história introdução a informática i professor walter .¾abaco chinês ¾abaco russo ¾abaco

Download História Introdução a Informática I Professor Walter .¾Abaco chinês ¾Abaco russo ¾Abaco

If you can't read please download the document

Post on 30-Nov-2018

215 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    Introduo a Informtica I

    Professor Walter Cunha

    Negcios

    Medicina

    Educao

    Arqueologia

    Engenharia / Arquitetura

    rea legal

    Msica

    Cinema ...

    Atuao

    3

    Histria

    Aumento da velocidade

    Reduo do Tamanho

    Reduo de consumo

    Reduo do custo

    "Cada novo circuito integrado ter o dobro de transistores do anterior e ser lanado em um intervalo de 18 ou 24 meses."

    Gordon Moore

    4

    Histria

    Lei de Moore

    5

    "Computadores so estpidos, eles somente conseguem responder perguntas"

    Histria

    Picasso

    O enlouquecido computador HAL 9000, que era capaz de ver, falar, raciocinar etc, mata quase todos os tripulantes de uma nave espacial.

    2001 Uma odissia no espao

    6

    A internet se espalhou de forma impressionante

    Histria

    5Internet13Televiso38Rdio70Telefone

    Anos para expandiu 50 milhes de consumidoresMeio

  • 2

    7

    Milhares de transistores em uma nica pastilha VLSI (Very Large Scale Integration).

    4a1970

    Circuitos integrados integrao de vrios transistores em uma nica base de silcio(chip) com aproximadamente as mesmas dimenses de um transistor

    3a1960

    Transistores, dispositivos menores com menor consumo de potncia, Geravam menos calor e por isso mais confiveis.

    2a1950

    Computadores construdos com rels e vlvulas. Estes computadores consomem muita energia e espao.

    1a1940CaractersticasGeraoDcada

    8

    Chineses baco

    Japoneses - soroban

    Russos - tschoty

    Histria

    9

    Filsofo, matemtico e fsico francs BlaisePascal

    HistriaPrimeira mquina de somar mecnica.A engenhoca era baseada em 2 conjuntos de discos interligados por engrenagens.

    10

    Histria

    Surge o primeiro computador. A motivao de Babbage era resolver polinmios pelo mtodo das diferenas. Naquele tempo as tbuas astronmicas em mtodos tediosos e repetitivos.

    Charles Babbage

    11

    Entre 1820 e 1822, construiu uma mquina que calculava polinmiosde segunda ordem com at 6 dgitos de preciso.

    Tentou construir outra, capaz de calcular polinmios de at sexta ordem com 26 dgitos de preciso com as seguintes caractersticas:

    Arredondamento automtico;Preciso dupla;Alarmes para avisar fim de clculo;Impresso automtica de resultados em placas de cobre.

    Responsvel por importantes conceitos de computao

    Charles Babbage

    12

    Augusta Ada escreveu o primeiro programa de computador para Charles Babbage

    Histria

  • 3

    13

    Surge a IBM e com ela mais projetos inovadores.

    Histria

    14

    O primeiro computador enchia um laboratrio inteiro

    Pesava trinta toneladas

    Consumia duzentos quilowatts de potncia.

    Gerava muito calor.

    42 painis com mais 2,70 metros de altura, 60 cm de largura e 30 de comprimento.

    Histria

    15

    Entrou em operao secretamente na Inglaterra em 1943. Este fato e a batalha judicial pelo reconhecimento de quem construiu o primeiro computador digital mostram o passado do computador no to claro como poderia parecer.

    Histria

    16

    Histria

    Base da segunda gerao de computadores

    17

    Histria

    O conceito de codificao de programas torna-se um processo mais automatizado.

    18

    O primeiro computador a usar o conceito de programa armazenado em memria.

    Ao trmino da execuo do programa passava-se imediatamente para a prxima tarefa sem interrupes para troca de fios.

    Histria

  • 4

    19

    Histria

    20

    HistriaTcnicas de programao

    21

    Histria

    Linguagem Cobol

    22

    Histria

    Princpio da Comutao de Pacotes

    23

    Histria

    24

    Histria

    IBM na Terceira Gerao

    Surge o mouse

  • 5

    25

    Histria

    26

    Histria

    27

    Histria

    28

    Histria

    29

    Histria

    30

    Histria

  • 6

    31

    Histria

    32

    Histria

    33

    Histria

    34

    Estrutura

    Unidade de entrada

    Unidade de sada

    UCP

    Unidade deControle

    UnidadeLgica e

    Aritmtica

    MemriaProgramas

    35

    Computador acessa informaes do mundo externo

    Unidades de entrada

    Exemplos:

    Teclado, mouse, driver de disquete, driver de CD-ROM, leitora de carto, leitora tica, joystick, scanner, flash memory, leitora de fita dat, leitora de carto perfurado, sensores, tela touchscreen, cmeradigital e etc.

    36

    Convertem impulsos eltricos, transmitindo informaes para o mundo externo.

    Unidades de Sada

    Exemplos:

    Impressora, ploter, monitor, driver de disquete, driver de CD-ROM, gravadora de fita dat, autofalante, flash memory, etc.

