pontifأ­cia universidade catأ³lica de sأ£o paulo puc sp ... marisa...آ  أ€ minha amiga...

Download Pontifأ­cia Universidade Catأ³lica de Sأ£o Paulo PUC SP ... Marisa...آ  أ€ minha amiga querida, doutora

If you can't read please download the document

Post on 12-Aug-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

    PUC SP

    Lisandra Marisa Príncepe

    Condições de trabalho e Desenvolvimento Profissional de professores iniciantes em uma

    Rede Municipal de Educação

    Doutorado em Educação: Psicologia da Educação

    São Paulo

    2017

  • Lisandra Marisa Príncepe

    Condições de trabalho e desenvolvimento profissional de professores iniciantes em uma Rede

    Municipal de Educação

    Doutorado em Educação: Psicologia da Educação

    Tese apresentada à Banca Examinadora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, como exigência parcial para obtenção do título de Doutora em Educação: Psicologia da Educação, sob a orientação da Professora Doutora Marli Eliza Dalmazo Afonso de André.

    São Paulo

    2017

  • ERRATA

    Página 22 – no segundo parágrafo, onde se lê (DAVIS; NUNES;ALMEIDA, 2011), leia-

    se:

    (DAVIS; NUNES; ALMEIDA, 2012).

    Página 23- quarto parágrafo, onde se lê Souza e Leite (2010), leia-se:

    Souza e Leite (2011)

    Página 54 – no último parágrafo onde se lê: Os quatro estudos...

    Leia-se: Os três estudos

    Página 72 – primeiro parágrafo, onde se lê Marcelo (2008; 2009; 20011), leia-se:

    Marcelo (2008, 2009, 2011).

    Página 128- primeiro parágrafo, onde se lê: O indicador “renda”, leia-se:

    O dado “renda”.

    Página 195 – terceiro parágrafo. Onde se lê: CEMAD, leia-se: CEMEAD

  • BANCA EXAMINADORA

    _________________________________________

    _________________________________________

    _________________________________________

    _________________________________________

    _________________________________________

  • Esta pesquisa contou com o financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal

    de Nível Superior (CAPES),por meio da modalidade PROEX/taxa, no período entre fevereiro

    de 2014 a julho de 2017.

  • AGRADECIMENTOS

    A escrita dessa tese contou com a colaboração de muita gente. Sozinha eu não teria conseguido! De fato “É preciso de toda uma aldeia para escrever uma tese”! À todos que colocaram uma mãozinha nessa produção, meu muito obrigada!!!! À minha mamãe querida por ter facilitado minha caminhada para chegar até aqui, investindo em minha formação e incentivando minhas escolhas. Obrigada por não ter me deixado desistir! À minha querida orientadora pelos momentos de muitos aprendizados não só durante a produção dessa tese, mas nas possiblidades de elaboração de artigos, organização de eventos e especialmente pela tutoria do Mestrado Profissional, que foi sem dúvida, de grande importância para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Sua dedicação, rigor e seriedade são marcas que quero levar pra mim! Ao professor doutor Nelson Gimenes, um irmão que ganhei em 2010, pelos ensinamentos e partilhas nos longos anos que trabalhamos juntos na FCC, e que sem dúvida ampliaram meus conhecimentos e habilidades de pesquisadora e, principalmente, pela importante ajuda no doutorado: na elaboração do projeto para o processo seletivo, nas dicas para a formulação do questionário, na análise dos dados e pelo direcionamento do meu objeto de pesquisa no exame de qualificação. Quando eu crescer quero ser como você! (mas vou continuar colorindo as células das planilhas do excel, tá?) À professora doutora Laurizete Ferragut Passos, um lindo encontro que tive na PUC, pelas tardes, leituras, produções, congressos e vida compartilhados. Ter conhecido você foi um dos maiores presentes dessa vida! Às professoras doutoras Maria de Fátima Abdalla, Emília Freitas de Lima e Lauri, pela lindeza de contribuição no exame de qualificação. Ao meu amado amigo Rodnei Pereira, outro encontro especial que tive na vida, pois em todo esse processo, além de uma linda amizade, nasceu uma parceria acadêmica das melhores. Sem você esse doutorado não teria sido tão divertido, dinâmico, cultural, repleto de grandes emoções e muitos aprendizados. Daqui até a eternidade estaremos juntos defendendo nossos ideais e lutando por um mundo mais justo! À minha amiga querida, doutora Maria Inês Santos, pelo auxílio no início do doutorado com a atribuição de aulas na pós-graduação, que foram decisivas para o pagamento das mensalidades, e pelo incentivo para que eu seguisse esse caminho. Ao Edu, pela parceria de toda uma vida! À quadrilha de doutorandos, Rita, Adriana, Rodnei, Rodrigo, Luane, Nayana e Solange, que alimentaram meu coração e a minha esperança nos quatro anos de partilha. Pelos jantares e almoços, compromissos acadêmicos e culturais, pelas escutas cuidadosas e puxões de orelha na hora certa, por serem gente que tem compromisso com o futuro. Eu me identifico com cada um. À amiga Nayana Teles, pelas leituras do meu texto e por ouvir meus lamentos, acalmando meus dias de desespero. À querida Amanda Passerani, pelo auxílio na coleta de dados.

