Psicoacústica Histórico Fga. Pierangela Nota Simões

Download Psicoacústica Histórico Fga. Pierangela Nota Simões

Post on 18-Apr-2015

103 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Slide 1
  • Psicoacstica Histrico Fga. Pierangela Nota Simes
  • Slide 2
  • Biblioteca de sons O homem herdou de seus antepassados, na escala filogentica, todos os significados dos sons naturais, desde o medo de rudos intensos at a atrao por sons harmnicos e meldicos
  • Slide 3
  • Trovo Som de baixa frequncia e muita presso sonora
  • Slide 4
  • Rugido do leo Ressonncia no peito e nas vsceras
  • Slide 5
  • Biblioteca de sons Reaes gravadas geneticamente Aumenta indefinidamente Varia com as experincias individuais
  • Slide 6
  • Som Como fenmeno existe desde sempre Relacionado intrinsecamente msica Danas, rituais, atividades de magia
  • Slide 7
  • Evoluo Postura ereta e mos livres: construo de instrumentos, inclusive musicais Sedentarizao e domnio da agricultura: msica como entretenimento Inveno da escrita: maior organizao da sociedade, inclusive em relao msica
  • Slide 8
  • Dilvio Catstrofes naturais e artificiais provocaram o desaparecimento de registros que poderiam confirmar suposies atuais Textos descrevem o Dilvio como um castigo divino devido ao rudo intenso
  • Slide 9
  • Pitgoras H cerca de 2.500 anos atrs dedicou-se ao estudo dos intervalos musicais e suas relaes Criou os conceitos de consonncia e dissonncia Estabeleceu a relao entre a frequncia do som e o comprimento da onda sonora
  • Slide 10
  • Monocrdio
  • Slide 11
  • Pitgoras Abriu as portas para especulaes filosficas e matemticas no estudo do som Durante muitos sculos o som continuou sendo visto como uma fuso mstica entre a Aritmtica e a Msica
  • Slide 12
  • Msica das Esferas Se as distncias entre os objetos celestes obedeciam a certas razes, elas tambm gerariam msica ao girar pelos cus, a Msica das Esferas. O Sol, a Lua e os planetas possuam energias vibratrias, correspondentes a oitavas. No ouvimos essa Msica porque no estamos harmonizados. Esse ouvir no deve ser concebido no sentido fsico.
  • Slide 13
  • 130 a.C. Ptolomeu Construiu um diagrama geomtrico pretendendo estabelecer relaes harmnicas entre as cores e os tons musicais Newton Procurou mostrar relaes numricas entre as cores do arco ris e as notas de um acorde musical (sculo XVII)
  • Slide 14
  • Aristteles 383-322 a.C. Tambm ocupou-se do estudo do som relacionado Msica Responsvel por uma coletnea que expe modelos sobre a propagao das ondas sonoras no ar Sua influncia prosseguiu at a segunda metade do sculo XVII (Idade Mdia)
  • Slide 15
  • Nova era de Investigaes
  • Slide 16
  • Galileu Galilei (1564-1642) Fsico, matemtico, filsofo e astrnomo italiano.
  • Slide 17
  • Galileu Os experimentos com o som passaram a ser feitos sem que, necessariamente, estivessem relacionados Msica Inaugurou a Acstica Experimental
  • Slide 18
  • Galileu Descobriu o fenmeno da ressonncia, antecipando a idia de que cada corpo vibra em sua frequncia natural Deduziu as leis completas sobre as cordas vibrantes, embora essa descoberta seja tambm atribuda a Mersenne
  • Slide 19
  • Martin Mersenne 1558-1648 Matemtico francs Realizou os primeiros estudos experimentais sobre a velocidade do som Associou definitivamente a altura do som frequncia de vibrao
  • Slide 20
  • Robert Boyle 1600 Demonstrou a necessidade de um meio para a propagao do som
  • Slide 21
  • Velocidade do som Sculo XVIII A partir de estudos realizados por Mersenne, os pesquisadores italianos Borelli e Viviani e o ingls Derham chegaram ao valor de 340 metros por segundo, a uma temperatura de 20 centgrados, para a velocidade do som
  • Slide 22
