Mapro rumba

Download Mapro rumba

Post on 30-Mar-2016

213 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

TRANSCRIPT

  • VIRTUAL BRAZILIAN AIR FORCE VBAF

    DEPARTAMENTO DE ENSINO E PESQUISA VIRTUAL PRIMEIRO DO QUINTO GRUPO DE AVIAO

    MANUAL DE OPERAES

    1 Fora Area Virtual

  • VIRTUAL BRAZILIAN AIR FORCE VBAF

    DEPARTAMENTO DE ENSINO E PESQUISA VIRTUAL PRIMEIRO DO QUINTO GRUPO DE AVIAO

    MANUAL DE OPERAES

    2 Fora Area Virtual

    Indce

    Apresentao 1. O Estgio 2. Protocolos para Atividades Areas 3. rgos de Controle de Trfego Militar 4. Dispositivo de Sada e Ingresso no Ptio Militar da BANT 5. Operao do Vetor EMBRAER C-95A Bandeirante 6. Circuito de Trfego da Base Area de Natal

    Fases de Treinamento

    Fase bsica

    Adaptao diurna e noturna

    Voo por instrumentos e viagens de navegao

    Navegao baixa altura ( NBA )

    Navegao em Esquadrilha

    Pouso P.A.R

    Fase Avanada

    Transporte

    Reconhecimento

    Patrulha

    OIs - 1 / 5 GAVv Esquadro Rumba

    Fase Bsica

    OI 01 Adestramento

    OI 02 - Navegao IFR

    OI 03 - Navegao NBA

    OI 04 - Navegao em Esquadrilha

    OI 05 - Pouso P.A.R.

    Fase Avanada

    OI 06 - Re-suprimento Areo

    OI 07 - Lanamento de Tropas

    OI 08 - Tcnicas de Pouso de Assalto

    OI 09 - Reconhecimento Areo

    OI 10 - Patrulha / Busca e Salvamento (S.A.R.)

    OI 11 - Navegao Ttica e manobras evasivas

    Rotina da Base Area de Natal

    Sistema de Avaliao

    Curso de Certificao P3

    Curso de Liderana de Seo de Transporte

  • VIRTUAL BRAZILIAN AIR FORCE VBAF

    DEPARTAMENTO DE ENSINO E PESQUISA VIRTUAL PRIMEIRO DO QUINTO GRUPO DE AVIAO

    MANUAL DE OPERAES

    3 Fora Area Virtual

    Apresentao

    Este manual rene as informaes bsicas e iniciais para os Aspirantes recm-

    chegados ao Curso de Especializao Operacional (CEO) da Aviao de Transporte e Patrulha

    e aborda as informaes gerais sobre o Estgio e os protocolos bsicos a serem seguidos

    durante toda Instruo Area. Qualquer inconsistncia ou observao sobre este manual

    pode e deve ser encaminhada ao Comando da VBAF atravs do endereo eletrnico

    afa@forcaaereavirtua.com.br.

    A Aviao de Transporte extremamente importante, pois ela que d mobilidade

    e velocidade Fora Area Brasileira como um todo. As aviaes de todos os tipos operam

    condicionadas aos suprimentos que recebem e a principal responsvel pela entrega dos

    mesmos em um cenrio areo, exatamente a Aviao de Transporte.

    Compete ao Primeiro Esquadro do Quinto Grupo de Aviao ( 1/5 Gav -

    Esquadro Rumba ) ministrar a Instruo Area de multimotor aos Estagirios das Aviaes

    de Transporte, Patrulha e Reconhecimento.

    Hoje, baseado na estrutura educacional existente no 1/5 GAv, notou-se a

    necessidade de algumas alteraes na metodologia de ensino visando aperfeioar ainda mais

    a capacidade operacional do Futuro Aviador Militar de Transporte. Esta nova metodologia

    ser dividida em 2 fases de treinamento ( Fase Bsica e Fase Avanada ).

    Primeiro Esquadro do Quinto Grupo de Aviao virtual

    Subseo de Operaes e Instruo

    1. O Estgio

    Ao escolher ingressar na Aviao de Transporte ou de Patrulha aps a concluso

    do Curso de Formao de Oficiais Aviadores virtuais na Academia da Fora Area virtual, o

    Aspirante-a-Oficial Aviador virtual designado para um novo Curso que o capacitar a

    exercer as atividades inerentes a estas especializaes.

    Na Fora Area Brasileira real e virtual, a misso de formar os novos Oficiais

    Aviadores para o Transporte e Patrulha pertence ao Primeiro Esquadro do Quinto Grupo

    de Aviao, o Esquadro RUMBA. O 1/5 GAv est sediado e administrativamente

    subordinado a Base Area de Natal(BANT); Operacionalmente, subordina-se a Primeira Fora

    Area virtual (IFAev), responsvel pelas Unidades Areas que ministram os Cursos de

    Especializao Operacional.

