Gazeta de Varginha - 22/01/2014

Download Gazeta de Varginha - 22/01/2014

Post on 08-Mar-2016

216 views

Category:

Documents

0 download

DESCRIPTION

Edio 8.912

TRANSCRIPT

PGINA 2PONTOPONTOPONTOPONTOPONTO DEDEDEDEDE VISTVISTVISTVISTVISTAAAAAGnesis 26Mx: 31 / Mn: 19Isaque na terra dos filisteusAlerta aos pais: preos de materialescolar podem variar at 200%Nos primeiros dias de2014, a cena se repete:pais e mes visitam pape-larias em busca de mate-rial escolar. a prepara-o para a volta s aulas.Com cestinhas cheias decadernos, lpis e canetascoloridas, eles enfrentama maratona de compras deolho nos preos. A tarefade comparar preos defato essencial. Um levan-tamento do Procon nacio-nal mostra que os preoscobrados por diferentesVarginhater projetopioneiro deincluso depessoas comdeficinciaLOCAL/PGINA 05EDIO 8.912R$ 1, 00 VARGINHA, 22 DE JANEIRO DE 2014DEUS FIELPM apreende meio quilo de maconhae prende dois homens em VarginhaDeclarao de Impostode Renda vai serpr-preenchida este anoUma denncia an-nima levou a Polcia Mi-litar de Varginha a iden-tificar e prender doishomens envolvidos como trfico de drogas. Coma dupla, foi apreendidomais de 500 gramas demaconha.Na noite desta se-gunda-feira (20), porvolta das 20h45min, aPolcia Militar aps rece-ber denncia annimacompareceu na esquinada Rua Doutor ArnaldoBarbosa, que fica noBairro de Ftima.LOCAL/PGINA 04LOCAL/PGINA 06estabelecimentos podemvariar mais de 200%.Ssegundo apurou areportagem do Jornal Ga-zeta de Varginha, os pro-prietrios de papelariasafirmam que os preos es-to bem parecidos com osdo ano passado, com pe-quenas variaes. A ex-pectativa de vendas su-perior, em mdia, entre5% a 10%, em relao a2013.LOCAL/PGINA 03Procon de Varginha aconselha os pais a pesquisarem preos em diferentes estabelecimentosIniciativa integra oprojeto Unis Diversida-de e visa formar umbanco de talentos.PGINA 09gazetadevarginha@gmail.comwww.jornalgazetadevarginha.comfacebook.com/gazetavgatwitter.com/gazetavarginhaCNPJ: 21.535.075/0001-47A redao no se responsabilizapor conceitos emitidos em artigosassinados, mesmo sobpseudnimos, que so de inteiraresponsabilidade de seus autores.Dirio de CirculaoRegional - DiretoraAdministrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. FernandesSindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - PauloRibeiro da Silva Fernan-des(Jornalista e superinten-dente de redao-TB.16.851) - Horrio defuncionamento das08:00hs s 18:00hsABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais doInteriorSINDJORI - Sind. Prop. deJornais e Revistas doInteriorADJORI - Associao dosJornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior deMinas GeraisENDEREO:Redao e Departa-mento de PublicidadeAv. dos Imigrantes, 445Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845- Santa Maria - CEP37022-560 -VARGINHA/MGE-mail: gazetadevarginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.brPalavras de Vida22 DE JANEIRO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTAIsaque na terra dos filisteus1 - E HAVIA fome naterra, alm da primeirafome, que foi nos dias deAbrao; por isso foi Isa-que a Abimeleque, reidos filisteus, em Gerar.2 - E apareceu-lhe oSENHOR, e disse: Nodesas ao Egito; habitana terra que eu te dis-ser;3 - Peregrina nestaterra, e serei contigo, ete abenoarei; porque ati e tua descendnciadarei todas estas terras,e confirmarei o jura-mento que tenho jura-do a Abrao teu pai;4 - E multiplicarei atua descendncia comoas estrelas dos cus, edarei tua descendn-cia todas estas terras; epor meio dela sero ben-ditas todas as naes daterra;5 - PorquantoAbrao obedeceu mi-nha voz, e guardou omeu mandado, os meuspreceitos, os meus esta-tutos, e as minhas leis.6 - Assim habitouIsaque em Gerar.7 - E perguntando-lhe os homens daquele lu-gar acerca de sua mulher,disse: minha irm; por-que temia dizer: minhamulher; para que por-ventura (dizia ele) nome matem os homens da-quele lugar por amor deRebeca; porque era for-mosa vista.8 - E aconteceu que,como ele esteve ali muitotempo, Abimeleque, reidos filisteus, olhou poruma janela, e viu, e eisque Isaque estava brin-cando com Rebeca suamulher.9 - Ento chamouAbimeleque a Isaque, edisse: Eis que na verda-de tua mulher; comopois disseste: minhairm? E disse-lhe Isaque:Porque eu dizia: Paraque eu porventura nomorra por causa dela.10 - E disse Abimele-que: Que isto que nosfizeste? Facilmente se te-ria deitado algum destepovo com a tua mulher, etu terias trazido sobre nsum delito.11 - E mandou Abi-meleque a todo o povo,dizendo: Qualquer quetocar neste homem ou emsua mulher, certamentemorrer.12 - E semeou Isaquenaquela mesma terra, ecolheu naquele mesmoano cem medidas, porqueo SENHOR o abenoava.13 - E engrandeceu-se o homem, e ia enrique-cendo-se, at que se tor-nou mui poderoso.14 - E tinha posses-so de ovelhas, e posses-so de vacas, e muita gen-te de servio, de maneiraque os filisteus o inveja-vam.15 - E todos os poos,que os servos de seu paitinham cavado nos diasde seu pai Abrao, os fi-listeus entulharam e en-cheram de terra.16 - Disse tambmAbimeleque a Isaque:Aparta-te de ns; porquemuito mais poderoso tetens feito do que ns.17 - Ento Isaquepartiu dali e fez o seuacampamento no vale deGnesis 26Gerar, e habitou l.18 - E tornou Isaquee cavou os poos de guaque cavaram nos dias deAbrao seu pai, e que osfilisteus entulharam de-pois da morte de Abrao,e chamou-os pelos nomesque os chamara seu pai.19 - Cavaram, pois,os servos de Isaque na-quele vale, e acharam alium poo de guas vivas.20 - E os pastores deGerar porfiaram com ospastores de Isaque, di-zendo: Esta gua nos-sa. Por isso chamouaquele poo Eseque, por-que contenderam comele.21 - Ento cavaramoutro poo, e tambm por-fiaram sobre ele; por issochamou-o Sitna.22 - E partiu dali, ecavou outro poo, e noporfiaram sobre ele; porisso chamou-o Reobote, edisse: Porque agora nosalargou o SENHOR, ecrescemos nesta terra.23 - Depois subiu dalia Berseba.24 - E apareceu-lheo SENHOR naquela mes-ma noite, e disse: Eu souo Deus de Abrao teu pai;no temas, porque eu soucontigo, e abenoar-te-ei,e multiplicarei a tua des-cendncia por amor deAbrao meu servo. 25 - Ento edificouali um altar, e invocou onome do SENHOR, e ar-mou ali a sua tenda; e osservos de Isaque cava-ram ali um poo.26 - E Abimelequeveio a ele de Gerar, comAuzate seu amigo, e Fi-col, prncipe do seu exr-cito.27 - E disse-lhes Isa-que: Por que viestes amim, pois que vs me odi-ais e me repelistes de vs?28 - E eles disseram:Havemos visto, na ver-dade, que o SENHOR contigo, por isso dissemos:Haja agora juramentoentre ns, entre ns e ti;e faamos aliana conti-go.29 - Que no nos fa-as mal, como ns te notemos tocado, e como te fi-zemos somente bem, e tedeixamos ir em paz.Agora tu s o bendito doSENHOR.30 - Ento lhes fezum banquete, e come-ram e beberam;31 - E levantaram-se de madrugada e ju-raram um ao outro; de-pois os despediu Isa-que, e despediram-sedele em paz.32 - E aconteceu,naquele mesmo dia, quevieram os servos de Isa-que, e anunciaram-lheacerca do negcio dopoo, que tinham cava-do; e disseram-lhe: Te-mos achado gua.33 - E chamou-oSeba; por isso o nomedaquela cidade Berse-ba at o dia de hoje.34 - Ora, sendoEsa da idade de qua-renta anos, tomou pormulher a Judite, filhade Beeri, heteu, e a Ba-semate, filha de Elom,heteu.35 - E estas forampara Isaque e Rebecauma amargura de esp-rito.Senador Acio Neves importanteque a presidente Dil-ma perceba que esta-belecer uma relaorepublicana e respeito-sa com estados e mu-nicpios no favor enem seria razo paraautoelogio. Trata-se deobrigao elementardo governante. Mas,lamentavelmente, no o que ocorre no go-verno federal. Em de-zembro, o governo dei-xou de repassar R$ 7,1bilhes a estados emunicpios apenaspara ampliar o seu su-pervit primrio. Especialmenteno que diz respeito aMinas, infelizmente apresidente diz uma coi-sa e faz outra. Ao lon-go da ltima dcada,Minas foi sistematica-mente prejudicadapelo governo do PT. Em 11 anos, os vsperas deuma nova eleio,zombando da mem-ria e da intelignciados mineiros, a presi-dente improvisa e re-pete diversas vezes osanncios de liberaodos mesmos recursosque sequer vo acon-tecer no seu governo. Enquanto esteveno poder e pode aju-dar Minas, o PT nadafez. Agora, fazemanncios fictcios eprometem verbas ques podero ser libera-das no futuro por ou-NotaAnel Rodovirio e aBR-381, a Rodovia daMorte, mataram centenasde mineiros sem que ogoverno federal se im-portasse. Em 11 anos,o metr foi ampliadoem diversas capitais,mas nem um centavode iniciativa do gover-no federal foi investi-do na expanso das li-nhas em Belo Hori-zonte. O governo Dil-ma deu prossegui-mento ao desrespeitocom o Estado, comomostram os dadosabaixo:tro governo. Repito aqui a co-brana pblica feitapor parlamentares devrios partidos hojeem Minas.O Estado exigetransparncia sobreos anncios de libera-o de recursos que serepetem e nuncaacontecem.Em 24 de outubropassado, por exemplo,a presidente infor-mou aos mineirosque j havia enviadoao Estado R$ 5,4 bi-lhes para obras demobilidade urbana.Queremos saberquando esses recur-sos foram enviados equal o destino foi dadoa eles. So recursospblicos. Minas quersaber!GAZETA DE VARGINHA | 0322 DE JANEIRO DE 2014LOCALAlerta aos pais: preos de materialescolar podem variar at 200%Procon de Varginha aconselha os pais a pesquisarem preos em diferentes estabelecimentosNos primeiros dias de2014, a cena se repete:pais e mes visitam pa-pelarias em busca dematerial escolar. a pre-parao para a volta saulas. Com cestinhascheias de cadernos, lpise canetas coloridas, elesenfrentam a maratonade compras de olho nospreos. A tarefa de com-parar preos de fatoessencial. Um levanta-mento do Procon nacio-nal mostra que os preoscobrados por diferentesestabelecimentos podemvariar mais de 200%.Em Varginha, se-gundo apurou reporta-gem do Jornal Gazeta deVarginha, os propriet-rios de papelarias afir-mam que os preos estobem parecidos com os doano passado, com pe-quenas variaes. A ex-pectativa de vendas superior em mdia, en-tre 5% a 10%, em rela-o ao ano passado. OProcon da cidade acon-selha os pais a pesquisa-rem os produtos em di-ferentes estabelecimen-tos.Alguns pais de alu-nos no pr-escolar, con-sultados pela nossa re-portagem, disseram quea lista fica em torno deR$ 120,00. Segundoeles, esse total conside-rado sem a compra deprodutos de marca. Deacordo com os donos depapelarias, as listas dematrias das escolas p-blicas ficam entre R$60,00 e R$ 90,00. J alista das escolas particu-lares varia mais, de R$75,00 at R$ 150,00.O proprietrio daPapelaria Dois Irmos,Daniel Lima da Silva,garante que somente opapel teve uma grandevariao de preo em2014, em torno de 5%.Este aumento atribu-do demanda pelo pro-duto que acontece todocomeo de ano. Outromotivo apontado aCopa do Mundo, que se-gundo o empresrio,deve contribuir para amanuteno dos preos.EstratgiaPara Samy Dana,professor da Escola deEconomia da FundaoGetulio Vargas (FGV),as diferenas de preoentre os estabelecimen-tos so fruto de estrat-gias de venda: as lojasdo descontos em algunsitens e compensam oganho menor elevando ovalor de outros produtos.Alm disso, uma pape-laria grande em geraltem condies de ofere-cer preos mais baixosporque compra itens emgrande quantidade, diz.Para economizar, elerecomenda aos pais queprocurem a escola parasaber quais materiaisso imprescindveis parao comeo das aulas ecomprar apenas o neces-srio. um gasto sazo-nal, mas pesa no ora-mento do comeo do ano,quando j existem gas-tos como IPVA e IPTU.Alerta do ProconO Procon de Vargi-nha alerta os pais de alu-nos sobre