por que deus nao cura seus amigos - josé h prado flores

Download Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - José H Prado Flores

If you can't read please download the document

Post on 13-Apr-2018

220 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    1/71

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    2/71

    2

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    3/71

    3

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    4/71

    4

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    5/71

    5

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    6/71

    6

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    7/71

    Apresentao

    Moiss identificado como o amigo de Deus, e sabemos que ele era tartamudo.

    Por que Deus no o curou? Paulo, colaborador de grande confiana, suplicou trs vezes

    que o curasse de um aguilho na carne. Por que no respondeu a quem havia declarado:Para mim, o viver Cristo e a morte, um lucro?

    Durante Seus trs anos de ministrio, Jesus fez brilhar o sol da cura, seja no campo

    dos justos, seja no terreno dos pecadores. Curou crianas, adolescentes e uma

    hemorrossa; pessoas com males incurveis ou enfermidades terminais. Em Nazar, Sua

    cidade natal, onde habitavam Seus parentes e conhecidos, quase no realizou milagres.

    Tampouco os fez em Betnia, onde no restabeleceu um antigo amigo Seu que estava

    beira da morte.

    Prodigalizou curas em grupo e a todos quantos acorriam a Suas pregaes junto aolago ou nas sinagogas. A maior parte de Seus milagres ocorreu em favor de

    desconhecidos e, estranhamente, no respondeu splica de uma famlia muito querida

    na Judeia.

    Jesus dirigiu-se a toda a pressa casa de Jairo, cuja filha se encontrava moribunda,

    entretanto, demorou-se em chegar casa de Lzaro, e quando finalmente chegou,

    pareceu indiferente em relao a Marta e a Maria, que sofriam com a morte de seu

    irmo.

    Toma a iniciativa de curar a orelha de Malco, no Getsmani, ou a mo seca nasinagoga, mas parece no se interessar por pessoas que Lhe so to prximas.

    Atendeu filha da srio-fencia e ao filho de um centurio romano, que eram

    estrangeiros, porm no faz milagres em Sua ptria, na terra onde vivem Seus familiares.

    Endireita uma mulher que vivia encurvada h 18 anos, sempre voltada para o cho.

    Mas por que no evita o sofrimento de Suas amigas? Diz a Madalena que no chore,

    mas Sua ausncia produz abundantes lgrimas em Maria e reclamaes justificadas de

    Marta, a quem nos consta que amava.

    Seu ministrio se resumia em ensinar e curar, tanto nas sinagogas quanto nas praaspblicas. A florescente Galileia dos gentios, a perigosa Judeia e at a separatista Samaria

    foram cenrios de Seu apostolado. Por isso, So Pedro afirma que passou fazendo o

    bem e curando a todos os oprimidos pelo demnio, fazendo, porm, uma inexplicvel

    exceo: Aquele que curou tantos enfermos no o fez com aquele a quem Ele prprio

    define como nosso amigo Lzaro.

    7

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    8/71

    Faz um longo percurso de quase 30 quilmetros at Naim, para Sua passagem

    coincidir com o exato momento em que pela porta tiram um jovem morto para ser

    enterrado, filho nico de sua me viva. Sem que ningum pea, Jesus ressuscita o

    defunto. Mas por que chega quatro dias depois do sepultamento de Lzaro? Sua

    ausncia, que se fez presena, provoca os protestos daqueles dos quais a solido cobrou

    altos empenhos.

    O leproso, cuja carne caa aos pedaos, foi curado instantnea e imediatamente,

    todavia, Jesus s volta a Betnia quando o corpo do defunto Lzaro j cheira mal. Por

    que permaneceu mais dois dias na Galileia depois que recebeu a notcia da grave situao

    do irmo de Marta e de Maria?

    Cura um surdo-mudo e liberta um endemoninhado que morava no cemitrio entre os

    sepulcros. Jesus nunca os tinha visto e muito menos falado com eles. Atende

    imediatamente o pai do jovem epiltico, que recorre a Ele para que liberte seu filho,

    porm deixa o tempo correr enquanto uma enfermidade mortal devora a vida de Lzaro.

    o atende s duas irms que Lhe enviaram um mensageiro veloz com o ltimo relatrio

    mdico, esclarecendo-Lhe que se trata de algum a quem Ele ama. esta a maneira de

    tratar os amigos? Seria melhor, ento, no pedir nem orar, s esperar passivamente que

    Ele decida dar alimento s multides annimas?

    Eu no entendo o porqu. Jesus pregou que o primeiro mandamento consistia em

    amar a Deus e ao prximo, ou seja, a quem est mais perto, e Ele preferiu, ao contrrio,

    curar pessoas que viviam em lugares distantes, ou que nem conhecia, em vez de atender

    a quem estava mais prximo de Seu corao e de Sua vida. Ele teria direito a reclamar da

    ingratido de nove leprosos curados milagrosamente, se Ele no agradeceu a Lzaro, que

    O hospedou, a Marta, que O atendeu com solicitude, e a Maria, que ungiu Seus ps com

    blsamo das Glias, de fino perfume e elevado preo?