    Durante o Estgio, o Aspirante voar a aeronave de transporte leve EMBRAER C-

    95A / C-95B Bandeirante, de fabricao nacional e presente em muitos dos Esquadres de

    Transporte e Patrulha (em sua verso de Esclarecimento Martimo, o P-95), cumprindo uma

  • VIRTUAL BRAZILIAN AIR FORCE VBAF

    DEPARTAMENTO DE ENSINO E PESQUISA VIRTUAL PRIMEIRO DO QUINTO GRUPO DE AVIAO

    MANUAL DE OPERAES

    4 Fora Area Virtual

    sequncia de Ordens de Instruo de Treinamento (OIs) com o objetivo de capacit-lo

    realizao de misses operacionais de transporte logstico e ttico, lanamento de

    cargas, infiltrao e exfiltrao de foras aeroterrestres, busca e salvamento,

    evacuao aero medica, patrulha e esclarecimento martimo, navegao ttica e manobras

    evasivas. Ainda durante o Estgio, o Aspirante ser submetido a constante avaliao

    terica visando a aferio de que o conhecimento terico est condizente com sua evoluo

    nas atividades areas e deixando claro que o objetivo do Estgio , alm da formao

    operacional do futuro Oficial virtual, garantir sua formao como Oficial virtual

    incutindo o esprito de aprendizado contnuo necessrio durante sua vida operacional

    dentro da Fora. Ao concluir com aproveitamento o Estgio, o Aspirante declarado Ala

    Operacional na aeronave C-95 sendo designado para uma das Unidades Areas subordinadas a

    Quinta Fora Area virtual (V FAev, Aviao de Transporte) ou da Segunda Fora Area

    virtual (II FAev, Aviao de Patrulha), iniciando seu ciclo operacional como 2 Tenente

    Aviador

    2. Protocolos para Atividades Areas

    O simulador utilizado durante o CEO ser o Microsoft Flight Simulator. NO SER

    FORNECIDO SUPORTE A OUTRO SIMULADOR DURANTE O CEO em virtude de todo o material existente

    necessrio ao Curso NO possuir similar para outros simuladores.

    O material a ser utilizado durante o CEO dever ser obtido pelo frum do esquadro, onde

    constam os materiais didticos e operacionais necessrios para o curso.

    IMPORTANTE: A no observao de quaisquer dos protocolos apresentados neste documento

    ou outros divulgados na forma oficial (Frum, Site, etc.) acarretar desde a recusa de

    um voo de avaliao (check) at a aplicao de sanso administrativa.

    3. rgos de Controle de Trfego Militar Posio Cdigo Rdio Frequncia

    Solo A confirmar A confirmar

    Torre Tup 118.70

    122.80(militar)

    121.50

    APP A confirmar 119.30

    .65

    121.50

  • VIRTUAL BRAZILIAN AIR FORCE VBAF

    DEPARTAMENTO DE ENSINO E PESQUISA VIRTUAL PRIMEIRO DO QUINTO GRUPO DE AVIAO

    MANUAL DE OPERAES

    5 Fora Area Virtual

    4. Circuito de Trfego da Base Area de Natal

    A BANT provida de carta VAC que determina os protocolos

    de ingresso e abandono de seu Circuito de Trfego e deve ser

    observada pelas Tripulaes durante a Instruo Area. Os detalhes

    para o correto ingresso ao circuito de trfego da BAFZ esta

    representada na carta VAC que pode ser consultada atravs do Site

    aisweb.mil.br . Qualquer dvida ser esclarecida pelo instrutor

    do esquadro.

    5. Relatrios

    Relatrio do voo de instruo contendo o de-brifing apresentado pelo Aspirante

    Devem ser realizados aps o voo em seu histrico operacional e deve conter todos os

    detalhes da Instruo na viso do Aluno para que o instrutor tenha a real noo se o

    objetivo dele foi alcanado ou

    INSTRUIR PARA O COMBATE!

    NATAL, RN, 26 de dezembro de 2013.

  • VIRTUAL BRAZILIAN AIR FORCE VBAF

    DEPARTAMENTO DE ENSINO E PESQUISA VIRTUAL PRIMEIRO DO QUINTO GRUPO DE AVIAO

    MANUAL DE OPERAES

    6 Fora Area Virtual

    Fases de Treinamento

    Fase bsica Na Fase Bsica, os Estagirios tero o primeiro contato com a aeronave de Transporte, onde aprendero a oper-la nas diversas misses:

    Adaptao diurna e noturna Especificamente, trata dos primeiros contatos com a aeronave Embraer C95 Bandeirante, seus sistemas, instrumentos e procedimentos, operao normal e operao com pane pr-

    definida. Adaptao ao Circuito Visual da Base Area de NATAL (BANT) e a sua terminal.

    Voo por instrumentos e viagens de navegao Adaptao ao voo de mdia e longa durao sendo explorado o conhecimento em voo IFR, procedimentos de sada e chegada ( SID / STAR ), procedimento de

    aproximao por instrumento ( IAC ) e planejamento de voo.

    Navegao baixa altura ( NBA ). Adaptao ao voo em baixa altura martima e terrestre, em velocidade normal e a baixa velocidade.

    Navegao em Esquadrilha Adaptao ao voo em formao com a aeronave Embraer C95 Bandeirante

    Pouso P.A.R Adaptao ao pouso de Preciso Radar (P.A.R.)

    Alm dessas atividades, os estagirios podero participar tambm das diversas

    Reunies das Aviaes (RAT, RAP e RAREC), a fim de sedimentar os conhecimentos

    tericos e prticos adquiridos.

    Fase avanada

    Na Fase Avanada, os Aspirantes recebero a Especializao Operacional das trs

    Aviaes ( Transporte, Reconhecimento e Patrulha ) sendo que:

    Transporte

    1. Transporte logstico. Transporte de carga e pessoal onde a aeronave pousa num aerdromo de destino

    para descarregar / desembarcar o que tenha sido transportado.

    2. Transporte Areo-terrestre

    I. Lanamento em voo de cargas e soldados paraquedistas realizando infiltrao,

    resuprimento e evacuao area em zonas hostis

    II. Desembarque e embarque de tropa em zonas hostis

    Reconhecimento

    1. Navegao em reas restritas

    2. Mapeamento de rea

    Patrulha

    1. Patrulha Martima e Terrestre

    Voos sobre o oceano ou sobre reas terrestres na busca de aeronaves ou

    embarcaes ilcitas, pistas de pouso clandes