. Eles conversando:Ah, ns pegamos ele, nspegamos ele", disse ohomem.

    Logo depois, foramouvidos vrios tiros. Amotocicleta do militarno foi levada. O sargen-to, de 46 anos, foi trazido

    para o Hospital de Pron-to-Socorro Joo XXIII.

    Em princpio seriauma tentativa de assalto.Aps o fato chegou umasenhora que aguardouinclusive a chegada dosocorro pelo ttico 246,explicou o sargento

    Emerson Gomes.A mulher e o militar

    teriam marcado um en-contro no local e, quandoela chegou, ele j estavaferido. Eu cheguei, eleestava sentado. A motocada e eu perguntei oque aconteceu. E a donaveio falando que achavaque tinha sido tiro.

    A mulher foi ouvidana delegacia. A polciano descarta a possibili-dade de o crime ter sidoplanejado.

    A cmera de uma em-presa pode ter flagrado aao dos criminosos, masas imagens no foram di-vulgadas. At a publica-o desta reportagem,ningum havia sido pre-so.

    GAZETA DE VARGINHA | 09

    dos arquitetos para osviadutos se baseiam ematitudes para desesti-mular o uso do carro.Podemos restringir oestacionamento emvias pblicas e aumen-tar o preo. Rever o c-digo de edificaespara que os apartamen-tos no tenham nme-ro mnimo de vagas, eainda temos o pedgiourbano, que j usadoem Londres, pontuaClarisse. Com isso vocabre espao para outrascoisas. No horrio depico, em So Paulo, oscarros ocupam 78%das ruas, e os nibus,6%, compara Andrs.

    Questionada sobreuma penalizao dosmotoristas, Clarisseevoca a necessidade detodos fazerem a suaparte.

    O efeito colateralcausado pela utilizaodo carro afeta a popu-lao como um todo.

    Divergncia. Naengenharia, a alternati-

    va aos viadutos so oscruzamentos em nvel,que, segundo especia-listas, causam aindamais retenes, e os t-neis, muito mais carospara serem constru-dos. Mesmo concor-dando com os impactosnegativos que essas es-truturas causam no es-pao ao seu redor ecom a necessidade deinvestimentos no trans-porte pblico, enge-nheiros destacam queseu papel ainda fun-damental para a mobi-lidade urbana dasgrandes cidades.

    Tudo depende deplanejamento. Temos aquesto da beleza e daadequao ao meio am-biente. Mas os viadutosfuncionam muito bem.

    O problema do en-garrafamento no oviaduto, mas sim o ex-cesso de veculos, ava-lia Luiz Silva Portela,membro da SociedadeMineira de Engenhei-ros.

    22 DE JULHO DE 2014

    Policial militar internado em estadograve depois de ser baleado em BH

    Ladres levam cofrescom mais de R$ 60 mil desupermercado em Itana

    Um supermerca-do que fica na Aveni-da Jove Soares, noBairro Pio Doze, foiassaltado na madru-gada desta segunda-feira (21) em Itana. APolcia Militar (PM)informou que crimi-nosos escalaram omuro e entraram pelosegundo piso do esta-belecimento. Eles le-varam mais de R$ 60mil dos cofres da loja.At o momento nin-gum foi localizado.

    Os criminosos fi-zeram um buraco naparede que d acesso sala da tesouraria. APM foi acionada por

    funcionrios que che-garam pela manhpara trabalhar. Os sus-peitos usaram umacorda para descercom trs cofres do su-permercado.

    Segundo relatosdos funcionrios, oscofres continhamaproximadamente R$60 mil em dinheiro euma folha de chequepreenchido no valorde R$ 100. Ainda noh informaes se nolocal havia monitora-mento de cmeras desegurana. Os ladreslevaram ainda ummonitor de 15 polega-das.

  • OAB/MG 81667Delfim Moreira, 258,

    sala 201- CentroVarginha -MGTel: 3222 2851

    OAB/MG 81424Rua Argentina, 535

    Vila PintoTel: 3222-4801

    gustavo@chalfun.com.br

    Dr. Gustavo Chalfun

    Mande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.com

    OAB/MG 106.276Rua Dona Margarida, n 48,

    Bairro Vila Pinto,Tel: (35) 3222-1049

    Dr. GustavoPinto Biscaro

    gustavopbiscaro@gmail.com

    OAB/MG 65099Av Salum Assad. David,

    70 - Santa LuizaTel: ( 35) 3214-5051

    Dr. PatrciaBregalda Lima

    patriciabregalda@varginha.com.br

    OAB/ MG 84.17620 Sub-Seo

    Rua Maria Benedita,63 -sala 106 - Vila Pinto3223-5362/9988-3485

    Dr. VicenteLima Lordo

    vicentelloredo@yahoo.com.br

    Dr. Daniel Piva

    dapiva@ig.com.br

    10 | GAZETA DE VARGINHASAIBA SEUS DIREITOS

    Ministro Lewandowski suspende deciso do

    CNJ que afastou aplicao do Estatuto do IdosoA regra de desem-

    pate pelo critrio daidade, prevista no Es-tatuto do Idoso, deveser aplicada em con-curso pblico para ti-tular de cartrios. Comesse entendimento, oministro RicardoLewandowski, no exer-ccio da Presidncia doSupremo Tribunal Fe-deral, concedeu limi-nar em Mandado deSegurana (MS 33046)a um idoso de 73 anosque, dois anos aps terconquistado, em con-curso pblico, a titula-ridade de um dos car-trios de protestos dettulos de Curitiba(PR), foi afastado peloConselho Nacional deJustia (CNJ), que con-siderou que a normaprevista no Estatuto doIdoso no seria a maisadequada para o de-sempate.