alguns tipos deprodutos que no podemconstar nas listas de ma-trias das escolas comoitens obrigatrios. Issotanto na renovao comona matrcula nova.So eles: algodo,bolas de soprar, canetaspara lousa, copos descar-tveis, cordo, cremedental, disquetes, elas-tex, esponja para pratos,estncil, fita para im-pressora, fitas decorati-vas, fitilhos, giz, gram-peador e grampos, len-os descartveis, medica-mentos, papel higinicoou qualquer outro tipo,pegador de roupa, pls-ticos para classificador,pratos descartveis, sa-bonetes, talheres descar-tveis, tnt e tonner deimpressora.Carga tributriaNa volta s aulas,uma das queixas dospais de alunos o preodo material compradonuma poca em que ooramento familiar estreduzido, ou seja, logoaps o Natal e o AnoNovo. Em um pas ondeos governantes cansamde afirmar que educao prioridade, torna-se nomnimo contraditrio, seno um absurdo, convi-vermos com a elevadacarga tributria que in-cide sobre cadernos, bor-rachas, agendas, lpis,estojos, canetas e, atmesmo, tinta guache efolhas para fichrio.Educao realmente prioridade?, indaga Ru-bens Passos, presidenteda Associao Brasileirados Fabricantes e Impor-tadores de Artigos Esco-lares ABFIAE.A entidade solicita oapoio do governo e doMinistrio da Educaopara a aprovao de umprojeto amplo de redu-o da carga tributriapara materiais escolares.De acordo com Passos,uma possvel rennciafiscal nfima perante ooramento da Unio. Uma das soluespara a reduo imedia-ta da elevadssima car-ga tributria sobre ma-terial escolar existenteno pas, diz o presidenteda ABFIAE, a aprova-o do Projeto de Lei n.6705/2009, de autoria doSenado, que j tramitah mais de quatro anose que, atualmente, en-contra-se em discussona Comisso de Finan-as e Tributao da C-mara Federal.04 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JANEIRO DE 2014LOCALPM apreende meio quilo de maconhae prende dois homens em VarginhaUma denncia an-nima levou a PolciaMilitar de Varginha aidentificar e prenderdois homens envolvidoscom o trfico de drogas.Com a dupla, foi apre-endido mais de 500 gra-mas de maconha.Na noite desta se-gunda-feira (20), porvolta das 20h45min, aPolcia Militar aps re-ceber denncia anni-ma compareceu na es-quina da Rua DoutorArnaldo Barbosa, Bair-ro de Ftima, onde deacordo com a informa-o, apontava que doisindivduos estariam co-mercializando drogasna via pblica.Atravs desta de-nncia, equipes polici-ais deslocaram para olocal, e l chegando ossuspeitos ao percebe-rem a aproximao dasviaturas, saram cor-rendo cada um para umlado, porm, foram con-tidos e abordados.Durante a aborda-gem os militares recebe-ram informaes dela-tando que a droga esta-va escondida na casa deum dos suspeitos co-nhecido por Wiltinho,residncia esta situadana Rua Marilda, bemprximo da abordagem.De posse das infor-maes, os policiais des-locaram at esta resi-dncia, juntamente como suspeito, ocasio emque ao ser procedidabusca no interior dacasa, os militares locali-zaram e apreenderam 2tabletes grandes demaconha, pesando maisde meio quilo.Os dois suspeitos fo-ram identificados comosendo Wiltinho de 20anos e Jonathan, tam-bm de 20 anos. Em con-sulta ao sistema infor-matizado, foi apontadoque os dois suspeitospossuem vrias passa-Comisso se rene hojepara discutir criaode associao culturalRene-se pela pri-meira vez hoje, quar-ta-feira (22), a Comis-so que elaborar o es-tatuto para a criao daAssociao dos Amigosda Casa da Cultura. Oencontro ser na Casada Cultura.A comisso sercomposta pelos seguin-tes membros: Dr. LuizHenrique Sousa Pinto,Juarez Demtrio Fra-de, Vereador RmuloAzevedo Ribeiro, Se-cretrio Leandro Rabe-lo Acayaba de Rezen-de, Escritor Jos Ro-berto Sales e Prof. Mar-cos Valrio Albinati Sil-va.A Associao ter,entre outras finalida-des, mobilizar o empre-sariado local para o in-vestimento em cultura,atravs de rennciafiscal e ou do mecena-to e o exerccio da res-ponsabilidade socialcultural e constituirum quadro permanen-te de colaboradores nosentido de manter asatividades da Casa daCultura cada vez maisdotada de condies.gens com envolvimentoao trfico de drogas.Diante dos fatos, osinfratores foram presose conduzidos at a de-legacia de Polcia, sen-do ratificado o flagran-te delito e posterior-mente foram recambia-dos para o presdio deVarginha, onde ficaro disposio da justia.Declarao de Imposto de Rendavai ser pr-preenchida neste anoGAZETA DE VARGINHA | 0522 DE JANEIRO DE 2014LOCALExpectativa que novo sistema acelere processo e evite equvocos encontrados nas edies anterioresO contribuinte doImposto de Rendapessoa fsica podercontar com a declara-o pr-preenchidaem 2014, de acordocom a assessoria deimprensa da ReceitaFederal. Detalhes so-bre o assunto, como aabrangncia, porm,dependem da publica-o de uma instruonormativa. Ainda nofoi divulgada a data,mas h rumores queas regras possam serconhecidas j na se-gunda semana de fe-vereiro.Em vrias entre-vistas no final de2013, o supervisor na-cional do imposto derenda, Joaquim Adir,afirmou que o contri-buinte optante pelomodelo simplificado eque possui certificadodigital vai receber adeclarao pr-pre-enchida, apenas pararealizao de ajustesou adio de despesase dedues.No dia 17 de de-zembro do ano passa-do, Adir afirmou aojornal Brasil Econ-mico que a propostainicial era abrangermais contribuintes,mas, para assegurar aconfidencialidade dasinformaes, essetipo de declaraoser implementadaem etapas.Para ele, 2014 de-ver ser um ano paraavaliar a qualidadeda declarao pr-preenchida. O novomtodo dever sercolocado disposiopara um maior nme-ro de contribuintesem 2015.Menos errosO presidente doConselho Regional deContabilidade de Mi-nas Gerais (CRC/MG), Marco Aurlioda Cunha de Almeida,diz que a ideia que,pelo novo sistema, ocontribuinte no pre-cise incluir os dadosde rendimento deempresas. As infor-maes j estaro in-cludas no formulrioassim que o declaran-te importar os dadosdo ano anterior, combase na Declarao doImposto de RendaRetido na Fonte(Dirf), enviada pelafonte pagadora.As informaes jestaro includas noformulrio assim queo declarante importaros dados do ano ante-rior. De acordo com oAdir, esse novo siste-ma vai acelerar o pro-cesso de entrega e evi-tar erros que atrasamo pagamento das res-tituies ao longo doano.Ainda no foi di-vulgado os detalhesoficialmente. A inten-o da Receita teragilidade. Afinal, ocontribuinte apenasvai verificar se os da-dos esto corretos.Ser um avano, ob-serva Almeida.O presidente doCRC/MG, recomendaque os contribuintesj separem os papisnecessrios para fa-zer a declarao de2014 (referente aoano-base de 2013),como gastos com sa-de e educao. No bom deixar para a l-tima hora. melhorseparar tudo com cal-ma para evitar er-ros, frisa.O prazo para a en-trega do formulriodo Imposto de Renda2014 comea em 6 demaro, logo aps o fe-riado de Carnaval ese estende at 30 deabril.HistricoEst discusso so-bre a mudana na de-clarao do IR lon-ga. A proposta da de-clarao pr-preen-chida est sendo dis-cutida desde 2011pela Receita Federale j foi postergada v-rias vezes nos ltimosanos.Novas regras devem ser conhecidas j na segunda semana de fevereiro06 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JANEIRO DE 2014LOCALVarginha ter projeto pioneiro de incluso depessoas com deficincia no mercado de trabalhoVarginha ser umadas primeiras cidadesda regio a sediar umprojeto de capacita-o de pessoas comdeficincia para o in-gresso no mercado detrabalho. A iniciativaintegra o projetoUnis Diversidade evisa formar um bancode talentos para omunicpio. O cursoser oferecido gratui-tamente pelo GrupoEducacional Unis e asinscries poderoser feitas at o dia 31de janeiro.De acordo com aresponsvel pelo De-partamento de Recur-sos Humanos da ins-tituio, Carla Olivei-ra Lopes, sero dispo-nibilizadas 20 vagas.Os alunos que se des-tacarem nas oficinassero contratadospelo Grupo Unis. Osdemais participantestambm sero benefi-ciados j que os queno forem absorvidospela instituio seroindicados aos nossosparceiros.Carla afirma ain-da que devido s leistrabalhistas existeuma demanda cadavez maior por pesso-as com deficincia nomercado. Muitas ve-zes essas pessoas es-to em casa ou come-am a trabalhar e pa-ram por falta de qua-lificao suficiente,completa. Portador de Reti-nose Pigmentar, do-ena degenerativaque limita a viso amenos de 5%, o jovemAdam Brando Papi-ni colaborador doGrupo Unis h seisanos e ser o porta vozdo projeto j que umgrande exemplo desuperao. umainiciativa muito boa.As pessoas com defi-cincia tambm pre-cisam correr atrsdos seus objetivos eno ficar s dando va-zo s dificuldades.Deficiente a pessoaque faz das limitaeso motivo do seu fra-casso, enfatiza.As aulas tero in-cio no ms de maro eseguiro at o ms dedezembro. Ao todo se-ro oito mdulos: Au-toconhecimento eGesto de Carreira,Comunicao, Em-preendedorismo, Fi-nanas Corporativas,Atendimento ao P-blico, Gesto de Pro-jetos, Trabalho emEquipe e Criativida-de, realizados umavez ao ms.O curso ser rea-lizado no Campus I,localizado Rua Cel.Jos Alves, 256 VilaPinto. No haver ne-nhum custo aos parti-cipantes que recebe-ro ainda material di-dtico para as oficinase alimentao. As ins-cries podem ser fei-tas at o dia 31 de ja-neiro no site unisdiversidade.unis.edu.br.A idade mnimapara participar doprojeto de 16 anos. Unis Diversidadeprojeto de capacitao gratuito do Grupo Unis visaformar um banco de talentos para o municpioHistriaA carreira profissi-onal de Adam no Gru-po Unis teve incio nosetor de telefonia dainstituio. Hoje eletrabalha na coordena-o do departamentode Call Center.Neste perodo segraduou em Adminis-trao com nfase emComrcio Exterior noGrupo Unis e se des-tacou como melhoraluno da turma; sendopremiado com umabolsa de ps-gradua-o em MBA e Finan-as. Todos so capa-zes, no adianta ficarse lamentando. Temcoisas que no tem jei-to de mudar. Na ver-dade precisamos bus-car ferramentas paraminimizar os proble-mas e equiparar asoportunidades com osdemais profissionais.Se uma pessoa normalmata um leo por dia,uma pessoa com defi-cincia mata dois.Hoje me considerouma pessoa muito fe-liz. Tem dias que es-queo que no enxer-go, finaliza.Laboratrio acessvelO Grupo Unis jdesenvolve um proje-to de capacitao depessoas com deficin-cia para o mercado detrabalho no CentroUniversitrio do Sulde Minas. Em agostodo ano passado foiinaugurado o primeiroLaboratrio Acessvelde Varginha em parce-ria com Conselho Mu-nicipal dos Direitosdas Pessoas com Defi-cincia (Codeva) e Pre-feitura Municipal.Seu consultrio dispe de equipamentos modernosde diagnsticos, cabine para audiometria e realiza-o de exames por vdeo, para melhor atender ospacientes em suas consultas e exames especiali-zados, com horrio previamente agendado.So Paulo ser sede do 43 Congresso Brasileiro de Otorrinola-ringologia e Cirurgia Crvico Facial. Aps 21 anos o Congresso Bra-sileiro retorna capital paulista. Neste tempo a cidade evoluiu ainda mais ese consolidou como a quarta maior metrpole do planeta. So Paulo oprincipal destino de milhares de eventos nacionais e internacionais anual-mente. A cidade das mais vibrantes capitais do mundo. Nas 24 horas hsempre atividade incessante. Alm de sua tradicional vocao de centrofinanceiro, tornou-se a capital cultural do Brasil. H inmeros museus eexposies em constante atividade. So Paulo acolhe grandes espetculosmundiais em abundncia e variedade. tambm a capital brasileira da gastronomia, no que se destaca inter-nacionalmente.Estacionamento exclusivopara clientes na Rua SantaCruz, 757 - Subsolo, CentroVarginha. Pea a secretaria!Avenida So Jos, 317Sala 05 - (35) 3221-536643 CONGRESSO BRASILEIRO DE