o fluxo de caixa nas micro e pequenas empresas: ?· fluxo de caixa; (iii) verificar como o fluxo...

Download O FLUXO DE CAIXA NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: ?· fluxo de caixa; (iii) verificar como o fluxo de…

Post on 08-Nov-2018

214 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    O FLUXO DE CAIXA NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO

    PARA AS EMPRESAS VAREJISTAS DE AUTOPEAS DO SETOR CAMPINAS

    Tatiane Mayara A. de L. Almeida1 Lcio Ismael de Alvarenga2

    RESUMO notrio e inquestionvel o fato de que a Administrao Financeira tem ganhado maior espao gerencial nas empresas, devido a sua contribuio para que estas possam alcanar seus objetivos organizacionais e, de fato, manterem-se no mercado. Esse artigo tem como objetivo geral estudar a importncia do fluxo de caixa para as micro e pequenas empresas, com destaque para os varejistas de autopeas do setor Campinas, em Goinia - GO. Para levantar as informaes acerca do problema, foi realizada a coleta de informaes em pesquisa de campo por meio de questionrio, na qual foi possvel confirmar que o fluxo de caixa uma ferramenta utilizada pela maioria dos entrevistados, porque de fcil elaborao e demonstra a realidade da empresa, tornando-a importante e imprescindvel para o planejamento financeiro da mesma. As empresas que realizam o planejamento financeiro conseguem manter uma boa sade econmica e financeira perante o mercado, conseguindo prever as possveis faltas de caixa e tomar aes preventivas mais eficazes na gesto dos impactos causados pela escassez e custo dos recursos financeiros.

    Palavras-Chave: Administrao Financeira, Planejamento Financeiro, Fluxo de

    Caixa

    1. INTRODUO

    Segundo o Estatuto da Micro e Pequena Empresa, microempresa

    aquela que aufere receita anual igual ou inferior a R$ 240.000,00 (duzentos e

    quarenta mil reais) e Empresa de Pequeno Porte (EPP) aquela cuja receita bruta

    anual maior do que R$ 240.00,00 (duzentos e quarenta mil reais) e igual ou inferior

    a 2.400.000,00 (dois milhes e quatrocentos mil reais). J os estados utilizam vrios

    critrios para classificar as empresas de acordo com a situao econmica e fiscal e

    o Servio Brasileiro de Apoio s Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE, 2011), alm

    1 Acadmica do 8 perodo do curso de Administrao de Empresas da Faculdade Unida de Campinas - FacUNICAMPS. 2 Economista. Administrador e Administrador Pblico. Especialista em Economia de Empresas. Mestre em Administrao. Professor da Faculdade Unida de Campinas - FacUNICAMPS.

  • 2

    de utilizar os critrios abarcados pelo Estatuto da Micro e Pequena Empresa, ainda

    classifica as empresas de acordo com a quantidade de funcionrios, assim

    classificando empresas com at 09 (nove) funcionrios, como microempresa,

    enquanto que a Empresa de Pequeno Porte possui de 10 (dez) a 49 (quarenta e

    nove) funcionrios. Nesta pesquisa, ser utilizado o conceito definido pelo SEBRAE.

    O Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) afirma que as micro e

    pequenas empresas so responsveis por 52,3% do emprego formal no Pas, o que

    equivale a 13 milhes de trabalhadores e o SEBRAE (2011) complementa que elas

    representam 98% do mercado brasileiro e 20% do Produto Interno Brasileiro (PIB) o

    que as torna essencial para a estabilidade social e econmica do pas.

    As micro e pequenas empresas so muito importantes para a economia

    brasileira. Ainda segundo o SEBRAE (2011) elas respondem por 99,8% das

    empresas que so criadas a cada ano e conforme esta mesma Instituio, 24,1%

    destas empresas fecham as portas com menos de dois anos de existncia por falta

    de capital de giro e planejamento financeiro.

    Percebe-se que a administrao financeira um quesito essencial para a

    sobrevivncia destas empresas no mercado e para que estas possam realizar a sua

    administrao financeira adequadamente necessrio utilizar diversas ferramentas

    contbeis para facilitar as tomadas de decises quanto ao destino de seus recursos,

    sendo que umas destas ferramentas o fluxo de caixa, o que levou a pesquisa a se

    assentar na seguinte problemtica: Qual a importncia do fluxo de caixa nas micro e

    pequenas empresas varejistas de autopeas do setor Campinas em Goinia?

