aspectos metodológicos

Download Aspectos metodológicos

Post on 20-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

aspectos metodológicos

TRANSCRIPT

  • Os meus

    Trabalhos Acadmicos

    _____________________________________

    Aspectos Metodolgicos em Ambientes de

    Educao Desportiva

    _____________________________________

    Lus Manuel Soares Dias Bravo

    Viseu, 2010

  • Lus Bravo

    2

    Aspectos metodolgicos em ambientes de

    educao desportiva

    Lus Manuel Soares Dias Bravo

    Viseu, 2010

  • Aspectos metodolgicos em ambientes de educao desportiva

    _____________________________________________________________________________

    ___________________________________________________________________ 3

    ndice

    Introduo ......................................................................................................................... 4

    1. Ambiente de educao desportiva ................................................................................ 5

    2. Ambientes de Ensino e de Aprendizagem .................................................................... 8

    3. Proporcionar oportunidades de aprendizagem a todos os praticantes ........................ 13

    4. Desenvolvimento de relaes interpessoais ............................................................... 16

    5. Participao dos praticantes na organizao das competies ................................... 20

    6. O ensino do jogo de futsal no escalo de infantis do desporto escolar: aplicar o

    modelo de competncia nos jogos de invaso. ............................................................... 23

    6.1. Desenho de uma poca desportiva....................................................................... 23

    6.2. Recursos .............................................................................................................. 24

    6.3. Durao da poca e formato da competio ........................................................ 24

    6.4. Sistema de pontuao .......................................................................................... 25

    6.5. Evento Culminante .............................................................................................. 25

    6.6. As Formas Parciais de Jogo ................................................................................. 25

    6.7. As Formas Bsicas de Jogo ................................................................................. 26

    6.8. Avaliao das aprendizagens ............................................................................... 29

    Concluso ....................................................................................................................... 31

    Bibliografia ..................................................................................................................... 32

  • Lus Bravo

    4

    Introduo

    A anlise das tendncias sobre ambientes de sucesso educativo tem tido a

    preocupao de distinguir duas vertentes: scio-psicolgica e pedaggicas.

    A primeira etapa teve grande protagonismo nos anos antes da revoluo de

    Abril. De acordo com as ideias dominantes da poca, seriam os dotes de ordem

    biolgica e psicolgica como a qualidade do desenvolvimento motor e da inteligncia,

    factores que se consideravam serem inatos, que predisporiam os alunos com maiores ou

    menores capacidades para as exigncias do trabalho escolar. Esta perspectiva,

    usualmente identificada como a Teoria dos Dotes, transportava uma viso fatalista das

    possibilidades de desenvolvimento e educao dos alunos.

    Outra tendncia associada a esta perspectiva defendia que a qualidade do

    desenvolvimento motor e intelectual dos alunos era o produto das condies sociais e

    culturais da sua vida familiar. A qualidade de vida dos alunos, sobretudo, a sua origem

    familiar, social e cultural, determinaria o sucesso educativo Teoria do Handicap Scio-

    Cultural.

    No perodo ps-revoluo verifica-se uma tendncia Socio-Institucional que

    assume como condio primordial para o sucesso educativo, o ambiente de

    funcionamento e de organizao da escola.

    Nesta perspectiva diferenciamos duas linhas de investigao:

    1) Estuda o sucesso educativo analisando apenas factores no directamente

    implicados na vida da sala de aula ou do treino. Estes estudos procuram conhecer as

    influncias das variveis associadas a mtodos de ensino ou s caractersticas da

    personalidade do professor na aprendizagem e desenvolvimento dos alunos. Estes

    estudos, ainda no foram conclusivos: o bom professor no se define s pelas

    caractersticas da sua personalidade e o melhor mtodo de ensino ainda no foi

    unanimemente aceite.

    2) Estuda o sucesso educativo a partir da observao e anlise sistemtica de

    factores que integram a vida na sala de aula ou no treino.

    Estes estudos tm como objectivo perceber e descrever as caractersticas do

    comportamento do professor e dos alunos associados ao sucesso na aprendizagem.

    Na parte do aluno fundamental caracterizar o tempo que est ocupado com um

    elevado empenho (motivao/interesse) nas tarefas de aprendizagem que o professor

    destaca como mais teis para o sucesso educativo.