OTORRINOLARINGOLOGIA- Audiometria- Impednciometria- Videonasofibroscopia- Tratamento com vacina Intra Nasal- Cirurgia ORL- Videotoscopia - Videolaringoscopia Adm. para professoresGAZETA DE VARGINHA | 0722 DE JANEIRO DE 2013REGIONALComeou nesta se-gunda-feira (20) a ma-trcula dos alunosconvocados pelo Sis-tema de Seleo Uni-ficada (Sisu) na sema-na passada para asuniversidades pbli-cas. Na UniversidadeFederal de Alfenas(Unifal-MG), o pri-meiro curso de medi-cina da regio a seroferecido por umauniversidade federaldeve receber matr-culas de 60 estudan-tes aprovados para area.O curso de medi-cina foi o mais concor-rido da Unifal esteano, com 97 candida-tos para cada uma das60 vagas. Somenteneste semestre, a ins-tituio deve recebermais de mil estudan-tes de vrias partes dopas nos 23 cursos ofe-recidos.Desde 2010, osalunos utilizam o re-sultado do ExameNacional do EnsinoMdio (Enem) paraingressar na Unifal, eso convocados peloSisu. As matrculasseguem at a tera-feira (21) e as aulas nainstituio comeamno dia 17 de maro.Somente o curso demedicina que inicia asaulas no dia 10 de fe-vereiro.Lavras e ItajubA partir do segun-Unifal abre matrculas para 1 cursode medicina pblico no Sul de MinasO curso de medicina foi o mais concorrido da UnifalUniversidade Federal de Alfenas (Unifal-MG), oferece o 1curso de medicina da regioCurso de medicina da Unifal teve 97 candidatos para cada vaga neste anodo semestre, a Uni-versidade Federal deLavras (Ufla-MG)tambm vai oferecer ocurso de medicina.Quanto ao processode seleo com basena nota do Enem,alm das duas insti-tuies, a Universida-de Federal de Itajub(Unifei-MG) tambmaderiu ao sistema cri-ado pelo Ministrioda Educao (MEC).A Ufla recebe nes-te ano 1.025 novosalunos para 26 cursose a Unifei oferece 945novas vagas no cam-pus de Itajub, em 25cursos.Chuva forte provoca estragos em So Loureno e Cana VerdeUma forte chuvadeixou vrios pontosde So Loureno eCana Verde alagadose provocou estragosna noite de segunda-feira (20) e na madru-gada de tera-feira(21). Segundo o Corpode Bombeiros, em SoLoureno choveu cer-ca de meia hora e ovolume foi de aproxi-madamente 38 mil-metros.Na cidade foramregistrados pontos dealagamento no bairroFederal e no Centro,na Avenida Doutor Ri-beiro da Luz, na Ave-nida Dom Pedro II ena Rua Ledo. Quatrorvores tambm ca-ram em diferentespontos, contudo, nohouve registro de feri-dos e ningum preci-sou ser desalojado.J em Cana Verde,vrios estragos foramregistrados tambmpor conta da chuva,que comeou s 22h edurou mais de duashoras, com fortes raja-das de vento. A cidadetambm ficou semenergia eltrica e aCemig deve ir at omunicpio para reali-zar reparos. Ningumse feriu.Vrias casas fica-ram destelhadas eparte do muro de umaquadra que fica nobairro Nova Brasliacaiu. Parte do telhadoda Igreja Matriz tam-bm ficou danificadopor conta de um galhoque caiu. Na quadrapoliesportiva que ficano Centro da cidade otelhado da estruturametlica caiu inteiro.Uma rvore tam-bm caiu na entradada cidade, prximo aBR-354 e impediu otrnsito. Segundo mo-radores, ela ainda nofoi retirada. A PolciaMilitar ainda no co-meou a registrar asocorrncias porqueesto sem internet.Chuva volta a alagar as principais ruas e avenidas do centro da cidade de So LourenoAdolescente detidopor suspeita de tentativade homicdio na regioUm adolescentede 17 anos foi detidona madrugada destasegunda-feira (20) emCampo Belo suspeitode tentativa de homi-cdio. A vtima umhomem de 39 anos queest internado naSanta Casa da cidade.O homem foi encon-trado cado com feri-mentos provocadospor tiros em uma ruado bairro So Geraldo.A vtima foi socor-rida para o pronto-so-corro da cidade. J nohospital, o homem con-tou para a polcia quemseriam os autores. Omenor foi apreendidoem casa e um outrosuspeito est foragido.Ainda conforme apolcia, testemunhasdisseram que um car-ro preto passou vriasvezes prximo casada vtima.Vtima est internada na Santa Casa da cidade08 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JANEIRO DE 2014REGIONALTrs homens forampresos nesta segunda-feira (20) suspeitos deterem roubado a EscolaEstadual Delorme deAvellar Muniz na sema-na passada, em OuroFino. Testemunhas le-varam a polcia at ossuspeitos, que foramencontrados no bairroJardim Centenrio,onde moram.Segundo o delegadoWaldir Jorge PelaricoJunior, um comercian-te viu dois dos trs ho-mens vendendo umacmera fotogrfica queteria sido roubada naescola.Ele procurou a dire-tora da instituio econtou o que aconteceu,que em seguida acionoua polcia. Outras teste-munhas tambm viramum dos homens pulan-do o muro da escola nodia do crime. Essas in-formaes ajudaram apolcia a identificar ossuspeitos.O homem que com-prou o cmera fotogr-fica dos suspeitos deveresponder por recepta-o culposa, segundo odelegado Waldir. Ele de-volveu a cmera para aescola. Os trs detidos,que tm idades entre 21Trs so presos suspeitos de roubo escola estadual em Ouro Finoe 30 anos, foram leva-dos para o presdio deOuro Fino na manhdesta segunda-feira evo responder por fur-to qualificado. A penapara o crime varia en-tre dois a oito anos derecluso.Ainda segundo odelegado, os trs ho-mens foram presos ape-nas pela suspeita de ar-rombamento e roubo daescola, e no possvelafirmar que eles tive-ram participao emoutros roubos que acon-teceram nas ltimas se-manas em instituiespblicas de Ouro Fino.A relao entre os casosser investigada pelaPolcia Civil.Escola roubadapela quarta vezA Escola EstadualProfessora Delorme deAvellar Muniz foi rou-bada pela quarta vezna quinta-feira (16) so-mente este ano. Os cri-minosos estouraram ocadeado da grade deferro da sala dos profes-sores e arrombaram aporta. Os armrios fo-ram remexidos e docu-mentos dos alunos fica-ram no cho. Na sala dadireo, os suspeitos ar-rombaram a porta e oarmrio de ao e leva-ram um projetor, umacmera digital, um ro-teador e um aparelho desom.Os alarmes foramdanificados e tiveram afiao cortada. Na se-cretaria da escola, a gra-de que estava soldada,por conta de outro fur-to, foi arrombada maisuma vez. No local, os la-dres tentaram levar oscomputadores, mas noconseguiram e deixa-ram as mquinas dani-ficadas.Nem a cantina foipoupada. Os suspeitosquebraram as janelas,pegaram utenslios decozinha e limparam ofreezer e toda a despen-sa. De acordo com a di-retora da escola, An-dreia Vieira de SouzaMenezes, foram quatroarrombamentos emduas semanas.Ainda segundo a di-retora da escola, as au-las s voltam quando aSuperintendncia Esta-dual de Ensino mandara verba para repor oque foi roubado. J asuperintendncia disseque ainda no recebeuda escola essa relaode materiais.Escola Estadual Professora Delorme de Avellar Muniz j foi roubada quatro vezesBombeiros procuram morador de rua afogado em Trs CoraesO Corpo de Bom-beiros procura por ummorador de rua que seafogou nesta segunda-feira (20) no Rio Ver-de, em Trs Coraes.Segundo testemu-nhas, ele estava prxi-mo rodoviria noCentro da cidade e foiat a beirada do riopara tentar lavar asmos quando caiu.De acordo com osbombeiros, as buscastiveram incio no finalda tarde de segunda-feira, mas foram inter-rompidas no incio danoite e retomadaslogo nas primeiras ho-ras da manh de ter-a-feira (21).Com este caso jforam registradas 15casos de afogamentoneste ano no Sul deMinas. Somente na l-tima semana, quatropessoas morreramafogadas na regio. Oscasos aconteceram emItamogi, So Joo Ba-tista do Glria, Carmodo Rio Claro e Silvia-npolis.Segundo testemunhas, ele estava prximo rodoviriaPolcia apreende em residncia300 orqudeas furtadasCerca de 300 or-qudeas furtadas emPoos de Caldas fo-ram encontradas nasegunda-feira (20),em So Carlos . Se-gundo a Polcia Ci-vil, o valor das plan-tas chega a R$ 40mil. Um suspeito foidetido.De acordo com apolcia, as flores fo-ram localizadas emuma residncia, apsinvestigao. O donoda casa foi detido edeve prestar depoi-mento na tarde des-ta tera-feira (21). Asuspeita que eleseja o receptador.RODRIGO SILVA FERNANDES advogado e articulistapoltico do Jornal Gazeta de Varginha as quartas esextas - e-mail: rodrigogazeta@bol.com.brPra ingls verO Conselho Municipal de Sade de Varginha,rgo mximo de deliberao do SUS, reuniu on-tem na Cmara municipal seus conselheiros paramais uma reunio. Na oportunidade foram trata-dos assuntos relacionados a posse da comisso exe-cutiva eleita para o binio 2014/2015, alm de as-suntos gerais ligados sade. Estas reunies, queso abertas participao da comunidade e da im-prensa, j no tem mais a mesma vida e dinmicade outros tempos! A comunidade no participa oucobra como deveria. A imprensa no d muita im-portncia a estes acontecimentos. Este esfriamen-to, segundo alguns, reflete o carter chapa bran-ca que muitos conselhos possuem em Varginha. Eisso coisa que acontece tem muito tempo, variasgestes, uma vez que boa parte dos conselheiros,direta ou indiretamente, so escolhidos pelo gover-no municipal. Diante desta triste realidade, a soci-edade civil tem perdido a motivao para partici-par de longas e enfadonhas reunies populares econversas setoriais importantes que, na prtica, sodepois resolvidas na canetada de um ou dois buro-cratas do governo que no esto nem ai para oque pensa ou quer a sociedade! Isso precisa mudar!IniciativaA Prefeitura de Varginha acerta quando fazuma grande mobilizao pela preveno e combatea Dengue e tambm acerta quando busca a mobili-zao da comunidade para ajudar na tarefa. Nasemana que passou, aes como carreata, campa-nha informativa, aes em campo nos bairros demaior infestao entre outras atitudes mostraramque o Governo Municipal sabe da responsabilidadeque lhe cai nos ombros, enquanto governo estadu-al e federal no atentam para a doena que cresceem Minas. No perodo das chuvas fundamental apreveno a Dengue, do contrrio, os nmeros as-sustadores da doena em alguns municpios de Mi-nas, podem se tornar realidade em Varginha tam-bm!ContrasteNo parece um contraste o governo munici-pal dizer que precisa aumentar impostos, como oIPTU, a fim de arrecadar recursos e fazer justiasocial e, ao mesmo tempo, oferecer anistia de im-postos devidos com reduo de multas para vrioscontribuintes que no pagaram suas contas em dia?Isso no parece um ultrage aqueles cidados quepagaram seus impostos pontualmente?Contra ataque ComunistaDepois das especulaes de que o secretriomunicipal do Turismo, Aristides Ribas (PC do B)estaria na corda bamba, o PC do B fez uma taca-da poltica para mostrar que os comunistas tam-bm tm poder de fogo e podem sim contribuirmuito com o governo local, o que reforaria o co-munista municipal no cargo de secretrio. O pre-feito Antnio Silva (PTB) recebeu uma comitiva doPartido Comunista, chefiada pelo presidente esta-dual do PC do B, Wadson Ribeiro, que foi secretrioexecutivo do Ministrio dos Esportes e teria conse-guido para Varginha a aprovao da construo doCentro de Iniciao Esportiva (CEI). O projeto, or-ado em R$ 3,6 milhes, ir incentivar a prticaesportiva e a formao de futuros atletas em Vargi-nha. Ser construdo um ginsio na Avenida dosImigrantes, em rea de 7 mil m. A contrapartidada prefeitura a doao do terreno. O ginsio terpista de corrida, espao para saltos e quadra paratodas as modalidades (at handebol, que exige maiorespao). Embora a direo do PC do B de Varginhanegue que o cargo de primeiro escalo de AristidesRibas seja da cota do PC do B, o partido se apressouem mostrar ao governo municipal que tem nomesfortes e com prestigio junto ao governo federal paraajudar a administrao. Isso ocorre no momentoem que a pasta de Turismo vitima de especula-es. O secretrio Ribas tem proximidade com o pre-feito Antnio Silva, mas ser que