cgconvocaocadastroreserva 2011a

Download CGCONVOCAOCADASTRORESERVA 2011A

Post on 18-Apr-2015

764 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

CONVOCAO DE CADASTRO RESERVA CONCURSO PBLICO DE PROVAS PARA ADMISSO AO CFSdPM/2008 EDITAL N. 002-CG/2011 O COMANDANTE-GERAL DA POLCIA MILITAR DA BAHIA, no uso de suas atribuies, com fundamento no item 1.2 do Captulo XI do Edital de Abertura de Inscries - SAEB/01/2008, tendo em vista o surgimento de novas vagas decorrentes das aes do Programa Pacto pela Vida, devidamente autorizada pelo Exmo. Sr. Governador do Estado da Bahia, e considerando que ainda em vigor o prazo de vigncia do referido concurso em face do disposto no item 2 do Captulo I do Edital acima referido e Portaria Conjunta SAEB/PM n. 398 de 16 de julho de 2010, RESOLVE convocar, os candidatos habilitados, componentes do cadastro de reserva nos termos do item1.2.1 do Captulo XI do Edital de Abertura de Inscries - SAEB/01/2008, indicados no Anexo I do presente instrumento editalcio, por ordem de classificao, por Cargo/Quadro de Praas, Regio de Classificao Municpio/Sede e Sexo (masculino ou feminino), para a realizao dos exames pr-admissionais consistentes em Exame de Documentao, Avaliao Psicolgica, Exames Mdico-Odontolgicos, Teste de Aptido Fsica e Investigao Social, nos termos constantes da Portaria n. 050-CG/08, de acordo com as seguintes orientaes: 1 As vagas sero distribudas de acordo com o Quadro de Distribuio, por Cargo/Quadro de Praas, Regio de Classificao Municpio/Sede e Sexo (masculino ou feminino), conforme estabelecido a seguir:QUADRO DE DISTRIBUIO DE VAGAS Organizao Policial Militar OPM/Localidade QUADRO DE PRAAS REGIO DE CLASSIFICAO MUNICPIO/SEDE POLICIA MILITAR PM Masculino REGIO SALVADOR REGIO INTERIOR JUAZEIRO 02 01 Unidades subordinadas s Coordenadorias de Operaes Policiais Militares e de Bombeiros Militares sediadas na 1696 Regio Metropolitana de Salvador. 3 BPM e 9 GBM (Juazeiro); 20 BPM (Paulo Afonso); 6 BPM (Senhor do Bonfim); 5 BPM (Euclides da Cunha); 24 CIPM (Jacobina); 25 CIPM (Casa Nova); 45 CIPM (Cura); CPAC (Chorroch/Tarrachil). 226 28 15 05 274 154 45 15 1910 PM Feminino BOMBEIRO MILITAR BM Masculino BM Feminino N Total de Vagas

1 BPM (Feira de Santana); 4 BPM (Alagoinhas); 11 BPM (Itaberaba); 14 BPM (Santo Antonio de Jesus); 20 REGIO INTERIOR FEIRA SANTANA 03 CIPM (Santo Amaro); 21 CIPM (Cip); 27 CIPM (Cruz DE 32 das CIPM Almas); (Pojuca); 16 33 BPM CIPM (Serrinha); (Valena); 350 44 45 15 454

2 GBM (Feira de Santana); 11 GBM (Lenis); 7 BPM (Irec); 29 CIPM (Seabra); 42 CIPM (Lenis); CAEL (Esplanada), CAESA (Xique-Xique). 2 BPM, 1 CIPRV e 5 GBM (Ilhus); 13 BPM (Teixeira

REGIO INTERIOR ILHUS REGIO INTERIOR VITRIA

04

de Freitas); 15 BPM e 4 GBM (Itabuna); 8 BPM e 6 GBM (Porto Seguro); 7 CIPM (Eunpolis); 43 CIPM 226 (Itamaraju); 44 CIPM (Medeiros Neto); CAEMA (Nova Viosa/Posto da Mata). 28 45 15 314

