do 8 ao 80

Download Do 8 ao 80

Post on 10-Feb-2016

215 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Desenvolvimento pessoal - Marta Mertens

TRANSCRIPT

  • Deshana Marta Mertens

    LI MIVI

  • 2Do 8 ao 80

  • 8Do 8 ao 80

    Dedicatria

  • 9Como ter mais com menos

    Dedico este livro as todas as pessoas que o vo ler e identificar-se com pequenas ou grandes partes dele. Para que seja o incio de uma caminhada, nem sempre fcil mas sempre verdadeira, at vossa essncia e a quem so na verdade sem quaisquer mscaras.

    Dedico-o tambm a todas as pessoas que passaram na minha vida, s que partiram e s que permaneceram. Foram, e so, todas muito importantes por cada aprendizagem, ensinamento e partilha. Estou grata a todas as situaes por que passei, mesmo s que foram menos agradveis, pois foi precisamente com essas que cresci e evolu.

    Dedico-o principalmente s minhas filhas, Madalena e Matilde, ao meu marido Miguel, e ao nosso filho que est a caminho. Eles despoletaram este processo de redescoberta de mim mesma, com sorrisos e lgrimas, com amor e raiva, com alegrias e tristezas. Juntos, largmos as falsas estruturas ilusrias que alimentvamos para no ver o que estava por detrs disso. E juntos construmos, todos os dias, novas estruturas com bases verdadeiramente slidas. Obrigada por me ensinarem tanto, por me mostrarem o caminho da humildade, do amor prprio, da verdade, da dor e do perdo.

    Eles incentivaram a escrita deste livro, como sendo uma parte importantssima da minha evoluo. Sentir viver as dificuldades para transmutar as emoes noutras de frequncia mais elevada. As minhas filhas, por me espelharem quem eu sou na verdade e por me mostrarem como posso evoluir, e o Miguel, porque viemos do mesmo stio, com as mesmas dores e dificuldades, com as mesmas inseguranas e medos, com as mesmas mscaras para fugir da dor de sermos humanos e falveis. Por querermos ser melhores pessoas, por querermos tanto ser uma famlia e construir juntos com as mesmas bases que a vida nos est a mostrar como usar. Por querermos criar o nosso filho com todo o nosso amor e ao mesmo tempo dar-lhe liberdade para ele poder ser quem e no quem o mundo quer que ele seja. Obrigada meus amores. Amo-vos muito e estou grata por tudo o que vivemos. A vida convosco tem outro sabor. A nossa cumplicidade nica e tudo o que fazemos uma caminhada belssima da vida e dos nossos ideais.

  • 10

    Do 8 ao 80

    Aos meus avs maternos Av Antnio, que est sempre comigo mesmo no estando fisicamente, e Av Maria Joo, a minha mentora, confidente e amiga - agradeo profundamente por tudo o que me deram e ensinaram, por terem sido muito mais do que avs e por me terem ensinado os verdadeiros valores e princpios pelos quais me governo e que passo s minhas filhas. Aos meu avs paternos Av Carlos, que partiu cedo demais, e Av Celeste, que nasceu no mesmo dia que eu, no mesmo ms de escorpio. Apesar de no passarmos muito tempo juntas, viemos aqui com o mesmo propsito de aprender o que o amor incondicional. Grata aos 4 por terem feito possvel a minha vinda a este mundo.

    Aos meus pais, Miguel e Paula, por tudo o que me deram emocionalmente, mesmo quando eu achava que era muito pouco. Escolhi-vos desde a concepo e aceito-vos com todas as qualidades e dificuldades, com todo o meu amor.

    Aos meus irmos, Rita, Henrique e Salvador, por serem seres maravilhosos, to diferentes mas no fundo to iguais.

    A todos os meus tios e tias, Teresa, Joo, Pedro M., Pedro G., Carlos, Isabel e Margarida, Joana, Kikas, Rui, Bli, por tudo o que trouxeram minha vida.

    A todos os primos e primas que adoro do fundo do corao.

    Aos tios Isabel e Rogrio, Juju e Ins, que foram sempre uma segunda famlia e que continuam a fazer parte de todos os momentos da minha vida. Que os nossos filhos sejam to amigos como ns fomos

    famlia Faria, que ganhei h mais de um ano e da qual considero um privilgio poder fazer parte. Por me terem acolhido como filha e irm desde o primeiro dia. Por tudo o que do do fundo dos vossos coraes e por todos os momentos que partilhamos, em alegria e em momentos difceis. Incluo aqui tambm os avs e tios e os primos Jodi e Mariana que foram sempre como irmos no mais importante ponto de viragem na minha vida, e at agora.

    s minhas amigas de infncia, Sofia, Joana, Filipa e Rita, por todos os momentos vividos, por todas as gargalhadas, por tudo o que vivemos juntas e por todos

  • 11

    Como ter mais com menos

    os momentos de choro e nostalgia. Aprendi convosco a ser mais confiante e a acreditar em mim, a ser diferente quando todo o mundo conspira para sermos iguais. Estamos juntas para sempre. Amo-vos do fundo do corao.

    A todos os outros AMIGOS, que so demasiados para pr aqui no papel, mas que nunca so demasiados na minha vida.

    Esto todos no meu corao os dos colgios, de fases diferentes da vida, os das noitadas e copos, os dos momentos zen, e mesmo aqueles que por vezes me magoaram. Sei que muitos desses ataques no so mais do que espelhos que recusam ver.

