julho agosto 2013

Download Julho Agosto 2013

If you can't read please download the document

Post on 06-Apr-2016

213 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Notícias da Associação dos Oficiais da Brigada Militar

TRANSCRIPT

  • Nm

    ero

    17

    | J

    ulho

    e A

    gost

    o de

    2013

    RevistA dA AssociAo dos oficiAis dA BRigAdA MilitAR

    pERFIL

    aMaDEU DE aLMEIDa

    WEInMann

    aDvogaDo,cRIMInaLIsta,

    DEcano Do DIREIto

    pEnaL Do Rs

    Pgina 16

    acontEcE

    DIREtoRIa Da asoFBM

    coMEMoRa coM

    apRovaDos no concURso o

    anncIo Do chaMaMEnto

    EM tURMa nIca paRa

    janEIRo DE 2014

    Pgina 20

    Reforar a valorizao e o

    reconhecimento o objetivo

    pgina 5

    Rumo interiorizao

    pgina 8

    carta abertaSocorro a quem oferece socorro

  • 2vIv

    avo

    Z |

    nm

    ero

    17 |

    julh

    o/ag

    osto

    de

    20

    13

    2

    A ASOFBM tem atuado incisivamente em relao s proble-mticas que o Estado atravessa no que tange segurana pblica, no que diz respeito falta de efetivos e de recursos que permeiam as condies de trabalho dos policiais e bombeiros militares. Nes-se sentido, com todas as nossas armas polticas, estamos lutan-do pela continuidade da formao de Oficiais com nvel superior em Direito, j que essa especializao propicia o entendimento de leis e legislaes necessrio a uma atuao eficaz de pessoas que possuem a misso de planejar e comandar aspectos da seguran-a pblica. Essa exigncia no pode ser abandonada sob pena de desqualificar uma Corporao fundamental para o bem-estar da populao. Alm disso, hoje, ns temos 100 alunos capites que esto se formando e que propiciaro que a BM fique um pouco menos defasada. Pleiteamos que o curso seja efetuado de modo mais intensivo e permita form-los mais rapidamente. Tambm, queremos o ingresso dos outros 83 Capites aprovados e ainda no chamados, somente com o objetivo de beneficiar a populao.

    Estamos lutando heroicamente, mas ainda temos muito a caminhar e precisamos do apoio de todos para alcanar xito. Queremos policiais e bombeiros militares orgulhosos de seus pa-pis na sociedade e de fazerem parte da Corporao.

    Com relao s manifestaes ocorridas em todo o Pas, a ASOFBM presta apoio, desde que de forma ordeira e dentro dos limites constitucionais, repudiando as aes de violncia e depredaes, que no se coadunam com o verdadeiro objetivo do movimento: um Brasil melhor para todos!

    Tais manifestaes so legtimas, democrticas e consequn-cia da insatisfao da populao com vrios aspectos, tais como a educao, sade e segurana pblica. A populao est clamando por melhorias, porm incabvel que uma minoria de participan-tes associe a esse clamor aes prejudiciais e onerosas prpria populao. Os atos de violncia de qualquer natureza colocam em risco o cidado comum, o patrimnio privado e pblico. O Estado, que tem o dever de defender a incolumidade fsica do indivduo e o patrimnio, no pode se omitir do cumprimento desse dever inalienvel.

    Os representantes do povo devem adotar medidas imediatas para que a populao tenha uma melhor qualidade de vida! Preci-samos dar vida denominada Constituio Cidad.

    AsofBM ApoiA As MANifestAes

    popULaREs

    EXpE

    DIE

    ntE

    tc RR jos carlos Riccardi guimares presidente da AsofBM

    editorial

    diRetoRiA eXecUtivA

    presidente: tenente coronel RR Jos carlos Riccardi guimares

    vice-presidente: tenente coronel QoeM Marcelo gomes frota

    Diretor administrativo: Major QoeM leandro estabel Jung

    Diretor de assuntos polticos e Institucionais:

    Major QoeM carlos Roberto da Rocha Xavier Junior

    Diretor jurdico: capito QoeM Roberto dos santos donato

    Diretor de Marketing: Major QoeM everton santos oltramari

    Diretor de cultura: coronel RR Ubirajara Anchieta Rodrigues

    assessor superior da presidncia: ten cel RR celso pires porto

    Diretor de Divulgao:

    capito QoeM Roger Nardys de vasconcellos

    1 secretrio: capito QoeM Rafael Monteiro costa

    2 secretrio:

    capito QoeM demian da Rocha Riccardi guimares

    tesoureiro: capito QoeM luiz Marcelo Reolon

    ttitUlARes do coNselHo de liBeRAtivo

    coronel QoeM Atamar Manoel cabreira filho

    coronel RR elvio Jos pires

    tenente coronel RR cesar Bayard Moura de castilhos

    tenente coronel QoeM sidenir cardoso de oliveira

    tenente coronel QoeM evaldo Rodrigues de oliveira Junior

    sUpleNtes

    coronel RR Moiss silveira de Menezes

    coronel QoeM erlo dos santos pitroski

    tenente coronel QoeM paulo Roberto da Rosa duarte

    Major QoeM Regis Reche

    Major QoeM daniel paulo lopes

    ttitUlARes do coNselHo fiscAl

    coronel RR dalmo itabora dos santos do Nascimento

    Major QoeM leandro oliveira da luz

    Major QoeM Rodrigo da silva dutra

    sUpleNtes

    tenente coronel QoeM luis olavo vincios de lara

    tenente coronel RR Jos luiz pereira Aozani

    capito QoeM cristiano luis de oliveira Moraes

    iMpReNsA

    vanessa pagliarini gomes e Marli Appel

    RevisoRA:

    greice Zenker peixoto

    fotos cApA

    Jean schwarz e tadeu villani

    diAgRAMAo e pRoJeto gRfico

    tp

    gRficA

    contgraf | tiragem: 4.500 exemplares

    editorial

  • 3vIv

    avo

    Z |

    nm

    ero

    17 |

    julh

    o/ag

    osto

    de

    20

    13

    eM MoviMeNto ASOFBM participa de reunio com Associao dos Municpios do Litoral

    MeMRiA Os melhores seriam aprovados e, no futuro, poderiam prestar relevantes servios Corporao Brigada Militar.