05

9 BPM e 7 GBM (Vitria da Conquista); 19 BPM e 8 GBM (Jequi); 34 CIPM (Brumado); 17 BPM DA (Guanambi). 10 BPM (Barreiras); 28 CIPM (Ibotirama), 36 CIPM (Santa Maria da Vitria); 38 CIPM (Bom Jesus da Lapa); 4 CIPM (Macabas); 46 (Livramento) e CIAC (Lus Eduardo). 226 28 15 05 274 226 28 15 05 274

CONQUISTA REGIO INTERIOR BARREIRAS 06

SUBTOTAL TOTAL GERAL

2950

310

180

60

3.500

DESCRIO DAS SIGLAS UTILIZADAS NO QUADRO DE DISTRIBUIO DE VAGAS: SDPM - Soldado da Polcia Militar, SDBM - Soldado Bombeiro Militar, BPM Batalho de Polcia Militar; CIPM Companhia Independente de Polcia Militar; GBM Grupamento de Bombeiros Militar; CPAC Companhia de Polcia de Aes em Caatinga; CIAC Companhia Independente de Aes no Cerrado; CAESA Companhia de Aes Especiais do Semi-rido; CAESG Companhia Aes Especiais no Sudoeste e Gerais; CAEMA Companhia de Aes Especiais em Mata Atlntica; CAERC - Companhia de Aes Especiais da Regio Cacaueira; CAEL Companhia de Aes Especiais do Litoral.

2 Os exames pr-admissionais obedecero ao quanto especificado na Portaria n. 050CG/08, de 31 de outubro de 2008, e sero realizados em Salvador BA, na forma do cronograma contido no Anexo II deste Edital. 3 O candidato dever apresentar-se na data, no local e no horrio para o qual foi designado, de acordo com o Anexo II deste Edital, munido de documento que bem o identifique. 4 A Avaliao Psicolgica ser realizada em data, horrio e local a ser divulgado em Dirio Oficial do Estado - DOE oportunamente. 5 O Exame Mdico-Odontolgico, de responsabilidade do Departamento de Sade da Polcia Militar da Bahia, por meio da Junta Militar Especial de Sade DS/JMES, ser procedido da seguinte forma: 5.1 Para ser submetido ao Exame Mdico-Odontolgico, o candidato dever providenciar, s suas expensas, os seguintes exames:

a) Hemograma completo; b) Glicemia de jejum; c) Hemoglobina glicosilada; d) Creatinina; e) Grupo sanguneo e fator RH; f) VDRL; g) Reao de Machado Guerreiro; h) TGO; i) TGP; j) Colesterol total; k) Triglicrides; l) Anti-HIV/HTLV; m) AgHBs; n) Anti-HVC; o) Beta HCG (para candidates do Sexo feminino); p) Sumrio de urina; q) Colposcopia, citologia e microflora e exame ginecolgico (para candidatos do Sexo feminino); r) Parasitolgico de fezes; s) Radiografia do trax; t) Radiografia da coluna lombo-sacra; u) Radiografia panormica dos maxilares; v) Exame oftalmolgico completo; w) Teste ergomtrico; x) Eletroencefalograma; y) Audiometria tonal; z) Exame toxicolgico (maconha e metablitos derivados do Delta 9 THC, cocana, metablitos e derivados do merla, solventes, hidrocarbonetos, opiceos, psicofrmacos e ecstasy MDMA e MDA), o qual dever ser realizado a partir de amostras de materiais biolgicos (pelos e cabelo), devendo ter uma janela de deteco mnima de 90 (noventa) dias. 5.2 Em todos os exames laboratoriais e complementares devero constar obrigatoriamente o nome completo do candidato, o nmero da cdula de identidade do candidato e o rgo expedidor e a assinatura sobre o carimbo do profissional que realizou o exame. motivo de

