gazeta de varginha - 13/11/2013

Download Gazeta de Varginha - 13/11/2013

Post on 25-Mar-2016

218 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 8.868

TRANSCRIPT

  • VARGINHA, 13 DE NOVEMBRO DE 2013R$ 1,00

    Pgina 2

    PONTOPONTOPONTOPONTOPONTO DEDEDEDEDE VISTVISTVISTVISTVISTAAAAA

    Apocalipse 05

    Mx: 25C / Mn: 20C

    EDIO - 8.868

    A viso do livro selado com seteselos e a do Cordeiro

    Oramento da prefeitura para2014 ser de R$ 306 milhes

    Em audincia pblica, o oramento para o prximo ano foi apresentado na Cmara

    Prefeito de Itajub

    sofreutentativa desequestro,diz Polcia

    Civil

    REGIONAL/PG. 08PGINA 09

    LOCAL/PGINA 03

    A previso de receitada Prefeitura Municipal deVarginha, para 2014, depouco mais de R$ 306 mi-lhes de reais. Este totalrepresenta um aumento de6,69% em relao ao anocorrente. A sade deveconsumir cerca de R$ 100milhes; a educao pou-co mais de R$ 56 milhes;pessoal, cerca de R$ 155milhes de reais. O ora-mento da Cmara Munici-pal de Varginha, de R$ 6milhes, o mesmo h

    seis anos.Nesta segunda-feira

    (11/9), em audincia pbli-ca, foi dado conhecimentopblico da proposta de or-amento de 2014, apre-sentado pelo contador daCmara, Wadson Camar-go. Essa publicidade, naverdade, uma determina-o da Lei de Responsabi-lidade Fiscal (Lei Comple-mentar 101, de 04 de maiode 2000).

    Nesta segunda-feira (11/9), em audincia pblica, foi dado conhecimentopblico da proposta de oramento de 2014

    Definio da recuperaojudicial da Steammastersai no final deste ms

    A Assembleia Ge-ral de Credores quedefinir a aprovaodo Plano de Recupe-rao Judicial da Ste-ammaster acontece-

    r no dia 29 destems, s 10 horas noHotel Podium, emVarginha.

    LOCAL/PGINA 05

    Trecho da Princesa do Sulficar interditado para

    manuteno em galeria pluvialDevido aos servios de

    manuteno e troca da ga-leria pluvial, o trecho da Ave-nida Princesa do Sul, pr-ximo a Receita Estadual,sentido bairro/centro, ficar

    interditado pelo Demutran,hoje (13) e amanh (14), nohorrio de 20h s 2h damanh. O desvio dever serfeito pela rua Aurlio XavierLucinda.

    Anastasia se rene comprefeitos da Ambasp para

    debater projeto industrial

    LOCAL/PGINA 04

    Acreditava-se que oprefeito havia sido

    vtima de um assalto.Ele foi abordado pormenores armados.

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    twitter.com/gazetavarginha

  • GAZETA DE VARGINHA, 13/11/2013

    PONTO DE VISTAPONTO DE VISTA

    APOCALIPSE 5

    PPPPPalavraalavraalavraalavraalavras de Vs de Vs de Vs de Vs de Vidaidaidaidaida02

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsabilizapor conceitos emitidos em artigos

    assinados, mesmo sobpseudnimos, que so de inteira

    responsabilidade de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes

    Sindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - Paulo

    Ribeiro da Silva Fernan-des

    (Jornalista e superinten-dente de redao-

    TB.16.851) - Horrio defuncionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departa-mento de Publicidade

    Av. dos Imigrantes, 445

    Telefones (35)3221-4668(35)3221-4845

    - Santa Maria - CEP37022-560 -

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade-

    varginha @gmail.comgazetacomercial2

    @ y a h o o . c o m . b rEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    A viso do livro selado com sete selos e a do Cordeiro

    1 - E VI na destrado que estava assen-tado sobre o trono umlivro escrito por dentroe por fora, selado comsete selos.

    2 - E vi um anjoforte, bradando comgrande voz: Quem digno de abrir o livro ede desatar os seus se-los?

    3 - E ningum nocu, nem na terra, nemdebaixo da terra, podiaabrir o livro, nem olharpara ele.

    4 - E eu choravamuito, porque ningumfora achado digno deabrir o livro, nem de o ler,nem de olhar para ele.

    5 - E disse-me umdos ancios: No cho-res; eis aqui o Leo datribo de Jud, a raiz deDavi, que venceu, paraabrir o livro e desatar osseus sete selos.

    6 - E olhei, e eisque estava no meio dotrono e dos quatro ani-mais viventes e entre osancios um Cordeiro,

    como havendo sidomorto, e tinha sete chi-fres e sete olhos, queso os sete espritos deDeus enviados a toda aterra.

    7 - E veio, e tomouo livro da destra do queestava assentado notrono.

    8 - E, havendo to-mado o livro, os quatroanimais e os vinte equatro ancios prostra-ram-se diante do Cor-deiro, tendo todos elesharpas e salvas de ouro

    cheias de incenso, queso as oraes dos san-tos.

    9 - E cantavam umnovo cntico, dizendo:Digno s de tomar o li-vro, e de abrir os seusselos; porque foste mor-to, e com o teu sanguecompraste para Deushomens de toda a tribo,e lngua, e povo, e na-o;

    10 - E para o nos-so Deus os fizeste reise sacerdotes; e eles rei-naro sobre a terra.

