bomba peristáltica pv-70 / pvt-70 / pv-80 / pvt-80

Download bomba peristáltica pv-70 / pvt-70 / pv-80 / pvt-80

Post on 08-Jan-2017

215 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • INSTRUES DE INSTALAO, SERVIO E MANUTENO

    BOMBA PERISTLTICA

    PV-70 / PVT-70 / PV-80 / PVT-80

    INOXPA, S.A.

    c/ Telers, 54 Aptdo. 174 E-17820 Banyoles

    Girona (Spain) Tel. : (34) 972 - 57 52 00 Fax. : (34) 972 - 57 55 02 Email: inoxpa@inoxpa.com

    www.inoxpa.com

    Manual Original 01.700.30.007080PT_RevC

    ED. 2011/02

  • DECLARAO DE CONFORMIDADE CE (segundo a Directiva 2006/42/CE, anexo II, parte A)

    O Fabricante: INOXPA, S.A.

    c/ Telers, 54 17820 Banyoles (Girona), Espanha

    Pela presente, declaramos que os produtos

    BOMBA PERISTLTICA PV / PVT Denominao Tipo

    esto em conformidade com os requesitos das Directivas do Conselho: Directiva de Mquinas 2006/42/CE, cumprem com os requisitos essenciais da Directiva assim como das sequintes Normas: UNE-EN ISO 12100-1/2:2004 UNE-EN 809/AC:2001 UNE-EN ISO 13857:2008 UNE-EN 953:1997 UNE-EN ISO 13732-1:2007 Directiva de Baixa Tenso 2006/95/CE (que derroga a Directiva 73/23/CEE) e esto em conformidade com UNE-EN 60204-1:2006 e UNE-EN 60034-1:2004 Directiva de Compatibilidade Electromagntica 2004/108/CE (que derroga a Directiva 89/336/CEE) e esto em conformidade com UNE-EN 60034-1:2004 Em conformidade com o Regulamento (CE) n 1935/2004 referente a materiais e objetos destinados a entrar em contacto com alimentos (derrogar Directiva 89/109/CEE), pela qual os materiais que esto em contacto con o producto no transferem os seus componentes ao mesmo, em quantidades suficientemente grandes que ponham em perigro a sade humana

    Banyoles, 2012

  • ED. 2011/02 1.Segurana 3

    1. Segurana 1.1. MANUAL DE INSTRUES Este manual contm informao sobre a recepo, instalao, operao, montagem, desmontagem e manuteno para a bomba PV-70 / PVT-70 / PV-80 / PVT-80. A informao publicada neste manual de instrues est baseada em dados actualizados. INOXPA reserva-se o direito de modificar este manual de instrues sem previo aviso. 1.2. INSTRUES PARA A COLOCAO EM FUNCIONAMENTO Este manual de instrues contm informao vital e til para que a sua bomba possa ser manuseada e mantida em condies adequadas. Ler as instrues atentamente antes da colocao em funcionamento da bomba, familiarizar-se con o funcionamento e modo de operar a sua bomba e por fim limitar-se estrictamente s instrues dadas. muito importante guardar este manual de instrues num local fixo e prximo sua instalao. 1.3. SEGURANA. 1.3.1. Smbolos de advertncia.

    Perigo para as pessoas em geral

    Perigo de leses causadas por peas em movimento do equipamento.

    Perigo elctrico

    Perigo! Agentes custicos ou corrosivos.

    Perigo! Cargas em suspenso

    Perigo para o bom funcionamento do equipamento.

    Obrigatrio para garantir a segurana no trabalho.

    Obrigatrio usar culos de proteco.

    1.4. INSTRUES GERAIS DE SEGURANA.

    Leia atentamente o manual de instrues antes de instalar a bomba e de a colocar em funcionamento. Em caso de dvida, contacte a INOXPA.

    1.4.1. Durante a instalao.

    Tenha sempre em conta as Especificaes Tcnicas do captulo 8. No ligue a bomba sem que as tubagens estejam conectadas. No ligue a bomba se as proteces do corpo e das correias no estiverem montadas. Antes de colocar a bomba em funcionamento, certifique-se de que as especificaes do motor so as correctas , em especial, se pelas condies de trabalho existe risco de exploso.

    1.4.2. Durante o funcionamento.

    Tenha sempre em conta as Especificaes Tcnicas do captulo 8. NUNCA podero exceder-se os valores limite especificados. NUNCA tocar a bomba ou as tubagens durante o funcionamento, se esta estiver a ser utilizada para fazer transfega de lquidos quentes, ou durante a sua limpeza

  • 4 1.Segurana ED. 2011/02

    A bomba contm peas em movimento. No introduzir nunca os dedos na bomba durante o seu funcionamento.

    NUNCA trabalhar con as vlvulas de aspirao e impulso fechadas. NUNCA molhar directamente com gua o motor elctrico. A proteo standart do motor IP-55: proteo contra p e gotas de gua.