    Ao organizar o

    Agenda da OAB Varginha para o ms de Julho

    * Dia 23/07/2014 - Dia da Valorizao da Sade do Advogado, nas dependnciasda Justia do Trabalho, de 12 s 17 horas

    * Dia 26/07/2014 - Realizao de Festa Julina (26/07)

    * Dia 30/07/2014 - Aula Inaugural Comisso OAB Jovem na FADIVA Noturno;

    concurso para titulari-zao dos cartrios, oTribunal de Justia doParan adotou o crit-rio de maior idadepara o desempate,conforme determina oEstatuto do Idoso. Oconcurso foi realizadoe Jos Carlos Fratti, de73 anos , foi benefici-ado no desempate,tornando-se o titulardo 6 Ofcio de Pro-testos de Ttulos deCuritiba.

    Entretanto, o CNJ,ao analisar procedi-mento de controle ad-ministrativo, afastouFratti do cartrio sobo argumento de que ocritrio etrio no se-ria o mais adequado, edecidiu pela adoodo critrio de maiortempo de servio p-blico.

    DecisoAo conceder a li-

    minar, o ministro

    Lewandowski ressal-tou que o artigo 27,pargrafo nico, da Lei10.741/2003, denomi-nada Estatuto do Ido-so, estabelece, comclareza solar, que oprimeiro critrio dedesempate em concur-so pblico ser a ida-de, dando-se prefern-cia ao de idade maiselevada.

    O presidente emexerccio transcreveuainda diversas decisesdo STF que garanti-ram a aplicao do Es-tatuto do Idoso em

    concursos pblicos,bem como pareceres daProcuradoria-Geral daRepblica.

    Por fim, destacou apresena dos requisitospara a concesso da li-minar, ante a possibi-lidade de afastamentodo impetrante, idosode 73 anos, do 6 Of-cio de Protestos de T-tulos de Curitiba, ondeexerce regulamente assuas atividades, porconcurso pblico, hmais de dois anos, epor deciso do rgoEspecial do Tribunal deJustia paranaense, oqual aplicou o Estatu-to do Idoso no critriode desempate. LF/CF

    Leia abaixo a ntegrada deciso.

    MEDIDA CAUTE-LAR EM MANDADODE SEGURANA33.046 PARAN

    RELATOR :MIN.LUIZ FUX IMPTE.(S):JOS CARLOSFRATTI ADV.(A/S):RAMON DE ME-DEIROS NOGUEIRAE OUTRO(A/S)

    I M P D O . ( A / S ):CONSELHO NACI-ONAL DE JUSTIA -CNJ ADV.(A/S) :AD-V O G A D O - G E R A LDA UNIO

    Trata-se de man-dado de segurana,com pedido de medi-da liminar, impetradopor JOS CARLOSFRATTI, idoso de 73anos, contra ato doConselho Nacional deJustia que negou aaplicao da Lei10.741/2003,

    denominada Esta-tuto do Idoso, nos au-tos do Procedimentode Controle Adminis-trativo n 0005168-90.2012.2. 00.0000para afastar o impe-trante do 6 Ofcio deProtestos de Ttulos deCuritiba, onde exerceatividade, por concur-so pblico, h mais de2 (dois) anos.

    Na espcie, o CNJnegou a aplicao doEstatuto do Idoso edecidiu que o critrioetrio de desempateutilizado pelo Tribunalde Justia do Estadodo Paran, consubs-tanciado na maior ida-de, no seria o maisadequado, assentandoque o critrio maiortempo de servio p-blico deve ser adota-do, com base na Lei

    Estadual 14.594/2004.

    Alega o impetran-te, em sntese, que taldeciso colide com aConstituio, com oEstatuto do Idoso,com a orientao ju-risprudencial do Su-premo Tribunal Fe-deral e, paradoxal-mente, com decisesadministrativas doprprio ConselhoNacional de Justia(PCA 0001518-69.2011.8 .00.0000,de 6/5/2001). Aduz,mais, que exerce re-gulamente suas ativi-dades frente do 6Protesto de Ttulos deCuritiba h mais de 2(dois) anos, por con-curso pblico e desig-nao unnime dorgo Especial doTribunal de Justia doParan, e do Presi-dente daquela Corte,Desembargador Gui-lherme

    Luiz Gomes, ten-do contratado pesso-al e implementado re-formas emelhorias nolocal.

    Sustenta, ainda,que teve de deixar suaserventia de origem,no Municpio de Ma-ring, a qual inclusi-ve j est disponibili-zada em concursopblico.

    Por essas razes,pede o deferimentoda liminar para sus-pender os efeitos doato impugnado e, nomrito, pela conces-so da segurana.

    22 DE JULHO DE 2014

  • ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014

    TV MARCA MITSUBISHI 20 POLEGADAS DE TUBO R$ 150,00.

    VENDE-SE

    INTERESSADOS FAVOR

    ENTRAR

    EM CONTATO

    PELO TELEFONE

    35.3219-3333

    (HOTEL SLEEP INN)

    ENDEREO:

    Av. Princesa do Sul,

    3333 - Jardim Ander,

    Varginha - MG

    A Construtora Cherem Ltda, oferece vagas de emprego na rea da Construo Civil para Porta-dores de Necessidades Especiais para as seguintes funes: Pedreiro, Servente, Pintor, Carpin-teiro, Bombeiro.Os interessados entrar em contato no Tel.: 35-8417-6774 falar com Rosane , ou canteiro de obrassituado Rua Lidia Alvarenga de Carvalho, 515 Bairro: Dos Carvalhos Residencial NovoTempo Varginha/MG.

    VAGAS DE EMPREGO

    Agora em novo showroompara seu melhor conforto!

    Muitos modelos de:

    - Persianas (rol / painel / madeira / com controle remoto)- Papel de parede vinlico- Pisos laminados- Portas e janelas em vidro temperado

    Colocao especializada

    Av. Plnio Salgado, 538 - Vila Pinto

    Telefone: (35) 3221-5831

    www.divipiso.com/vendas@divipiso.com

    VVVVVenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visita!a!a!a!a!