  • Sensaes Robert Hooke (1681) matemtico ingls e secretrio da Royal Society of London foi o primeiro cientista a procurar a relao ente a frequncia objetiva de um som e a altura subjetiva em que ele ouvido
  • Slide 23
  • Faixa audvel 1830 Flix Savart estabeleceu o valor de 8 Hz para a frequncia mnima audvel e 24.000 Hz para a frequncia mxima
  • Slide 24
  • Nesta poca os estudos do som se intensificaram resultando no que se tornaria a Acstica atual
  • Slide 25
  • Centro da audio 1851 Alfonso Corti descobriu o verdadeiro centro da audio e, examinando a cclea com um poderoso microscpio, percebeu sua milhares de clulas ciliadas
  • Slide 26
  • Clulas ciliadas
  • Slide 27
  • Herman von Helmholtz 1821-1894 Filsofo, anatomista, matemtico e fsico alemo Contribuies com teorias da percepo visual, percepo espacial e percepo do som
  • Slide 28
  • Percepo do som On the Sensations of Tone, 1852 Importantes contribuies na rea da fisiologia acerca da sensibilidade do sistema auditivo Helmholtz trouxe discusso os fatores fsico, fisiolgico e psicolgicos envolvidos na percepo do som
  • Slide 29
  • Momento histrico Iluminismo Defesa do conhecimento racional Viso matemtica e objetiva Romantismo Ideais utpicos e tendncias idealistas Subjetividade
  • Slide 30
  • Estudos acerca da sensibilidade do sistema auditivo contriburam para consolidar as bases da Acstica e comearam a ser trilhados os primeiro passos da PSICOACSTICA
  • Slide 31
  • Gustav Fechner O psquico e o fsico so dois aspectos diferentes da mesma realidade Estabeleceu que a relao entre a intensidade fsica e a sensao psicolgica no linear
  • Slide 32
  • Elementos de Psicofsica Elementos de psicofsica, 1850 Lei de Fechner-Weber Relao logartmica das sensaes
  • Slide 33
  • Inventos Sir Charles Wheatstone (1802-1875) fez vrios experimentos relacionados audio utilizando algo semelhante a um estetoscpio e inventou um aparelho que deu origem ao microfone
  • Slide 34
  • Inventos Lord Kelvin (1824-1907) construiu o primeiro analisador harmnico Graham Bell (1861) Edison (1862) criou o fongrafo, que deu origem aos sistemas de gravao e reproduo
  • Slide 35
  • Acstica Arquitetnica Em 1895, Wallace Sabine foi chamado para corrigir a acstica de um salo de conferncias em Harvard Medindo pela primeira vez a reverberao e preocupando-se especialmente com a inteligibilidade do som, iniciou a poca da Acstica de Espaos
  • Slide 36
  • Final do sculo XIX Profissionais que trabalhavam em Eletricidade e eletrnica passaram a interessar-se por Acstica Inveno do 1 audimetro
  • Slide 37
  • Titanic 1912 Levou investigadores a fazer vrias tentativas para deteco de objetos submersos Os primeiros resultados comearam a aparecer apenas ao final da I Guerra Mundial
  • Slide 38
  • Ultra som Aperfeioado para deteco de objetos submersos na II Guerra Mundial Desenvolvimento de tcnica ultra snicas com aplicao na Medicina
  • Slide 39
  • Especialidades Como causa e efeito do prprio desenvolvimento, a partir dos anos 30 diferenciaram-se as diversas especialidades da Acstica Acstica fisiolgica Acstica arquitetnica Acstica ambiental Fontica acstica
  • Slide 40
  • No campo da Psicoacstica, pesquisadores deram continuidade aos importantes trabalhos realizados por Helmholtz Eles garantiram a continuidade dos estudos nessa rea, apresentando dados perfeitamente vlidos ainda nos dias de hoje
  • Slide 41
  • 1926: a Warner Bross apresenta o primeiro filme sonoro, com equipamentos dos laboratrios Bell 1965: os laboratrios Dolby introduzem tcnicas de reduo de rudo para as gravaes de audio 1982: editado o primeiro Compact Disc 1987: comearam os estudos de compresso em audio que originaram o formato MP3
  • Slide 42
  • www.simoes.pro.br pierangela@simoes.pro.br