o comunista po-der se sustentar no cargo apenas pela amizade etrabalho, sem o respaldo poltico que o governo pre-cisa para conseguir obras e recursos nas esferasestadual e federal? Ou mesmo vereadores no Le-gislativo local? Alm disso, os recursos federais paraa construo do Centro de Iniciao Esportiva(CEI), mesmo antes de chegar, j tm a paternida-de eleitoral sendo discutida. Coisas da poltica!Barqueiro carioca!O jeitinho brasileiro sempre arruma soluopara tudo, ate mesmo para burlar a lei, alias, umaespecialidade e vergonha nicas dos brasileiros. Estenovo jeitinho de infringir as leis comeou pelo Riode Janeiro, mas no vai demorar a tomar as gran-des cidades do Brasil. A malandragem carioca criouum personagem novo, que atua no entorno das ope-raes de Lei Seca, que a polcia faz todas as noitesno Rio de Janeiro e nas grandes capitais. o bar-queiro. Ele fica de olho em quem demonstra medode ser escolhido para o bafmetro. Quando notaalgum nessa situao, se oferece para tomar o vo-lante e atravessar a blitz dirigindo. Mais frente, jlonge da vista dos policiais, sai do carro. Em troca,pede uma grana, claro! Algo entre R$ 30 e R$ 50,dependendo da cara e do carro do cliente. Barquei-ro? Porque faz a travessia, uai!Com o andar da carruagem...Ante a briga interna no PMDB mineiro, onome do empresrio peemedebista Josu Gomes(filho do saudoso vice-presidente Jos Alencar) seconsolida para assumir o Ministrio do Desenvolvi-mento na reforma ministerial de Dilma Roussef(PT). Com isso a vaga de vice-governador na cha-pa de Fernando Pimentel (PT) caminha natural-mente para o ministro Antnio Andrade, do PMDB.H poucos dias, os dois voltaram a ter uma longareunio em Braslia. Por hora, nada se fala sobre odestino poltico do senador Clsio Andrade!Malandragem informativaNo novidade que os governos estadual efederal, controlados por PSDB e PT respectivamen-te, travam uma intensa batalha de informaesequivocadas e ou enganadoras aos incautos elei-tores mineiros. Nesta guerra publicitria, em razoda disputa presidencial que tem como plos a presi-dente Dilma Roussef (PT) e o senador Acio Neves(PSDB) o governo estadual tucano omite recursose aes realizadas em Minas pelo governo federalpetista. J o governo federal do PT, covardemente,barra investimentos em cidades mineiras coman-dadas por tucanos e ou aliados de Acio Neves. Per-cebe-se que nesta disputa entre tucanos e petistas,o povo e a verdade das informaes ficam em lti-mo lugar. At mesmo as releases da Prefeitura deVarginha j entraram na baila poltica das elei-es deste ano. Nota divulgada pelo Executivo mu-nicipal informava que o prefeito Antnio Silva as-sinou em Belo Horizonte, convnio com a Secreta-ria de Estado da Sade, no valor de R$ 1 milho,para a construo de uma Unidade Bsica de Sa-de no bairro de Ftima, ampliando o atendimentopara os moradores daquela localidade, em torno de4 mil habitantes. De acordo com o projeto, trata-sede uma unidade de porte 1, abrangendo no mni-mo uma equipe do PSF Programa Sade da Fa-mlia, com estrutura moderna para prestar o aten-dimento bsico com qualidade. Neste momento estaem fase de elaborao do projeto, para depois com-por a planilha oramentria e dar incio ao proces-so de licitao para a empresa responsvel pelaobra, que dever ser iniciada ainda no primeirosemestre de 2014. O release oficial, curiosamente,s no disse que a maior parte dos recursos so fe-derais. Ocorre que tais verbas chegam aos munic-pios atravs de convnios que passam antes pelasecretaria estadual do governo tucano, que tentapuxar todo mrito poltico para si dizendo tratar-sede um investimento exclusivamente estadual, o queno verdade. Em Minas diversos programas dogoverno federal so rebatizados pelos tucanos queassumem a paternidade dos recursos e dos investi-mentos a fim de ganhar o mrito poltico.ndice de desconhecimentoDepois de antecipado pela coluna que desco-briu a informao, a assessoria do Executivo muni-cipal, procurou saber mais sobre o ndice Mineirode Responsabilidade Social, que em seu ano basede 2010, conferiu certo destaque a Varginha. Deacordo com o ndice Mineiro de ResponsabilidadeSocial (IMRS), ano base 2010, entre as cidades quepossuem de 100 a 200 mil habitantes, Varginhaocupa as melhores posies, atrs de Itabira e Po-os de Caldas. Divulgado no final do ano passado,o ndice calculado a cada dois anos pelo Centro dePesquisas Aplicadas da Fundao Joo Pinheiro.Abrangendo todos os municpios de Minas Gerais,o IMRS fornece aos gestores pblicos e a sociedadesubsdios para a elaborao e avaliao das polti-cas pblicas, e para a alocao de recursos finan-ceiros, materiais e humanos. A escolha dos indica-dores que compem o IMRS tomou por base, princi-palmente, as prioridades de programas e polticaspblicas. Vale destacar que no quadro geral, muni-cpios menores que Varginha, como Extrema, apre-sentaram maior progresso no IMRS, passando atmesmo Poos de Caldas.Iluminao pblicaA onze meses do novo prazo (15 de dezembrode 2014) determinado pela Agncia Nacional deEnergia Eltrica (Aneel) para que a manutenoda iluminao pblica (postes, rels, lmpadas ereatores) seja definitivamente transferida da Ce-mig para as prefeituras das cidades mineiras. Amaioria das cidades ainda no tem um plano defi-nido para assumir o servio. Em Varginha o assun-to ainda no foi discutido oficialmente. O motivo o alto custo de operao do sistema, que vai oneraras prefeituras j estranguladas com outras respon-sabilidades. Sem a prestao da manuteno pelaCemig, os prefeitos teriam duas opes: licitar o tra-balho para o poder privado, vencendo a propostaque oferecesse o menor preo, ou criar uma empre-sa pblica para o servio. Em ambas as opes sograndes os riscos do aumento exagerado nos gas-tos, inchando ainda mais as despesas dos municpi-os, que podem ter que aumentar a Contribuio deIluminao Pblica CIP para bancar os gastos.Algumas cidades estudam a criao de um consr-cio de municpios para realizar o servio.A Cemig tem interagido com os Municpios,cmaras e associaes visando assessorar e esclare-cer as duvidas referentes ao processo. Nessas reu-nies so abordados os modelos de contratao, pro-dutividade, custos, contribuio da taxa de Ilumi-nao pblica, entre outros detalhes, diz a nota daempresa.FATOS E VERSESGAZETA DE VARGINHA | 0922 DE JANEIRO DE 2014OAB/MG 81424Rua Argentina, 535Vila Pinto CEP:37.010-640 Tel: 3222-4801gustavo@chalfun.com.brDr. Gustavo ChalfunMande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.comOAB/MG 106.276Rua Dona Margarida, n 48,Bairro Vila Pinto, CEP 37.010-580. Tel: (35) 3222-1049Dr. GustavoPinto Biscarogustavopbiscaro@gmail.comOAB/MG 65099Av Salum Assad. David,70 - Santa LuizaTel: ( 35) 3214-5051Dr. PatrciaBregalda Limapatriciabregalda@varginha.com.brOAB/ MG 84.17620 Sb-SeoRua Maria Benedita,63 -sala 106- Vila Pinto3223-5362/Cel :9988-3485Dr. VicenteLima Lordovicentelloredo@yahoo.com.brOAB/MG 81667Delfim Moreira, 258,sala 201- Centro-Varginha -MGTel: 3222 2851Dr. Daniel Pivadapiva@ig.com.br10 | GAZETA DE VARGINHASAIBA SEUS DIREITOSRolezinhos e seu controle: possibilidade jurdicaExtrado do site:DireitoNet ArtigosLendo sobre a uti-lizao de bens p-blicos lembrei-meda notcia do mo-mento, os rolezi-nhos. certo queum shopping no um bem pblico, masa analogia vlida,como veremos.Dentre os benspblicos, encontra-mos aqueles chama-dos de uso comum,que assim como osshoppings centersso abertos livreutilizao de todos,desde que em con-corrncia igualit-ria e harmoniosacom os demais, deacordo com o desti-no e condies queno lhe causem umasobrecarga invul-gar (2011, p. 942),sendo isto, portanto,o que se entende poruso comum do bem,para o que no se ne-cessita de previa au-torizao.Poderamos, as-sim, elencar as ca-ractersticas ordin-rias da utilizaodos bens de uso co-mum: a) utilizaoigualitria e harmo-niosa com os demaisafluentes utiliza-o do mesmo bem;b) utilizao do bemde acordo com seudestino, que podedecorrer da nature-za do bem ou de de-terminao legal; c)que a utilizao nocause ao bem emquesto sobrecargainvulgar.Contudo, os bensde uso comum pres-tam-se, em determi-nadas circunstn-cia, a usos especiais.Podemos dizer que ouso ser especialquando no atendera alguma das carac-tersticas acimaapontadas, por im-plicarem sobrecargado bem, transtornoou impedimentopara a concorrente eigualitria utiliza-o de terceiros ouainda por demanda-rem at mesmo ex-clusividade no usosobre parte do bem(2011, p. 943).P r o s s e g u i n d ocom nossa analogia,o que talvez ocorrano caso dos rolezi-nhos o impedi-mento normal uti-lizao concorrentede terceiros segun-do a destinaoprincipal do bem.Neste caso, quantoaos bens pblicos, talutilizao atpicademandaria prviacomunicao ao Po-der Pblico para au-torizao e estabele-cimento de critriospara a utilizao dobem em questo. o caso clssicodas passeatas pbli-cas. Ainda que o art.5, inc. XVI, da Cons-tituio da Repbli-ca determine quetodos podem reu-nir-se pacificamen-te, sem armas em lo-cais abertos ao p-blico, independente-mente de autoriza-o, caso esta reu-nio implique bicea regular utilizaode bem pblico deuso comum por ter-ceiro ou utilize obem em descompas-so com seu destinonatural ou juridica-mente determinadoou, ainda, cause so-brecarga invulgar aobem, tal evento de-ver ser previamen-te comunicado au-toridade competen-te. Ora, se tais res-tries so vlidaspara a utilizao debens de uso comumdo povo seriam proi-bidas no caso de bensparticulares, aindaque destinados uti-lizao geral e indis-criminada popula-o? Ao que tudo in-dica, no.Desta forma, ain-da que no hajaqualquer cometi-mento de il citoquando da realiza-o dos chamadosrolezinhos, tal reu-nio poder ser res-tringida. Com efeito,seria necessria aautorizao prviado dono do recintoem que esta seriarealizada, no caso departicular, ou da au-toridade adminis-trativa competente,no caso de bem p-blico.Tal l imitaopode ser sustentadatambm por outrovis argumentativo.Como se sabe, a todapropriedade corres-ponde uma funosocial, conforme dis-posies espalhadaspor toda a ordemnormativa brasilei-ra, de culminnciaconstitucional.O shoppings cen-ters tem sua funosocial, certamente,que seria a de cons-tituir-se em espaode lazer e comrcio.Pois bem, bice im-posto por terceiro realizao desta fun-o social ser, a pri-ori, ilcito.Outra questo,talvez mais polmi-ca, a relativa for-ma de controle des-ses eventos. Quemestaria legitimado aexerc-lo?No se trata deexerccio de poderde polcia. Por maisque aparente seruma restrio li-berdade dos que soimpedidos de reali-zar suas reunies,uma vez que o con-trole de entrada nosrecintos da naturezados que tratamosno comum, sendode regra indiscrimi-nado, os shoppingscenters so proprie-dade privada, sobrea qual recaem os po-deres inerentes aoproprietrio, na for-ma do art. 1.228 doCdigo Civil, dentreos quais o de estabe-lecer os critrios dautilizao de suapropriedade. Estaquesto, contudo, nebulosa, o que tal-vez tenha levado osafetados a buscar atutela jurisdicionalantecipada que lhesautorizasse imporos mencionados li-mites.Em resumo, oque se pode colherda analogia de quefizemos uso que,ainda que a ativida-de alcunhada role-zinho transcorrasem a prtica dequalquer contraven-o ou crime, pode-r ser impedida.Basta, para tanto,que se configure quea regular utilizaodo bem em questo shoppings centers fica desta forma im-pedida. A realizaoda funo social dapropriedade nopode ser, destarte,amesquinhada. in-dispensvel apenasque fique configura-do que dita ativida-de crie bice regu-lar utilizao do bempor terceiro, ou uti-lize o bem em des-compasso com seudestino natural oujuridicamente