  • Assine Jornal Gazeta de Varginha

    ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014

    Av. So Jos, 317 - Sala 05 - Varginha - (35) 3221-5366

    NELSONRPRADOClnica de Otorrinolaringologia

    R. Jos Cristiano do Prado, 254, Paraguau - (35) 3267-1911

    Telefone: (35) 3221-4668Email: gazetacomercial2@gmaill.com

  • SADEGAZETA DE VARGINHA | 11

    Um tribunal daFlrida condenou asegunda maior fabri-cante de cigarros dosEstados Unidos a pa-gar uma indenizaode US$ 23,6 bilhes(R$ 53 bilhes) vi-va de um fumante quemorreu de cncer depulmo.

    Alm da indeniza-o, a RJ ReynoldsTobacco Company,que fabrica o cigarroCamel, ter de desem-bolsar outros US$ 16,8bilhes (R$ 38 bi-lhes) em danos com-pensatrios.

    Cynthia Robinsonprocessou a empresaem 2008, reivindican-do uma indenizaopela morte de seu ma-rido, em 1996.

    A RJ Reynolds cri-ticou a deciso e afir-

    Os Centros deControle e Prevenode Doenas (CDC) dosEstados Unidos anun-ciaram nesta quinta-feira (17) o primeirocaso do vrus de chi-kungunya adquiridodentro dos EstadosUnidos, detectado emuma pessoa na Flri-da.

    Segundo os CDC,trata-se de um homemque no viajou ao ex-terior recentemente,por isso a agncia fe-deral j investiga comoo paciente foi contagi-ado, e acompanha deperto a possvel apari-o de novos casos naregio.

    "A chegada do pri-meiro caso do vrus dechikungunya, primei-ro, na Amrica tropi-cal e, agora, nos Esta-dos Unidos, enfatiza orisco que este e outros

    Flrida confirma primeiro caso dechikungunya transmitido nos EUA

    Fabricante de cigarros condenada apagar R$ 53 bilhes viva de fumante

    mou que ir recorrerda sentena.

    Durante as quatrosemanas de julga-mento, os advogadosda viva argumenta-ram que a empresafoi negligente ao noinformar os consumi-dores sobre os peri-gos do cigarro. Se-

    gundo eles, foi porcausa disso que o ma-rido de Robinson, Mi-chael, contraiu cncerde pulmo.

    De acordo com osadvogados, Michaeltornou-se um "vicia-do" e, apesar de in-meras tentativas, nun-ca conseguiu abando-

    nar o cigarro. "A RJReynolds correu umrisco calculado ao fa-bricar cigarros e ven-d-los aos consumido-res sem inform-lossobre seus malefcios",afirmou o advogadode Robinson, WillieGary. "Esperamos queesse veredicto envie

    uma mensagem a RJReynolds e a outrasgrandes fabricantesde cigarro de modoque elas parem de co-locar a vida de pesso-as inocentes em peri-go", acrescentou o ad-vogado.

    Em comunicado, ovice-presidente da RJ

    Estudo aponta avano em tratamentoconjunto da hepatite C e do HIV

    Um novo medica-mento para a hepatite Cmostrou os primeiros re-sultados positivos em pa-cientes infectados, tantopor esta doena quantopelo HIV, que habitual-mente so difceis de tra-tar, segundo um estudopublicado no ltimo fimde semana no "Journal ofthe American MedicalAssociation".

    Os pacientes toma-ram um coquetel comsofosbuvir, droga aprova-da para o mercado ame-ricano em 2013 e quecausou controvrsia de-vido ao alto preo (cercade US$ 1.000 a unida-de), e ribavirina. Os tes-tes foram feitos com 220pessoas durante 12 a 24semanas.

    A maioria dos paci-entes (entre 67% e 94%,dependendo do tipo dehepatite C que tiveram ese foram assistidos antes)viu a doena desaparecere no retornar nas 12 se-

    manas seguintes ao fimdo tratamento. Alm des-te perodo, as reaes sodesconhecidas.

    Tratar em conjunto ahepatite C e o HIV dif-cil porque os pacientesprecisam tomar o medi-camento interferon nocaso da primeira e estetem uma interao pssi-ma com os antirretrovi-rais. Sete dos 223 paci-entes deste estudo oabandonaram por sinto-mas adversos, como fadi-ga, insnia, dor de cabeae nuseas.

    Em artigo vinculadoao estudo, Michael Saag,da Escola de Medicina daUniversidade do Alaba-ma (sudeste), disse que acombinao de medica-mentos um "grande sal-to frente", mas que seucusto alto demais paraum uso em larga escala:"Um tratamento mdiode 12 semanas custa US$94.500 e um de 24, US$189 mil".

    patgenos exticos re-presentam", declarouhoje Roger Nasci, che-fe do Departamento deDoenas Arbovrus dosCDC.

    O vrus, que pou-co conhecido nos Esta-dos Unidos, h setemeses afeta vrias ilhas

    do Caribe e, mais re-centemente, casos fo-ram registrados em v-rios estados e territri-os dos Estados Unidos,embora, at agora, to-dos tenham sido empessoas que viajarampara alguma das regi-es afetadas.

    O vrus, que provo-ca sintomas parecidosaos da dengue e transmitido pelos mos-quitos Aedes aegypti eAedes albopictus, co-mum na frica, sia ealgumas ilhas do Pac-fico.

    De acordo com da-dos dos CDC, 243 ca-sos foram registradosem 31 estados e territ-rios dos Estados Uni-dos entre pessoas queviajaram ao exteriordurante este ano.

    O vrus chikun-gunya no tem vacinae provoca febre, fadiga,dor de cabea e nas ar-ticulaes, nuseas eerupes cutneas, sin-tomas que geralmenteaparecem entre o ter-ceiro e o stimo dia de-pois da picada e podemse estender por at trssemanas, mas raramen-te fatal.

    Reynolds afirmou que"o veredicto vai almdo reino da razoabili-dade e da equidade, e completamente in-consistente com a evi-dncia apresentada".

    Se a condenaofor mantida, a indeni-zao paga a Robinsonser a maior em umcaso individual des-membrado de umaao coletiva movidana Flrida.

