narrativas multimédia

Download Narrativas Multimédia

Post on 05-Dec-2014

2.179 views

Category:

Education

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Um trabalho de Alexandre Gamela, Renato Silva e Sara Freitas sobre o mundo das narrativas multimédia (Março 2011)

TRANSCRIPT

  • 1. NARRATIVASMULTIMDIA
  • 2. FICHA TCNICATTULO Narrativas MultimdiaAUTORESAlexandre GamelaRenato SilvaSara FreitasPorto, Maro de 2011FONTEShttp://multimedia.journalism.berkeley.edu/http://www.ojr.org/http://vis.stanford.edu/papers/narrativehttp://www.multimediashooter.com/multimedia.pdfCairo, Alberto. Infografia 2.0 - Visualizacin Interactiva de informacin en prensa, Alamut, 2008
  • 3. NARRATIVASMULTIMDIA Alexandre Gamela Renato Silva Sara Freitas 2011
  • 4. NDICE1 POTENCIALIDADES DA NARRATIVA MULTIMDIA Pgina 71.1 Caractersticas da hipermdia Pgina 71.2 Necessidades e expectativas dos utilizadores Pgina 101.3 Caractersticas da narrativa multimdia Pgina 132 ELEMENTOS INTEGRANTES DAS NARRATIVAS MULTIMDIA Pgina 192.1 Vdeo Pgina 192.2 udio Pgina 202.3 Texto Pgina 202.4 Imagem Pgina 312.5 Grficos Pgina 313 PROCESSO DE PRODUO DE UMA PEA MULTIMDIA Pgina 373.1 Planeamento Pgina 373.1.1 Recolha de informao e data mining Pgina 373.1.2 Hierarquizao da informao Pgina 413.1.3 Desenvolvimento de Storyboards Pgina 423.1.4 Princpios de design de interface Pgina 45 5
  • 5. 1POTENCIALIDADES DASNARRATIVAS MULTIMDIA Keep it simple. The fluidity of the Web is not the problem, its the solution. If you ac- cept that your site will never be viewed exactly as you want it, you understand the spirit of the Web and its standards. Peter-Paul Koch1.1CARACTERSTICAS DA HIPERMDIAA proliferao de publicaes online conduziu emergncia de um novo gnero dejornalismo, o jornalismo digital ou ciberjornalismo, distinguvel do jornalismo tradi-cional por caractersticas essenciais como a multimedialidade, a hipertextualidade, ainteractividade, integrao e envolvncia. As qualidades distintas desta nova forma dejornalismo incluem uma actualizao noticiosa contnua, acesso global informao,reportagem instantnea, personalizao de contedos e uma participao activa dosutilizadores que passam a poder ser parte integrante da informao. A vertente da narrativa hipermdia, pelas caractersticas do meio, representa umadas rupturas mais significativas, aos nveis conceptual e prtico, entre velhos e novosmodelos de comunicao.Uma das caractersticas essenciais da narrativa hipermdia a interactividade. O hi-pertexto possibilita o uso de uma linguagem cuja estruturao personalizada, voltile em constante transformao, assumindo-se no meio como elemento de articulaode um extenso e infindvel rol de narrativas e mensagens isoladas ou integradas comoutras, permitindo ao utilizador manipular directamente a experincia da narrativa deforma directa e personalizada. Potencialidades das Narrativas Multimdia 7
  • 6. NARRATIVAS MULTIMDIAFigura 1 Ny Times College Cost Calculatorhttp://www.nytimes.com/interactive/2009/04/14/your-money/20090415-college-calculator.htmlPor outro lado, a interactividade contribui para a alterao do conceito tradicionalde recepo e de consumo. A hipermdia assume-se como um repositrio de in-formao que assenta num modelo de comunicao bidireccional e em constantetransformao. Esta capacidade de actualizao contnua e de armazenamento glo-bal leva a que a necessidade de consumo dos utilizadores resulte na expectativa decolaborao e participao. 8 Potencialidades das Narrativas Multimdia
  • 7. NARRATIVAS MULTIMDIA Esta capacidade que a hipermdia possui de uma comunicao bidireccional, con-tribui tambm para que a informao adquira um lado mais funcional e personalizado.A narrativa hipermdia comea ento a impor-se como aplicao interactiva na qualtodos podero ser emissores e receptores de uma mensagem em constante alterao.Figura 2 Ny Times Tell Us the Best Places to Go in 2010http://www.nytimes.com/interactive/travel/2010-places-to-go.htmlA capacidade da Web em combinar um conjunto de media diferentes constitui tam-bm um dos elementos-chave que caracterizam a narrativa hipermdia. A narrativamultimdia assume-se ento como um conjunto de media (udio, vdeo, grficos, fo-tografias, texto) que, combinados, resultam numa mensagem singular. A estruturao do layout, a integrao de meios, a adaptao dos contedos e aorientao de leitura assumem-se aqui como elementos fulcrais para a coeso da nar-rativa e para a hierarquizao da informao. A narrativa multimdia impe-se como uma aplicao interactiva que engloba umconjunto de meios de forma integrada e convergente para transmitir uma mensagem. Potencialidades das Narrativas Multimdia 9
