ebook evangelico - testemunho de ex satanista daniel mastral

Download Ebook evangelico - Testemunho de Ex Satanista Daniel Mastral

Post on 18-Dec-2014

29.074 views

Category:

Education

18 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Lançamento da Editora Naós .De Filho do Fogo a Guerreiro da Luz - Palestra em DVDAutor: Daniel MastralTamanho: 14x21 64 pgs.Livro evangélicoCategoria: Palestra em DVDDaniel Mastral é escritor e Conferencista. Ministra Seminários de Batalha Espiritual e Cura Interior. Já há a disposição DVDs de seus trabalhos. Possui atualmente mas de dez obras publicadas, onde destacam-se a trilogia composta de:Filho do Fogo - O descortinar da Alta Magia; Guerreiros da Luz - O Treinamento e Voz do que Clama no Deserto - A Conquista. Sendo este laureado com prêmio literário.Seus livros são considerados Best Seller e tem impactado milhares de vidas por todo o mundo. Entre suas obras há também as de cunho teológico, que estribadas nas escrituras e amplo respaldo científico e histórico, nos fazem comtemplar novos horizontes do Poder de Deus. Entre estas as que mais tem obtido sucesso são:Rastros do Oculto, Táticas de Guerra e Alerta Geral - Restauração e Cura do Corpo, dentre outros.Daniel foi recrutado pela Alta Magia aos 17 anos de idade e permaneceu no engano até os 25. Hoje, aos 40 anos de idade, tem sido um instrumento nas Mãos de Deus para resgatar vidas perdidas e fortalecer a Igreja de Cristo. Pela primeira vez, Daniel permitiu que seu testemunho fosse filmado. É uma oportunidade impar de tornarmos conhecimento desta história de vida.Palestra em DVD gravado no encerramento da Conferência Profética, realizada no ano de 2007, no Ministério Bola de Neve, presidido pelo Ap. Rina, este testemunho mudará sua forma de vida e o levará ao único caminho que leva a verdade. E esta verdade te libertará.Este relato o levará aos braços de Jesus, que contunua a fazer milagres.O próximo será em sua vida!O conteúdo escrito em pdf deste DVD está disponível para download pelo link:www.editoranaos.com.br/pdf/defilhoaguerreiro.pdf