    Outros casos simi-lares resultaram emindenizaes menoresdepois que a mais altacorte do estado ame-ricano julgou que,para dar entrada noprocesso, fumantes(ou suas famlias) pre-cisavam apenas com-provar que contraramdoenas por causa dovcio no cigarro.

    Tobacco Company, que fabrica o cigarro Camel, ter de desembolsar outrosUS$ 16,8 bilhes (R$ 38 bilhes) em danos compensatrios

    22 DE JULHO DE 2014

  • Bem-aventurado o homem que continuamente teme ao

    Senhor; mas o que endurece o seu corao vir a cair no

    mal.(Provrbios 28:14)

    Em obras, posto de sade passaa atender dentro de igreja

    12 | GAZETA DE VARGINHAEVANGLICA

    Uma igreja em Ca-rapina Grande, no Es-prito Santo, abriusuas portas para abri-gar temporariamentea unidade de sade dobairro. O prdio daprefeitura est emobras e para no dei-xar de atender os mu-ncipes, os atendi-mentos foram trans-feridos para o primei-ro andar do templo.

    Os cultos aconte-cem normalmente nosegundo andar, en-quanto no trreo aspessoas fazem fila eaguardam o atendi-mento dos mdicosda unidade.

    Acontece que aigreja no tem condi-es para abrigar umaunidade de sade e aDefensoria Pblica doEstado, em parceriacom o Sindicato dosMdicos do EspritoSanto (Simes), querfechar o posto.

    A vistoria aconte-ceu na tera-feira (15)e entre as irregulari-dades encontradas os

    Deus o caminhoO Senhor no so-

    mente nos envia, mastambm vai nossa fren-te, a fim de fazer o quefor preciso para nos aju-dar. Por isso, por que te-mer ou deixar de execu-tar Suas ordenanas?Deus nos amou tantoque, alm de nos salvarda perdio eterna, ou-torgou-nos uma missopara no entrarmos naeternidade de mos va-zias. No entanto, para nosermos derrotados, Elenos ungiu com Seu Es-prito Santo (At 1.8).

    No existe razopara ter receio de obe-decer ao Ide do Mestre;afinal, Ele providenciatudo para voc seguir emseu chamado. Os olhosdo Senhor esto sobre aspessoas, em qualquerlugar (2 Cr 16.9), e, semdvida, ao perceber aao do inimigo para nosprejudicar, ou derrotar,Ele entrar em ao eno permitir que ne-nhum lao armado pelodiabo subsista. O Alts-simo ir desfaz-lo ime-diatamente.

    Ns encontraremosmuitos caminhos tortos,mas isso no deve servirde motivo para no agir-mos conforme a ordemdo Senhor. Ele endirei-tar o que tiver de serconsertado, a fim de noperdermos a batalha daf. Embora o diabo tenhaelaborado um plano per-feito para nos derrubar,isso no ocorrer. Deve-mos to somente per-manecer inabalveis naf e, com isso, a vitriaser nossa. Lembremo-nos de que o nosso Deusno dorme nem tira co-chilos (Sl 121.4).

    Satans pode usarseus agentes pessoasque no esto firmes naf e outros empecilhos,os quais, aparentemen-te, no nos deixaroprosseguir , mas nopense, nem por um se-

    gundo, em desistir oudizer que Deus o colo-cou em uma situao di-fcil. O Altssimo Todo-Poderoso sempre, porisso Ele v, pensa e agecomo soberano em todasas coisas. Sua chamada obra especial dEle, que,sem dvida, no errou aoconvoc-lo.

    As portas servempara proteo; porm, seforem fechadas com fer-rolhos indestrutveis, onosso Deus os despeda-ar. No h como al-gum, um grupo oumesmo uma nao impe-dir a realizao da vonta-de divina. O Criador ir Sua frente, e voc nemperceber que as portasse lhe abriram milagro-samente. Agora mesmo,o Altssimo est traba-lhando com o objetivo devoc ter o necessriopara obedecer a Ele.

    As pessoas tomadaspela mo do Todo-Pode-roso so a resposta dEleao clamor da humanida-de. Deus criou tudo oque existe no Universoe formou a humanidadepara viver em comunhocom Ele, mas o pecadode Ado a vendeu ao dia-bo. Todavia, Jesus des-fez essa transao men-tirosa e, agora, o Altssi-mo est agindo para sal-var todos, pois no querque ningum pereanem sofra nas chamasinfernais (Jo 6.39).

    O Pai abrir as por-tas para voc e seus ir-mos na verdadeira fem Jesus e os far reis esacerdotes (Ap 1.6), a fimde ministrarem em SeuNome.

    Fique atento ao queentender na Palavra etome atitudes sbias.Ande pelo caminho vivoe novo, que s voc podepercorrer, e, sem dvi-da, o maligno no entra-r por ele. Alegre-se:Deus quer o seu sucessocompleto.

    A cada dia que sepassa, o nosso dia ficamais corrido. Parar asvezes parece perca detempo, ou at mesmonem conseguimos fa-zer isso, pois estamosto dominados pelamodernidade que des-cansar, parar, refletir cada vez mais difcil.No estou dizendo odescansar como: Nofazer nada, viajar, fu-gir dos problemas e

    SIM descansar a men-te e o corao no Se-nhor Jesus, poder des-cansar em seus braos.

    Para todo lado queolhamos vemos prati-camente TODOS pas-sando por algum tipode tribulao, seja sen-timental, financeira,familiar, sade etc.Deus pode agir emqualquer situao, poisEle o nosso consola-dor, advogado, prove-

    defensores pblicoslistaram: material co-letado para exames(como sangue), sendoarmazenados sem aconservao necess-ria, lixo jogado nocho, fios eltricos ex-postos, paredes ra-chadas e fila do ladode fora da igreja.

    Isso aqui no

    Provai e vede como o senhor Jesus bom

    pode nem ser conside-rado uma unidade desade.

