repressão e resistência

Download Repressão e resistência

Post on 27-Jun-2015

2.767 views

Category:

Education

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Oposição ao Estado Novo

TRANSCRIPT

  • 1. Oposio Ditadura

2. A 19 de Maio de 1954, em Baleizo, a GNR investiu sobre um grupo de camponesas que reivindicavam um aumento de salrio. Do confronto resultou a morte com trs tiros de Catarina Eufmia, com 26 anos, me de trs filhos. Desde ento este nome passou a ser smbolo da resistncia e da luta contra a ditadura. Gravurade Dias Coelho 3. Em Fevereiro de 1949, por no terem sido asseguradas condies mnimas de democraticidade, num comcio em Lisboa, Norton de Matos anuncia a desistncia da sua candidatura s "eleies" para a Presidncia da Repblica.scar Carmona de novo "eleito" presidente da Repblica, apesar da idade avanada (morre em Abril de 1951, com 81 anos).

  • Em Julho de 1948, o GeneralNorton de Mato s, figura destacada da I Repblica, candidata-se presidncia da Repblica.
  • Do seu programa fazem parte os seguintes aspectos:
  • Defesa de uma democracia parlamentar;
  • Amnistia para os presos polticos;
  • Encerramento do campo do Tarrafal;
  • Abolio da censura;
  • Liberdade de associao poltica e sindical;
  • Liberdade de propaganda poltica e religiosa.