  • 7

    37

    Composta por:

    Unidade de Controle

    administra a interface entre as unidades

    Unidade Lgico-Aritmtica

    conjuno, disjuno e negao

    adio, subtrao, multiplicao, diviso

    Unidade Central de Processamento (UCP)

    38

    RAM - Random Access Memory: memria de leitura e escrita rpido acessoacesso aleatriovolatilidade

    Memria

    ROM - Read Only Memory:memria de leitura No voltil

    Memria auxiliar:Disco rgido

    39

    Hardware: Componentes fsicos ( UCP, Unidades de I/O, Memria ).

    Software: Programas que quando representados em linguagem de mquina, podem ser interpretados pelo computador.

    AplicativoBsicoSistema operacional

    Hardware e Software

    40

    Linguagem de programao

    Compilao

    Linkedio

    Linguagem de Mquina

    41

    A unidade bsica de informao o bit (binary digit).

    O bit pode ter valor 0 (desligado) ou 1 (ligado).

    1 byte = 8 bits

    1 Kilobyte = 1024 bytes1 Megabyte = 1024 kilobytes1 Gigabyte = 1024 Megabytes

    ...

    Unidade de representao

    42

    Estamos vivendo a Era da Informao. Dispomos hoje de acesso instantneo a uma quantidade de informao maior do que conseguimos tratar.

    REPRESENTAO DA INFORMAO

    A informao est presente sempre que um sinal transmitido de um ponto a outroClaude Shannon, um dos grandes

    nomes da teoria da informao

  • 8

    43

    Os habitantes das cavernas pintavam animais nas paredes, no se sabe muito bem o que eles representavam.

    Sumrios criaram um sistema para representar sua linguagem atravs de desenhos, gravados em placas de argila.

    Sistema de numerao

    44

    Sistema de numerao

    Quando enfrentamos situaes em que queremos saber "quantos", nossa primeira atitude contar.

    A necessidade fator estimulante do crescimento.

    45

    Histrico da informao

    Os egpcios representavam sua linguagem atravs dos hierglifos gravados em papiros

    Os chineses gravavam mensagens nos cascos de tartarugas

    Os incas usavam fios com ns (os quipos)

    46

    Exemplo de representao

    Imagine que voc esteja numa festa-baile. Em que momento mais fcil saber se h mais homens ou mais mulheres na festa: quando esto danando, ou quando a msica para e as pessoas esto assistindo um show? Por qu?

    47

    Usando as mos

    18

    48

    Usando as mos

    27

  • 9

    49

    Usando as mos

    72

    50

    Usando as mos

    49x

    + 4

    9

    7 X 7 = 49

    51

    Usando as mos

    56x

    + 5

    6

    7 X 8 = 56

    52

    Usando as mos

    81x

    + 8

    1

    9 X 9 = 81

    53

    A medida em que a complexidade dos clculos aumentam, surge a necessidade de um instrumento, para auxiliar o raciocnio matemtico. Surge assim, h cerca de 2.500 anos, o BACO.

    Abaco chins

    Abaco russo

    Abaco japons

    http://www-cabri.imag.fr/nathalie/boulier/boulier.htm

    54

    baco Chins: aproximadamente 1.200 d.C

  • 10

    55

    Soroban: o baco Japons

    56

    Agrupamentos

    Voc j reparou que, quando precisamos contar uma grande quantidade de coisas, vamos separando os objetos em montes ou em grupos, pois isto facilita a contagem?

    57

    Criando sistemas de agrupamentos

    |||||||||| |||||||||| |||| ovelhas

    ||||||||||||||||||||||| ovelhas.

    58

    Imagine que voc esteja numa terra estranha, onde ascoisas so contadas de 7 em 7; cada unidade contada,faz-se corresponder um smbolo: / .

    A cada 7 unidades, faz-se um agrupamento do seguinte

    Como seria representado o valor acima neste lugar maluco?

    33 Que na base decimal corresponde a 24

    59

    O sistema de numerao egpcio

    Cada unidade era representada por uma marca que se parecia com umbasto |.

    Quando chegavam a 10: Quando chegavam a 100:

    Quando chegavam a 1000 : Quando chegavam a 10000:

    Quando chegavam a 100000: Quando chegavam a 1000000:

    Como ficaria o valor 322 no sistema deles?

    60

    I V X L C D M1 5 10 50 100 500 1000

    O sistema de numerao romano

    sete trinta e seis cento e cinqenta e dois mil setecentos e onze

    VII XXXVI CLII MDCCXI5+1+1 10+10+10+5+1 100+50+1+1 1000+500+100+100+10+1

  • 11

    61

    Essas dificuldades foram superadas pelos hindus, que foram os criadores do nosso sistema de numerao. Eles souberam reunir trs caractersticas interessantes:

    o sistema de numerao hindu decimal (egpcio e romano)

    o sistema de numerao hindu posicional ( baco )

    o sistema de numerao hindu tem o zero, isto , um smbolo para o nada. ( baco )

    O sistema de numerao hindu

    62

    Surge a necessidade de representar algarismos em um ambiente totalmente disprovido de inteligncia. Um computador.

    Diferente do que aparenta, um computador um objeto burro, o que faz com que ele realize as tarefas que precisamos so as aplicaes que colocamos dentro deles.

    O que