    A todos os terapeutas que me ajudaram a olhar para dentro de mim mesma, em especial Sofia Guerra, que teve um papel crucial na minha vida e nesta fase de mudana. Por me ajudar a ser a terapeuta que sou e por me ensinar a ser melhor mulher, me e amiga. Natrcia e ao Anirudhan por serem to especiais e com uma energia to especial de amor puro, um abrao cheio de amor por me terem mostrado o caminho da cura atravs do Divine Diamond.

    Dedico tambm este livro a mim mesma e s vitrias conquistadas, e mesmo s batalhas perdidas. Para que nunca me falte amor e perseverana, aceitao, perdo e respeito por mim mesma, alegria, inocncia, compaixo e f. Que Deus e a sua presena divina em mim me permita nunca esquecer quem sou e de me aceitar tal como sou.

  • 12

    Do 8 ao 80

    ndice

  • 13

    Como ter mais com menos

    Prefcio | Por Miguel Rodrigues Faria

    Introduo | De um Corao para Outro

    1 O segredo

    2 A energia

    3 A minha histria

    4 Arriscar

    5 A terapia

    Reflexes finais

    12

    14

    17

    23

    31

    75

    87

    97

  • 14

    Do 8 ao 80

    PrefcioPor Miguel Faria, meu marido, companheiro de caminhada, melhor amigo e confidente.

    E eis que surge um momento de encontro na nossa vida em que todas as nossas preces e desejos, sonhos e vises se comeam a materializar. Em que, de repente, dentro de mim, j no aguento mais a solido, a tristeza e a mgoa de saber que h muito mais, e comeo a gritar e a assumir quem realmente sou. Da iluso ao julgamento, do espelho ao silncio que me confronta Eis que acordo toda a dor que tenho dentro de mim de uma vez por todas, e confronto-me com todas as mentiras que criei para no sentir a culpa e a vergonha, os sentimentos de inferioridade que coexistem com os sentimentos de superioridade nesta dualidade interminvel, e que finalmente conheo o verdadeiro sorriso e o verdadeiro choro de quem realmente sou. Neste encontro contigo dispo-me, exponho-me, e a pouco e pouco entrego-me libertando-me de todos os jogos de poder que correm na mente. Continuo a resistir porque no quero que saibas quem fui, e s quero que saibas quem quero ser. E neste momento que percebo que, para viver o dia, vou ter que passar pela noite. Descobrir o corpo de algum implica descobrir o nosso. Sentir e entender a dor de algum, implica sentir a nossa, ser quem eu quero ser implica ser quem fui e unir os dois naquilo que sou agora. Porque dormir contigo, abraado, implica ficar em paz quando durmo sozinho. Depois de caminhar tanto tempo sozinho com a iluso da separao, que s se comeou a dissipar quando me aproximei da natureza, neste momento que me perdoo e que perdoo todos, e em que resgato a minha inocncia medida que largo o medo e a dvida. com vocs que escolho danar, rir e brincar, desenhar, cozinhar, abraar, pintar a cara e tirar a roupa, mas tambm com vocs que escolho chorar, mostrar a tristeza, a revolta, a impotncia e a frustrao, e aceitar a raiva que existe dentro de mim para construir.

    Matilde, que me relembra todos os dias que possvel acordar a danar e adormecer a cantar, pelo sorriso contagiante (nasceu no dia da criana),

  • 15

    Como ter mais com menos

    e por todas as vezes que me pede para brincar quando eu escolho ficar na sombra. Madalena, que me pede para dizer tudo sempre, a maior parte das vezes s com o olhar, e por todos os abraos que espalha pelo mundo, porque com 10 anos j espelha a conscincia de um novo mundo. s duas porque me ensinam como ser pai, mesmo ainda no sendo, e porque assim pouco a pouco vou descobrindo o que o apego para dar lugar ao amor incondicional. Tenho o maior carinho e respeito pelos vossos pais. E a ti, Marta, que tambm s Deshana de corao, que sem ti nunca chegaria aqui onde estou, mais real que nunca. Por tudo o que me do, mesmo quando no quero ver, por tudo o que somos quando nos abraamos num s, e por todas as vezes que nos separmos. Passou mais de um ano, passaram 5 estaes e, entre outros frutos da nossa famlia, temos o Antnio Maria a crescer dentro da barriga da me, a quem eu quero agradecer com todo o meu corao pela perseverana com que assumes o teu poder criador e a Deusa que existe em ti, pela determinao, companheirismo, motivao, amizade, suporte, amor e entrega. Pela forma como me inspiras e inspiras o mundo para mergulharmos no nosso corao e descobrirmos o nosso maior potencial, o amor infinito que abunda em ns cada vez que fazemos essa escolha. Agradeo-te tambm a ti que chegas a este livro, onde vais poder ler e sentir os seres incrveis que somos enquanto humanos, atravs do caminho que a Marta teve a coragem de fazer, e descobrir realidades que para mim passaram da fantasia realidade. Agradeo aos nossos Avs, Pais, Irmos e Irms por todo o amor e suporte mesmo quando as nossas escolhas parecem no fazer sentido, e a todos os nossos amigos e amigas para muitos dos quais no tenho palavras. E, finalmente, aos seres de luz que se revelam e aos nossos