jornal da impresso especial jornal da - ?· cef carlos alberto caser reafir-mou a importância do...

Download JORNAL DA Impresso Especial JORNAL DA - ?· cef Carlos Alberto Caser reafir-mou a importância do diálogo…

Post on 16-Dec-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

N O V E M B R O 2 0 11 J O R N A L D A F E N A C E F 1

JORNAL DA

JORN

AL D

A

Federao Nacional de Associaesde Aposentados e Pensionistas da CEF

ImpressoEspecial

9912177343/2007-DR/BSBFENACEF

CORREIOS

Destaques das PlenriasConfira resumo dos principais assuntos debatidos nas Plenrias do Simpsio.

ENTREVISTA Um bate-papo com o Sr. Francisco Cantalino, Presidente Executivo da AEA/BA.

III Jogos da FENACEF A APEA/SP sediar os III Jogos da FENACEF, em guas de Lindia/SP, no perodo de 22 a 26 de abril de 2012.

XXXIII Simpsio da FENACEFUm marco para os aposentados e pensionistas da Caixa.

2 J O R N A L D A F E N A C E F N O V E M B R O 2 0 11

JORNAL DA

E D I TO R I A LM I S S O C U M P R I DA !

O presidente da AEA Bahia foi muito feliz em sua fala, ao fi-nal do XXXIII Simpsio. A misso de organizar e colocar no ar o maior evento de congraamento e trabalho da FENACEF foi cumprida com brilhantismo pelos baianos: organizao impec-vel, atendimento idem, realizao nota 10! Ficamos todos com a sensao de mais querer. A convivncia estreita na semana trou-xe troca intensa de informaes e ampliao de relacionamentos e as plenrias ento? Alm do recorde em participao mais de 700 pessoas em alguns momentos os debates e posicionamen-tos acalorados, mas de excelente nvel reforam a convico de que nosso Simpsio espao consolidado de representatividade do segmento. Nossos interlocutores FUNCEF, CAIXA e outros in-teragiram com mais propriedade que em momentos anteriores, diminuram os mapas e falaram mais de perto conosco, ouviram e dialogaram e, levando consigo as preocupaes manifestadas, assumiram compromissos da continuidade das discusses.

As 30 proposies aprovadas nas plenrias j foram encami-nhadas aos destinatrios e as definies sero divulgadas me-dida que aconteam. Parabns, Presidente Cantalino!

A FENACEF continuar buscando as solues.

Mas a misso tambm foi muito bem cumprida pela AEA Dis-trito Federal na organizao e realizao dos II Jogos da FENA-CEF! Quase 800 atletas, 14 modalidades de competio e um nvel de participantes que projeta os Jogos tambm como evento consolidado e em crescente evoluo.

Parabns, Presidente Marlene!

Duas prximas misses a cumprir: XXXIV Simpsio e III Jogos da FENACEF. O Esprito Santo assumiu a realizao do Simp-sio e So Paulo os Jogos. A FENACEF j tem certeza do sucesso de ambos os eventos.

E, por fim, a FENACEF finalizou o processo eleitoral de 2011, nos moldes preconizados pelo Estatuto Social, elegendo Diretoria Executiva, Conselhos Deliberativo e Fiscal para atuarem nos pr-ximos trs anos frente das aes, atitudes e destino da Federa-o. Muito trabalho e dedicao certamente continuaro sendo a tnica dos voluntrios e no remunerados colegas que compem a nova direo, na busca constante da soluo dos problemas do segmento de aposentados e pensionistas da CAIXA, na verdade a Misso mais importante a ser cumprida.

ExPEDIEnTE

FENACEF Federao Nacional das Associaes

de Aposentados e Pensionistas da CEF

PRESIDEnTEDcio de Carvalho

vICE-PRESIDEnTE Edgard Antnio Bastos Lima

COnSELHO DELIBERATIvO Dcio de Carvalho (MG)

Benedito Silvano Bonacordi (PR) Donina de Souza Zambelli (ES)

Edgard Antnio Bastos Lima (SC) Fernando Cavalcanti Neves (PE)

Francisco De Assis Cantalino Wanderley (BA)

Olvio Gomes Vieira (RJ) Ruy Goyano de Faria (SP)

Srgio Atair dos Santos (RS) Terezinha Leandro da Silva (PB)

Francisco Vagner Dantas Leite (CE)

JORnAL DA FEnACEF Ano VIII - Ed. 26 - Braslia,

novembro/2011

DIRETOR Edgard Antnio Bastos Lima

JORnALISTA RESPOnSvELDaniel Signorelli

Reg. Prof. SC 03737-JP imprensa@fenacef.com.br

TIRAGEM 26.000 exemplares

EnDEREO CORRESPOnDnCIA SCS, Quadra 1, Bloco I, no 30,

Ed. Central, 7o andar, salas 701/708, Braslia, DF - CEP 70304-900 e-mail: jornal@fenacef.com.br

IMPRESSO:Grfica Copacabana

SIBS, Quadra 03, Conj. A , Lts 30/32, DF Fone: (061) 3386-1922

Fax (61) 3386-7024

FOTOS DESTA EDIOTakacy Kumeda - APEA/SP

Patrcia Pires - Fenae

DIAGRAMAOBR6 Comunicao - jr@br6.com.br

N O V E M B R O 2 0 11 J O R N A L D A F E N A C E F 3

JORNAL DA

Com o discurso fundamen-tado na defesa de interesses da categoria, no exerccio da democracia, bem como no con-graamento e na valorizao do simpsio, o presidente da Associao de Economirios Aposentados da Bahia (AEA/BA), Francisco Cantalino, ofi-cializou a abertura do XXXIII Simpsio Nacional de Econo-mirios Aposentados e Pen-sionistas da CAIXA. O evento contou ainda com a presena, na Mesa Diretora, do presiden-te da FENACEF Dcio de Car-valho e do seu vice-presidente Edgard Antnio Bastos Lima, alm do presidente da Funcef Carlos Alberto Caser, do presi-dente da Fenae Pedro Eugenio Leite, do presidente da Unei Ar-mando Filardi, dos presidentes de honra desta edio, Fernan-do Alves Cabirta e Astrogildo Carneiro Moreira, da esposa de Carlos Levino Vilanova (pa-trono do simpsio), Ester Costa Rebelo, entre outras autorida-des.

