Gazeta de Varginha - 15/04/2014

Download Gazeta de Varginha - 15/04/2014

Post on 18-Mar-2016

220 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edio 8.968

TRANSCRIPT

  • PGINA 02

    PONTO DE VISTA

    xodo 22

    Mx: 29 / Mn: 18

    Leis acerca da propriedade

    Morte da terceira vtima marcaum ms de acidente com viatura

    EDIO 8.968R$ 1, 00 VARGINHA, 15 DE ABRIL DE 2014

    DEUS FIEL

    Populao reclama de reajuste natarifa de nibus acima da inflao

    LOCAL/PGINA 05

    Protestos, indignao de familiares e falta de respostas agravam a tragdia em Varginha

    LOCAL/PGINA 06

    Neste domingo (13),

    a tarifa do transporte co-

    letivo em Varginha ficou

    R$ 0,20 mais cara, pas-

    sando a custar R$ 2,80.

    O reajuste na passagem

    de nibus de mais de

    7%, o que equivale a

    2,82% acima da inflao.

    Usurios reclamam que

    o reajuste no acompa-

    nha melhora do trans-

    porte coletivo.

    Segundo o prefeito

    de Varginha, Antnio

    Silva (PTB), era impos-

    svel no reajustar o va-

    lor da tarifa este ano.

    LOCAL/PGINA 03

    Manifestao contra oaumento da tarifa estmarcado para amanh

    Hospital

    Regional vai

    realizar 440

    cateterismos

    pelo SUSat junho

    Morreu nesta segun-

    da-feira (14) a terceira v-

    tima do acidente com

    uma viatura da Polcia

    Militar Rodoviria em

    Varginha, no dia 16 de

    maro. Wanderlei Valeri-

    ano de Souza, de 51 anos,

    que estava internado no

    Hospital Regional, no

    resistiu e morreu. Segun-

    do o servio de luto mu-

    nicipal, o velrio aconte-

    ceu s 17h desta segun-

    da.

    Outras duas vtimas

    morreram dias aps o aci-

    dente. O motociclista Fer-

    dinando Balbino, de 37

    anos, atingido pelo carro

    da polcia durante perse-

    guio policial, morreu no

    dia 23 de maro depois de

    ficar internado em esta-

    do grave por uma sema-

    na no CTI do Hospital

    Regional. J Marco An-

    tnio Silvrio, de 57 anos,

    que estava internado no

    Hospital Regional desde

    o dia do acidente, morreu

    no dia 6 de abril.

    LOCAL/PGINA 04

    Educao Financeiraser tema de palestrahoje no Grupo Unis

    LOCAL/PGINA 04

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

  • 1 - SE algum fur-tar boi ou ovelha, e odegolar ou vender,por um boi pagarcinco bois, e pela ove-lha quatro ovelhas.

    2 - Se o ladro forachado roubando, efor ferido, e morrer, oque o feriu no serculpado do sangue.

    3 - Se o sol houversado sobre ele, oagressor ser culpadodo sangue; o ladrofar restituio total;e se no tiver com quepagar, ser vendidopor seu furto.

    4 - Se o furto forachado vivo na suamo, seja boi, ou ju-mento, ou ovelha, pa-gar o dobro.

    5 - Se algum fi-zer pastar o seu ani-mal num campo ounuma vinha, e larg-lo para comer no cam-

    po de outro, o melhor doseu prprio campo e omelhor da sua prpriavinha restituir.

    6 - Se irromper umfogo, e pegar nos espi-nhos, e queimar a medade trigo, ou a seara, ouo campo, aquele queacendeu o fogo total-mente pagar o quei-mado.

    7 - Se algum der aoseu prximo dinheiro, oubens, a guardar, e issofor furtado da casa da-quele homem, o ladro,se for achado, pagar odobro.

    8 - Se o ladro nofor achado, ento o donoda casa ser levado di-ante dos juzes, a ver seno ps a sua mo nosbens do seu prximo.

    9 - Sobre todo o ne-gcio fraudulento, sobreboi, sobre jumento, sobregado mido, sobre rou-

    pa, sobre toda a coisaperdida, de que algumdisser que sua, a cau-sa de ambos ser leva-da perante os juzes;aquele a quem condena-rem os juzes pagar emdobro ao se

    10 - Se algum dera seu prximo a guardarum jumento, ou boi, ouovelha, ou outro ani-mal, e este morrer, ou fordilacerado, ou arrebata-do, ningum o vendo,

    11 - Ento haverjuramento do SENHORentre ambos, de que nops a sua mo nos bensdo seu prximo; e seudono o aceitar, e o ou-tro no o restituir.

    12 - Mas, se de fatolhe tiver sido furtado,pag-lo- ao seu dono.

    13 - Porm se lhe fordilacerado, tr-lo- emtestemunho disso, e nopagar o dilacerado.

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsa-biliza por conceitos emitidosem artigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so de

    inteira responsabilidade deseus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - Santa

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    Maria - CEP 37022-560 -VARGINHA/MG

    E-mail: gazetadevarginha@gmail.com

    gazetacomercial2@yahoo.com.br

    Endereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    Palavras de Vida

    15 DE ABRIL DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    Leis acerca da propriedadexodo 2214 - E se algum pe-

    dir emprestado a seuprximo algum animal,e for danificado ou mor-to, no estando presen-te o seu dono, certamen-te o pagar.