    De Can, manifestou Seu poder teraputico com o filho agonizante de um oficial do

    rei, que estava a 27 quilmetros de distncia; entretanto, incompreensvel que no

    tenha feito o mesmo com Lzaro, a quem conhecia e chamava de amigo. Nem sequer foi

    casa do centurio romano, porque curou seu filho com uma nica palavra, e no

    retribui de maneira equivalente s irms, Marta e Maria? Ser que o plano de Deus

    abenoar com a cruz da dor e do sofrimento aqueles a quem Ele ama?

    Por que Jesus no restaura a sade de Lzaro em vez de chorar sua morte?

    Responder que no o cura para depois ressuscit-lo uma atitude vulgar e superficial. No

    fundo de todas estas circunstncias, existe uma mensagem evanglica, que o genial artista

    alcunhado Boanerges elabora com trs interpretaes:

    8

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    9/71

    I. Descobriremos a cura do filho de um oficial do rei, que nada fez para ser

    restabelecido.

    II. Em contraste, nos ser apresentado o paraltico de Betesda, que quer curar-se e

    viver de maneira saudvel, assumindo as consequncias de sua cura: carrega seu

    leito em dia de sbado, ante s crticas e murmuraes dos fariseus.III. Depois destes exemplos que inflamam a luz da f e acrescem a chama da

    esperana, ficaremos assombrados ao constatar que Ele esteve ausente no

    momento em que Seus amigos mais necessitavam Dele.

    Estas pginas efetuaro incurses pelo mistrio dos insondveis caminhos da

    liberdade de Deus, que nos levam questo: por que no cuida daqueles que O amam, O

    servem e O hospedam?

    Estamos diante do mistrio de Sua vontade soberana, que exerce a misericrdia com

    quem quer e cuja balana no pesa nossos mritos e boas obras.Ns no pretendemos apresentar uma resposta, j que, no fundo, vivemos algo

    semelhante. Jesus cura a muitos, liberta da opresso a outros e, contudo, quantas vezes,

    conosco, que O hospedamos na Betnia de nosso corao, no faz o mesmo.

    Ele no deve nada a ningum, uma vez que, quando Lhe oferecemos pousada,

    servimos ou perfumamos os ps do alegre mensageiro, somos ns que lucramos e,

    portanto, no temos direito a cobrar mais nada.

    Adiantamos apenas que, se estivesse em Betnia, ou lhe houvesse dado a mo, para

    recuper-lo, ou houvesse o curado a longa distncia, no haveria tantos instrumentos naorquestra dos que intervm na sinfonia deste prodgio.

    Ao admirar este mosaico de milagres e curas, o Senhor nos dar a inteligncia

    (2Tm 2,7) para encontrarmos no uma resposta terica, mas uma que possa ser aplicada

    nossa vida.

    Guadalajara, Mxico

    15 de maio de 2014

    40o

    aniversrio de escritor

    9

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    10/71

    10

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    11/71

    IDuas curas complementares

    Jesus cura de diferentes maneiras e com diversas terapias: com a imposio das

    mos, introduzindo Seus dedos nos ouvidos do surdo, com dedos untados com saliva, ou

    lodo, passados nos olhos do cego; caminhando em direo Jerusalm ou lavando-se em

    Silo; cura a longa distncia, ou dando a mo.

    Pessoalmente, eu vivi duas situaes significativas em relao a minha sade, que me

    ajudaram a me abrir, dispondo-me aos diferentes caminhos e formas pelas quais Deus

    intervm em nossa vida.

    11

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    12/71

    A. CURA DE MINHAS LCERAS SEM QUALQUER INTERVENO

    Em 1981, tive vrias lceras com sangramento. Fui hospitalizado em

    Jerusalm e necessitei , inclusive, de uma transfuso de sangue. Em 1982,

    ocorreu uma nova hemorragia e acabei, novamente, por ser internado no

    hospital por trs dias. No mesmo dia em que recebi alta, meia-noite, voltou osangramento. Nessa obscuridade, entreguei-me ao Senhor, deixando

    incondicional e confiadamente em Suas mos tanto minha sade quanto minha

    enfermidade. Nesse instante, cessou o fluxo sanguneo e no senti mais

    ardumes. Alguns meses depois, tive a oportunidade de fazer um novo exame em

    Houston, para verificar em que estado se encontravam minhas lceras. O

    resultado: totalmente curado! J se passaram mais de trinta e trs anos depois

    desta experincia que marcou minha vida.

    12

  • 7/26/2019 Por Que Deus Nao Cura Seus Amigos - Jos H Prado Flores

    13/71

    B. A ALERGIA E AS LAVAGENS NASAIS

    Por muitos anos, sofri congesto nasal, resultando em um mal-estar recorrente.

    Consultei muitos mdicos, realizei grande variedade de exames e anlises para

    detectar alergias, sem