deter-minado ou, ainda,cause sobrecarga in-vulgar ao bem.O controle ante-cipado dos referidosencontros, contudo,depende de tutelajurisdicional em quefique configurada arazoabilidade de suaaplicao. indispensvel apenas que fique configurado que dita atividade crie bice regular utilizao do bem por terceiro22 DE JANEIRO DE 2014Censo diz que 35% das farmcias notm farmacutico em tempo integralEstudo sugere que idosos commaior autoestima podem viver maisNo Brasil, 35% dasfarmcias e drogariasno tm farmacutico emperodo integral. O quesignifica que, em deter-minados perodos do diaou da semana, o atendi-mento ao pblico feitosem presena do profissi-onal responsvel. A infor-mao do Censo Demo-grfico Farmacutico, re-alizado pelo Instituto dePesquisa e Ps-Gradua-o do Mercado Farma-cutico (ICTQ). Os dadosforam coletados junto aosconselhos regionais defarmcia do pas entreagosto e dezembro de2013.Segundo o levanta-mento, ao todo, so76.483 farmcias e dro-garias no pas, das quais26.613 apresentam o pro-blema. J 4.852 estabe-Pesquisa que ava-liou o bem-estar fsicoe mental de idosos su-gere que pessoas maisvelhas que so maisfelizes conseguem de-sacelerar os sintomasdo envelhecimento emcomparao com aque-les mais desgostososcom a vida. Os resul-tados, publicados nes-ta segunda-feira (20)no peridico cientficoda Associao MdicaCanadense, mostramdados da anlise feitacom 3.199 homens emulheres que vivemna Inglaterra, comidade mnima de 60anos.Os participantesforam acompanhadospor pesquisadores daUniversity CollegeLondon por oito anose foram divididos emtrs diferentes gruposde faixa etria: 60 a69 anos, 70 a 79 anose mais de 80 anos. Oestudo avaliou a satis-fao de vida com aajuda de quatro per-guntas: eu gosto dascoisas que eu fao?,eu gosto de estar nacompanhia de outraspessoas?, quandofao uma retrospectivada minha vida tenhosensao de felicida-de? e me sinto cheiode energia nos dias dehoje?.As entrevistas aju-daram a determinarpossveis prejuzos f-sicos registrados pelosidosos em atividadesdirias, como o ato delevantar da cama, ves-tir-se ou tomar banhosozinhos. Alm disso,foi aferida a velocida-de do andar dos parti-cipantes. Segundo oestudo, idosos commais qualidade devida eram aquelescom maior nvel socio-econmico, mais estu-dados ou que eram ca-sados. Idosos com bai-xa satisfao com avida tiveram doenascardacas, diabetes,artrite ou depresso.De acordo com An-drew Steptoe, um dosautores da investiga-o cientfica, pessoasmais velhas com maisautoestima esto pro-pensas a desenvolvermenos deficincias ematividades bsicas di-rias (como tomar ba-nho sozinho), alm deno registrar declniosna velocidade de cami-nhada. Nossos resul-tados fornecem evi-dncias de que o gozopela vida relevantepara ter informaessobre o futuro da mo-bilidade e deficinciade pessoas idosas. Osesforos para melhoraro bem-estar de idosospode beneficiar a soci-edade e os sistemas desade, explicam osautores.Trabalhar de ma-drugada pode provocarum "caos" no corpo hu-mano e causar danos sade a longo prazo,afirma um estudo con-duzido por pesquisado-res britnicos.A pesquisa, realiza-da por especialistas doSleep Research Centre,da Universidade deSurrey, revelou como osturnos de trabalho no-turnos podem alterar ometabolismo e prejudi-car o bom funciona-mento molecular.Segundo os autoresdo estudo, publicado narevista cientfica "Proce-edings of the NationalAcademy of Sciences", adescoberta sobre a rapi-dez e gravidade dos da-nos causados por ficaracordado at tarde foi'uma surpresa'.Eles explicaramque o corpo humanosegue um ritmo naturalSADEprprio e que o relgiobiolgico programadopara ficar ativo duran-te o dia e dormir noi-te. As mudanas podemcausar srios efeitos co-laterais, como altera-es dos hormnios, dohumor, da atividade ce-rebral, da temperaturacorporal e do desempe-nho dos atletas.Os pesquisadoresacompanharam 22 pes-soas que trabalhavamdurante o dia e que fo-ram transferidas paraturnos noturnos.Exames de sanguemostraram que, emmdia, 6% dos nossosgenes so programadospara ficar mais ou me-nos ativos, atuando emsintonia em momentosespecficos do dia.Uma vez em que osvoluntrios passaram atrabalhar noite, essasintonia gentica "seperdeu".lecimentos, ou 6% do to-tal, no contam com far-macutico em perodo al-gum. Por lei, o tcnico far-macutico responsveldeve estar presente nasfarmcias e drogarias du-rante todo horrio de fun-cionamento.Ainda de acordo como censo, os estados de Ala-goas e de Sergipe so osmais deficientes quanto presena dos farmacuti-cos: 97% das farmcias edrogarias dos dois estadosno tm farmacutico emperodo integral. No Pare no Piau, essa deficin-cia de 95%.Levando em contatodos os estabelecimentosregistrados nos conselhosregionais de farmcia entre hospitais, indstri-as farmacuticas, labora-trios de anlises clnicas,distribuidoras de medica-mentos, alm das droga-rias e farmcias , quetotalizam 97.031 unida-des, 52% funcionam coma presena apenas parci-al do farmacutico res-ponsvel.A fiscalizao defi-ciente e faltam muitos far-macuticos. Tem estadoque no tem nem meta-de dos profissionais quedeveria ter, diz MarcusVinicius Andrade, diretorde pesquisa do ICTQ.O Conselho Federalde Farmcia (CFF) ques-tiona os dados do censofarmacutico. De acordocom o presidente do CFF,Walter da Silva JorgeJoo, os dados da pesqui-sa no so compatveiscom os dados disponveisno conselho, que registraa existncia de 91 mil far-mcias e drogarias emtodo o pas, em vez de76.483.Segundo Joo, a an-lise desses dados tambmdeve levar em considera-o o fato de que, em al-gumas farmcias, princi-palmente no interior dosestados, so feitos acordoscom o Ministrio Pblicoestabelecendo prazospara cumprir a exignciada presena do farma-cutico em perodo inte-gral. Nesses casos, deacordo com Joo, o acor-do estabelece, por exem-plo, que se contrate umfarmacutico por quatroGAZETA DE VARGINHA | 11Trabalho noturno provoca'caos' no metabolismo edanos a longo prazohoras dirias no primei-ro ano, por oito horas nosegundo ano e em pero-do integral no terceiroano. Mas so casos pon-tuais, diz Joo.Ele acrescenta que aparcela de farmcias edrogarias que o censoaponta que no possuemnenhum farmacuticocorresponde s farmciasirregulares e clandesti-nas. O conselho atua so-bre elas autuando e en-caminhando para as vi-gilncias municipais.O CFF considera queno faltam profissionaisfarmacuticos no pas eque o nmero de farm-cias e drogarias muitosuperior s necessidadesda populao. De acordocom ele, o Brasil tem cin-co vezes mais farmciasdo que precisaria.Segundo o levantamento, ao todo, so 76.483farmcias e drogarias no pasOs participantes foram acompanhados porpesquisadores da University College London22 DE JANEIRO DE 2014Props-lhes outra parbola, dizendo: OReino dos cus semelhante ao homem quesemeia boa semente no seu campo;(Matheus 13:24)Fora Jovem Universal promoveevento contra crack Saiba Dizer No12 | GAZETA DE VARGINHAEVANGLICANo prximo dia 25de janeiro diversosgrupos do Fora Jo-vem Universal esta-ro empenhados emcombater o crack coma realizao do even-to Saiba Dizer No.A campanha temcomo objetivo consci-entizar as pessoas so-bre os malefcios douso das drogas, falan-do no s das ilcitas,mas tambm das lci-tas como cigarro e l-cool. A campanhapromover diversasaes durante o anode 2014 (ano da Copado Mundo no Brasil)e se dar incio no dia25 de Janeiro, comuma srie de grandeseventos que ocorre-ram em todo territ-rio nacional, diz osite oficial do SaibaDizer No.Os grupos estaropromovendo eventoscom apresentaesmusicais, peas de te-atro, dana e pales-tras com personalida-des, artistas e autori-dades polticas. Emvrios desses eventosex-usurios de drogasdaro seus depoimen-tos para incentivaroutros jovens a vence-rem o vcio.Em Florianpoliso pessoal do ZombieWalk Floripa, um gru-po de pessoas que sevestem de zumbie efazem passeatas, es-taro juntos com oFora Jovem Univer-sal da cidade paraapoiar o combate sdrogas. Os jovens doFJU estaro carterapresentando peasencenaes para tra-tar sobre o tema doevento no Centro deConvenes CentroSul a partir das 14h.Em So Paulo oevento vai acontecerno Parque da Juven-tude, na zona Norteda capital paulista,movimentando jovensde diversas regies.Para conhecer os diase locais de encontrodo Saiba Dizer No dasua cidade acesse osite www.saibadizernao.com.br.Voc sabe quemfoi Jos? Muitos jconhecem a sua histo-ria, desde que foi ven-dido pelos irmos, asua priso injusta ato momento em queDeus o colocou emlugar de honra... Len-do a historia dele,voc pode perceberque Deus estava comele em todos os mo-mentos.Muitas vezes di-ante das dificuldadesachamos que Deusno esta conosco, masse voc olhar paramuitas situaes quevoc j passou, vocpode ver que Deusestava ali em todo otempo.Hoje Deus querte dar a resposta quevoc tanto tem pedi-do.... Ele diz: Eu sem-pre estive com voc evou continuar comvoc! O Fato de as coi-sas no aconteceremdo jeito que voc temesperado, no signifi-ca que eu no estoucom voc! Lembre-sePastor prega no Centro deMacap h 10 anos e afirma:s saio se Deus mandarQuem passapelo Centro Co-mercial de Macap(AP) aos sbados jdeve conhecer opastor evanglicoArnaldo Alves queh mais de 10 anosprega para a popu-lao.O local escolhi-do como ponto depregao o cruza-mento das vias Pa-dre Jlio e Cndi-do Mendes.Com uma caixade som e um micro-fone, o homem de52 anos evangelizae diz tirar o de-mnio de quempassa e aceita umaorao.Em entrevistaAlves explica comosurgiu o chamadode Deus para rea-lizar este trabalho.Eu passava poressa esquina quan-do ouvi um sinalde Deus me pedin-do para parar, e euali comecei a obser-var que Ele [Deus]me pedia para ob-servar que todosestavam cheios deproblemas e comovivi isso por anosna minha vida, re-solvi pregar aqui.A converso deArnaldo aconteceuh 20 anos por in-termdio de suaesposa.O casal enfren-tava um momentodelicado, pois umde seus cinco fi-lhos estava usandococana. No mesmoperodo o homemperdeu o empregoe encontrou na re-ligio a fora parasuperar esses pro-blemas.Nem todos quepassam pela ruapercebem o pastorou param para ou-vir a pregao.Outros parame pedem oraocomo fez o aposen-tado Luiz Romano,70 anos, que so-freu dois infartosno final de 2013. sofrido, noltimo infarto pas-sei 20 dias inter-nado no Hospitalde Emergncias, nessas horas que af maior que arazo, disse eleque foi pronta-mente atendidopelo religioso.D e f e n d e n d oseu ministrio, opastor Arnaldoafirma ter licenapara atuar na es-quina e diz que sdeixar de pregarna praia se Deusconfirmar em seucorao.S saio daquise a voz que mepediu para ficar,me pea para sair.No um pas-tor evanglicoaqui, mas sim umapessoa preocupa-da com a situaoem que o mundovive, disse ele.A resposta de Deus na sua vidaque em Romanos temum aviso, se atente aele: Tudo cooperajuntamente para obem daquele que amaa Deus. Voc meama? Ento no ques-tione, no deixe deme adorar, eu estoucom voc, assim comoeu fui com Jos. Hojevoc pode no enten-der muitas coisas,mas chegar um diaem que voc vai verque eu estava te guar-dando e te livrandoem todo o tempo!22 DE JANEIRO DE 2014GAZETA DE VARGINHA | 1322 DE JANEIRO DE 2014BRASILEscola de Artes Plsticas Santa TerezinhaEscola de Artes Plsticas Santa TerezinhaRua Dr. Presciliano Pinto, 12 Vila PintoVarginha/MG - Cep 37010-620 Tel Fixo (35)3221-2672A artista plstica, Sra. Teresinha Reis, comunica o incio das atividades no dia 04 deFevereiro. Todos interessados (com idade acima de 15 anos), podem escolher,horrios tarde ou noite, para iniciar ou se desenvolver na arte da pintura em leos/ tela ou nas artes Plsticas.Para mais detalhes no telefone (35)3221-2672.Teresinha Teixeira Srio ReisMesmo previsto em