REVISTA DA FMF

Download REVISTA DA FMF

Post on 22-Mar-2016

234 views

Category:

Documents

6 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Educao, Sociedade e Meio AmbienteManaus - Volume 10 - n. 1 - Jan./Jun. 2010Edio Especial

TRANSCRIPT

  • Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente 1

    Coletnea de Artigos dos Especialistasem Terapia Cognitivo-Comportamental

    Organizador: Dr. Thom Elizirio Tavares Filho

    REVISTA DA FMFEducao, Sociedade e Meio Ambiente

    Manaus - Volume 10 - n. 1 - Jan./Jun. 2010

    Edio Especial

  • 2 Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente

    FACULDADE MARTHA FALCO

    MSc. Nelly Maria Falco de SouzaPresidente do Instituto de Ensino Superior da Amaznia

    MBA Fernando Matos de Souza NetoDiretor Geral

    Dra. Helena Rosa Vieira LimaVice-Diretora

    Esp. Nelsimar do P. Socorro Falco GadelhaDiretora Financeira

    MSc. Maria de Lourdes HawattDiretora Acadmica

    MSc. Luciana Possato CarregariCoordenadora do Curso de Psicologia

    MSc. Dbora Rebelo GomesCoordenadora do Curso de Pedagogia

    MSc. Edilene da Silva MaduroCoordenadora do Curso de Administrao

    MSc. Lucilene Florncio VianaCoordenadora do Curso de Cincias Contbeis

    MSc. Anna Wallria Guerra AlvesCoordenadora do Curso de Direito

    MSc. Alessandro Brito DiasCoordenador do Curso de Design

    MSc. Elourdi MacenaCoordenadora do Curso de Servio Social

    MSc. Grace Soares CostaCoordenadora do Curso de Jornalismo

    MSc. Cludia Adriane SouzaCoordenadora do Curso de Publicidade e Propaganda

    Prof. Francisco Lcio PintoCoordenador dos Cursos Superiores de Tecnologia

    REVISO GERAL

    MSc. Grace Soares Costa (FMF)

    PROJETO GRFICO E EDITORAO

    Editora da Faculdade Martha Falco- EDIFMF

  • Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente 3

    REVISTA DA FMFEducao, Sociedade e Meio Ambiente

    Manaus - Volume 10 - n. 1 - Jan./Jun. 2010

    Edio Especial

  • 4 Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente

    Copyright 2010 Faculdade Martha FalcoCoordenao: Dra. Helena Rosa Vieira Lima e MSc. Grace SoaresDiagramao e Editorao: Thiago Rocha Saunier TrindadeCapa: Ncleo de Design da Faculdade Martha FalcoRevista aceita no Qualis da CAPES

    Ficha Catalogrfica elaboradapela Coordenao de Editorao da UFAM

    Revista da FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente, v. 10, n. 1 - Resumos,(junho de 2010). Manaus: Editora da Faculdade Martha Falco, 2010.

    22 p.; v.:il. Semestral. Edio Especial Terapia Cognitivo-Comportamental.

    ISSN 1676-6520

    1. Cincias Humanas. 2. Educao. 3. Meio ambiente. 4. Problemas Scio-Econmicos. I. Peridicos.

    CDD 305 CDU 3(05)

    Faculdade Martha FalcoRua Natal, 300 - Adrianpolis

    Fone: (0xx) 92 21210900Fax (92) 3622 6668

    www.marthafalcao.com.bre-mail: edifmf@infs.com.br

    Manaus AM CEP 69.057-090

  • Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente 5

    S U M R I O

    Apresentao .........................................................................................................................

    Prefcio ..................................................................................................................................

    Aspectos Cognitivos no Quadro da DepressoAndra Cavalcante Saraiva / Lilian Teixeira de Amorim ..................................

    O Transtorno de Ansiedade Generalizada e suas Implicaes PsicossociaisCleunice da Silva Falco / Ledinice de Oliveira Alves .......................................

    A Terapia Cognitivo-Comportamental e seus Efeitos no Tratamento dosTranstornos do Comportamento Alimentar

    Paula Mitoso da Silva Magalhes ..............................................................................

    Os Efeitos Psicossomticos dos Estresses em Motoristas de nibus Urbanono Trnsito de Manaus

    Francisca Ferreira de Medeiros / Pollyane Maciel Ramos .................................

    Violncia Domstica contra as Mulheres e seus Efeitos EmocionaisMariclia Teixeira da Costa / Slvia Mendona dos Santos e Santos ..............

    A Terapia Cognitivo-Comportamental e seus Efeitos no Tratamento da FobiaSocial Generalizada

    Joseohe Antonius Assumpo Antunes / Raissa Souza da Silva .....................

    Resilincia e Terapia Cognitivo-Comportamental no contexto Clnico Hospitalarem Pacientes Renais Crnicos

    Alessandra dos Santos Pereira / Maria Clevanilce Rodrigues da Costa .........

    6

    10

    12

    14

    16

    17

    19

    21

    9

  • 6 Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente

    Apresentamos aos leitores uma coletnea de estudos de autoria de psiclogosespecialistas em Terapia Cognitivo-Comportamental, cuja produo representa suasexperincias clnicas em consultrios, com estudos de casos e pesquisas de campo. Ostemas aqui estudados so do mais alto interesse para educadores, mdicos, socilogose estudantes de Psicologia. Os transtornos analisados so respostas surpreendentes eficcia da Terapia Cognitivo-Comportamental.

