gazeta de varginha - 10/04/2014

Download Gazeta de Varginha - 10/04/2014

Post on 26-Mar-2016

230 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 8.965

TRANSCRIPT

  • PGINA 02

    PONTO DE VISTA

    xodo 20

    Mx: 31 / Mn: 17

    Os dez mandamentos

    Operao Jackpot: Justia abreprocesso contra os 49 indiciados

    EDIO 8.965R$ 1, 00 VARGINHA, 10 DE ABRIL DE 2014

    DEUS FIEL

    Regularizao do Jardim urea tema de audincia na Cmara

    LOCAL/PGINA 05

    Polcia Federal desmantelou organizao envolvida com jogo do bicho e lavagem de dinheiro

    LOCAL/PGINA 04

    Atendendo a umaproposio do vereadorZacarias Piva, a Cma-ra de Varginha promo-ve, nesta-quinta-feira,10 de abril, s 18h, umaAudincia Pblica paradebater questes relaci-

    onadas regularizaodos imveis do bairroJardim urea. O even-to ser no Plenrio Dr.Jacy de Figueiredo daCmara de Varginha.

    LOCAL/PGINA 03

    Construo de escolaem terreno de campo defutebol gera protestos

    Unis lanaCampanhaInstitucionalpara 2014

    A Justia Estadu-al de Varginha rece-beu nesta tera-feira(8/4) a denncia ofe-recida pelo MinistrioPblico Estadual emrelao aos presos einvestigados na Ope-rao Jackpot da Po-lcia Federal, que des-mantelou organizaocriminosa volvida aocometimento de deli-tos de jogo do bicho,corrupo policial, or-ganizao criminosa e

    lavagem de dinheiro.Foram denuncia-

    das 49 pessoas entreBares do Jogo,empresrio(s), Geren-tes de Fortaleza, Re-colhedores de Apos-tas, Comerciantes (oschamados apontado-res) e Policiais Civis.O Juiz recebeu a de-nncia e determinou acitao dos envolvi-dos.

    Reunio entreprofessores

    e governotermina sem

    respostasLOCAL/PGINA 04

    Audincia atende a proposio do vereador Zacarias Piva

    LOCAL/PGINA 03

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

  • 1 - ENTO falouDeus todas estas pa-lavras, dizendo:

    2 - Eu sou o SE-NHOR teu Deus, quete tirei da terra do Egi-to, da casa da servi-do.

    3 - No ters outrosdeuses diante de mim.

    4 - No fars parati imagem de escultu-ra, nem alguma seme-lhana do que h emcima nos cus, nem embaixo na terra, nemnas guas debaixo daterra.

    5 - No te encur-vars a elas nem asservirs; porque eu, oSENHOR teu Deus,sou Deus zeloso, que

    visito a iniqidade dospais nos filhos, at a ter-ceira e quarta geraodaqueles que me odei-am.

    6 - E fao misericr-dia a milhares dos queme amam e aos queguardam os meus man-damentos.

    7 - No tomars onome do SENHOR teuDeus em vo; porque oSENHOR no ter porinocente o que tomar oseu nome em vo.

    8 - Lembra-te do diado sbado, para o santi-ficar. 9 - Seis dias traba-lhars, e fars toda atua obra.

    10 - Mas o stimo dia o sbado do SENHOR

    teu Deus; no fars ne-nhuma obra, nem tu,nem teu filho, nem tuafilha, nem o teu servo,nem a tua serva, nem oteu animal, nem o teuestrangeiro, que estdentro das tuas portas.

    11 - Porque em seisdias fez o SENHOR oscus e a terra, o mar etudo que neles h, e aostimo dia descansou;portanto abenoou o SE-NHOR o dia do sbado,e o santificou.

    12 - Honra a teu paie a tua me, para que seprolonguem os teus diasna terra que o SENHORteu Deus te d.

    13 - No matars.14 - No adulterars.

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsa-biliza por conceitos emitidosem artigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so de

    inteira responsabilidade deseus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - Santa

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    Maria - CEP 37022-560 -VARGINHA/MG

    E-mail: gazetadevarginha@gmail.com

    gazetacomercial2@yahoo.com.br

    Endereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    Palavras de Vida

    10 DE ABRIL DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    Os dez mandamentosxodo 20

    pornea. Chorou milguerras, emocionou-secom a grandeza e a sa-bedoria e se chocouante a mesquinhez e aloucura do bipolarHomo sapiens sapiens.Arrepiou-se de medoquando europeus enorte-americanos de-vastaram florestas in-teiras nos sculos 19 e20. Revigorou-se deotimismo ao percebera aurora da conscin-cia sobre a sustentabi-lidade.

    Aos seus jovens vi-zinhos e primos, pi-nheiros de apenas milanos com os quais vivenas altitudes das Mon-tanhas Brancas, a ve-lha rvore teria confes-sado, um dia, o seu di-lema existencial: Ospergaminhos dos es-cribas, o papel dos li-vros e revistas e de to-dos os impressos, fun-damentais na trans-misso da cultura eevoluo da humanida-de, advm de matria-prima vegetal. No ha-veria como conciliar aindispensvel comuni-cao grfica com apreservao das flo-restas nativas?