  • Aspectos metodolgicos em ambientes de educao desportiva

    _____________________________________________________________________________

    ___________________________________________________________________ 5

    Na parte do professor fundamental caracterizar a qualidade do

    acompanhamento da actividade do aluno no decurso das tarefas de aprendizagem, o

    ambiente que envolve a relao professor - aluno, o controlo e o nvel de organizao da

    aula ou do treino.

    Relativamente primeira linha de investigao, ser abordada no mbito de um

    trabalho para a cadeira de Metodologia do Treino e da Prescrio do Exerccio.

    Neste trabalho sobre aspectos metodolgicos em ambientes de educao

    desportiva, iremos ter a preocupao de realar estratgias e metodologias fundamentais

    de interveno com vista a proporcionar ambientes de educao desportiva que

    promovam a literacia desportiva e no enalteam os xitos conseguidos ou fomentem

    vitrias pessoais momentneas.

    Comeamos por fazer um enquadramento institucional da nossa rea de

    interveno na escola e em seguida, chamamos a ateno para que nem sempre o ensino

    corresponde a ganhos de aprendizagem, mas apoiamo-nos em alguma investigao que

    tem demonstrado que um boa organizao, climas positivos e ambientes disciplinados

    contribuem para uma melhor aprendizagem e consequentemente para uma educao

    desportiva baseada em valores e na tica.

    Na parte final propomos um modelo de interveno no treino de uma equipa de

    futsal, no escalo de infantis e no contexto do Desporto Escolar.

    1. Ambiente de educao desportiva

    O contexto da nossa interveno est relacionado com ambientes de prtica

    desportiva escolar e visa a formao desportiva do jovem praticante.

    As competncias das Escolas em relao ao desporto encontram um quadro legal

    expresso em vrios documentos. Desde logo o Desporto um direito constitucional

    expresso no n.1 do artigo 79 da Constituio da Repblica Portuguesa todos tm

    direito cultura fsica e ao desporto ou ainda no articulado no n.1 do artigo 4 do

    captulo II da Lei de Bases do Sistema Educativo O acesso aos benefcios da

    actividade fsica e desportiva proporcionado a todos os cidados em termos ajustados

    aos interesses dos praticantes, em funo do momento da sua evoluo individual e das

    necessidades sociais exigidas pela sua insero na comunidade ().

  • Lus Bravo

    6

    A generalizao da prtica desportiva, particularmente em crianas e jovens,

    actualmente vista em vrios domnios da sociedade, como um dos factores que

    potenciaro o desenvolvimento desportivo do pas, sendo que na sua maioria se

    encontram na escola.

    De acordo com a Lei de Bases do Desporto, no seu artigo 53, a Educao Fsica

    e o Desporto constituem, em todos os graus de ensino em estudo, uma obrigao da

    Administrao Central (atravs do Ministrio da Educao), sendo as escolas as

    estruturas operativas.

    A Escola desempenha um papel fundamental e indispensvel elevao da

    condio fsica das crianas e jovens, e estes so o suporte essencial elevao do valor

    desportivo de um pas.

    Na escola, as actividades desportivas consignadas nos currculos escolares,

    devem ser orientadas no sentido de contribuir para o desenvolvimento e formao da

    personalidade das crianas e jovens. A prtica desportiva deve proporcionar

    aprendizagens e experincias para que os seus objectivos educacionais e formativos se

    alcancem atravs de uma planificao com perspectivas didctico pedaggicas

    respeitando as diferenas individuais dos alunos.

    No que diz respeito promoo da actividade fsica, (Mota & Sallis, 2002)

    salientam que a escola tem um papel fundamental, exercendo influncia quando envolve

    os seus alunos neste tipo de prticas que possibilitaro a criao de hbitos de actividade

    fsica ao longo da vida.

    A Escola poder tambm assumir um papel determinante na promoo de estilos

    de vida saudveis, desde que, essa prtica seja intencionalmente planificada e conduzida

    de forma relacionada com a sade (Bento, 1991).

    Para alm da Educao Fsica curricular, os alunos tm ainda ao seu dispor

    programas de Desporto Escolar e tambm actividades pontuais que constituem o Plano

    Anual de Actividades de cada escola. Naturalmente que a sensibilidade de cada rgo

    de gesto da escola, assim como dos professores de Educao Fsica que constituem o