    Podemos observar que na ltima dcada tm surgido muitos casos doschamados transtornos da conduta. Para efeito de educao e tratamento dos referidostranstornos, por orientao do MEC, criou-se a denominao Condutas Tpicas,que diz respeito aos casos de sndromes e quadros psiquitricos, neurolgicos ecomportamentais. Fatores endgenos e exgenos so os responsveis pela maioria doscasos, cuja etiologia se desencadeia em fatores das tenses psicossociais.

    Ao analisar o fenmeno das chamadas Condutas Tpicas, Rollo May (1975)argumenta que a solido e a ansiedade so tidas como as doenas do sculo XX. Emsua obra intitulada O homem procura de si mesmo, o autor argumenta que esses transtornosde cunho emocional e psicossomtico tm provocado alteraes profundas naindividualidade, ocasionando perda gradual no senso do self, a perda gradual no sensode direcionalidade, a perda gradual do senso do trgico, a perda no foco da identidade,a perda da capacidade de expresso e de comunicao pessoal. Nesse quadro sintomticopodemos citar como fatores determinantes nos dias atuais a crise econmica que temabalado o sistema capitalista; o aquecimento global que tem degradado o ambientefsico e ambiental; a crise de relacionamentos que tem criado a desagregao familiar;alm do caos da vida urbana, como o desemprego, a violncia, o estresse e a poluioambiental.

    Em sua obra intitulada Os oito pecados mortais do homem civilizado, Konrad Lorenz(1960) elenca os principais fatores que tm provocado uma verdadeira demolio dohomem, e entre os pecados capitais se discute o superpovoamento do planeta e quetem provocado um quadro degradante de poluio na Terra, devastando-lhe o espaovital. Como mal-estar da cultura, o autor comenta acerca da inverso dos valores e que,influenciado pela globalizao, surge o impasse epistemolgico em que as mudanasso rpidas e inesperadas, principalmente no campo do conhecimento, provocadotambm pela exploso populacional, impondo novas e crescentes necessidades em queas atuais organizaes no tm condies de atender. O autor ainda comenta acerca da

    A P R E S E N T A O

  • Revista FMF - Educao, Sociedade e Meio Ambiente 7

    morte do calor humano, das caractersticas das populaes urbanas com o desapego ea impessoalidade que retrata a cultura do individualismo.

    Em sua obra intitulada A Demolio do Homem, Konrad Lorenz (1962) consideraa decadncia gentica como um dos grandes males de nossa poca, levando em contao comprometimento da perda da qualidade de vida, em funo do empobrecimento,da existncia da cultura de pobreza, da marginalizao do homem excludo, vitimadopela injustia e desigualdade social. Nessa perspectiva, o autor analisa as falhas nocomportamento que perderam o sentido original; comenta sobre o desencaminhamentodo esprito humano, alertando sobre o surgimento das novas doenas da alma, dostranstornos invasivos do desenvolvimento que requer o avano das pesquisas em buscade novas formas de tratamento.

    A soma desses fatores que se transformam em tenses psicossociais temincomodado o homem moderno, proporcionando-lhe grandes preeocupaes. Emuitos, por se encontrarem fragilizados em sua estrutura emocional, terminam emsomatizar essas experincias desagradveis, surgindo assim os transtornos que aquitratamos nesses estudos.

    Como se sabe, as aes humanas se do agora em escala global e a velocidadeda mdia informacional nos assusta, exigindo das pessoas novas capacitaes nas reastecnolgicas, e a necessidade de se migrar para novas profisses que se coadunem comas necessidades de um mercado de trabalho cada vez mais exigente. Assim, astransformaes e as tendncias genricas proporcionaram reflexos no comportamentonervoso das pessoas com profundas mudanas da sociedade industrial para a sociedadeda informao; da tecnologia simples para a mais alta tecnologia; da economia nacionalpara a economia mundial; dos fatores de curto prazo para as experincias de longoprazo; da democracia representativa para a democracia participativa; das hierarquiaspara a comunicao lateral intensiva; da opo dual para as opes mltiplas; dacentralizao para a descentralizao; da ajuda institucional para a auto-ajuda.

    Diante desse quadro, como nunca, a religiosidade est cada vez mais em altaentre as populaes marginais, como se o povo, sem esperana na vida social, esperassepor um milagre no seu dia-a-dia, nem que seja do alm, no Paraso.

    Convm salientar que um dos fortes preditores causais dessa crise do homemmoderno tem sido provocado pelo sistema socioeconomico e poltico que rege oplaneta e que se mantm na hegemonia entre as naes.

    A Sociedade Internacional para o Desenvolvimento SID, controlada peloBanco Mundial e poderosos organismos oficiais, vem fortalecendo a poltica neoliberalem todo o planeta, como eixo e doutrina da nova ordem mundial. Esse desenvolvimentoque preconiza a oligarquia significa mais empobrecimento e precariedade para a maioriados trabalhadores, e mais riqueza para uns poucos grupos transnacionais, monopliosintervencionistas e intermedirios que controlam os recursos e os mercados. Hoje, 243pessoas controlam mais de 50