    15 - Se o seu donoestava presente, no opagar; se foi alugado,ser pelo seu aluguel.

    16 - Se algum en-ganar alguma virgem,que no for desposada,e se deitar com ela, cer-tamente a dotar e to-mar por sua mulher.

    17 - Se seu pai intei-ramente recusar dar-lha, pagar ele em di-nheiro conforme ao dotedas virgens.

    18 - A feiticeira nodeixars viver.

    19 - Todo aqueleque se deitar com ani-mal, certamente morre-r.

    20 - O que sacrificar

    aos deuses, e no s aoSENHOR, ser morto.

    21 - O estrangeirono afligirs, nem o opri-mirs ; pois estrangeirosfostes na terra do Egito.

    22 - A nenhuma vi-va nem rfo afligireis.

    23 - Se de algummodo os afligires, e elesclamarem a mim, eu cer-tamente ouvirei o seuclamor.

    24 - E a minha irase acender, e vos ma-tarei espada; e vossasmulheres ficaro vi-vas, e vossos filhos r-fos.

    25 - Se emprestaresdinheiro ao meu povo,ao pobre que est conti-go, no te havers comele como um usurrio;no lhe imporeis usura.

    26 - Se tomares empenhor a roupa do teuprximo, lho restituirsantes do pr do sol,

    27 - Porque aque-la a sua cobertura,e o vestido da sua pele;em que se deitaria?Ser pois que, quan-do clamar a mim, eu oouvirei, porque soumisericordioso.

    28 - A Deus noamaldioars, e oprncipe dentre o teupovo no maldirs.

    29 - As tuas prim-cias, e os teus licoresno retardars; o pri-mognito de teus fi-lhos me dars.

    30 - Assim farsdos teus bois e das tuasovelhas: sete dias es-taro com sua me, eao oitavo dia mos da-rs.

    31 - E ser-me-eishomens santos; por-tanto no comereiscarne despedaada nocampo; aos ces a lan-areis.

    Guinada direitaAntnio Prata

    H uma dcada, es-crevi um texto em queme definia como meiointelectual, meio de es-querda. No me arre-pendo. Era jovem e ig-norante, vivia aindaenclausurado na pri-meira parte de clebrefrase atribuda a Cle-menceau, a Shaw e aChurchill, mas na ver-dade cunhada pelo pr-prio Senhor; Um ho-mem que no seja soci-alista aos 20 anos notem corao; um ho-mem que permaneasocialista aos 40 notem cabea. Agora queme aproximo dos 40, oscabelos rareiam e are-jam-se as idias, perce-bo que chegado o mo-mento de trocar as ss-toles pelas sinapses.

    Como todos sabem,vivemos num totalita-rismo de esquerda. Arubra scia domina ogoverno, as universida-des, a mdia, a cpulada CBF e a Comisso de

    Direitos Humanos e Mi-norias, na Cmara. Opensamento que sequeira libertrio nopode ser outra coisa,portanto, seno reacio-nrio. E quem h denegar que preciso re-agir? Quando terroris-tas, gays, ndios, qui-lombolas, vndalos,maconheiros e abortei-ros tentam levar a na-o para o abismo, ou oscidados de bem seunem, como na saudo-sa Marcha da Famliacom Deus pela Liberda-de, que nos salvou docomunismo e nos ga-rantiu 20 anos de paz,ou nos preparemospara a barbrie.

    Se que a barbriej no comeou ... Vejaas cotas, por exemplo.Aps anos dessa boqui-nha descolada pelos ne-gros nas universidades,o que aconteceu ? Obranco encontra-se es-canteado. Para todolado que se olhe, da di-reo das empresas aosvolantes dos SUVs, das

    mesas do Fasano pri-meira classe dos avies,o que encontramos ?Negros ricos e desprepa-rados caoando da me-ritocracia que reinavapor estes costados des-de a chegada de Ca-bral.

    Antes que me acu-sem de racista, digo quemeu problema no com os negros, mas comos privilgios das mino-rias. Vejam os ndios,por exemplo. No fossepor eles, seramos umapotncia agrcola. OCentro-Oeste produzi-ria soja suficiente paraa China fazer tofus dotamanho da Groeln-dia, encheramos nossoscofres e financiaramosinmeros estdios pa-dro Fifa, mas, comovoc sabe, esses gra-fos, apoiados pelo pode-rosssimo lobby, dos an-troplogos, transforma-ram toda nossa rea cul-tivvel numa enormetaba. L esto, agora,improdutivos e nus, ca-tando piolho e tomando

    51.Contra o poder des-

    mesurado dado a ne-gros, ndios, gays e mu-lheres (as feias, inclusi-ve), sem falar nos ex-pobres, que agora pos-suem dinheiro para ava-calhar, com sua igno-rncia, a cultura reco-nhecidamente letradade nossas elites, ns dadireita, temos umaarma: o humor. A es-querda, contudo, sabedo poder libertrio deuma piada de preto, degorda, de baiano, porisso tenta nos calar como cabresto do politica-mente correto. S nojogo a toalha e mudo devez pro Texas por acre-ditar que neste espao,pelo menos, eu aindaposso lutar contra essesabsurdos.

    Peo perdo aos an-tigos leitores, desde j,se minha nova personano lhes agradar, masno p que as coisas es-to preciso no