lei, ensino schega a 8,9% dos presos no BrasilA violao dos direi-tos humanos em presdi-os no se limita a condi-es de sobrevivncia,segundo especialistas.Estudar direito da po-pulao carcerria doBrasil. A reinsero soci-al dos detentos por meiodo estudo , na opiniodos especialistas, funda-mental para mudanadessas pessoas. Os pres-dios brasileiros, no en-tanto, violam esse direi-to. Alm da falta de con-dies mnimas de sobre-vivncia, aparente nacrise do sistema prisionalmaranhense, o ensino sfaz parte da rotina de8,9% dos 548 mil presosdo pas. Especialistasapontam as seis pioresprises do BrasilDados do Infopen,sistema que coordena asestatsticas do Departa-mento Penitencirio Na-cional (Depen) do Minis-O relatrio anualda HRW (Human Ri-ghts Watch), divulga-do nesta tera-feira(21), destacou a situa-o catica que vive osistema carcerrio noBrasil e classificou atortura como sendoum problema "crni-co" no pas. De acordocom o levantamento,as taxas de encarcera-mento crescerammais de 30% ao longode cinco anos e agoraa populao carcer-ria supera mais demeio milho de pesso-as 43% acima da ca-pacidade.No captulo sobreo Brasil, a HRW des-tacou ainda as pssi-mas condies do sis-tema que por causa dasuperlotao facilita aproliferao de doen-as. "A lotao e a ca-rncia de infraestru-tura facilitam a proli-ferao de doenas e oacesso mdico aos pri-sioneiros inadequa-do", diz o relatrio. Olevantamento, em ne-nhum momento cita asituao do presdio dePedrinhas, em SoLuis (MA), onde desdeo ano passado mais de62 presos morreram.O relatrio tam-bm revelou que os ca-sos de intimidao pormeio de abusos e ou-tros meios de torturaso "corriqueiros econstantes" e j havi-am sido verificadospelo subcomit de pre-veno a tortura daNaes Unidas.O material publi-cado pela HRW aindalembrou o caso da jo-vem Tayn, no Paran.trio da Justia, mostramque a maioria dos esta-dos (20, incluindo o Dis-trito Federal) no ofere-ce educao formal a10% de sua populaocarcerria. No Amap,nenhum presidirio deum total de 2.045 es-tuda. No Rio Grande doNorte, apenas 1,92% dos7.141 presos tm acesso educao. Dos 137 nes-sa condio, 66 esto sealfabetizando.O Maranho, quevive uma crise no siste-ma prisional deflagradapor causa de assassina-tos dentro do Complexode Pedrinhas, est entreos estados com menoroferta de reinsero soci-al por meio da educao.Dos 5.417 detentos regis-trados no Infopen em de-zembro de 2012, apenas3,97% (215) estudam. Amaioria (118 presos) estno ensino fundamental.Entre os que estadosque possuem populaocarcerria mais numero-sa, Minas Gerais lidera aestatstica da exclusodos presos do sistemaeducacional. Do total de51.598 presos sob a res-ponsabilidade de prisesdo estado, somente 1.908estudam. Eles represen-tam 3,7% dos detentos ea maioria deles tambmno avanou o ensinofundamental: 1.260 cur-sam a etapa.Os dados nacionaisrevelam que 61,4% dospresos que estudam es-to matriculados no en-sino fundamental. So29.117 estudantes nessacondio. Outros 8.392(17,7%) alunos de pres-dios ainda tentam se al-fabetizar. No ensino m-dio, esto matriculadosmais 7.289 presos e2.377 fazem cursos tc-nicos. Somente 178(0,37% dos que estudam)conseguiram chegar universidade.DificuldadesSegundo a pesquisa-dora, a estrutura fsicados presdios um dosgrandes empecilhos paraa oferta educacional nes-ses ambientes. Alm dis-so, ela acredita que osgestores educacionais eno de segurana pbli-ca que devem cuidardessa oferta. Muitas ve-zes, no so professoresdas redes que ministramcursos para os presidi-rios. Em So Paulo, essa uma mudana recente. um avano porque aspolticas chegaro a elesda mesma forma, diz.Ela lembra que asaulas e os materiais pre-cisam se adequar ao con-texto. Mas os parme-tros, inclusive de forma-o dos professores e ob-jetivos de aprendizagem,tm de ser os mesmospara qualquer estudan-te. Para a ressocializa-o deles, fundamentala oferta de cursos de edu-cao formal e no-for-mal. um absurdo queto poucos tenham aces-so, pondera.Ester garante aindaque h outro mito em re-lao aos presos: o de queeles no se interessampelos estudos. A AoEducativa produziu umapesquisa no ano passa-do, entrevistando os de-tentos, e constatou que,embora72% dos partici-pantes da pesquisa noestivessem estudando,86% afirmaram que gos-tariam de estudar. Maisda metade dos entrevis-tados nunca passarampor cursos formais na pri-so.Os presdios brasileiros violam direito ao ensinoTortura policial um problema crnico no Brasil, diz relatrioDe acordo com a publi-cao, em julho de 2013policiais bateram, su-focaram e aplicaramchoques eltricos emquatro homens paraque eles confessassemo estupro e a morte dagarota de 14 anos.O relatrio aindarelembrou o caso detortura de seis meno-res dentro da Funda-o Casa, no bairro deVila Maria, na zonanorte de So Paulo.Todos os casos de tor-tura e intimidao so,de acordo com a HRW,"raramente levados aJustia".A nica exceo,apontada pelo relat-rio, aconteceu no jul-gamento do caso doCarandiru. Em agosto,48 policiais foram con-denados pela partici-pao na morte de 111detentos no presdioem 1992.Relatrio classificou a tortura como problema "crnico"A Rssia conside-ra um erro a deci-so da ONU de noconvidar o Ir paraa conferncia de pazsobre a Sria, quecomea nesta quar-ta-feira (22) na Su-a, disse nesta terao chanceler russo,Serguei Lavrov.Est claro que um erro, disse La-vrov. Sempre disse-mos que todos osatores exterioresteriam que estar re-presentados.J o Ir lamentounesta tera que aONU tenha retiradosob presso o con-vite para que Teerparticipasse de Ge-nebra II. L a m e n t a m o sque o secretrio-ge-ral Ban Ki-moon te-nha retirado seuconvite sob pres-so, declarou o mi-nistro das RelaesExteriores iraniano,Excluir Ir da conferncia de pazda Sria um erro, diz RssiaPrefeito de Nova Dli protesta sentado em frente ao ParlamentoAps passar a noi-te ao ar livre, o pre-feito recm-eleito deNova Dli, ArvindKejriwal, continuounesta tera-feira (21)seu segundo dia deprotesto, sentado emfrente ao Parlamentoindiano como formade reivindicao pelainao e corrupo dapolcia, controladapelo governo nacio-nal.Alguns dizemque sou um anarquis-ta e que estou propa-gando a desordem.Concordo que sou umanarquista, vou criara anarquia para(Sushil Kumar) Shin-de (ministro do Inte-rior), disse nesta se-gunda-feira (20) Ke-jriwal diante de cen-tenas de simpatizan-tes, segundo a im-prensa local. A polcia controlada pelo mi-nistrio liderado porShinde e Kejriwalacusou ambos os la-dos de corruptos einativos. As acusa-es so baseadas es-pecialmente em vri-os casos recentes,como se recusar aprender alguns su-postos traficantesugandenses e no im-pedir o estupro deuma turista dinamar-quesa no centro dacapital.Que democracia esta? Quero pedirao povo que venhaem massa. Como oministro do Interiorpode dormir enquan-to acontecem tantoscrimes em Nova Dli? um ditador? Nonegociaremos, de-clarou o prefeito, quepretende estender oprotesto para dezdias.Kejriwal, que pas-sou a noite fria em lo-cal aberto com todo oseu conselho munici-pal, como se fossemos indigentes que ocu-pam a cidade, denun-ciou hoje que seu gru-po foi isolado com bar-ricadas pela polcia ea chegada de manti-mentos e manifestan-tes foi impedida.Os protestos, uni-dos s preparaespara o dia da Repbli-ca, comemorado nes-te domingo, provoca-ram grandes engarra-famentos no centro dacapital, para onde fo-14 | GAZETA DE VARGINHAINTERNACIONALMohamad Javad Za-rif , citado pelaagncia Isna.O secretrio-ge-ral da ONU, Ban Ki-moon, decidiu ex-cluir o Ir da confe-rncia, logo aps t-lo convidado, aps aoposio ao regimedo presidente srioBashar al-Assad terameaado no ir aosdebates.Os Estados Uni-dos aceitam a parti-cipao iraniana,contanto que Teerse comprometa comapoiar um governode transio na S-ria, sem Assad.O Ir o princi-pal aliado do contes-tado regime de As-sad, que enfrentauma rebelio inter-na que j provocoumais de 130 mil mor-tes ao longo de qua-se trs anos, destru-indo a infraestrutu-ra do pas, provocan-do uma crise huma-nitria e de refugia-dos e gerando insta-bilidade no OrienteMdio.Um alto funcio-nrio iraniano afir-mou que, sem a par-ticipao do pas, anegociao de Gene-bra no deve ter su-cesso. Todos sabemque, sem o Ir, aschances (de alcan-ar) uma verdadeirasoluo na Sria noso to grandes, de-clarou o vice-minis-tro das Relaes Ex-teriores, Abbas Ara-ghchi, ao ser questi-onado pela televisoestatal sobre o as-sunto.ram enviados quatromil policiais, instala-das barricadas e algu-mas estaes de me-tr fechadas.Os protestos acon-tecem apenas um msdepois do PartidoAam Admi (AAP, Par-tido do Homem Co-mum), liderado porKejriwal, ter conquis-tado a prefeitura deNova Dlhi nas elei-es realizadas emdezembro.O APP, apoiadopor um discurso degrande contedo soci-al, obteve 28 das 70 ca-deiras em jogo, e seuniu para formar go-verno com o Partidodo Congresso, comoito, enquanto o Bha-ratiya Janata Party(BJP), com 32, se ne-gou a governar emminoria.Aps protestos, governoda Tailndia decretaemergncia na capitalO governo da Tai-lndia decretou es-tado de emergnciapor 60 dias em Bang-coc e nas provnciasvizinhas, a partir de22 de janeiro, paraajudar a conter omovimento de pro-testo que bloqueoupartes da capital natentativa de forar aprimeira-ministraYingluck Shinawa-tra a renunciar.Visarn Techatee-rawat, vice-ministrodo Interior, anun-ciou o estado deemergncia apsuma reunio do gabi-nete ministerial nes-ta tera-feira. O de-creto de emergnciaconcede s agnciasde segurana poderpara decretar toquesde recolher, detersuspeitos sem man-dato, censurar a m-dia, proibir reuniespolticas com mais decinco pessoas e isolarpartes da capital.As acusaes so baseadas especialmente em vrios casos recentes, comose recusar a prender alguns supostos traficantesOs Estados Unidos aceitam a participao iraniana22 DE JANEIRO DE 2014Governador Anastasia promulga lei paraestmulo atividade de cuidador de idosoGAZETA DE VARGINHA | 15MINASStartup mineira de vdeos 'importa' alunosdo MIT para ajudar nos negciosResolver os proble-mas ou traar os novosrumos de uma startupno so tarefa simples,mas as coisas ficam maisfceis se o Instituto deTecnologia de Massa-chussets (MIT, na siglaem ingls) te der umamozinha. A mineiraSamba Tech participah sete anos de um pro-grama de consultoria daentidade e, por trs se-manas, importa qua-tro dos alunos de umdos maiores polos de tec-nologia do mundo.A passagem dessesestudantes de ps-gra-duao pelos escritriosda startup, em Belo Ho-rizonte, ocorre em janei-ro, mas, nos trs mesesanteriores, o contato feito por videoconfern-cias.Em 2013, as quatroestudantes tm em seuscurrculos passagem porestdios de cinema comoa Dreamworks, por ban-cos de investimentocomo o JP Morgan, e porempresa de marketingdigital como a Hubspot.Em anos anteriores, umestudante que depoisvirou diretor da Amazonpassou pela Samba.A consultoria a star-tups parte do processopara concluir o curso deMBA da Escola de Admi-nistrao do MIT, uni-versidade de Boston,nos Estados Unidos.Com 80 clientes em todaa Amrica Latina, comoBoticrio, Unimed, Loca-liza e Estcio de S, evrios produtos, a Sam-ba Tech j passou porprocessos de spin-off(que originam outrasempresas) e decidiu cri-ar uma holding parareunir essas vrias com-panhias.A ideia para isso sMinas Geraister uma poltica es-tadual para estmu-lo atividade de cui-dador de idosos. Leinesse sentido foipromulgada pelo go-vernador AntonioAnastasia e publica-da na edio do lti-mo sbado (18), doMinas Gerais Di-rio Oficial do Pode-res do Estado. A Lein 21.155 visa me-lhorar a atenoprestada ao idoso,incentivar a forma-o de cuidadores deidoso no Estado, for-talecer a profisso eampliar o