  • Aos meus sobrinhos amados, por trazerem tanta alegria para a minha vida e serem fonte de motivação e esperança. Um agradecimento especial à Lídia pela fundamental ajuda no final dessa pesquisa. À professora doutora Cristiane Machado pelo auxílio para a entrada na Rede Municipal de Educação. Ao professor doutor Joaquim José Soares Neto, pelo compartilhamento do material referente à escala de infraestrutura das escolas. Às doutoras Roberta Peres e Natália Belmonte Demétrio do NEPO (Núcleo de Estudos da População “Elza Berquó”- UNICAMP), pela gentileza na elaboração dos mapas para caracterização dos contextos nos quais estão localizadas as escolas da rede municipal. Aos professores iniciantes, que generosamente contribuíram com esse estudo. À professora Sandra Sória, Gestora do Departamento de Orientações Educacionais e Pedagógicas (DOEP), da Secretaria Municipal de Educação investigada, por ter facilitado o acesso à todas as informações necessárias. À querida amiga Katia Cristina Santos, professora e formadora da Rede, que prestou um inestimável auxílio em todas as etapas dessa construção, fornecendo informações, indicando fontes e respondendo dezenas de e-mails com esclarecimentos sobre o funcionamento da rede. Seu apoio foi fundamental! À Adriana, Rita, Roberta, Eliana e Neri (do DOEP), pelas informações e auxílio para a coleta de dados. À querida amiga Thais Rades, pela leitura atenta da parte da análise dos questionários e pela companhia em inúmeros momentos acadêmicos. Ao professor doutor Wanderlei Sérgio da Silva, pela importante ajuda principalmente nos meses finais dessa tese. Aos meus amigos da Faculdade Sumaré, em especial ao professor Vital Mancini Filho por compreender minha condição de doutoranda nos momentos de atribuições de aulas e pelas partilhas nas longas noites de trabalho que nos uniu. Aos professores Cristina Dias, que me acolheu no início da docência no Ensino Superior e me deu muita força para o nascimento dessa tese; ao Márcio Xavier, por ter indicado frases de efeito para incrementar o meu texto e ter me convidado para ir ao bar e esquecer da tese; à Maria Helena Farina, que não estava mais aguentando me ouvir falar em tese e que vai soltar três caixas de rojões para comemorar esse término. À Andrea Gabriela, pela gentileza com a formatação do questionário. Aos amigos queridos, professores doutores Tadeu Santos e Walkiria Rigolon pela ajuda, pela escuta, pela força. À amiga Raquel Lopes, que me tirou muitas vezes da concentração com seu bom humor e alegria! Às professoras e professores coordenadores pedagógicos da Rede Municipal de Educação, por terem sido os mensageiros dos questionários. À minha madrinha Doutora Aparecida Najar, pela bolsa de estudos que permitiu com que eu continuasse os estudos em nível superior. Aos meus alunos e alunas, que me permitem lembrar todos os dias que eu escolhi a profissão mais extraordinária desse mundo.

  • À querida amiga Celeste, pelos helps nas questões de concordância... Aos secretários do PED, Edson Aguiar, e do FORMEP, Humberto Silva, pelo suporte nesses quatro anos. Muito obrigada!!!

  • Não vê que isto aqui é como filho nascendo? Dói. Dor é vida exacerbada. O processo dói. Vir-a-ser é uma lenta e lenta dor boa”(LISPECTOR, 1998, p.63).

  • RESUMO

    PRÍNCEPE, Lisandra M. Condições de Trabalho e Desenvolvimento profissional de professores iniciantes em uma Rede Municipal de Educação. 232 f. 2017. Tese (Doutorado em Educação: Psicologia da Educação), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017. O objetivo dessa pesquisa foi investigar as implicações das condições de trabalho no desenvolvimento profissional de professores iniciantes em uma Rede Municipal de Educação (RME). Foram considerados iniciantes os docentes com até três anos de exercício profissional, de acordo com Huberman (2013) e os com mais de três anos de experiência profissional, mas iniciantes na rede de ensino, de acordo com Burker, Christensen e Fessler (1984) e que ingressaram na RME de 2013 a 2015. Buscou-se caracterizar os professores iniciantes; identificar os contextos em que atuam; analisar as condições de trabalho e identificar os fatores que favorecem ou dificultam o seu de