dom - 22/07/2014

Download DOM - 22/07/2014

Post on 01-Apr-2016

219 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Diário Oficial do Município

TRANSCRIPT

  • Ano XX N. 4.602 R$ 0,90 Tiragem: 2.500 22/7/2014Dirio Oficial do Municpio - DOM

    BELO HORIZONTEFo

    tos:

    Suz

    iane

    Fon

    seca

    Comisso de Aproveitamento de Resduos Slidos da Fundao Zoo-Botnica promove boas prticas

    ambientais de preservao do meio ambienteUtilizao de resduos orgnicos como cobertura em bosques e reas ajardinadas e na fabricao de adubo esto entre as aes realizadas

    Desde que foi constituda, em fevereiro deste ano, a Comisso de Aproveitamento de Resduos Slidos da Fundao Zoo-Botnica de Belo Horizonte (avenida Otac-lio Negro de Lima, 8.000, Pampu-lha) tem possibilitado a adoo de boas prticas para a preservao do meio ambiente.

    Entre as atividades reali-zadas nos ltimos meses esto o aproveitamento de resduos orgnicos como cobertura morta em bosques e reas ajardinadas do Jardim Zoolgico, por meio da triturao de galhos e gravetos acumulados durante a poda e a supresso de rvores, e o aprovei-tamento de resduos de varrio e da rastelagem.

    Resduos do biotrio (local onde so criadas e/ou mantidas presas para alimentar animais do Zoolgico) e da cozinha da seo de Nutrio do Jardim Zo-

    Coleta seletiva A inteno que nos prximos meses sejam implementadas aes

    de controle da produo de lixo inorgnico, especialmente por meio da reduo do consumo de copos descartveis e da intensificao da coleta seletiva em contineres apropriados. Alm dos recipientes para os visi-tantes, a ideia colocar nos vrios departamentos cestos coletores que possam receber os materiais para reciclagem.

    Atualmente, o papel de escritrio tem sido reaproveitado, utilizando tambm o verso para confeco de blocos e pequenos retalhos para ras-cunho. So separados os resduos orgnicos e os materiais no reciclveis (resduos), que so levados para aterro sanitrio. Outra atividade importante o recolhimento e a destinao de jornais para reciclagem. Alm disso, a aquisio, por meio de medida compensatria, de 19 contenedores de 660 litros devero facilitar o acondicionamento do lixo produzido pelo pblico em geral.

    olgico tambm so aproveitados. Alm disso, resduos orgnicos so utilizados na produo de compostagem, um tipo de adubo de melhor qualidade utilizado na horta da Fazenda Educativa, nos jardins e outros locais da Funda-o Zoo-Botnica, incluindo fezes de animais, restos de capim e de alimentos.

    De acordo com o presidente da Fundao Zoo-Botnica, Jorge Espeschit, essas aes fazem parte de um planejamento mais amplo para aproveitamento dos resdu-os slidos e se reflete no modo como a instituio expressa sua misso e valores. Como estamos constantemente trabalhando a educao ambiental com nossos visitantes. O intuito possibilitar que essas medidas comecem a ter razes profundas entre os prprios funcionrios que aqui trabalham, declarou.

    Curiosidades Diariamente so reaproveitados 18 quilos de resduos

    orgnicos (cascas, talos de verduras, partes de legumes, etc.) produzidos na cozinha da Seo de Nutrio.

    No biotrio diariamente so produzidos cerca de 10 quilos de substrato orgnico para a produo de compostagem.

    O volume de terra rica em resduos orgnicos (produto do acmulo de antigas podas em reas verdes) retirada dos fundos do Departamento de Administrao e Finanas no ms de junho e reaproveitado corresponde a cerca de 100 caminhes de 5 m.

    O volume de cavacos aproveitados (produto da triturao de poda vegetal, que inclui galhos, pedaos de tronco, folhas e bambus) corresponde a aproximadamente 20 caminhes de 5 m.

    Atividades recentes incluem o aproveitamento de resduos orgnicos por meio da triturao de galhos e gravetos

    Meta implantar aes de controle de produo de lixo inorgnico nos prximos meses

  • BELO HORIZONTETera-feira, 22 de julho de 2014Dirio Oficial do Municpio2

    Poder Executivo

    Oficina gratuita ensina confeco, percusso e ritmos dos tambores mineiros

    Comea a seleo das propostas artsticas inscritas na Virada Cultural

    Primeira edio da Virada Cultural foi realizada no ano passado em vrios espaos da cidade

    As inscries para os artistas interessados em par-ticipar da Virada Cultural de Belo Horizonte esto encer-radas. Foram 1.280 inscries em diversas reas, como M-sica, Teatro, Dana, Circo, Li-teratura, Artes Visuais, Inter-venes Urbanas, Cultura Po-pular e Artes Integradas, entre outras. Agora, a Virada entra em uma nova etapa: a sele-o das propostas inscritas. A lista com os pr-selecionados ser divulgada no final deste ms.

    A comisso de seleo formada por especialistas de diferentes reas com extensa atuao no mercado cultural. composta por oito mem-bros da sociedade civil e oito do poder pblico, garantindo a isonomia e o carter demo-crtico do processo. Os mem-

    bros da comisso so responsveis pela avaliao das propostas a partir de critrios definidos no re-gulamento da Virada Cultural, co-mo qualidade artstica do traba-lho, originalidade, viabilidade tc-nica, adequao da proposta e re-levncia no contexto da produo artstica de Belo Horizonte.