TRANSCRIPT

  • 1. De Filho do Fogo a Guerreiros da Luz * Copyright 2006 por Editora Nas * ISBN BN 85-88606-81-X * Categoria: 1.Vida crist Libertao 2. Batalha espiritual * Autor: Isabela e Daniel Mastral * Reviso de texto: Isabela Mastral * Primeira Edio: Janeiro de 2008 * Contato com o autor e convites: danielmastral@hotmail.com * Todos os direitos so reservados. Dever ser pedida a permisso por escrito para a Editora Nas para usar ou reproduzir este livro, exceto por citaes breves, crticas, revistas ou artigos. Av. Fuad Lutfalla, 45 02968-000 / So Paulo SP Tel: (11) 3992-8016 www.editoranaos.com.br editoranaos@editoranaos.com.br www.editoranaos.com.br Este livro contm contedo do DVD com o mewsmo nome No pode ser vendido separadamente
  • 2. APRESENTAO Este volume contm os ltimos captulos de Guerreiros da Luz pela sua relevncia e por justificar o ttulo do Livro (De filho do fogo a Guerreiros da Luz). Lendo este livro e assistindo ao DVD, Voc toma posse de um segredo guardado sob uma dxia de chaves. Lembro-me de um dia, enquanto almovamos, Daniel Mastral disse: No importa o que acontea comigo, eu vou colocar isto no livro. E aqui est uma das maiores descobertas que a cristandade fez sobre os planos da irmandade satnica. J no ignoramos os desgnios luciferianos. Basta agora saber como lidar com esta informao, visto que a sua falta nos deixou destrados e provocou muitos males em nosso meio. Alm da Viso Precisamos admitir que nem sempre percebemos a presena de foras inimigas. mais ou menos como chegar atrasado ao aeroporto, e s dar conta da gafe depois que o avio partiu. O mundo espiritual, na maioria das ocasies, est alm da nossa percepo. A maior parte de ns ainda no conseguiu desenvolver mecanismos receptores, ou radares internos capazes de detectar esta realidade invisvel. Com f, discernimento e acima de tudo cingindo nosso entendimento com a Palavra de Deus, poderemos captar uma tentativa de invaso. Um inimigo que se preze tentar desenvolver disfarces, camuflagens e tticas de aproximao que faam com que no seja percebido. Um soldado bem equipado tem grande vantagem, por conseguir captar o movimento do inimigo antes que o ataque mais frontal seja feito. A guerra moderna tambm tem produzido o inimigo invisvel. Avies capazes de burlar os equipamentos de deteco utilizam-se do elemento surpresa, so constantemente aperfeioados. Quanto mais prximos chegarem, mais arrasadores sero.
  • 3. 4 De Filho do fogo a Guerreiros da Luz A contra-espionagem, por sua vez, ataca com escutas, satlites, sensores, equipamentos de viso noturna e visores que capacitem a enxergar cada vez mais longe. O objetivo de tudo isto detectar um plano de ataque inimigo antes mesmo da sua execuo. Os nossos maiores inimigos esto fora do alcance de nosso campo visual. O inimigo de nossas almas se move na escurido e tenta nos devorar. Sua melhor ttica, hoje, a invisibilidade e no o ataque frontal. Se for possvel, vestir os nossos uniformes, aprender nossa lngua e adotar nossos costumes. Seu intuito nos pegar desprevenidos, o que se torna fcil quando nos falta o discernimento necessrio para perceber uma camada de pele de lobo logo abaixo de toda aquela maquiagem de ovelha. A forma mais grave pela qual esta falta de discernimento se apresenta a vaidade e o orgulho que nos impedem de perceb-la, ou admiti-la. Ora, se um demnio pode se fazer parecido com um anjo de luz, porque no pode se disfarar de obreiro, pastor, bispo, ou apstolo (Gl 1.18). Gradativamente, o ambiente eclesistico est sendo costurado para esta invaso imunda. O povo est cada vez mais impressionado com os uniformes e as divisas com as quais seus lderes se apresentam. O inimigo mais feroz no est longe da Igreja, mas dentro dela. Nossa luta no contra a carne ou sangue, mas contra principados, dominadores deste mundo tenebroso e as foras espirituais do mal que habitam nas regies celestiais (Ef 6.12). Longe da viso est o tropeo, mas tambm se encontra a salvao. Muitos dos nossos tropeos so planejados em um mundo de trevas. De l, nossos inimigos nos espreitam e quem se move na escurido consegue ver quem est na luz, mas os da luz nem sempre percebem a movimentao que existe nas trevas. Planos de destruio so articulados na penumbra e muita gente ainda no se deu conta disto. O livramento tambm planejado no reino espiritual, vem de um mundo de luzes. Quando estamos debaixo do brilho do Sol da Justia, estamos seguros e salvos. Ora, a f a certeza das coisas que se esperam, a convico de fatos que no se vem (Hb 11.1). Prepare-se para conhecer um mundo novo e comear a ver alm dos sentidos. A percepo do sobrenatural , sem dvida alguma, uma experincia impressionante. No julgueis segundo a aparncia, e, sim pela reta justia (Joo 7.24).
  • 4. Apresentao 5 Muita coisa ruim esconde-se por debaixo das camadas mais superficiais, de aparente alegria, da falsa paz e da religiosidade. No se contente em ver apenas o que o verniz, v fundo, meu irmo. Tentemos esconder a verdade o mesmo que, em dia de frio extremo, tentar aquecer-se com uma coberta curta, e acabamos deixando a cabea ou os ps de fora. O que encobre as transgresses jamais prosperar, mas o que as confessa e deixa, alcanar misericrdia (Pv.28.13). **** Acompanhe de perto todos os acontecimentos relatados a seguir. De Guerreiros da Luz a Filho do Fogo o relato do processo de amadure- cimento na f, passado por um casal que est tentando andar nos ca- minhos do Senhor. Daniel e Isabela so de uma transparncia que choca, mas motiva- dos pela sinceridade de quem no deseja esconder a verdade sobre si mesmo e vender uma imagem fabricada, dessas que existem por toda a parte. Ubirajara Crespo
  • 5. Espritos em Priso Tudo comeou depois daquela Ministrao. Quando Anglica teve a viso de Isabela presa dentro de uma caixa de vidro. Eu no estava dando o devido crdito queles sentimentos da minha esposa porque pareciam desproporcionais. No parecia haver motivo para insistir tanto nos mesmos pontos. Mas ento... ainda durante a Ministrao... eu vi! Deus me trouxe a mesma viso, e aquilo mexeu muito comigo. No porque Deus tivesse aberto viso, mas porque a viso em si me impressionou bastante. Ento era tudo verdade! Aquilo de repente fez meus olhos abrirem para aquela realidade que havia estado presente na maior parte das Ministraes de Isabela. A ques- to do aprisionamento! Deus conhecia meu corao e meus sentimen- tos. Ento Ele me fez contemplar aquela verdade, o estado de Isabela, com meus prprios olhos. Foi como se tirasse um vu da minha vista. At aquele dia realmente ns no tnhamos dado maior crdito que- la questo das prises espirituais. Durante o curso da Grace, no ano anterior, ela havia dado uma aula sobre espritos em priso. Escutamos, mas era algo muito distante da nossa vivncia. Grace, ao contrrio, tinha vrios casos semelhantes para contar. Creio que Deus permitiu que ns dois vivencissemos aquele epis- dio totalmente diferente de aprisionamento com um propsito. O Se- nhor permitiu tal coisa para nos mostrar a profundidade e a realidade das coisas espirituais, at que ponto h mistrios insondveis dentro do Reino invisvel. E como a realidade expressa no mundo do Esprito se reflete ipsis litteris no mundo fsico. Deus no precisava ter feito desse jeito... mas Ele queria nos ensinar, queria nos mostrar uma outra dimenso de libertao, de cura e de guerra. Por mais que no possamos explicar completamente, o Senhor mos- trou que o aprisionamento de espritos uma realidade. Depois daquela experincia, no questionamos mais a veracidade dos espritos em priso.
  • 6. Espritos em Priso 7 Base Bblica? A que est... Existem tantos textos traduzindo sensaes semelhantes, que fica sobre ns a pergunta: at que ponto aquela linguagem apenas simbli- ca? Por que um colorido to especial na descrio da sensao de aprisi- onamento? Tira minha alma da priso, para que eu louve o Teu nome. O inimi- go persegue a minha alma, abate-me at o cho; faz-me habitar na escu- rido, como aqueles que morreram h muito. Alguns se assentaram nas Trevas e nas sombras da morte, presos da morte, presos de aflio, e em ferros, por se haverem rebelado contra as palavras de Deus, desprezado o conselho do Altssimo. Estou contado com os que descem cova; estou como um homem sem foras. Estou atirado entre os mortos, como os feridos de morte que jazem na sepultura, dos quais no Te lembras mais,