    Sim, Matusalmh, conforme evidenciaa Campanha Two Si-

    des, iniciativa inglesaj presente em quatrocontinentes, que valo-riza a comunicao gr-fica e esclarece comsucesso o seu cartersustentvel. Depois denumerosas gestes ecuidadosa preparao,o Brasil passa a inte-grar esse bem-sucedi-do movimento, que dis-semina informaescomprovadas de que oimpresso protagonis-ta de ganhos econmi-cos, ambientais e soci-ais e que agrega muitovalor civilizao.

    O lanamento ofi-cial no Pas ocorreudia 7 de abril de 2014,em reunio do Copa-grem (Comit da Ca-deia Produtiva do Pa-pel, Grfica e Embala-gem da FIESP). So sig-natrias nacionais 29entidades de classe in-tegrantes da cadeiaprodutiva da comuni-cao impressa e a Fe-derao das Indstriasdo Estado de So Pau-lo. A iniciativa reforaa divulgao de queprocedem de florestascultivadas cem por cen-to do papel produzidono Brasil para ativida-des de impresso.Aqui, no se derrubaum arbusto nativo se-

    Fabio Arruda Mortara

    Quando os povosda Mesopotmia, noOriente Mdio, cria-vam a linguagem escri-ta, h quase cinco milanos, do outro lado domundo, nas Monta-nhas Brancas da Cali-frnia, nos EstadosUnidos, florescia umpinheiro da espciePinus longaeva, hojeuma portentosa rvo-re, considerada pelosestudiosos o ser vivomais antigo do Plane-ta. Matusalm, comofoi carinhosamenteapelidada, testemu-nhou, portanto, como acapacidade de dar sig-nificado lgico a carac-teres impressos mu-dou o destino da huma-nidade. Sim, pois oprogresso nesses cincomilnios foi infinita-mente maior do quenos milhes de anosanteriores.

    A velha rvore as-sistiu ao advento doEgito e da GrciaClssica, contemplou aascenso e queda doImprio Romano, foisuserana de sua lindamontanha no perodomedieval, vivenciou oRenascimento, a IdadeModerna e a Contem-

    quer para que nossascrianas tenham livrose cadernos e possa-mos, sem dramas deconscincia, ler jornaise revistas e acondicio-nar remdios e alimen-tos em embalagens depapel-carto.

    Assim, se depen-der da indstria grfi-ca e da cadeia produti-va do papel, a floraamaznica e a de todoo Pas sobreviveropara testemunhar aaventura do homemnos prximos milniose o Brasil poder cum-prir seu vaticnio depulmo do mundo! Porisso, a velha rvorenorte-americana podefazer sua fotossntesealiviada. Nada maiseficiente do que a in-formao correta parase institurem juzosde valor.

    O dilema de Matu-salm o mesmo denumerosas pessoas.Afinal, todos enten-dem a sua importnciapara a sociedade eamam livros, revistas,jornais, cadernos e osimpressos. Ao mesmotempo, preconizam apreservao das flo-restas. Por isso, la-mentvel a desinfor-mao sobre o tema,

    O dilema de Matusalm

    15 - No furtars. 16- No dirs falso teste-munho contra o teu pr-ximo.

    17 - No cobiars acasa do teu prximo, nocobiars a mulher doteu prximo, nem o seuservo, nem a sua serva,nem o seu boi, nem o seujumento, nem coisa al-guma do teu prximo.

    18 - E todo o povo viuos troves e os relmpa-gos, e o sonido da buzi-na, e o monte fumegan-do; e o povo, vendo issoretirou-se e ps-se delonge.

    19 - E disseram aMoiss: Fala tu conosco,e ouviremos: e no faleDeus conosco, para que

    no morramos.20 - E disse Moiss ao

    povo: No temais, Deusveio para vos provar, epara que o seu temor es-teja diante de vs, afimde que no pequeis.

    21 - E o povo estavaem p de longe. Moiss,porm, se chegou es-curido, onde Deus es-tava.

    22 - Ento disse oSENHOR a Moiss: As-sim dirs aos filhos de Is-rael: Vs tendes vistoque, dos cus, eu faleiconvosco.

    23 - No fareis outrosdeuses comigo; deusesde prata ou deuses deouro no fareis para vs.

    24 - Um altar de ter-

    ra me fars, e sobreele sacrificars os teusholocaustos, e as tuasofertas pacficas, astuas ovelhas, e as tuasvacas; em todo o lugar,onde eu fizer celebrara memria do meunome, virei a ti e teabenoarei.

    25 - E se me fize-res um altar de pe-dras, no o fars depedras lavradas; se so-bre ele levantares oteu buril, profan-lo-s.

    26 - Tambm nosubirs ao meu altarpor degraus, para quea tua nudez no sejadescoberta diante de-les.

    tornando essencial acampanha Two Sides.Esta uma luta na qualno devemos esmore-cer, inclusive porque aconscincia ecolgica,consentnea da infor-mao difundida nosjornais, livros e toda acomunicao grfica, imprescindvel paraque a atual e as futu-ras geraes selem in-dissocivel compro-misso com a preserva-

    o do Planeta.

    Fabio Arruda Mortara,58, presidente da Asso-ciao Brasileira daIndstria Grfica (Abi-graf) e do Sindicato daIndstria Grfica noEstado de So Paulo(Sindigraf-SP), o co-ordenador do Copa-grem (Comit da Ca-deia Produtiva do Pa-pel, Grfica e Embala-gem da FIESP).

  • GAZETA DE VARGINHA | 030303030310 DE ABRIL DE 2014

    LOCAL

    Construo de escola em terreno decampo de futebol gera protestosMoradores do Bairro de Ftima a