    No vejo outraopo, s o fechamen-to, disse o defensorpblico Luiz CsarCosta, que faz parte doNcleo de Atendi-mento Integral Sa-de. Mas a unidade im-provisada dentro de

    dor, medico, Ele tudo o que precisa-mos! Este versculonos convida: Provai evede que o Senhor bom!. Vamos provare ver que se descan-sarmos no Senhor,ser muito bom! Por-que aquele que se abri-ga nEle muito feliz!Vamos nos exortar aconfiar em Deus, domesmo jeito que o Sal-mista fez dizendo:

    Por que ests abatida,oh minha alma? Porque te perturbas den-tro de mim? Esperaem Deus, pois ainda olouvarei. (Salmos43:5) Muitas vezes fi-camos esperando aspessoas dizer a nspara prosseguirmos,mas chegou o tempode dizermos a nsmesmos: No vou fi-car assim, vou esperarem Deus!

    uma igreja no onico problema desade na cidade deCarapina.

    A Maternidadetambm foi vistoriadae muitos problemas naorganizao foram en-contrados entre eles afalta de mdicos, su-perlotao, falta de va-gas e outros.

    22 DE JULHO DE 2014

  • GAZETA DE VARGINHA | 1322 DE JULHO DE 2014BRASIL

    Previso para crescimento da economiaem 2014 cai pela oitava semana seguida

    Analistas de institui-es financeiras reduzi-ram pela oitava semanaseguida a estimativapara o crescimento daeconomia neste ano. Aprojeo para a expan-so do Produto InternoBruto (PIB), soma detodos os bens e serviosproduzidos no pas, caiupara 0,97%. Na semanapassada, a previso era1,05%. Para 2015, a es-timativa segue em

    O Corpo de Bom-beiros de Sergipe res-gatou na manh destedomingo (20) quatrovtimas do desabamen-to de um prdio emconstruo na capitalAracaju. Um dos qua-tro membros da mesmafamlia era um beb de11 meses que no resis-tiu e acabou falecendono hospital. O edifciode quatro andares, ain-da em construo, de-sabou na madrugadadeste sbado (19),

    quando uma forte chu-va atingia a cidade.

    As vtimas so umtrabalhador da obra, amulher dele e os doisfilhos do casal. Umacriana de seis anos eum dos adultos foramos primeiros a ser reti-rados dos escombros,seguidos do beb de 11meses e do outro adul-to. Depois de resgata-do, o beb recebeu osprimeiros socorros ain-da no local.

    Segundo o assessor

    1,50%.A estimativa para a

    expanso da produoindustrial, este ano,tambm piorou, ao pas-sar de retrao de 0,9%para 1,15%. Para 2015, aestimativa foi ajustadade 1,8% para 1,7%, em2015.

    A previso para osupervit comercial(saldo de exportaesmenos importaes) foiajustada de US$ 2,01

    bilhes para US$ 2 bi-lhes, este ano, e deUS$ 9,4 bilhes paraUS$ 9,8 bilhes, em2015.

    A estimativa para osaldo negativo em tran-saes correntes (regis-tros de compra e ven-da de mercadorias eservios do Brasil como exterior) foi ajustadade US$ 80,75 bilhespara US$ 81,5 bilhes,em 2014, e de US$ 75

    bilhes para US$ 74,1bilhes, este ano.

    A projeo para acotao do dlar pas-sou de R$ 2,39 para R$2,35, em 2014, e segueem R$ 2,50, no prxi-mo ano. A expectativadas instituies finan-ceiras para o investi-mento estrangeiro di-reto (recursos que vopara o setor produtivodo pas) segue em US$60 bilhes neste ano, e

    em US$ 55 bilhes, em2015.

    A projeo das ins-tituies financeiraspara a relao entre a

    dvida lquida do setorpblico e o PIB foiajustada de 34,8% para34,85% neste ano, e se-gue em 35%, em 2015.

    Quase 3.000 pessoas seguem fora de casa aps chuvasA Defesa Civil do

    Rio Grande do Sul in-formou que 2.950 pes-soas ainda esto desa-brigadas ou desalojadasem razo das forteschuvas que atingem oestado desde o final dejunho. Destas, 558 es-to em abrigos munici-pais e 2.392 esto emcasas de parentes e vi-zinhos.

    De acordo com oltimo boletim, 168municpios foram afe-tados 138 decretaramsituao de emergnciae dois decretaram esta-do de calamidade p-blica.

    Os temporais naregio causaram a mor-te de trs pessoas nascidades de Arroio do

    Tigre, Jacutinga e Cer-ro Grande do Sul.

    No sbado (19), apresidenta DilmaRousseff e o governa-dor Tarso Genro sobre-

    voaram as reas atingi-das pelas chuvas emUruguaiana, na fron-teira oeste do estado.Eles saram da capital,Porto Alegre, s 9h15 e

    chegaram regio porvolta das 10h30, sobre-voando durante cercade dez minutos os 12bairros atingidos.

    Aps o sobrevoo, a

    presidenta e o gover-nador se reuniram comprefeitos da regio paradiscutir as condies dapopulao prejudicadapelas chuvas. Dilmaafirmou que o governofederal se prontificarpara tomar todas asmedidas necessriaspara a reconstruo erecomposio das cida-des atingidas.

    Na reunio, Dilmaexplicou como funcio-na a assistncia do go-verno federal em casosde enfrentamento a de-sastres naturais, queesto divididos em qua-tro eixos: resgate/aco-lhimento das vtimas;recuperao dos servi-os essenciais interrom-pidos (sade, desobs-

    truo de ruas); re-construo e preven-o. A presidenta des-tacou que em todos osestgios fundamentala participao dos esta-dos, dos municpios edo governo federal, tra-balhando juntos noprocesso.

    A reconstruo para as condies queforam comprometidaspelo desastre natural,seja enchente, seja des-barrancamento, sejaqualquer forma que al-tere as condies devida numa regio. Pre-venir uma ao quepode estar muito liga-da, porque voc podereconstruir diminuin-do as condies de ris-co", disse.