    1.4.3. Durante a manuteno

    Ter sempre em conta as Especificaes Tcnicas do captulo 8. NUNCA desmontar a bomba at que as tubagens tenham sido esvaziadas. Ter em conta que o lquido da tubagem pode ser perigoso ou estar a altas temperaturas. Para estes casos, consultar as normas vigentes em cada pas. No deixar as peas soltas pelo cho.

    Desligar SEMPRE o fornecimento elctrico da bomba antes de comear a manuteno. Retirar os fusiveis e desligar os cabos dos terminais do motor. Todos os trabalhos elctricos devem ser executados por pessoal autorizado.

    1.4.4. De acordo com as instrues. Qualquer incumprimento das instrues poder tornar-se num risco para os operrios, para o ambiente e para a mquina, e pode resultar na perda do direito a reclamar danos. Este incumprimento pode comportar os seguintes riscos:

    Avaria de funes importantes das mquinas / instalao. Erros de procedimentos especficos de manuteno e reparao. Ameaa de riscos elctricos, mecnicos e qumicos. Colocar o ambiente em perigo devido s substncias libertadas.

    1.5. GARANTIA. Qualquer garantia ficar anulada de imediato com pleno direito e alm disso seremos indeminizados por qualquer reclamao de responsabilidade civil apresentada por terceiros, se:

    Os trabalhos de instalao e manuteno no forem realizados segundo as instrues deste manual. As reparaes no forem realizadas pelo nosso pessoal ou tenham sido efectuadas sem a nossa autorizao escrita. As peas utilizadas ou lubrificantes no forem peas de origem INOXPA. As peas da bomba esto danificadas por terem sido sujeitas a uma forte presso ao no existir uma vlvula de segurana. Existirem modificaes sobre o nosso material sem prvia autorizao escrita. O material tiver sido mal utilizado, de modo incorrecto ou com negligncia, ou no tenha sido utilizado segundo as

    indicaes e finalidade especificadas neste manual. As condies gerais de entrega que j tem em seu poder tambm so aplicveis.

    No poder executar qualquer modificao na mquina sem antes ter falado com o fabricante. Para sua segurana utilize peas de substituio e acessrios originais. O uso de outras peas desresponsabilizar na totalidade o fabricante. A alterao das condies de servio s podero fazer-se com prvia autorizao escrita da INOXPA.

    Em caso de dvida ou caso deseje explicaes mais completas sobre dados especficos (ajustes, montagem, desmontagem...), no hesite em contactar-nos.

  • ED. 2011/02 2.ndice 5

    2. ndice

    1. Segurana 1.1. Manual de instrues ....................................................................................................... 3 1.2. Instrues para a colocao em funcionamento ................................................................ 3 1.3. Segurana ......................................................................... Error! Marcador no definido. 1.4. Instrues gerais de segurana .......................................... Error! Marcador no definido.

    2. ndice

    3. Informao Geral 3.1. Descrio ........................................................................................................................ 6 3.2. Princpio de funcionamento .............................................................................................. 6 3.3. Aplicao ........................................................................................................................ 6

    4. Instalao 4.1. Recepo da bomba ........................................................................................................ 7 4.2. Transporte e armazenamento ........................................................................................... 7 4.3. Montagem......................................................................... Error! Marcador no definido. 4.4. Tubagens ........................................................................................................................ 8 4.5. Vlvulas de corte ............................................................................................................. 8 4.6. Instalao elctrica .......................................................................................................... 8

    5. Colocao em Funcionamento5.1. Colocao em funcionamento. .......................................................................................... 9

    6. Anomalias de funcionamento

    7. Manuteno7.1. Generalidades ................................................................................................................11 7.2. Limpeza .........................................................................................................................11 7.3. Armazenamento .............................................................................................................12 7.4. Desmontagem/Montagem da bomba ...............................................................................12

    8. Especificaes Tcnicas 8.1. Especificaes Tcnicas ..................................................................................................16 8.2. Pesos .............................................................................................................................16 8.3. Dimenses da bomba PV com depsitos de amortecimento. ..............................................17 8.4. Dimenses da bomba PVT com tremonha. .......................................................................17 8.5. Seco Bomba PV-70 i PV-80 ..........................................................................................18 8.7. Seco tremonha PVT-70 i PVT-80 ..................................................................................22 8.8. Lista de peas tremonha PVT-70 i PVT-80 ........................................................................23

  • 6 3.Informao Geral ED. 2011/02

    3. Informao Geral 3.1. DESCRIO A bomba peristltica pertence ao grupo de bombas volumtricas de deslocamento positivo. O princpio de funcionamento baseia-se na presso e esmagamento progressivo, que exercem os cilindros sobre o tubo impulsor. A oscilao entre a compresso e a descompresso do elemento tubular cria uma depresso e por consequncia uma aspirao contnua do fludo convertendo esta bomba em auto-aspirante. Na impulso gera-se um fluxo contnuo, sendo o caudal directamente proporcional velocidade. O produto que se encontra no interior do tubo bombeado sem sofrer qualquer dano. As suas caractersticas principais so: Auto-aspirante at 8 m. Possibilidade de girar em seco. Estanquecidade total, sem empanques mecnicos ou

    empaquetaduras. Excelente comportamento em doseamento 1%. Caudal independente da presso. Sentido de rotao reversvel.