    especiAlCarta Aberta: socorro a quem oferece socorro ASOFBM denuncia estrutura precria do Corpo de Bombeiros do RS

    ARtigoA fragilidade do sistema de segurana 1 parte Por Cel reformado Elomar Johansson

    ARtigo cieNtficoDiferenas Culturais: Aspectos que distanciam as atividades poli-ciais das de bombeiros Por Major Rodrigo Dutra

    cUltURARetomada Cel RR Ubirajara Anchieta

    peRfilDo criminalista ao criminlogo: Amadeu de Almeida Weinmann

    AcoNtece Presidente da ASOFBM, TC Riccardi, secretrio de Segurana Pblica do Rio de Janeiro, Jos Mariano Beltrame

    ARtigoO jovem casal Por TC Paulo F. M. Pacheco

    3

    Nesta edio

    05

    06

    08

    11

    RevistA dA AssociAo dos oficiAis dA BRigAdA MilitAR

    participe, envie comentrios e sugestes.

    asofbm@asofbm.com.br / tel./fax: (51) 3221-9768/3212-0170

    www.asofbm.com.br / twitter.com/AsofBM_poA / Asofbm Brigada Militar

    travessa francisco de leonardo truda, 40 - cj. 28 - 2 andar - porto Alegre - Rs - cep: 90010-050

    12

    15

    19

    16

    22

  • 4vIv

    avo

    Z |

    nm

    ero

    17 |

    julh

    o/ag

    osto

    de

    20

    13

    No tenho dvidas de que nossa Associao est atenta e colhendo subsdios para sua

    manifestao oportuna em relao tragdia de Santa Maria, norteada por fatos, lucidez,

    maturidade e objetividade.

    Desde sua criao, a ASOFBM vem quebrando paradigmas, aprendendo com os fatos que

    vo acontecendo e se posicionando a respeito. Atrevo-me a dizer que est sendo rpida nessa

    espao AsofBM

    ReAJUste sAlARiAl Ano novo e pergunta mais do que velha, vamos levar

    a prometida substituio?

    Abrao a todos.

    Ricardo Machado da silva

    Parabns nossa representatividade efetiva e mxima! Parabns ao Cel Riccardi e sua equipe!

    Muitos anos de vida para ns!

    andre Marcelo Ribeiro

    ANiveRsRio AsofBM

    Estimado Riccardi e diretores da ASOFBM! Estou muito feliz, na qualidade de associado, em cumpriment-los pelo transcurso da data

    de fundao da entidade, a qual, especialmente na atual quadra, vem dando ateno s

    reivindicaes de seus associados. muito bom quando a gente observa a justeza e os acertos da conduo poltico-administrativa da ASOFBM.

    Parabns!

    joaquim Moncks

    Parabns, ASOFBM, agora no caminho certo. Abraos aos amigos da diretoria, na esperana de

    que no abandonem o rumo.

    Ibes carlos schmitz pacheco

    Quero lhe cumprimentar, presidente Jos Carlos Riccardi Guimares, pela sua postura e defesa

    dos Oficiais da BM e da Corporao nestes momentos de exposio pelo qual estamos

    passando. Conhecendo-lhe de longa data e tendo a oportunidade de termos servidos juntos na

    mesma unidade, no poderia esperar do senhor uma outra postura que no seja essa que

    autntica sua, fundada num bero brigadiano, com uma educao exemplar, com altivez,

    franca e cheia de orgulho de ser brigadiano, o que deveria ser a postura de todo o oficial da BM. No dobrar a espinha a quem quer que

    venha querer macular a nossa Brigada Militar. Sou testemunha desde o tempo que o senhor

    era capito e servamos juntos desta postura, j vi muitos mudarem, mas o senhor permanece com o mesmo orgulho, amor e altivez de 20

    anos atrs. Sempre lhe admirei e continuo por esta postura em defesa da BM contra quer que seja. Com certeza o seu pai, que j no

    est conosco, onde estiver, est orgulhoso do senhor, pois neste momento de fragilidade da BM est peleando como verdadeiro gacho e

    heri brigadiano na defesa da Briosa. Parabns e avante nesta liderana.

    nilton pires

    tRAgdiA de sANtA MARiA

    aprendizagem, j que nunca fez parte da nossa cultura esse tipo de procedimento e postura.

    Democraticamente, criou um frum de debates, onde o que prevalece so as ideias, a troca de

    opinies, a reflexo crtica, a tica e a busca de solues em conjunto. Toda opinio e deve

    ser respeitada. No importa aqui o posto, mas contribuies serenas, maduras e profissionais. Vivemos um grande momento de crise interna, pois quem vem acompanhando o desenrolar dos fatos tem conscincia dos equvocos cometidos

    por nossos representantes que criaram fantasmas que nos assombraro por muito tempo. Muitas postagens foram produzidas a respeito e no

    cabem mais comentrio