nmero deprofissionais qualifi-cados nessa rea.Foram definidoscomo princpios des-sa poltica a prote-o dos direitos hu-manos do idoso, bemcomo a melhoria daqualidade de vida emanuteno da con-vivncia social doidoso. Minas Gerais o segundo estadobrasileiro com o mai-or nmero de pesso-as idosas, atrs ape-nas de So Paulo. Aotodo, h cerca de 2,6milhes de idososem Minas, segundodados da PesquisaNacional de Amos-tra por Domiclio(Pnad) do InstitutoBrasileiro de Geo-grafia e Estatstica(IBGE), o que repre-senta aproximada-mente 12% da popu-lao mineira.Essa lei vem sesomar a outras inici-ativas do Governode Minas no sentidode beneficiar a po-pulao com idadesuperior a 60 anos.Na ltima quarta-feira (15), Anastasiapromulgou a lei quecria o Fundo Esta-dual dos Direitos doIdoso, medida querepresenta um mar-co histrico na ges-to de polticas p-blicas, projetos eaes voltadas paraa populao idosa.No incio do ms, foisancionada a lei ga-rantindo transporteintermunicipal gra-tuito para pessoasidosas ou com defici-ncia, benefcio quevai vigorar a partirde primeiro de mar-o. Alm destaspode ser concretizadagraas a esses alunos,afirma Pedro Filizzola,diretor de marketing daSamba Tech, ao BlogStart.up. "Se a genteestiver com alguma di-ficuldade, os alunos ten-tam nos ajudar com suaexpertise, porque muitosdeles j trabalharam emgrandes empresas", ex-plica."Como so sete anos,esses grupos ajudarama gente em diversos pon-tos da nossa trajetria",conta. "Teve um grupode meninas que ajudoua gente a arrumar acasa, dado o crescimen-to. Como crescemos ra-pidamente, o objetivoera: como estruturar aempresa sem burocrati-z-la?", conta Filizzola."Um dos grupos ajudoua gente a construir onosso primeiro produto,que nosso carro chefehoje, a plataforma devdeos on-line."Alberto Pinto Coelho anuncia R$47 milhes para abastecimentode gua e saneamentoO governadorem exerccio, Alber-to Pinto Coelho, as-sina, nesta quarta-feira (22/01), s 15horas, na sala Clu-dio Manoel, na Ci-dade Administrati-va, ordens de servi-o que autorizam aCompanhia de Sa-neamento de MinasGerais (Copasa) adar incio s obraspara melhorias eampliao dos siste-mas de abasteci-mento de gua e deesgotamento sani-trio. So aplicadosrecursos da ordemde R$ 47 milhes,beneficiando dezmunicpios. Asobras fazem parteprograma gua daGente, que garanteaporte da ordem deR$ 4,55 bilhes quesero aplicados, at2016, nas 625 cida-des em que a em-presa atua. Sero beneficia-das as cidades deBetim, Botelhos,Carneirinho, Esme-raldas, Espinosa,Frutal, Iturama,Raposos, Perdes eSanta Juliana.aes, Minas Geraiscriou, em novembrode 2013, a Ouvidoriada Pessoa Idosa iniciativa indita emtodo o pas. O obje-tivo do canal esti-mular as aes degesto participativanas entidades deatendimento pes-soa idosa e sensibi-l izar a populaomineira sobre o de-ver da participaosocial. Denncias decrimes contra pesso-as idosas podem serfeitas, ainda, gratui-tamente, por meiodo Disque DireitosHumanos, da Secre-taria de Estado deTrabalho e Desen-volvimento Social,pelo telefone 0800-031-1119.Minas Gerais o segundo estado brasileiro com o maiornmero de pessoas idosasA consultoria a startups parte do processo para concluiro curso de MBA da Escola de Administrao do MIT22 DE JANEIRO DE 201416 | GAZETA DE VARGINHA 22 DE JANEIRO DE 2014ESPORTE'Madrinha' Viviane Arajo apresentauniformes do Boa Esporte para 2014Os novos unifor-mes do Boa Esporte,de treino, viagem ede jogo, foram apre-sentados ontem. Oevento, realizado noClube de Varginha,ontem (20), na verda-de um congraa-mento entre autorida-des municipais, dire-toria do clube, patro-cinadores, comissotcnica, jogadores,convidados e impren-sa. Como em anos an-teriores, o destaquefoi a presena da mo-delo, Viviane Araujo.Produzido pelaempresa Kanxa, osnovos uniformesapresentam designdiferente do modelousado no ano passado.So duas cores: ver-melha e branca. Todaa comisso tcnica,inclusive o novo tc-nico, Ney da Matta,estava presente.A camisa de nme-ro um, a principal, nacor vermelha, padrodo clube, apresenta amarca do fabricanteno centro, abaixo dagola.No centro do pei-to, o emblema do Boa.Nas mangas e late-rais, detalhes embranco. O uniformede jogo nmero doistem os detalhes emvermelho.Mineiro recebe visita da Fifa e passar por ajustes antes da CopaRepresentantes daFifa e do COL (ComitOrganizador Local) esti-veram no Mineiro namanh desta tera-feirapara inspecionar as con-dies atuais do estdio.Com a inteno de obser-var o que deve ser feitopara que o estdio rece-ba jogos da Copa do Mun-do, alguns detalhes de-vem ser acertados, porm,nenhum deles foi infor-mado pelos organizado-res, j que a entrevista co-letiva foi concedida antesmesmo do tour de inspe-o. Mas como o estdioj vem recebendo jogosh quase um ano, poucacoisa deve ser modificadaat o incio do Mundial.Conforme protocoloda Fifa, o estdio ser fe-chado trs semanas an-tes dos jogos comearem,para realizao de ajus-tes que interferem emuma operao regular doestdio.Para o chefe de de-partamento de operaesda Copa, Chris Unger,no existem atrasos e oprazo de cinco meses ata competio mais quesuficiente para que even-tuais pendncias sejamacertadas.O secretrio de esta-do de Turismo e Esportes,Tiago Lacerda corroborouas palavras de Unger egarantiu que a fase atu-al de refinamento doque exigido pela entida-de mxima do futebol. Apesar de ser evasi-vo quanto a utilizao doestdio neste primeiro se-mestre por parte dos ti-Logo na aberturados pronunciamen-tos, o presidente doBoa, Rone Moraes,dirigindo-se aos atle-tas, lembrou a res-ponsabilidade que vestir a camisa dotime.O prefeito, Ant-nio Silva, em nome domunicpio, reafirmoua importncia daA modelo e atriz Viviane Arajo apresentou o novo uniforme do Boa EsporteUniforme do Boa Esporte para 2014equipe na cidade, aju-dando a movimentaro comrcio local. Re-presentando a im-prensa, o diretor deJornalismo da EPTVSul de Minas, PedroVaroni, citou a TV Al-terosa e a TV Record,que est chegando,para mostrar a visibi-lidade que os atletastero.mes, Chris Unger no ve-tou completamente a uti-lizao do Mineiro, nofalou em limite de jogos,mas tambm garantiuque a Fifa e a CBF deve-ro entrar em entendi-mento quanto a essaquesto, pois o objetivo de que o gramado estejaem perfeitas condiespara o Mundial. O Cru-zeiro, inclusive, j pensaem alternativas para pelomenos trs rodadas doBrasileiro.AC CORRETOR DE IMVEISAC CORRETOR DE IMVEISAC CORRETOR DE IMVEISAC CORRETOR DE IMVEISAC CORRETOR DE IMVEIS304 REZENDE - Imvelde alto padro e fino aca-bamento, garagem para 04carros, porto eletrnico,frente avarandada, salasocial, sala de jantar compiso em porcelanato, 03quartos (sendo um sutecom closed e armrio em-butido e dois com armri-os), sala de tv com estan-te, cozinha ampla com ar-mrios modulados, rea deservios, quintal amplocom linda vista panormi-ca, rea de lazer, escritrioem 02 pavimentos: trreocom amplo salo, churras-queira, primeiro pavimen-to com ampla sala com es-tante, podendo ser usadacom escritrio ou ativida-de recreativa. Canil.R$ 750.000,00371 - N. S. DAS GRAAS Casa em tima localiza-o, com garagem para 2carros e escritrio. Pavi-mento superior com frenteavarandada, 3 quartos (su-te), WC social, sala soci-al, copa, cozinha, quintalcom rea de servios, de-pendncias de empregada,rea coberta com churras-queira. R$ 280.000,00372 BELA VISTA Im-vel novo, em timo estadode conservao, com por-to eletrnico, sala, copa/cozinha, 3 quartos, WCsocial, varanda. rea deservios e rea de lazer comchurrasqueira e fogo alenha. Garagem para 2 car-ros. R$ 250.000,00334 VILA PINTO II Casa nova, primeira mo-rada, alto padro e finoacabamento. Garagempara 4 carros, sala socialem trs ambientes, 3 quar-tos amplos (sute), WCsocial, sala de jantar, sslade TV, copa, cozinha am-pla. rea externa com am-plo salo coberto e WC.Quintal tambm amplo,com linda vista para a ci-dade. Localizao privile-giada. Piso frio em porce-lanato; quartos e corredo-res em taco. Energia so-lar. R$ 750.000,00355 PARK URUPS Casa nova, primeira morada,com 4 quartos(sute comclosed), WC social, salaampla, cozinha americana,quintal com rea de servi-os, lavanderia, churras-queira. Piso interno e exter-no em porcelanato. Aqueci-mento solar. tima localiza-o. R$ 400.000,00393 - REZENDE - Casanova, de alto padro e finoacabamento, com linda fa-chada, em timo local nobairro Rezende - Frenteajardinada e avarandada,com garagem para at 4carros, porto eletrnico,cerca eltrica e alarme.Sala social e sala de jantarA-015 CONDOMINIOVULA ROMANA - Apar-tamento com 2 quartos(suite), wc social, sala/co-zinha, rea de servios euma vaga de garagem.R$ 500,00CASASVendas326 REZENDE - Casade alto padro, em lote de720,00m, com frente ava-randada, sala social, salade jantar, sala de tv., 03sutes(sute principal com400 REZENDE - Imvelde alto padro e fino aca-bamento, primeira morada,estrutura de qualidade,com cmodos amplos, am-bientes realados com de-corao moderna e exce-lente rea de lazer. Subso-lo com amplo salo, reagourmet, sauna e rea deservios. Telhado coloni-al, aquecimento com ener-gia solar. Porto eletrni-co. Entrada principal ava-randada para sala social em3 ambientes, 3 quartos am-plos (sute com closed, hi-dro , box de blindex e va-randa), wc social com boxde blindex. Cozinha emdois ambientes distintos,formatao moderna comilha de granito no centro,rea de ventilao na late-ral, varanda nos fundoscom pequena rea de ser-vios emergencial. R$ 430. 000, 00amplas, 3 quartos (Suite),armrios embutidos. Cozi-nha ampla, estilo moderno,com armrios modulados,coifa, cook top, forno el-trico e microondas em aoinox. rea de lazer com co-zinha gourmet, armriosmodulados, churrasqueira,cook top e balco de ser-vir. Quintal amplo com spa,ducha e quarto de despe-jo avarandado, rea de ser-vios. rea construda de200,00 m2 em lote de 360,00m2. R$ 550.000,00A-013 SANTA LUIZA-Apartamento com 2 quar-tos, wc social, sala/cozi-nha, rea de servios euma vaga de garagem.R$ 500,00A-016 - CENTRO Im-vel comercial ou residen-cial com 3 quartos, banhei-ro,2 salas, cozinha, rea deservio R$ 1,200,00A-004 PARK URUPS Casa com 3 quartos (su-te), WC social, sala, copa,cozinha, rea de serviose garagem para 1 carro.R$ 750,00CASASA-002 SANTA LUIZA Casa em tima localizaocom frente avarandada,garagem para 2 carros, 3quartos(sute), wc social,sala ampla em 2 ambientes,cozinha. Quintal com reade servios, lavanderia,dependncias de empre-gada. R$ 1.300,00A-004 VILA PINTO: Apartamento com 03quartos (sute), 2 quartoscom armrios embutidos,WC social, sala em 02 am-bientes, cozinha, despen-sa, rea de servios comdependncia de emprega-dae garagem para 01 car-ro. R$ 1. 400,00closed e hidro), todos comarmrios embutidos, cozi-nha ampla com armrios.despensa. quintal amplocom ambiente de churras-queira e fogo lenha, de-pendncia de empregada.rea de lazer com sauna,piscina com cascata, emquintal amplo. canil. gara-gem para 4 carrosR$ 780. 