Na plenria de abertura, tambm estava presente, o vice-presidente de Gesto de Pessoas, Srgio Pinheiro Ro-drigues, que trouxe mensagem de maior aproximao da CAI-XA com o segmento de apo-sentados e pensionistas e se colocou disposio para de-liberar sobre todas as questes pendentes, abrindo caminho a um dilogo mais consistente.

Aps formada a Mesa Dire-tora, entraram as bandeiras da federao com representan-tes de cada associao e, em seguida, o coral infantil Vozes de Deus executou o hino na-cional, assim como o Hino do

Cerimonial de Abertura do XXXIII Simpsio

Senhor do Bonfim e a Orao de So Francisco. Outro ponto forte do cerimonial de abertura foi o da beno pela vida, pro-ferida pelas palavras do Padre Eliomar, do Reverendo Celso Dourado e, pela primeira vez em um simpsio da categoria, do Sr. Fernando Cabirta, em nome da comunidade esprita.

Na ocasio, tambm foi pres-tada homenagem ao patrono do simpsio, Carlos Levino Vi-lanova, baluarte do movimento associativo dos aposentados e pensionistas da CAIXA de todo o pas. O presidente da FENA-CEF Dcio de Carvalho falou sobre os avanos importantes que as entidades, em parceria, tm conquistado, garantindo benefcios para os aposenta-dos e pensionistas. Entre eles, destacou a participao dos aposentados na mesa de nego-ciao, nos comits da Funcef e Fenae. O presidente da Fun-cef Carlos Alberto Caser reafir-mou a importncia do dilogo constante entre as associaes dos aposentados e pensionis-

tas e a Funcef para a melhoria do fundo de penso.

Para o presidente da Fenae, Pedro Eugnio, as questes de melhoria de vida para os aposentados passam primeiro pela valorizao da CAIXA pe-rante os seus funcionrios. Os aposentados defendem sem-pre a Caixa Econmica e no se sentem aposentados ape-nas, eles so empregados da CAIXA aposentados, e como tal, devem ser tratados como se na ativa estivessem. Na participao do presidente da Unei, Armando Filardi lembrou o descredenciamento de hos-pitais, clnicas e profissionais da sade do SADE CAIXA, que vem ocorrendo por causa do dispositivo da Lei 8.666/93, que rege as licitaes no pas, impossibilitando firmar conv-nio com qualquer empresa ou profissional da sade que te-nha problemas fiscais.

Francisco Cantalino Presidente da AEA/BA da boas vindas aos participantes

4 J O R N A L D A F E N A C E F N O V E M B R O 2 0 11

JORNAL DA

33 proposies analisadas pelas Comisses do XXXIII Simpsio

Foram inscritos 33 trabalhos, que passaram pela anlise das trs Comisses do Simpsio. Destes, a maioria foi aprovada em plenrio pelos participantes e foi encaminhada para FENA-CEF, Funcef e CAIXA.

Na Comisso da CAIXA, fo-ram aprovadas todas as 8 pro-posies, com destaque para a

de nmero 20: Solicitao de esclarecimentos CAIXA sobre a postura adotada quanto aos descredenciamento em massa de profissionais de sade sem nenhum esclarecimento aos usurios do Sade-CAIXA. Na Comisso da Funcef, por sua vez, 14 proposies foram en-caminhadas, e apenas duas, rejeitadas. Por fim, na Comis-

so das Associaes, 10 foram aprovadas, e uma, rejeitada.

A FENACEF j encaminhou as proposies s entidades competentes. As proposies relativas s associaes j fo-ram distribuidas aos Conselhei-ros da FENACEF para anlise e deliberao.

Confira os principais assuntos debatidos na plenria das entidades:Presidente da FENACEF fala sobre a questo do Sade-CAIXA

O presidente Dcio de Car-valho, durante a apresenta-o da FENACEF, reforou a importncia do Sade-CAIXA para os aposentados e pensio-nistas, afirmando que a fede-rao est acompanhando e cobrando da CAIXA solues para o impasse dos descreden-ciamentos da rede.

Outro ponto muito importan-te levantado pelo presidente foi o fato de os aposentados e pensionistas estarem num mo- mento nico de negociaes, com tantas oportunidades para recuperar os benefcios, por meio dos encontros a cada 30 dias com Funcef, Caixa e Fe-nae, por exemplo.

No momento da CAIXA na Plenria, Mrcia Guimares Guedes, representando o dire-tor Nelson Antnio de Souza, da DEPES, disse que, por parte da CAIXA, h interesse em fortale-cer a relao com os aposenta-dos e no inibir qualquer mani-festao. Outro ponto abordado, e de extrema importncia para a categoria, foi o Sade-CAIXA. Segundo Mrcia, a mudana da nova gesto abrir caminhos para priorizar as aes que vi-sam solucionar problemas e in-vestir na qualidade de vida de seus associados.

Num segundo momento, Gil-da Coqueiro Gregrio, Gerente Executiva da Gerncia Nacional da Previdncia Complementar, comentou sobre a incorpora-o do REB/Replan, que est h quase dois anos em dis-cusso, sendo que a proposta