inautenticidade dos exames laboratoriais e complementares a inobservncia ou omisso de, pelo menos, um dos casos acima previstos. A inautenticidade dos exames laboratoriais e complementares implica a inaptido do candidato. No sero aceitos exames com rasuras ou emendas, enviados por meio de fax simile ou em cpias reprogrficas. 5.3 No exame toxicolgico, caso o resultado seja positivo para uma ou mais drogas, o candidato no ter direito matrcula no curso de formao. 5.4 Da data constante dos exames laboratoriais e complementares data de sua apresentao, no poder haver um perodo superior a 30 (trinta) dias. 5.5 A critrio da banca, o candidato dever, s suas expensas, providenciar, de imediato, qualquer outro exame complementar no mencionado nesta Portaria, que se torne necessrio para firmar um diagnstico, visando a dirimir eventuais dvidas. 6 O Teste de Aptido Fsica (TAF) de responsabilidade do Departamento de Ensino da Polcia Militar da Bahia, por meio do Centro de Educao Fsica e Desporto DE/CEFD. 6.1 Para a realizao do TAF, o candidato dever providenciar e apresentar Banca Examinadora atestado mdico que indique expressamente sua plena condio fsica e mental para a realizao de esforos fsicos intensos, datado de at 5 (cinco) dias antes da avaliao, constando, de forma legvel, o nome completo do mdico atestante, sua assinatura e nmero de registro no Conselho Regional de Medicina CRM. 6.2 A JMES poder contra-indicar, mediante exposio de motivo decorrente do Exame Mdico-Odontolgico, a realizao do TAF por qualquer dos candidatos. 6.3 O TAF ser composto por 03 (trs) testes fsicos para candidato ao cargo de Aluno Soldado PM (barra fixa dinmica ou esttica; corrida de velocidade 50 metros e corrida em 2.400 metros) e por 04 (quatro) testes fsicos para candidato ao cargo de Aluno Soldado BM (os mesmos testes fsicos para Aluno Soldado PM, incluindo o teste de natao em 25 metros). 6.4 O candidato convocado para o TAF dever apresentar-se com roupa e calado apropriados para a execuo de exerccios fsicos, a exemplo de calo ou short, camiseta e tnis. 6.5 O insucesso em qualquer dos testes fsicos implica a inaptido no TAF. O candidato, porm, que no atingir o ndice mnimo em algum(ns) dele(s) ter, no primeiro dia seguinte realizao do TAF, uma nica oportunidade de refaz-lo(s), quando, ento, ser considerado Apto ou ter a sua inaptido confirmada em carter definitivo. 6.6 Haver possibilidade de repetio na execuo dos testes fsicos nos casos em que a Banca Examinadora concluir pela ocorrncia de fatores de ordem tcnica, alheios ao

candidato, que tenham prejudicado o seu desempenho. Consideram-se de ordem tcnica as intercorrncias externas que possam prejudicar individualmente a execuo do exame, como, por exemplo, a quebra de um equipamento. 6.7 O aquecimento e a preparao para o TAF so de responsabilidade do prprio candidato. 6.8 Em razo de condies climticas, a critrio da Banca Examinadora, o TAF poder ser cancelado ou interrompido, acarretando o seu adiamento para nova data a ser estipulada e divulgada; neste caso, os candidatos que ainda no concluram o exame realizaro apenas os testes fsicos no realizados ou no completados. 6.9 Os casos de alterao psicolgica e/ou fisiolgica temporrios (estados menstruais, indisposies, cibras, contuses, luxaes, fraturas etc.), que impossibilitem a realizao dos testes fsicos ou diminuam ou limitem a capacidade fsica dos candidatos, no sero levados em considerao, no sendo concedido qualquer tratamento privilegiado, respeitando-se o princpio da isonomia. 7 O candidato receber o Questionrio de Investigao Social (QIS) no dia do ExameMdico Odontolgico, e entregar no dia do Exame de Documentao, juntamente com cpia do histrico escolar do ensino mdio e 1(uma) foto 5x7 (colorida). 8 O Exame de Documentao, de responsabilidade do Departamento de Pessoal da Polcia Militar da Bahia, por meio da Coordenao de Recrutamento e Seleo DP/CRS, consistir na exibio e entrega pelos candidatos dos documentos abaixo listados, para o fim de verificao de sua regularidade frente aos requisitos e condies estabelecidos no art. 5 da