VA Literatura Infantil Aula 05 Revisao

Download VA Literatura Infantil Aula 05 Revisao

Post on 17-Dec-2015

5 views

Category:

Documents

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

reviso literatura infantil

TRANSCRIPT

  • Literatura Infantil

    REVISOREVISO

    Prof. Ausdy Castro dos Santos

  • Tema 1

    O que literatura?

    - Literatura uma linguagem especfica que,como toda linguagem, expressa umadeterminada experincia humana, edeterminada experincia humana, edificilmente poder ser definida com exatido.- No mais possvel idealizar uma literaturapara crianas que so consideradas adultosem miniatura.

  • Tema 1

    necessrio que hajam obras especficas queutilizem a linguagem da criana nas diversasfases de seu desenvolvimento.

    Compreender as relaes entre a histria enatureza da literatura infantil tambm necessrio. A literatura infantil foi adaptada apartir do universo adulto e, posteriormente,destinada criana.

  • Tema 1

    Papel da literatura infantil:

    No campo da arte: provocar emoes,divertimento e transformao de conscincia. No campo pedaggico: instrumento No campo pedaggico: instrumentomanipulado/orientado com intenoeducativa. Estudos na rea da psicologia afirmam que acriana diferente do adulto, comcaractersticas prprias e que se desenvolveem diferentes estgios.

  • Tema 1

    - Relao entre a criana, o livro, o ato de lere a adequao das produes literrias =diferentes fases do leitor (Pr-Leitor, LeitorIniciante, Leitor em Processo, Leitor Fluente eIniciante, Leitor em Processo, Leitor Fluente eLeitor Crtico).

    Compreender as diferentes categorias deleitor auxiliar o professor na seleoadequada das produes literrias.

  • Tema 1

    -LITERATURA CRTICA: obras literrias cujoobjetivo principal fazer o leitor pensar, porquestionamentos diretos ou por meio de umahistria que toque em pontos de interesse aohistria que toque em pontos de interesse aocrescimento humano.-LITERATURA DE ENTRENIMENTO: a que

    tem, como objetivo principal, divertir o leitor.Os leitores radicais de cada gnero julgam aliteratura crtica como chata e arrastada e ade entretenimento como superficial e ftil.

  • Tema 2

    Diferenas entre contos:

    - Conto maravilhoso: personagens que- Conto maravilhoso: personagens quepossuem poderes sobrenaturais, que sedeslocam sem a lei da gravidade, sofremmetamorfoses evidenciando as foras do beme do mal, sofrem ou se alegram com profeciasou milagres, entre outras situaesmaravilhosas.

  • Tema 2

    - Conto de fadas: origem celta, heris eheronas ligados a histrias e aventurassobrenaturais e misteriosas. Presena da fada,sobrenaturais e misteriosas. Presena da fada,contemplada a fim de tornar possvel arealizao de sonhos e ideais prprios ao serhumano.

  • Tema 2

    Os diferentes gneros e subgneroscontemplam caractersticas peculiares quantos origens e classificaes das obras literriasdestinadas aos pequenos leitores.destinadas aos pequenos leitores.

    Apesar de os gneros serem parte daestrutura da literatura da infantil, essaquesto classificatria no deve nortear otrabalho em sala de aula.

  • Tema 3

    A diminuio entre imagem e texto se d nafase da leitura total (fase do leitorcrtico) que subentendida como a fase emque o pequeno leitor j superou todas asque o pequeno leitor j superou todas asanteriores e supostamente atingiu maturidadepara a compreenso da informao de formaampla.

  • Tema 3

    - Na atualidade, essas premissas tambmorientam as produes literrias destinadas scrianas.crianas.- A escola ainda um espao privilegiadopara as prticas de leitura.- No entanto, cabem reflexes acerca decomo o professor deve agir nesse espao.

  • Tema 3

    Paul Faucher elaborou os Albums du PreCastor, cujo ttulo foi traduzido do francspara lbuns do Pai Castor.Na perspectiva de uma aprendizagemNa perspectiva de uma aprendizageminovadora e contrria ao sistema tradicional oeducador e orientador idealizou os lbuns defiguras para as crianas com a finalidade desua insero no mundo da literatura infantil.

  • Tema 4

    A imagem, sobretudo a das histrias emquadrinhos em sala de aula, ganha sentidoamplo, pois possibilita a compreenso daamplo, pois possibilita a compreenso dalinguagem escrita e falada ao mesmo tempoem que remete o leitor a representaesmentais.

  • Tema 4

    Graas s caractersticas dos pr-leitores eleitores iniciantes, a relao com a poesia influenciada por esse importante fator, queso os comentrios feitos pelo adulto noso os comentrios feitos pelo adulto nosentido de auxili-los com novos detalhes oumesmo significados sobre a leitura.

  • Tema 4

    Esses dois gneros podem estimular eincentivar o prazer da leitura nas crianas.

    Em sala de aula, o professor precisareconhecer a especificidade das histrias emquadrinhos e da poesia para a introduo daprtica da leitura.

  • Tema 4

    A compreenso da linguagem da poesia e dashistrias em quadrinhos favorece e contribuipara o estmulo da capacidade de imaginaode forma ldica e divertida.de forma ldica e divertida.

    Isso essencial para o desenvolvimento daspotencialidades criativas e, posteriormente,para o amadurecimento da conscincia crtica.

  • Tema 4

    Nesse tema voc compreendeu ascaractersticas dos textos iconogrficos e suaimportncia para os jovens leitores, peloimportncia para os jovens leitores, peloconstante exerccio da imaginao em contatocom a fantasia da imagem, que desperta paraa riqueza do texto.

  • Vamos praticar

    - A Literatura criao individual ou social?Todo texto um processo histrico com

    uma superposio de camadas quedemandam o trabalho de leitura paraoferecerem-se plenas. A cada leitura umaoferecerem-se plenas. A cada leitura umanova camada de significaes a ele se agregacomo um elemento a mais de sua histria,adquirindo existncia social e especificidadehistrica que candidata-se perenidade,constituindo-se como elemento pertencente auma determinada cultura.

  • - Intuitivamente, a criana compreende quetais histrias, embora reais ou inventadas,no so falsas, pois ocorrem de maneirasemelhante no plano de suas prprias

    Vamos praticar

    semelhante no plano de suas prpriasexperincias pessoais. (Coelho, p. 57)

    Voc concorda com isso? Como isso podeocorrer?

  • - O que valor literrio?

    Adequao entre a conscincia de mundo(inteno implcita) e a natureza do discursoliterrio (linguagem que corporifica aconscincia de mundo).

    Vamos praticar

    conscincia de mundo).

    sebodomessias.com.br

    Antigo Moderno

    sebodomessias.com.br

  • Vamos praticar

    - Por que to importante despertar a sensibilidadeda criana pela imagem no texto?

  • Vamos praticar

    Assista entrevistas com Michele Iacocca(ILUSTRADOR) e com Marina Colasanti(ESCRITORA eILUSTRADORA) - 238min, sobre a importnciaILUSTRADORA) - 238min, sobre a importnciada imagem no texto, e responda:

    - mais fcil ilustrar ou escrever?

  • Do ponto de vista de letramento, comoprocesso, a leitura de quadrinhos extremamente rica em propostas a seremexploradas didaticamente. Como podemos utilizar a histria em

    Vamos praticar

    Como podemos utilizar a histria emquadrinhos em sala de aula?

    - Seu uso pode ser includo em projetosinterdisciplinares, que incluam outrosprofessores e turmas de diferentes sries.