    A Prefeitura de Belo Ho-rizonte, por meio da Fundao Municipal de Cultura (FMC), ofe-rece domingo no Centro Cultural Pampulha a oficina Tamborada de Minas. Na atividade, cada participante constri a sua prpria caixa de folia, utilizando materiais, ferramentas e equipamentos de segurana, aprendendo tambm os principais ritmos mineiros. As inscries podem ser feitas dire-tamente no Centro Cultural Pam-pulha (rua Expedicionrio Paulo de Souza, 185, bairro Urca) ou pelo telefone 3277-9292. A aula acontece das 9h s 13h. A oficina gratuita e nos prximos meses percorre mais sete centros culturais da cidade.

    Nos encontros, os alunos aprendero a construir um tipo de tambor tradicional do Conga-

    do Mineiro e da Folia de Reis, a chamada caixa de folia, alm de aprender um pouco sobre a cultura afro-mineira. Os instrumentos so leves, possuem afinao de corda e so confeccionados em madeira e pele de cabra.

    O Tamborada de Minas um projeto que consiste no resgate musical de manifestaes culturais de matrizes africanas em Minas Gerais e foi criado por Andr Ta-ques, Evandro Fontoura e Bruno Abraho. As oficinas tm a funo de preservar e valorizar a identi-dade de comunidades mineiras, produzir conhecimento, resgatar as tradies musicais e fortalecer seus instrumentos de resistncia. Andr Torres, ministrante da ofi-cina, acredita que ela generosa por oferecer os melhores materiais e disponibilizar informaes sobre essa arte. Ensinamos todos os processos, medidas e tcnicas desenvolvidas ao longo de anos de atuao em projetos artsticos e educacionais, no Brasil e no Exterior, a qualquer pessoa. No formamos concorrentes e, sim, multiplicadores ressalta Andr.

    Sobre o professorAndr Taques iniciou o seu trabalho de pesquisas e cons-

    truo de instrumentos musicais com a Oficina Instrumental do Uakti e a Lutheria Indiana, onde, paralelamente, comeou a mi-nistrar oficinas de construo e musicalizao em vrios projetos sociais. Com o desenvolvimento das pesquisas, Andr conheceu Maurcio Tizumba e o Tambor Mineiro, no ano de 2000, e, sob sua coordenao, ministrou vrios cursos do Tambor Mineiro no Brasil e tambm no exterior.

    A comisso de seleo pontua e define o ranking das propostas, que ento utili-zado para orientar a composi-o da programao, buscan-do a diversidade de estilos, a abrangncia de linguagens culturais e artsticas, bem co-mo as adequaes tcnicas.

    Na atividade, alunos iro aprender a construir tambores tpicos do Congado Mineiro e da Folia de Reis

    Lus

    Hen

    rique

    Evo

    Net

    un L

    imas

    e

    Stae

    k Az

    eved

    i

    Brun

    o Ab

    rah

    o

  • BELO HORIZONTETera-feira, 22 de julho de 2014 Dirio Oficial do Municpio 3

    Poder Executivo

    Ger

    com

    Cen

    tro-S

    ul

    Andr

    a M

    orei

    ra

    Dirio Oficial do Municpio de Belo HorizonteInstitudo pela Lei n 6.470 de 06/12/1993 e alterado pela Lei n 9.492 de 18/01/2008 Endereo eletrnico: www.pbh.gov.br/dom

    Composio, Produo e EdioAssessoria de Comunicao Social - Prefeitura de Belo HorizonteAv. Afonso Pena, 1.212 - 4 andar - Tel.: (31) 3277-4246

    Distribuio e AssinaturasRicci Dirios & Publicaes Ltda - Rua Curitiba, 1.592 - Loja 01Lourdes - Belo Horizonte - MG - Tel.: (31) 3274-4136

    ImpressoDidtica Editora do Brasil Ltda - ME - Rua Custdio Maia, 469Bairro Darcy Vargas - CEP 32372-160 - Contagem - MG - Tel.: (31) 2557-8030

    Reduo do uso de material de consumo tema de encontro na Regional Pampulha

    Regional Centro-Sul recebe a 4 palestra do ciclo RH em Debate

    Conscientizar os funcion-rios da Regional Pampulha sobre a importncia da reduo do uso de material de consumo foi o te-ma de um encontro realizado na ltima semana em seu auditrio (avenida Antnio Carlos, 7.596, bairro So Lus). O encontro foi coordenado pela Gerncia Admi-nistrativa Financeira e teve a pre-sena de 30 representantes das vrias gerncias e equipamentos que compem a Regional Pam-pulha.

    Gerente regional Adminis-trativa Financeira, Amlia Ferrei-ra da Silva apresentou a equipe que atua no atendimento das so-licitaes de compras e no forne-cimento de material de uso co-mum para os diversos setores. Fo-ram apresentados dados compa-rativos dos anos de 2012 e 2013 referentes ao consumo de mate-riais como papel, caneta e papel toalha, entre outros. Os presen-tes receberam ainda orientaes sobre o fluxo de compras de ma-teriais, sobre o Sistema Integrado de Estoque (SIEST) adotado pe-la Prefeitura de Belo Horizonte e dicas para otimizar seu uso. Pa-ra Amlia, a reunio teve resulta-dos positivos. Queremos conhe-cer e nos aproximar das pessoas com quem trabalhamos, alm de

    permitir que nossos colegas en-tendam o processo do qual fa-zem parte, disse.

    Gerente regional de Admi-nistrao e Finanas, Ftima de Al-meida S. Freitas falou sobre a po-ltica oramentria do municpio