    Quase 3 mil pessoas ainda esto desabrigadas em razo das fortes chuvas

    Bombeiros resgatam vtimas de desabamento; beb de 11 meses morreadjunto de comunica-o do Corpo de Bom-beiros, capito CarlosAlves, o contato visualfoi feito no sbado porvolta das 19h30 e, namanh de domingo, aequipe de bombeirosconseguiu acesso porum buraco, para oxige-nao e hidratao dasvtimas, que ficarammais de 30 horas soter-radas.

    O imvel que desa-bou fica na rua PoetaJos Sales Campos, no

    bairro Coroa do Meio,na zona sul de Aracaju,perto da orla da Atalaia,um dos principais car-tes-postais da capitalsergipana.

    Segundo o Corpode Bombeiros, a causado desabamento serinvestigada e o laudodever ficar pronto emat 30 dias. Durante anoite, o prefeito de Ara-caju visitou o lugar doacidente para acompa-nhar os trabalhos deresgate.

  • 14 | GAZETA DE VARGINHAINTERNACIONAL

    Confronto na Faixa de Gaza tem dia mais sangrento Quase 100 pales-

    tinos e 13 soldadosisraelenses morre-ram neste domingo(20) no ataque doExrcito israelensecontra um bairro daperiferia da cidadede Gaza, fazendodeste dia o mais san-grento, para os doislados, desde o inciodo conflito na Faixade Gaza.

    Os lderes pales-tinos e a Liga rabeacusaram Israel decometer um "massa-cre atroz" no bairrode Shajaya, e o pre-mi israelense acusao movimento palesti-no Hamas de usarcivis como "escudohumano". O secret-rio-geral da ONUBan Ki-moon se pre-para para um girona regio para tentaracabar com o confli-to que j matou 435palestinos e 18 mili-tares israelenses.

    Milhares de habi-tantes fugiram deShajaya, onde muitosmortos e feridos ja-zem pelas ruas.

    O Hamas e Israelanunciaram que ti-nham aceitado umpedido do ComitInternacional daCruz Vermelha

    Mais de 270 pessoas so mortas por jihadistas na Sria, diz ONGMais de 270 pesso-

    as foram mortas, a mai-oria executada pelosjihadistas do Estado Is-lmico (EI), durante atomada de um campode gs na Sria, umadas piores atrocidadescometidas pelo grupoultrarradical. 'Esta aoperao mais mortalcometida pelo EstadoIslmico' desde seu sur-gimento no ano passa-do na Sria, segundo oObservatrio Srio dosDireitos Humanos(OSDH), que forneceueste balano com baseem fontes mdicas.

    O EI, que controla

    grandes reas na Sria eno Iraque e que anun-ciou no final de junho oestabelecimento de um'califado' islmico, acu-sado das piores atrocida-des contra seus inimi-gos, como crucificaese execues sumrias. Eem 24 horas, duas mu-lheres acusadas de 'adul-trio' foram apedrejadaspelos combatentes dogrupo no norte da Sria.

    Na Sria, o EI com-bate os rebeldes estoem guerra h trs anoscontra o regime deBashar al-Assad. 'Maisde 270 pessoas forammortas no campo de gs

    de Shaer', atacado pelosjihadistas na quinta-fei-ra, informou AFP odiretor do OSDH, RamiAbdel Rahman.

    'Executados a tiros'

    'A grande maioriafoi executada por fuzila-mento aps a tomada docampo' na quinta-feira,declarou Abdel Rah-man. Neste sbado, as

    (CICV) para observaruma trgua humani-tria entre 10h30 e12h30 GMT (7h30 e9h30 no horrio deBraslia) em Shajaya.

    Contudo, poucodepois, Israel voltoua atacar a regio, afir-mando responder aagresses do Hamas.

    O Exrcito de Is-rael anunciou a in-tensificao de suaofensiva terrestre,lanada na quinta-feira para neutralizaros disparos de fo-guetes e os tneissubterrneos do mo-vimento palestino.

    Milhares de pes-soas tentavam esca-par de Shajaya, umsetor perto da fron-teira com Israel,onde as ambulnciasno conseguem che-gar devido intensi-dade dos bombardei-os. Um motorista deambulncia e um ci-negrafista palestinoforam mortos.

    Este conflito, omais sangrento des-de 2009 no enclavepalestino sob cercoh anos, o quartoentre o Hamas e Is-rael em menos deuma dcada.

    O brao armadodo Hamas, as Briga-das Ezzedine al-Qas-sam, reivindicou asoperaes "por trsdas linhas inimigas"em territrio israe-lense, alegando termatado 11 soldados.Dois civis israelensestambm foram mor-tos desde 8 de julho.

    O ministro dasFinanas israelense,Naftali Bennett, de-clarou rdio pbli-ca que os tneis es-cavados pelo Hamastinham a inteno de"atacar simultanea-mente de sete a oito

    kibutz" (aldeias coo-perativas), afirman-do que Israel estava"pronto para pagarum preo terrvelpara evitar que civisisraelenses sejam v-timas desta catstro-fe".

    Israel mobilizou53.200 homens dos65 mil reservistas au-torizados pelo go-verno para a ofensi-va nesta pequena fai-xa de terra de 362quilmetros quadra-dos, ondem vivem,em meio extremapobreza, 1,8 milhode palestinos, umadas densidades po-pulacionais mais al-tas do mundo.

    Mas o primeiro-ministro israelense,Benjamin Ne-tanyahu, ressaltouque no poderia ga-rantir o sucesso daoperao militar.

    A comunidadeinternacional temapelado repetida-mente a Israel parapreservar a vida doshabitantes, enquantoa ONU diz que maisde trs quartos dasvtimas so civis.

    A ONU em Gazadisse que acomodamais de 63 mil des-locados, mais do que

    foras do regime envia-ram reforos e consegui-ram 'retomar grandeparte da Shaer', segun-do ele. 'No entanto, oscombates continuam emtorno do campo'.

