gazeta de varginha - 14/04/2015

Download Gazeta de Varginha - 14/04/2015

Post on 21-Jul-2016

217 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 9.211

TRANSCRIPT

  • Mx: 28 / Mn: 16

    Manifestaes renem 4,5 milpessoas em Varginha e regio

    EDIO 9.211R$ 1, 00 VARGINHA, 14 DE ABRIL DE 2015

    Em Varginha, o protesto aconteceu na Concha Acstica, com caminhada pelas ruas do centro

    gazetadevarginha@gmail.comwww.jornalgazetadevarginha.com facebook.com/gazetavga

    pgina 02

    PONTO DE VISTA

    DEUS FIEL

    Os israelitas vingam oultraje feito ao levita

    Boa e MotoClub fazemjogo de volta

    da Copa BR

    nesta quarta

    local/pgina 04

    Pelo menos 4,5 milpessoas segundo nme-ros da Polcia Militar e 8mil conforme organiza-dores saram s ruas deao menos oito cidades doSul de Minas neste do-mingo (12). Os manifes-tantes protestaram con-tra o governo da presi-dente Dilma Rousseff econtra a corrupo. Emtodas as cidades o pro-testo foi pacfico e nohouve incidentes. O n-mero de manifestantesfoi menor do que os pro-testos do dia 15 de mar-o, quando pelo menos9 mil pessoas, segundoa PM e 12 mil, conformeorganizadores, protesta-ram na regio.

    Em Varginha, cercade 400 pessoas segundoa Polcia Militar e 1,5 milconforme os organiza-dores saram pelas ruasda cidade no protesto.

    local/pgina 03

    Aeroporto ter terminal de txiareo executivo em Varginha

    49ANOS

    Revelando Verdades1965 - 2014

    esporte/pgina 16

    Juzes 20local/pgina 03local/pgina 03

    Uma empresa de txiareo executivo vai seinstalar prximo ao Aero-porto de Varginha. Apreviso de que o espa-o fique pronto em julhodeste ano. A expectativa de que sejam geradosmais de 150 empregosdiretos no municpio.

    O terminal, que vaifuncionar em um prdiocom trs andares, estsendo construdo ao ladoda pista do aeroporto emVarginha. O hangar tercapacidade para receberat 10 aeronaves.

    local/pgina 03

    Soluo para a crise hdrica,

    Cultivando gua Boa apresentado em Varginha

    Mais de 70 prefeitos doSul de Minas, cujas cida-des possuem a concessoda Copasaparticiparam da

    apresentao do ProgramaCultivando gua Boa.

    local/pgina 03local/pgina 05

    Conta degua vaificar 15%mais caraem maio

    A elevao de62,22% nos custos deenergia eltrica daCopasa foi o principalfator a contribuir parao aumento das tarifasde gua e de esgoto.

  • 14 DE ABRIL DE 201502 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    31 - Ento os filhosde Benjamim saramao encontro do povo,e desviaram-se da ci-dade; e comearam aferir alguns do povo,a t r a v e s s a n d o - o s ,como das outras vezes,pelos caminhos (umdos quais sobe paraBetel, e o outro paraGibe pelo campo),uns trinta dos ho

    32 - Ento os filhosde Benjamim disse-ram: Esto derrotadosdiante de ns comodantes. Porm os fi-lhos de Israel disse-ram: Fujamos, e des-viemo-los da cidadepara os caminhos.

    33 - Ento todos oshomens de Israel se le-

    vantaram do seu lugar,e ordenaram a peleja emBaal-Tamar; e a embos-cada de Israel saiu doseu lugar, da caverna deGibe.

    34 - E dez mil ho-mens escolhidos de todoo Israel vieram contraGibe, e a peleja se agra-vou; porm eles no sa-biam o mal que lhes to-caria.

    35 - Ento feriu o SE-NHOR a Benjamim di-ante de Israel; e destru-ram os filhos de Israel,naquele dia, vinte e cin-co mil e cem homens deBenjamim, todos dosque tiravam a espada.

    36 - E viram os filhosde Benjamim que esta-vam feridos; porque os

    Palavras de Vida

    Os israelitas vingam o ultraje feito ao levitaJUZES 20Parte II

    homens de Israel deramlugar aos benjamitas,porquanto estavam con-fiados na emboscada quehaviam posto contra Gi-be.

    37 - E a emboscadase apressou, e acometeua Gibe; e a emboscadaarremeteu contra ela, eferiu ao fio da espadatoda a cidade.

    38 - E os homens deIsrael tinham um sinaldeterminado com a em-boscada, que era fazerlevantar da cidade umagrande nuvem de fuma-a.

    39 - Viraram-se, pois,os homens de Israel napeleja; e j Benjamimcomeava a ferir, doshomens de Israel, quase

    trinta homens, pois di-ziam: J infalivelmenteesto derrotados diantede ns, como na pelejapassada.

    40 - Ento a nuvemde fumaa comeou a selevantar da cidade, comouma coluna; e, virando-se Benjamim a olharpara trs de si, eis que afumaa da cidade subiaao cu.

    41 - E os homens deIsrael viraram os rostos,e os homens de Benja-mim pasmaram; porqueviram que o mal lhes to-caria.

    42 - E viraram as cos-tas diante dos homensde Israel, para o cami-nho do deserto; porma peleja os apertou; e os

    Juliana SpinelliFerrari

    O que educao?A palavra educao

    pode assumir diferen-tes significados. Entreeles, implica falar emhbitos e valores de de-terminada sociedade,em determinado mo-mento histrico, que transmitida para gera-es posteriores. Almde ser algo da vida emsociedade, a educaotambm compreende oaprendizado das expe-rincias individuais.