  • 8. NARRATIVAS MULTIMDIAFigura 3 American Red Crosshttp://www.redcross.org/911recovery/1.2NECESSIDADES E EXPECTATIVAS DOS UTILIZADORESOs hbitos de consumo de informao variam consoante o canal em que qualquermensagem transmitida. Desta forma e, para uma comunicao mais eficaz, torna-sefundamental conhecer os perfis dos receptores para que a mensagem se aproxime damelhor forma s suas necessidades e expectativas. Se esta questo fundamental no desenvolvimento de narrativas lineares veicula-das num nico media, esta torna-se ainda mais crucial na elaborao de uma mensa-gem multimdia interactiva, j que a interaco implica uma participao activa doutilizador no consumo informativo, criando-se uma relao mais ntima entre o recep-tor e a mensagem. Uma vez que a interaco implica participao e a no linearidadesuscita a personalizao torna-se ento essencial compreender os perfis dos utilizado-res e dar resposta s suas necessidades.10 Potencialidades das Narrativas Multimdia
  • 9. NARRATIVAS MULTIMDIA A Web, pelas suas caractersticas, rene um vasto nmero de utilizadores com ex-pectativas e necessidades diversas no acesso informao mas que assentam em doispressupostos especficos: procura e consumo. Desta forma, os contedos produzidosdevem dar resposta a ambos permitindo uma leitura rpida e concisa mas oferecendosimultaneamente (explorando elementos como a no linearidade) a possibilidade deo utilizador aceder informao de forma detalhada. Estando acessvel a um nvel global, a Web rene um conjunto de utilizadores comdiversos perfis. A Web tem-nos forado a focalizar a informao intensamente no uti-lizador inexperiente. Basicamente, todos os utilizadores da Web so inexperientes otempo todo: ningum utiliza um site tempo suficiente para se tornar num utilizadorexperiente daquele site (Jakob Nielsen). At mesmo quando alguns utilizadores retor-nam ao site o suficiente para se tornarem experientes, necessrio que o sistema sedirija aos inexperientes: ningum vai entrar num site a menos que seja absolutamentebvio como utiliz-lo, em poucos segundos. A Web exige o tempo zero de aprendizagem. O mais importante na Internet que cada servio precisa ser baseado na anlise da tarefa dos utilizadores especficos,assim como nas suas necessidades. Os melhores sites sero aqueles que daro suporteao modo como os seus utilizadores desejam abordar os problemas. tambm preciso ter em considerao as razes que levam os utilizadores a visitardeterminado tipo de sites. Normalmente, os factores que levam os utilizadores a umsite so a procura de informaes concretas e especficas, a navegao por conve-nincia, a navegao na Web como forma de lazer, ou at mesmo a curiosidade emdeterminados assuntos. Os utilizadores esperam sites que respondam s suas perguntas e cujos contedoscorrespondam s expectativas. Desta forma, necessitam de textos legveis, bem comosistemas de navegao e pesquisa que os ajudem a encontrar mais rpido os conte-dos que procuram. Contedos desactualizados, links quebrados ou bugs, so situaesrejeitadas pelos utilizadores. A forma como os utilizadores interagem com o meio e como lem a informaotorna-se assim essencial. Nielsen desenvolve diversos estudos na rea da usabilidadena Web e comprovou que apenas 16 por cento dos utilizadores l palavra a palavra dainformao que apresentada. Grande parte da leitura na Web (79 por cento) scan-nerizada, ou seja, feita uma leitura na diagonal. Potencialidades das Narrativas Multimdia 11
  • 10. NARRATIVAS MULTIMDIAFigura 4 Estudo de Usabilidade atravs de eyetracking Jacob Nielsenhttp://www.useit.com/alertbox/reading_pattern.htmlEsta forma de leitura na Web surge por diferentes motivos. Por um lado, a leitura feitaa partir de um monitor mais cansativa para a viso tornando-a 25% mais lenta doque a leitura