    Facilidade de limpeza. Silenciosa. Manuteno fcil e econmico. Bombeio delicado dos fludos. Resistencia abrasividade.

    Este equipamento apto para o seu uso em processos alimentares. 3.2. PRINCPIO DE FUNCIONAMENTO Na seguinte figura podemos observar o funcionamento da bomba:

    Tal e como se indica na figura, a bomba tem um desenho muito simples, robusto e realmente com poucas partes mveis. As duas extremidades do tubo flexvel esto fixas ao corpo da bomba atravs de uma abraadeira muito robusta. No interior do corpo encontram-se trs cilindros impulsores, que giram concentricamente com um disco de fundio, e que como mnimo um deles est sempre a comprimir o tubo flexvel gerando assim a capacidade de bombagem.

    3.3. APLICAO Filtrao. Transfega. Engarrafamento. Mostos. Remontgem. 3.3.1. Campo de aplicao

    O campo de aplicao para cada tipo de bomba limitado. A bomba foi seleccionada para umas condies de bombagem no momento de realizar-se a encomenda. INOXPA no se responsabilizar dos prejuizos provocados por uma informao incompleta dada pelo comprador (natureza do lquido, RPM).

    PV-70 PV-80

  • ED. 2011/02 4.Instalao 7

    4. Instalao 4.1. RECEPO DA BOMBA

    INOXPA no se responsabiliza pelos danos do material devido ao transporte ou ao desembalamento. Comprovar visualmente que a embalagem no tenha sofrido danos.

    Junto com a bomba segue a seguinte documentao:

    Guias de transporte. Manual de Instrues e Servio da bomba. Manual de Instrues e Servio do motor (*) (*) sempre que INOXPA fornea a bomba com motor.

    Desembalar a bomba e comprovar:

    As ligaes de aspirao e de impulso da bomba, retirando qualquier

    resto de material de embalagem. Comprovar que a bomba e o motor no sofreram danos No caso de a bomba no estar em condies e/ou faltarem peas, o

    transportador dever realizar um relatrio sobre o sucedido com a maior brevidade.

    Comprovar que a bomba vem com um dos trs cilindros fora de posio evitando assim que esteja a pressionar e por consequncia a danificar o tubo flexivel durante o transporte. Antes de colocar a bomba em funcionamento dever montar o cilindro na sua posio correcta.

    4.1.1. Identificao da bomba

    Placa identificao bomba

    4.2. TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO

    As bombas PV-70 / PVT-70 / PV-80 / PVT-80 so muito pesadas para serem movimentadas manualmente.

    Levantar a bomba como se indica a continuao:

    Utilizar sempre as argolas para levantar a bomba. Fixar as cintas de maneira que no possam deslizar.

    Nmero de srie

  • 8 4.Instalao ED. 2011/02

    4.3. MONTAGEM Colocar a bomba o mais prximo possvel do depsito de aspirao, se possvel debaixo do nvel de lquido. Colocar a bomba de maneira que haja suficiente espao em toda a sua volta para poder ter acesso bomba e ao motor.

    (Ver captulo 8, Especificaes Tcnicas para consultar dimenses e pesos). Colocar a bomba numa superfcie plana e nivelada.

    Instalar a bomba de maneira a que tenha uma boa ventilao. Se a bomba for instalada no exterior, deve estar debaixo de um telhado. A sua colocao deve permitir um fcil acesso para qualquer operao de inspeco ou manuteno.

    4.4. TUBAGENS Como norma geral montar as tubagens de aspirao e impulso em troos rectos, com o menor nmero possvel de curvas

    e acessrios, reduzindo assim qualquer perda de carga provocada por frico. Garantir que as bocas da bomba esto bem alinhadas com a tubagem e que tm um dimetro aprximado ao dimetro das

    ligaes da bomba. Colocar a bomba o mais prximo possvel do depsito de aspirao, se possvel debaixo do nvel de lquido ou mesmo a un

    nvel inferior em relao ao depsito, garantindo assim que a altura manomtrica de aspirao esttica est ao mximo. Colocar suportes para as tubagens o mais prximo possvel das bocas de aspirao e impulso da bomba.

    4.5. VLVULAS DE CORTE A bomba pode ser isolada para a sua manuteno. Para tal, devem ser instaladas vlvulas de corte nas ligaes de aspirao e impulso da bomba. Estas vlvulas devem estar SEMPRE abertas durante o funcionamento da bomba. 4.6. INSTALAO ELCTRICA

    Deixar a ligao dos motores elctricos a pessoal qualificado. Tomar as medidas necessrias para prevenir avarias nas ligaes e cabos.

    O equipamento elctrico, os bornes e os componentes dos sistemas de control anda podm transportar corrente elctrica quando esto desligados. O contacto com eles pode pr em perigo a segurana dos operrios ou causar danos irreparveis ao material. Antes de manipular a bomba, assegure-se que no chega corren...

Recommended

View more >