    A contra-ofensiva doregime resultou em pelomenos 40 mortos nolado do EI e 11 do ladodos soldados, alm dedezenas de feridos. Da-masco no forneceu n-meros oficiais.

    O campo de Shaerest localizado em umaregio desrtica da pro-vncia central de Homs,rica em reservas de gse poos de petrleo. Est

    localizado a nordestedo stio arqueolgicode Palmira.

    A maioria dos mor-tos eram guardas docampo e voluntriosarmados responsveispela segurana da rea.De acordo com oOSDH, eles so de al-deias alautas de Homs,comunidade qualpertence o presidentesrio, e que odiadapelo EI, que segue suaprpria interpretaoextrema do islamismosunita. Pelo menos 11trabalhadores tambmesto includos no ba-lano.

    durante o conflito de2008-2009 que teve1.400 palestinosmortos.

    Na esperana deobter um cessar-fogo, Abbas devereunir-se em Dohaneste domingo como lder exilado doHamas, que exige olevantamento com-pleto do bloqueio aFaixa de Gaza, aabertura da frontei-ra de Rafah com oEgito e a libertaode prisioneiros. Umaproposta egpciapara um cessar-fogohavia sido rejeitadapelo movimento isl-mico palestino.

    Na frente diplo-mtica, Ban Ki-moon era esperadoneste domingo naregio. Durante umabreve visita a Israel,o chefe da diploma-cia francesa LaurentFabius salientou a"prioridade absolu-ta" para se chegar auma trgua.

    A imprensa isra-elense ainda apoiaem grande parte aofensiva, mas algunsttulos questionam seo governo estava ver-dadeiramente pre-parado para todos oscenrios.

    Os lderes palestinos e a Liga rabe acusaram Israel decometer um "massacre atroz"

    22 DE JULHO DE 2014

  • GAZETA DE VARGINHA |15ESPORTE

    Com segurana reforada e sobinsultos, Fla desembarca no Rio

    No houve novasagresses, mas estevelonge de ser tranquilaa chegada do Fla-mengo ao Rio de Ja-neiro na manh destasegunda-feira. Sob in-sultos de um grupode aproximadamente20 torcedores, os jo-gadores rubro-negrosdesembarcaram noaeroporto do Galeodiante de forte apara-to de segurana. Otcnico Ney Franco eo goleiro Felipe foramos principais alvos dosxingamentos, um diaaps o time ter sidogoleado por 4 a 0para o Internacional,em Porto Alegre.

    O lateral-direitoLeonardo Moura, porsua vez, foi requisita-do e atendeu a quatrotorcedores em umasala reservada do Ga-leo, junto com o di-

    A ConfederaoBrasileira de Futebol(CBF) ainda no ofici-alizou a escolha, mas j pblico o fato de queDunga ser o novo tc-nico da Seleo. Depoisde exatos quatro anos,o treinador, campeoda Copa Amrica de2007 e das Confedera-es em 2009, est devolta ao cargo. Seu re-torno, contestado poruns e elogiado por ou-tros, divide opinies,mas no a de AmricoFaria: o ex-diretor daCBF gostou da notcia.

    Amrico ocupoucargos executivos naentidade mxima do fu-tebol brasileiro pormais de 20 anos e che-gou a trabalhar comDunga na Seleo. Nasua anlise, mesmo

    Ex-diretor defende opo da CBF detrazer Dunga de volta: "Experincia"

    retor executivo FelipeXimenes. O teor dopapo no foi revelado.Nenhum membro dadelegao rubro-ne-gra deu entrevista.

    Nem todos os atle-tas retornaram novoo, j que estavam li-berados. A segunda-feira de folga. PauloVitor e Andr Santosno vieram. O ltimo,por sinal, foi vtima de

    agresses dos torcedo-res na sada do Beira-Rio, aps a goleadapara o Internacional,no domingo. O defen-sor est em Florian-polis e, nesta segunda-feira, lamentou o epi-sdio.

    Todos os que re-tornaram ao Rio foramrapidamente para onibus rubro-negro, oUrubuso. Foi feito

    um cordo de isola-mento pelos policiaismilitares e os dez se-guranas do clubepresentes. Alguns jo-gadores estavammuito assustadoscom a situao. A de-legao poderia terdeixado o aeroportopela pista, sem conta-to com os torcedores,mas, a pedido do clu-be, a sada foi feita

    com a dolorosa elimi-nao na Copa doMundo de 2010, o trei-nador pode se orgulharde ter conseguidomontar uma equipecompetitiva na poca. -Eu sempre defendo aexperincia. Acho queo Dunga, na primeira

    passagem pela Seleo,conquistou bons resul-tados. Ele conseguiuformar um grupo, e oprimeiro dever da co-misso tcnica formarum grupo competitivo.Ele ganhou a CopaAmrica, a Copa dasConfederaes, foi o

    primeiro nas eliminat-rias... - lembra Amri-co. Na prxima tera-feira, a CBF oficializa-r o retorno do treina-dor que levou o Brasilat s quartas de finalda Copa de 2010, masacabou eliminado comuma derrota por 2 a 1para a Holanda. O co-municado ser dado s11h (de Braslia), emcoletiva de imprensa,na nova sede da enti-dade, na Barra da Tiju-ca, Zona Oeste do Riode Janeiro. Mesmo es-tando fora da confede-rao, Amrico se d odireito de dar um pita-co nos deveres do novotreinador: para ele,Dunga precisa, mais doque tudo, olhar para abase da seleo brasilei-ra.

    O tcnico Levir Cul-pi reconheceu que o re-sultado contra o Bahia nofoi bom, mas que foi justopelo que foi apresentadopelo time alvinegro du-rante a partida no Inde-pendncia neste sbado.No empate em 1 a 1 comos baianos, o treinador doAtltico-MG no gostoudo primeiro tempo e cha-mou a responsabilidadepela perde dos dois pon-tos em casa.

    Para o treinador, osentimento de que otime precisa mudar a ati-tude da primeira etapa noHorto, diante do Lans-ARG, na final da Recopana prxima quarta-feira.