    Diante da problemtica, o objetivo geral do estudo foi estudar a

    importncia do fluxo de caixa nas micro e pequenas empresas varejistas de

    autopeas do setor Campinas em Goinia, tendo como objetivos especficos para

    elucidar o problema: (i) entender o que o fluxo de caixa e sua importncia para o

    planejamento financeiro; (ii) identificar se as micro e pequenas empresas utilizam o

    fluxo de caixa; (iii) verificar como o fluxo de caixa auxilia na tomada de deciso.

    Por meio do fluxo de caixa, os empresrios conseguiro visualizar a

    situao financeira da empresa em determinado perodo, facilitando a tomada de

    deciso quanto aos destinos de seus recursos, o que justifica a necessidade de

    estudos cientficos visando o despertar do interesse e necessidade da aplicao do

    fluxo de caixa em todas as organizaes, em especial naquelas que no mdias ou

  • 3

    grandes e que esto em fase inicial de atividades, sem terem elaborado seu

    planejamento de negcios.

    O estudo realizado auxiliar aos micro e pequenos empresrios

    amostrados a entender a importncia da aplicao do fluxo de caixa na organizao

    e, quando aplicado corretamente, o quanto facilitar no levantamento de

    informaes financeiras da empresa, o que suportar melhor a tomada de deciso

    no tocante ao planejamento financeiro empresarial.

    2. REFERENCIAL TERICO

    2.1 ADMINISTRAO FINANCEIRA

    A administrao financeira afeta diretamente as pessoas e as empresas e

    nas organizaes devido s mudanas que vm ocorrendo nos cenrios

    econmicos, esta rea se torna cada vez mais importante e suas atividades mais

    complexas.

    Outro fator de grande relevncia para a administrao financeira a

    globalizao das atividades empresariais, as quais passam a demandar

    administradores financeiros capazes de ajudar as empresas a gerir fluxos de caixa

    em diversas moedas e auxiliar as empresas na proteo dos riscos das transaes

    internacionais, Gitman (2004).

    O Brasil considerado um pas burocrtico por causa das altas cargas

    tributrias e pouco acesso ao crdito, o que faz com que a administrao financeira

    seja de suma importncia dentro das empresas, independente do seu porte, pois

    esta tem o objetivo de maximizar as riquezas dos acionistas da empresa.

    Dentre as suas principais funes esto: planejar, controlar, orar, prever,

    investir, financiar, cobrar, entre outros, com diversos enfoques como: valores de

    retorno, liquidez, endividamento, eficcia operacional, fuses, aquisies, etc.,

    sendo o seu estudo importante porque os recursos financeiros esto presentes em

    todas as atividades administrativas, econmicas, sociais e tecnolgicas, afirmam

    Jnior, Rigo e Cherobim (2005).

    De acordo com Santos e Veiga (2011) a administrao financeira de uma

    organizao no fcil e merece ateno especial, principalmente nas micro e

  • 4

    pequenas empresas, para que, por meio de um planejamento financeiro correto,

    diminuam-se as possibilidades de mortalidade das mesmas.

    O principal responsvel pela administrao financeira nas organizaes

    deve ser o administrador financeiro, sendo este responsvel pela sade econmica

    e financeira da empresa. Acontece que, na maioria das micro e pequenas empresas,

    esta funo desempenhada pelo proprietrio, que muitas vezes no tem o

    conhecimento necessrio para a boa gesto da rea financeira.

    De acordo com Gitman (2004) nem sempre fcil distinguir administrao

    financeira de contabilidade. Entretanto, existem duas diferenas bsicas entre elas,

    que esto relacionadas com a nfase no fluxo de caixa e na tomada de decises.

    No primeiro caso, a contabilidade utiliza o regime de competncia (aquele

    no qual se reconhecem as receitas no momento da venda, independente do

    recebimento do pagamento, e as despesas, assim que so realizadas), enquanto

    que a administrao financeira utiliza o regime de caixa (aquele no qual o

    lanamento se d no momento das entradas e sadas efetivas do caixa). No tocante

    s tomadas de decises, na maioria dos casos, a contabilidade dedica a maior parte

    da ateno em coletar e apresentar os dados, enquanto que os administradores

    financeiros avaliam as demonstraes contbeis, produzem dados adicionais e

    tomam as decises com base na avaliao do retorno e risco da transao.

    Jnior, Rigo e Cherobim (2005), dizem que as decises financeiras

    ocorrem ao longo do tempo e so classificadas como decises financeiras de curto

    prazo aquelas que se referem s atividades normais da empresa, ao dia-a-dia e

    as decises de longo prazo quando envolvem estratgias de financiamento e

    investimento.

    Para as tomadas de decises desta rea, a administrao financeira

    busca informaes internas (da empresa) e externas (do mercado ou ambiente). As

    informaes da empresa podem ser de curto prazo (volume de vendas, contas a

    pagar ou receber, receitas ou despesas) ou