4. Grande manifestao de apoio ao General sem medo, no Porto (Maio de 1958). Em Fevereiro de 1958,Humberto Delgadocandidata-se presidncia da Repblica.A sua campanha constituiu um sobressalto poltico para o regime. 5. Multido aguardando o General Humberto Delgado junto Estao de S. Bento, no Porto, para o comcio a realizar na cidade (14 de Maio de 1958). 6. A multido saiu rua para aplaudir Humberto Delgado. Aqui uma imagem da praa junto Igreja dos Congregados. 7. Chegada triunfal de Humberto Delgado Estao de Santa Apolnia (16 de Maio de 1958), aps o gigantesco comcio no Porto. 8. Ao chegar a Lisboa, Humberto Delgado intimado pela polcia a parar a sua marcha. 9. Comcio de Humberto Delgado em Chaves (22 de Maio de 1958). 10. No dia 3 de Janeiro de 1960, evadem-se do forte de Peniche dez militantes comunistas, entre os quais lvaro Cunhal. Contam com a colaborao de um militar da GNR. 11. 1961 , ano de um forte abalo no regime fascista 21 de Janeiro -assalto ao paquete Santa Maria , baptizado de Santa Liberdadepor Henrique Galvo 4 de Fevereiro - incio da insurreio em Angola, comea aguerra colonial De 11 a 13 de Abril - tentativa frustrada de golpe de estado liderada pelo generalBotelho Moniz , ministro da Defesa 10 de Novembro desvio de um avio da TAP para lanar panfletos sobre Lisboa e outros locais do pas 12 de Novembro - antes e depois das eleies, realizam-se manifestaes contra afarsa eleitoral . Em Almada, um manifestante morto a tiro pela polcia. 18 de Dezembro - a Unio Indiana invade e integra no seu territrio os enclaves Goa, Damo e Diu. 19 de Dezembro - o artista plsticoJos Dias Coelho detectado pela brigada da PIDE e assassinado a tiro na rua que hoje tem o seu nome. 12. Exclusivo: A bordo do Santa Maria A fantstica aventura de Galvo e dos piratas da revoluo. O " Santa Maria " largou de Lisboa a 9 de Janeiro de 1961 para uma viagem Amrica Central. Entre os passageiros embarcados, contava-se um grupo de 20 membros da DRIL - Direco Revolucionria Ibrica de Libertao - organismo constitudo por opositores aos regimes de Franco e Salazar, cujo comandante era o capito Henrique Galvo, que embarcou clandestinamente no " Santa Maria " um dia depois, em Curaau, com mais trs elementos da DRIL. 13. O palcio flutuante (o Santa Maria) era o primeiro pedao da ptria libertada - disse o jornalista Dominique Lapierre, do Paris Match, em entrevista a Henrique Galvo. Santa Liberdade DRIL Direco Revolucionria Ibrica de Libertao 14. "Vou para onde me empurraram: para a revolta. Henrique Galvo 15. A 2 de Fevereiro, o"Santa Maria"fundeou no porto brasileiro do Recife, procedendo ao desembarque dos passageiros e tripulantes. Os rebeldes entregaram-se s autoridades brasileiras, obtendo asilo poltico, ao mesmo tempo que o " Santa Maria " voltava posse da Companhia Colonial de Navegao. 16. O " Santa Maria " largou do Recife a 7 de Fevereiro. Entrou no Tejo, embandeirado em arco, a 16, e atracou em Alcntara. 17. A 4 de Fevereiro de 1961, elementos do MPLA tentam, em Luanda, assaltar a Casa de Recluso Militar, o quartel da PSP e a delegao da Emissora Nacional. Durante esse dia e os seguintes, as foras militares e policiais massacraram mais de trs mil civis indgenas. o incio daguerra colonial . 18. Botelho Moniz , Ministro da Defesa de Salazar, em Abril de 1961, protagonizou umgolpe de estado palacianoque, segundo alguns historiadores, contava com o apoio dos EUA interessados na mudana de orientao da poltica portuguesa, na linha de uma nova poltica anticolonialista do governo norte-americano.Esta tentativa golpista s falhou devido demasiada ingenuidade e inabilidade dos seus protagonistas e pronta interveno de Salazar. 19. A 10 de Novembro de 1961 foi desviado um avio da TAP, da linha Lisboa-Casablanca. A Operao Vag, dirigida por Hermnio da Palma Incio, lanou panfletos sobre Lisboa e outras localidades, denunciando a burla das eleies legislativas que se realizariam a 12 de Novembro. Palma Incioe o comandante do avio desviado,Jos Marcelino , 45 anos depois. 20. Rasando a cidade de Lisboa, voando a cerca de 100 m de altitude, evitando assim os radares e os dois caas Sabre com ordem de interceptar e abater o avio, caso este no aterrasse em solo portugus (ordem que os pilotos dos caas no cumpriram), o avio segue sempre a baixa altitude passando pelo Barreiro, Setbal, Beja e Faro, enquanto os companheiros de Palma Incio, ajudados pelo Comissrio e por duas Hospedeiras, enchiam os cus de Portugal com os 100000 folhetos. 21. Tropas indianas ocupam Goa. A 18 de Dezembro de 1961, a Unio Indiana invade e integra no seu territrio os enclaves Goa, Damo e Diu. 22. Nesse dia, pelas oito horas da noite, cinco agentes da PIDE saltaram de um automvel, perseguiram-no, cercaram-no, na ento Rua da Creche, em Alcntara, e que hoje tem o seu nome, e dispararam dois tiros.Jos Dias Coelho foi assassinado a tiro, em 19 de Dezembro de 1961. 23. A agncia do Banco de Portugal na Figueira da Foz foi assaltada a 17 de Maio de 1967, no que foi uma das aces mais mediticas da oposio ditadura. O assalto, organizado pela LUAR e dirigido por Palma Incio, destinava-se a financiar a organizao. Os quatro assaltantes fugiram de automvel para o aerdromo de Coimbra, onde se apoderaram de uma avioneta. No automvel deixaram uma metralhadora e 4 pistolas de plstico. 24. Crise acadmica Coimbra, 1969. Coimbra viveu a segunda grandecrise acadmica , com a qual muitos professores se mostraram solidrios. O Ministro da Educao, Jos Hermano Saraiva seria substitudo por Veiga Simo. 25. Comcio da Oposio Democrtica, Aveiro, 1969. Sinal de alguma liberalizao do regime marcelista, so permitidas reunies de opositores, embora, muitas delas acabem com a interveno das foras policiais. 26. III Congresso da Oposio Democrtica em Aveiro 1973. Em Abril de 1973, o III Congresso da Oposio Democrtica levou a Aveiro mais de trs mil pessoas que transbordaram do Cineteatro Avenida. O governo de Marcelo Caetano enviou a polcia de choque para reprimir os opositores ao regime. 27. 28. Comcio da CDE (Comisso Democrtica Eleitoral), em 1973. Estando os partidos polticos proibidos, restava aos cidados associarem-se em Comisses Eleitorais para concorrerem Assembleia Nacional. 29. A 19 de Abril de 1973, numa reunio da Aco Socialista Portuguesa (ASP), realizada perto de Bona, fundado o Partido Socialista. Entre os fundadores encontram-se Mrio Soares, Maria Barroso, Tito de Morais, Raul Rego, Rui Mateus, Antnio Arnaut e Jorge Campinos.Partido Socialista Abril de 1973 30. O Patriarcado emite uma nota em que condena quer aViglia da Capela do Ratoquer a represso policial que se lhe seguiu. Mais tarde o Patriarca demite o Padre Alberto Neto, responsvel pela Capela do Rato. Um grupo de catlicos iniciou, em 30 de Dezembro de 1973, uma viglia e uma greve de fome pela Paz. Uma fora da polcia de choque, comandada pelo capito Maltez Soares, entra na Capela do Rato prende setenta pessoas, entre as quais se contam destacadas figuras da oposio. 31. Um forte aparato policial montado no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, onde se realiza, a 29 de Maro de 1974, o 1. Encontro da Cano Portuguesa, durante o qual foram entregues os prmios atribudos no ano anterior pela Imprensa. Participam no festival, entre outros, Jos Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Manuel Freire, Jos Jorge Letria e Jos Carlos Ary dos Santos. A cano Grndola, de Jos Afonso, entoada em coro pelo pblico que enchia o Coliseu e, no fim, milhares de pessoas gritam abaixo a represso!. 32. Cantores de interveno: Vitorino, Fausto, Zeca Afonso, Adriano Correia de Oliveira, Manuel Freire, Jos Jorge Letria, Jos Barata Moura. 33.

Recommended

View more >