    - O resultado no foibom. Empatar em umcampeonato de pontoscorridos no um bomresultado. Analisando apartida no merecamosmelhor resultado. O Bahiateve chance de fazer o se-gundo. Me chamou aateno nossa atuao noprimeiro tempo. Noconseguimos trocar pas-ses rpidos. Mas a res-ponsabilidade minha.Para quarta-feira, a atitu-de vai ser diferente, temque ser diferente - disse

    o treinador.Pela anlise do tcni-

    co, a falta de ritmo de jogode vrios jogadores queestiveram em campo foium fator que contribuiupara o resultado.

    - Eles ficaram abafa-dssimos no final do jogo.Por conta da sequncia dejogos. Tivemos uns cincojogadores que no esta-vam jogando normal-mente. Isso pesa no as-pecto fsico do time. Naquarta-feira, chegaremoscom o time preparado fi-sicamente. Temos doisdias de recuperao. Pos-so garantir que eles che-garo bem. Levir cobroubastante do time por con-ta do primeiro tempo,quando o Atltico-MGapresentou muitos errose foi para o intervalo coma derrota parcial de 1 a 0.

    - Ns tnhamos quediminuir mais espaospara eles tocarem. O Bahiano estava atacando tam-bm. Queriam que o tem-po passasse. Mas nsacompanhamos o ritmodeles. Ns deveramos terditado o ritmo. O Atlti-co-MG joga assim. No se-gundo tempo nos recupe-ramos, mais velocidade.

    Levir Culpi acha empate justo,chama responsabilidade e

    cobra atitude

    mesmo pelo saguodo desembarque, lo-cal onde todos os pas-sageiros circulam.

    Antes da chegadado elenco, os torcedo-res conversaram comJos Pinheiro, chefeda segurana rubro-negra, e disseram quequeriam somenteconversar com Leo-nardo Moura, capitodo time. Foram tam-bm aconselhados porpoliciais a no causarconfuso. Abusaram,contudo, dos xinga-mentos. Gritos de

    time sem vergonha,ooo, quero de voltameu Flamengo vence-dor e tem Chapeco-ense nessa p. e vocsesto em ltimo ecoa-ram.

    O Flamengo olanterna do Campeo-nato Brasileiro com so-mente sete pontos em11 jogos. O time voltaa treinar na manhdesta tera-feira, noNinho do Urubu. Oprximo jogo ser oclssico contra o Bota-fogo, domingo, noMaracan.

    O tcnico Ney Franco e o goleiro Felipe foram os principaisalvos dos xingamentos

    22 DE JULHO DE 2014

  • Resultados da 12 rodada

    16 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JULHO DE 2014ESPORTE

    Com um time forte namarcao e eficiente nasfinalizaes, o Boa Esportevenceu o Nutico na Are-na Pernambuco por 3 a 1,gols de Marinho Donize-te, Tomas e Diego. Foi asegunda partida fora decasa e a segunda vitria. Oresultado levou o time deVarginha 13 colocaono Campeonato BrasileiroSrie B. O prximo com-promisso contra o Bra-gantino no Melo, sbado,s 21 horas.

    O destaque foi nova-mente Clebson. Respon-svel pela armao boveta,o jogador esteve vontadena Arena Pernambuco.Conhecido da torcida porter atuado muito tempo noSalgueiro, o meio campis-ta desfilou categoria. Rei-nou absoluto com passesprecisos e deslocamentosnos dois lados do campo.

    Logo aos cinco minu-

    Vitria afasta ainda mais o BoaEsporte da zona de rebaixamento

    tos, quase no bico da gran-de rea, pela direita, Cleb-son viu a penetrao deMarinho Donizete, pelaesquerda e lanou-lhe abola. O zagueiro advers-rio ainda tentou tirar masacabou ajeitando a bolapara o lateral que ainda dri-blou o goleiro e tocou parao gol abrindo o placar.

    Aos 22 minutos o late-

    ral direito Eric encontrouClebson na meia lua. O ar-mador ajeitou de peitopara Tomas que ajeitou abola e chutou no canto es-querdo do goleiro Alessan-dro marcando o segundogol dos visitantes.

    Em vantagem no mar-cador, os bovetas passarama trocar passes com maistranquilidade no permi-

    Animados com o gol osjogadores do Nuticoapertaram a marcao no

    meio de campo. E quandotinham a bola lanavam so-bre a rea boveta. Um re-pertrio pobre que noobteve resultado graasainda boa atuao do go-leiro Joo Carlos.

    Nedo Xavier fez duasalteraes. Trocou Mari-nho Donizete, que tinhacarto amarelo, por Piau,e o centroavante LuizEduardo, ainda sem con-dies fsicas ideais, en-trando Diego em seu lu-gar. Eles foram os respon-sveis pelo terceiro gol.

    Uma virada de bolaencontrou Piau na es-querda. Livre de marcao

    tindo a reao dotime da casa. O tc-nico Sidney Mora-es ainda teve de tro-car dois jogadoresde seu time, porcontuso.

    No segundotempo o Nuticomostrou mais dis-posio. E tentousufocar o Boa combolas aladas sobrea rea. E assim con-seguiu marcar seugol. Aos dois minu-tos, o juiz marcoupnalti entendo queo volante VinciusHess havia tocado amo na bola na reaem disputa reacom um atacante doNutico. O centro-avante Tadeu co-brou com categoriae marcou.

    ele teve tempo de olhar ecruzar na pequena rea.Diego conseguiu se adian-tar ao goleiro e tocou decabea sacramentando avitria do Boa, a segundaseguida ps-Copa doMundo.

    O tcnico do Boa,Nedo Xavier, levou vanta-gem sobre seu ex-pupilo.Sidney Moraes chegou afazer estgio com o treina-dor da equipe varginhen-se, como assistente tcni-co, no incio de carreira.Ainda em 2012, Nedo as-sumiu o Fortaleza e Sidneyficou como treinador bo-veta.