    11 - E olhei, e ouvia voz de muitos anjos aoredor do trono, e dosanimais, e dos ancios;e era o nmero delesmilhes de milhes, emilhares de milhares,

    12 - Que comgrande voz diziam: Dig-no o Cordeiro, que foimorto, de receber o po-der, e riquezas, e sabe-doria, e fora, e honra,e glria, e aes de gra-as.

    13 - E ouvi toda acriatura que est no

    cu, e na terra, e de-baixo da terra, e queest no mar, e a todasas coisas que nelesh, dizer: Ao que estassentado sobre o tro-no, e ao Cordeiro, se-jam dadas aes degraas, e honra, e gl-ria, e poder para todoo sem

    14 - E os quatroanimais diziam: Amm.E os vinte e quatro an-cios prostraram-se, eadoraram ao que vivepara todo o sempre.

    Programa de estgio: como desenvolver talentosA velocidade nos

    avanos tecnolgicos ea facilidade crescenteno acesso informaofaz com que a inovaoseja um dos maiores di-ferenciais competitivosda atualidade. Por isso,a busca por perfis pro-fissionais dinmicos eespecficos alinhadoss estratgias de mer-cado das organizaes constante.

    Para estimulareste esprito de criativi-dade e o famoso pen-samento fora da caixa,algumas empresas teminvestido no desenvolvi-mento de seu capitalhumano e enxergandopotencial em jovens noincio de suas trajetri-as profissionais.

    A crescente difu-so de programas deestgio mostra que osuniversitrios, antes vis-tos por muitas organiza-es como fonte demo de obra de baixocusto, hoje so parte deum processo diferenci-ado ligado estratgia.O intuito de grande par-te destes programas transformar universitri-os e recm-formadosem profissionais qualifi-

    cados e prontos parauma ascenso de car-reira.

    Um programa deestgio bem estrutura-do permite a aprendiza-gem contnua, estimu-lando a viso sistmicaem relao aos proces-sos e as diferentes re-as existentes na organi-zao. A SOU Educa-o Corporativa, empre-sa de servios voltada

    ao desenvolvimento depessoas, possui um pro-grama voltado atraoe desenvolvimento deprofissionais da rea deTI, web design e proje-tos. As atividades pro-postas aos estagiriostm como objetivo fazercom que estes sejamcapazes de articular osconhecimentos adquiri-dos em sala de aulacom a prtica que viven-

    ciam na empresa.Os feedbacks so

    bastante positivos.Desde o primeiro dia,comecei a realizar asatividades que propuse-ram durante o anda-mento do programa.Vejo muito alm do que passado em sala deaula, pois vivencio assituaes e tenho queaprender conforme elasacontecem. uma ti-ma chance de conhe-cer a fundo as ativida-des organizacionais queexercerei futuramente,conta Jade Arantes, es-tagiria de TI.

    Uma grande van-tagem do desenvolvi-mento de pessoas atra-vs destes programas a possibilidade de for-mar um profissionalcom competncias tc-nicas e comportamen-tais adequadas paraocupar posies estra-tgicas no futuro. Issotraz uma potencial redu-o nas demandas deprocessos seletivoscomplexos para recru-tamento externo, vistoque a organizao terem sua estrutura talen-tos prontos para assu-mir novas responsabili-

    dades. A SOU tem umexemplo. Comecei naempresa em 2010,como estagiria de webdesign e depois de doisanos na funo, migreipara a rea de serviose tornei-me analista deprojetos. Hoje trabalhodiretamente com aten-dimento ao cliente e as-sessoria em contas doBrasil e Amrica Latina,comenta Pamella Bote-lho.

    Durante o estgio,a troca de aprendizado

    com os demais profis-sionais muito rica eproveitosa para todosos envolvidos.

    Ao passo que osprofissionais experien-tes so capazes de di-vidir suas vivncias, osjovens profissionais temum perfil diferente, comideias mais ousadas,sugestes inovadoras econhecimentos atuaistrazidos da universida-de, trazendo ganhospara o estudante e paraa empresa.

    Adriana Ghani ps graduanda em GestoEstratgica de Pessoas e Analista de Recursos

    Humanos na SOU Educao Corporativa.

  • GAZETA DE VARGINHA, 13/11/2013

    LOCAL 03

    A previso de recei-ta da Prefeitura Munici-pal de Varginha, para2014, de pouco maisde R$ 306 milhes dereais. Este total repre-senta um aumento de6,69% em relao aoano corrente. A sadedeve consumir cerca deR$ 100 milhes; a edu-cao pouco mais de R$56 milhes; pessoal,cerca de R$ 155 milhesde reais. O oramentoda Cmara Municipal deVarginha, de R$ 6 mi-lhes, o mesmo hseis anos.

    Nesta segunda-feira(11/9), em audincia p-blica, foi dado conheci-mento pblico da pro-

    posta de oramento de2014, apresentado pelocontador da Cmara,

    Wadson Camargo. Essapublicidade, na verda-de, uma determinao

    Oramento da prefeitura para2014 ser de R$ 306 milhes

    Em audincia pblica, o oramento para o prximo ano foi apresentado na Cmara

    da Lei de Responsabili-dade Fiscal (Lei Com-plementar 101, de 04

    de maio de 2000).A Constituio Fe-

    deral determina a apli-cao de 25 por centode tudo que o municpioarrecada em