    O processo educa-tivo, ou a educao,pode ser ainda compre-endido como o desen-volvimento intelectual,fsico ou moral dos in-divduos com vistas adaptao e socializa-o. Para alguns auto-res, a educao podeser dividida em: Edu-cao Formal e Educa-o No Formal. A pri-meira refere-se aoaprendizado escolar,

    que possui objetivosclaros e especficos,amplamente conheci-dos. J a segunda com-preende uma formamais difusa de educa-o, com menos carac-tersticas hierrquicas.Assim, a educao noformal no pode serentendida no sistemade progresso, j queno algo sistematiza-do. Nos dias atuais, difcil comparar as for-as desses dois tipos deeducao que, muitasvezes, agem em dire-es opostas: uma paraformar e a outra parainformar.

    O que educar?Nos sentidos da pa-

    lavra educao que dis-cutimos, educar podecompreender tanto oprocesso de transmis-so de conhecimentos,hbitos e valores, comotambm criar condi-es para que o sujeitoexperiencie o mundo.Educar acompanhar

    e influenciar, de algu-ma forma, o desenvol-vimento da aprendiza-gem, das capacidadesfsicas e intelectuais.

    Os pais soeducadores?

    Alguns autores en-tendem que toda atua-o familiar educati-va. Para exemplificaressa ideia, podemosusar o comportamentodos pais diante do com-portamento dos filhos.A forma como os paisreagem ou no, ensina criana as consequn-cias de seu comporta-mento, mesmo queessa no seja a inteno.Os pais tem muita im-portncia na educaodos filhos, pois so res-ponsveis por legitimarou rechaar conheci-mentos e valores adqui-ridos pelas crianas noprocesso civilizatrio.Exercem, portanto, im-portante mediao narelao da criana como mundo.

    Qual o papel dospais na educao?

    Independente daao da uma vontadeconsciente, os pais estosempre participando daeducao de seus filhos;desde o comeo davida, quando o com-portamento dos paispode influenciar a for-ma como os filhos irose relacionar com omundo e com as pesso-as. Um exemplo disso a educao sexual, mui-tos pais acreditam queno influenciam o com-portamento dos filhos,ou, que pelo contrrio,tem total domnio sobreisso. A questo que ocomportamento dos fi-lhos diz muito sobre aforma como os pais agi-ram sobre determinadoassunto. No exemploque estamos discutin-do: pais que no falamsobre o assunto, edu-cam para o silncio. Paisque falam, educam paraa discusso. Isso mui-to diferente de dizer

    que pais que falam so-bre sexo, liberam os fi-lhos para fazerem o quequiserem, como muitostendem a crer. Educarpara o dilogo, pressu-pe que os pais tenhamuma boa relao estabe-lecida com o objeto dediscusso ou, quandoisso no acontece, te-nham coragem para sersinceros e expressar li-mites e incapacidades.

    Assim tambmacontece com relao educao formal, a par-ticipao dos pais de-pende, antes de qual-quer coisa, da relaoque estes mesmo paistm com o conheci-mento. Pais que valori-zam a formao cient-fica e cultural tendem ainfluenciar positiva-mente a relao estabe-lecida entre os filhos eo processo de aprendi-zagem. A participaoativa no processo edu-cacional indica esse in-teresse. Quando os paisse aproximam dos con-

    Papel dos pais na educao: a dimenso emocional da formao

    tedos aprendidos naescola e demonstraminteresse, essa atitudereflete diretamente nocomportamento dos fi-lhos. O papel dos paisna educao dos filhos, portanto, emocional. o peso da relao fa-miliar estabelecida como mundo, com a cin-cia, com o conhecimen-to e, por isso, to im-portante e determinan-te no direcionamentoda formao dos filhos.

    *Juliana SpinelliFerrari ColaboradoraBrasil Escola; Gradua-da em psicologia pelaUNESP - UniversidadeEstadual Paulista; Cur-so de psicoterapia bre-ve pela FUNDEB -Fundao para o De-senvolvimento de Bau-ru; Mestranda em Psi-cologia Escolar e doDesenvolvimento Hu-mano pela USP - Uni-versidade de So Pau-lo.

    que saam das cidades osdestruram no meio de-les.

    43 - E cercaram aosde Benjamim, e os per-seguiram, e vontade ospisaram, at diante deGibe, para o nascentedo sol.

    44 - E caram deBenjamim dezoito milhomens, todos estes sen-do homens valentes.

    45 - Ento viraram ascostas, e fugiram para odeserto, penha de Ri-mom; colheram aindadeles pelos caminhosuns cinco mil homens;e de perto os seguiramat Gidom, e feriram de-les dois mil homens.

    46 - E, todos os quecaram de Benjamim,

    naquele dia, foram vin-te e cinco mil homensque tiravam a espada,todos eles homens va-lentes.

    47 - Porm seiscen-tos homens viraram ascostas, e fugiram parao deserto, penha deRimom; e ficaram napenha de Rimom qua-tro meses.

    48 - E os homensde Israel voltaram paraos filhos de Benjamim,e os feriram ao fio daespada, desde os ho-mens da cidade at aosanimais, at a tudoquanto se achava,como tambm a todasas cidades, quantasacharam, puseramfogo.

  • LOCALGAZETA DE VARGINHA | 0314 DE ABRIL DE 2015

    Aeroporto ter terminal de txiareo executivo em VarginhaPreviso de que o espao f ique pronto em julho; capacidade ser para 10 aeronaves

    Uma empresa detxi areo executivo vaise instalar prximo aoAeroporto de Vargi-nha. A previso deque o espao fiquepronto em julho desteano. A expectativa deque sejam gerados maisde 150 empregos dire-tos no municpio.

    O terminal, que vaifu