000 ,00311- REZENDE- Imvel dealtissimo padro e finoacabamento, situado emrea nobre do Rezende, emlote de 570,00 m2 e comrea construda de 370,00m2.Arquitetura moderna,ambientes amplos, comvisibilidade inigualvel dacidade e arredores; exce-lente rea de lazer com pis-cina e salo de festas comchurrasqueira, fogo a le-nha. Suite master totalmen-te avarandada, ampla,com closed e sala de ba-nho. Aquecimento comenergia solar.R$ 850.000,00 366 VILA PINTO Apartamento de timopadro, em local nobre,com vista panormicapara a cidade, no alto VilaPinto, com 3 quartos (su-te), todos os quartoscom armrios embutidos,WC social, sala socialem 3 ambientes, avaran-dada, cozinha com arm-rios modulados, rea deservios com dependn-cias de empregada e ga-ragem para 1 carro. Saloamplo para festas comcozinha, churrasqueira,WC feminino e masculi-no, sauna e portaria 18horas. R$ 500.000,00360 VILA PAIVA Im-vel residencial em local pri-vilegiado, lote de 689,00 m2,rea construda de 385,00m2, frente ajardinada e ava-randada. Garagem para 4carros, sala social em 3 am-bientes, sute de hospedes.Sala de TV, 3 quartos am-plos com armrios (sute),WC social, todos os quar-tos avarandados. Copa ecozinha amplas com armri-os modulado despensa.rea de servios com de-pendncias de empregada,quintal amplo com piscina,salo com churrasqueira,fogo a lenha e WC social.Telhado colonial e aqueci-mento solar. R$ 990.000,00APARTAMENTO325 BOM PASTOR Casa em tima localizaoe excelente acabamento noalto Bom Pastor, com220,00m2 de rea constru-da; sala ampla, sala de jan-tar ampla, sute com arm-rios embutidos de excelen-te qualidade, dois quartos,WC social; WCs com boxde blindex, lavatrios evasos de estilo moderno;cozinha ampla, todos osquartos com armrios em-butidos embutidos de am-pla. Todos os quartos comarmrios embutidos de ex-celente qualidade. Cober-tura ampla com vista mara-vilhosa da cidade, obrigan-do mais um quarto, reagourmet com churrasquei-ra e bar, WC social. Gara-gem. R$ 250.000,00327 CENTRO - Aparta-mento de alto padro efino acabamento, com salasocial em tbua corrida,avarandada com sanka nos seus 03 ambientes,sala de jantar, lavabo, wc.social, 04 quartos(sendo02 sutes). todos os quar-tos com armrios modula-dos e estantes, copa, co-zinha com bancadas emgranito, armrios. rea deservios, garagem. umapartamento por andar.R$ 700.000,00361 VILA PINTO Apartamento novo, comuma vaga de garagem, salasocial, sala de jantar, 3quartos(suite), todos osquartos com armrios em-butidos, WC social, cozi-nha com armrios modu-lados avarandada. reaexterna com WC e lavan-deria e quarto de despen-sa. R$ 350.000,00AluguelAPARTAMENTOSA-010 VILA PINTO: Apartamento com 03 quar-tos (sute), 2 quartos comarmrios embutidos, WCsocial, sala em 02 ambien-tes, cozinha, despensa,rea de servios com de-pendncia de empregada egaragem para 01 carro.Mobiliado R$ 1.400,00A-012- CIDADE NOVA -Apartamento com 02 quar-tos, wc social, sala em 2ambientes, cozinha, rea deservios e garagem para 01carro R$ 400,00A-014 SANTA LUIZA -Apartamento com 3 quar-tos (suite), wc social, salaem 2 ambientes, cozinha,rea de servios com wcda empregada e garagempara 2 carros. R$ 800,00016 - SO GERALDO -Casa com 3 quartos(Sute),WC social, sala, copa, co-zinha, quintal com rea deservios e garagem para 1carro. R$ 550,00CLASSIFICADOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, DEZEMBRO DE 2013GAZETA DE VARGINHA 22 DE JANEIRO DE 2014REGIONALA casa de um sar-gento da Polcia Mili-tar de Passos foi alvode vrios disparos namadrugada desta ter-a-feira (21). Segundoa Polcia Militar, osargento de 43 anostomava banho quandoouviu pelo menos qua-tro tiros no porto doimvel. A suspeita de que os criminosostenham chegado a pou de bicicleta, j queo sargento no ouviubarulho de veculos.De acordo com aPM, no momento dosdisparos, a esposa eduas filhas do sargen-to tambm estavamem casa, mas nin-gum ficou ferido. Se-gundo os militares, osargento trabalha h22 anos na corpora-o e durante 10 anosintegrou o Ttico M-vel. H 8 meses traba-lha internamentecomo operador dacentral de operaes.Casa de sargento da Polcia Militar alvo de disparos em PassosAinda segundo aPM, h cerca de 3anos, dois disparostambm foram feitosna porta da casa dosargento. A suspeita A casa de um sargento da Polcia Militar de Passos foi alvo de vrios disparosMilitar estava tomando banho quando ouviu pelo menos quatro tirosMarceneiro pula muropara escapar de tirosem bairro de PassosUm marceneirode 26 anos pulou omuro de uma casapara escapar de ti-ros disparados con-tra ele nesta segun-da-feira (20), na RuaGois, no bairroBela Vista, no muni-cpio de Passos. Se-gundo a Polcia Mi-litar, ele estava ca-minhando quandofoi abordado pordois homens emuma moto vermelha.O que estava na ga-rupa o ameaou demorte e disparoudois tiros contraele.De acordo com osmilitares, a vtimacorreu e pulou omuro de uma casa.Com isso, conseguiuPolcia prende suspeitos de torturar e matar idosa em Campo BeloTrs suspeitos de te-rem roubado e tortura-do duas idosas forampresos nesta tera-feira(21) em Campo Belo. Se-gundo a Polcia Civil, oshomens tm entre 25 e32 anos e so acusadospelo crime que aconteceuno dia 17 de novembrode 2013 na cidade. Deacordo com o delegadoJos Rubens NogueiraNeto, eles invadiram acasa das vtimas pararoub-las e usaram ummartelo e um cabo devassoura para agredi-las. Uma delas, Ana Ma-ria Misael, de 88 anosmorreu durante o rouboe a Maria Joaquina deJesus, de 89 anos ficougravemente ferida.As idosas moravamno bairro Senhor BomJesus e se preparavampara ir missa quandoforam atacadas. Elas fo-ram socorridas por umavizinha na manh se-guinte do crime, masAna Maria no resistiue morreu pouco depois.J Maria Joaquina foilevada para um asilopara idosos e apesar deter ficado com dificulda-se livrar dos dispa-ros. Em seguida, omarceneiro ligoupara a polcia, quefoi at o local. Eledisse que reconhe-ceu o rapaz que es-tava na garupa e ati-rou contra ele.A suspeita deque o atirador sejaum pedreiro comquem o marceneiroteria tido uma brigah dois meses.O outro suspeitoque pilotava a moto-cicleta no foi iden-tificado. Ainda se-gundo a PM, a vti-ma no tem envolvi-mento com drogas.Os militares fize-ram buscas, mas nin-gum foi encontradoou preso.des para falar, ela aju-dou a polcia durante asinvestigaes.De acordo com o de-legado, com base no quecontou a vtima e soma-das s provas, os crimi-nosos sero indiciadospor latrocnio, que rou-bo seguido de morte."Eles usaram at umcabo de vassoura paraagredi-las e embora asobrevivente tenha fica-do com sequelas na fala,ela nos ajudou a encon-trar os suspeitos. Foramapresentadas a ela vri-as fotos de diferentesde retaliao. A per-cia da Polcia Civilcompareceu ao local etambm foram feitasbuscas, mas ningumfoi preso.Homem correu e invadiu residnciasuspeitos e ela apontouestes trs como sendo osresponsveis pelo cri-me, comentou.Ainda de acordo comele, apesar de os suspei-tos no tenham confes-sado, todas as evidnci-as apontam para eles. Ainteno deles era roub-las e com o dinheiro usardrogas. Isso ficou muitoclaro a partir do relatoda Maria Joaquina ealm do reconhecimentodela, recebemos uma de-nncia annima sobre olocal em que eles poderi-am estar, informouNeto.Os trs detidos tmpassagens pela polciapor portes de drogas epequenos furtos e seroindiciados por latrocnio.Eles permanecem em pri-so preventiva. Crime que aconteceu no dia 17 de novembro de 2013na cidade de Campo BeloO Google criou ummapa que mostra ascidades mais fotogra-fadas do mundo. Amais clicada NovaYork, nos EstadosUnidos, seguida porRoma, na Itlia, e Bar-celona, na Espanha.Nenhuma cidadebrasileira aparece nalista das dez mais cli-cadas. Buenos Aires,na Argentina, a ni-ca cidade sul-ameri-cana a aparecer notop 10.Entre as cidadesbrasileiras, So Pauloest na 38 posio noranking global e apraia de Ipanema, noRio de Janeiro, estna 51 colocao.Os dados inclu-dos no Sightsmap,nome dado ao mapa,traz a geolocalizaodas imagens que fo-ram fotografadas porA partir de agora,computadores que fo-rem fabricados noBrasil e tiverem seuscomponentes desen-volvidos no pas pode-ro custar at 20%mais caro que seusconcorrentes estran-geiros e, ainda assim,podero vencer umalicitao de rgospblicos. Para os sof-twares e servios dedesenvolvimento deprogramas de compu-tador, o benefcio va-ler para aqueles quecustarem at 18%mais.As autorizaespara o tratamento es-pecial a esses produ-tos tecnolgicos fo-ram publicadas pelogoverno no DirioOficial da Unio nes-ta segunda-feira (20).Os documentos fixama chamada margemde preferncia, fer-ramenta prevista naLei das Licitaes, de1996.Isso d aos fabri-cantes nacionais o po-der de competir comempresas estrangei-ras em licitaes epreges eletrnicosdo governo, caso seusprodutos custemmais, mas dentro damargem de prefern-cia.O Decreto 8.184/2014 cria esse meca-nismo no s paracomputadores demesa (desktops) mastambm para laptops,impressoras, fax, uni-dades de memria ede disco ptico, leito-res ou gravadores decartes magnticos,de cdigos de barrase scanners.Segundo o decre-to, os produtos que fo-rem somente fabrica-dos no pas tero mar-gem preferencial de10%. Para isso, bastaque o produto atendaao chamado ProcessoProdutivo Bsico,uma srie de exign-cias de cumprimentode etapas de fabrica-o no Brasil.Se, alm de fabri-cados, tiverem algu-ma etapa de seu de-senvolvimento feitano Brasil, uma mar-gem adicional de 10% acrescida ao benef-cio. Assim, se essesprodutos se enqua-drarem nos dois que-sitos e custarem 20%mais que seus concor-rentes em uma com-GAZETA DE VARGINHATECNOLOGIAusurios do servioGoogle Maps Panora-mia, que associa asimagens s suas res-pectivas localizaesno Google Maps e noGoogle Earth.Ao entrar no Si-ghtsmap, o usuriopode clicar nos pinosque mostram as dezcidades mais clica-das. Ao dar zoom nomapa, outras cidadesGoverno beneficia PCs e softwaresnacionais em compras pblicasGoogle cria pgina que mostra ascidades mais fotografadas do mundoOperadora Verizon temalta de 3,4% na receita do4 trimestreA operadora Ve-rizon afirmou nestatera-feira (21) quesua receita trimes-tral cresceu 3,4%por conta do cresci-mento maior que oesperado de assi-nantes na unidadeVerizon Wireless,sua associao com ogrupo Vodafone.No quarto tri-mestre de 2013, aaparecem em desta-que. Ao ampliar aindamais a imagem pos-svel ver fotos e locaisdentro das cidadesque so os mais clica-dos.pra pblica, suas fa-bricantes podero re-querer um empate.J os softwares fo-ram beneficiados peloDecreto 8.186/2014,que comea a colar emprtica as propostaslanadas h um emeio pelo programagovernamental TIMaior. O projeto esta-beleceu os parme-tros que fazem um sof-tware ser considera-do nacional. O intui-to era, por meio dopoder de compra doEstado, fornecer van-tagens a eles em lici-taes e auxiliar a fo-mentar a indstrianacional. Diferente-mente de equipamen-tos e produtos fsicos,os softwares devemreceber uma certifi-cao para comprovarsua nacionalidade,dada a lgica do de-senvolvimento de sof-twares, que poder serdesenvolvido em v-rios locais do mundo.O documento paraisso chamado deCertics. Os softwaresavalizados com eleso elegveis a usu-fruir das margens depreferncias de 18%,benefcio que vale at2015. Fazem parteainda do TI Maior oprograma Start-upBrasil, que selecionaempresas iniciantesde tecnologia brasilei-ras e internacionaispara que passem poruma consultoria a fimde se estruturarem, ea implantao de cin-co grandes centros dedesenvolvimento epesquisa no pas.Verizon teve lucrode US$ 1,76 porao no padroGAAP, ante umaperda de US$ 1,48dlar por ao nomesmo perodo doano anterior, inclu-indo encargos rela-cionados a aposen-tadorias em ambosos trimestres. A re-ceita cresceu paraUS$ 31,1 bilhes.Os dados includos no Sightsmap, nome dado ao mapa, traz a geolocalizaodas imagens que foram fotografadas por usurios do servio Google MapsO Decreto 8.184/2014 cria esse mecanismo nos para computadores22 DE JANEIRO DE 2014Construir para desenvolver!!!FBRICA DEBLOCOSLUCIANOAvenida dos Imigrantes, 4.425Vargem - Varginha - MGFone: 3223-8833 / 9971-0206Blocos - CanaletasAreias - BritasA Fbrica de Blocos Luciano tem atendido grandes obrasem Varginha e regio! Com qualidade e presteza tem feitocom que seus clientes se mantenham sempre satisfeitos.ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, DEZEMBRO DE 2013