guaianas 108

Download Guaianas 108

Post on 09-Jul-2015

131 views

Category:

Design

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Guaianas

TRANSCRIPT

  • Ano 7 - Nmero 108 - www.fb.com/JornalGuaianas Tel.: (11) 2031-2364 - raleste@gmail.com 1 QUINZENA DE NOVEMBRO DE 2014

    Conhecida pelos seus tra-balhos pedaggicos inovado-res, a EMEI Prof. Wilson Reis, localizada em um dos bairros de mais alta vulnerabilidade de So Paulo, o Jardim Lour-des, no distrito do Lajeado,

    GCM realiza Projeto Luzna EMEI Wilson Reis

    De 23 de outubro at 26 de novembro, o Grupo Pombas Urbanas apresenta a Mostra Pombas Urbanas 25 anos, que rene quatro dos principais espetculos j encenados na trajetria

    Grupo Pombas Urbanas lana mostra teatral

    comemorativa de 25 anos

    Projeto prev interven-es em 89 pontos de 21 subprefeituras da cidade. O

    Entre os servios solici-tados pela populao est a insero de placas de si-nalizao e de faixas de pe-destres em diversas vias da regio, alm de intervenes em lombadas

    CET no seu Bairro recebe152 solicitaes dos

    moradores do Jd. So Paulo

    Atuando como mestre de cerimnias, o senador Acio Neves (PSDB-MG), candida-to derrotado ao Palcio do Planalto, disse em reunio da Executiva Nacional do PSDB e aliados nesta quarta-feira

    Diabo se envergonharia de campanha eleitoral do

    PT, diz Acio

    objetivo garantir melhor acesso e maior segurana aos usurios,... Leia na pg 03

    O programa CET no seu Bairro esteve no bairro do Jardim So Paulo, em Guaia-nases, entre os dias 20 a 24 de outubro. Durante esta semana foram recebidas 152 solicitaes... Leia na pg 03

    (5) que o diabo se envergo-nharia do que o PT fez nas eleies presidenciais deste ano. O tucano tambm props um pacto com os demais partidos de oposio.

    Leia na pg 04

    da companhia. Sero 12 apresentaes gratuitas es-palhadas pelos quatro can-tos da metrpole. Durante a circulao a Mostra de reper-trio visita cartes postais da cidade, como... Leia na pg 03

    foi laboratrio para mais uma ao pioneira na DRE Guaia-nases. Unindo aes pedag-gicas da escola, participao da comunidade e auxlio da Guarda Civil Metropolitana (GCM), os projetos Luz e

    Criana sob nossa guarda propiciaram atividades com as crianas, encontros entre educadores e GCM, bem como intensa participao da Comunidade.

    Segundo relato da Diretora

    da EMEI, Patricia dos Santos Melo Barreto, no incio do ano vivemos diversas situa-es de violncia no entorno da escola. Assaltos, roubos e depredaes eram constan-tes. Leia na pg 02

    Passagens sobrecrregos tero investi-

    mentos de R$ 4,5 milhes

    Na segunda-feira, 3, as luzes do Congresso Nacio-nal forem tomadas por uma iluminao azul, ser dada a largada para a campanha de conscientizao sobre o cncer de prstata, idealiza-

    da pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). A ideia do Novembro Azul desmistifi-car a doena, que, segundo o Instituto Nacional do Cncer (INCA), acomete um a cada seis homens no Brasil. As estimativas mostram que 69 mil novos casos devero ser diagnosticados somente em 2014 no pas, um a cada 7,6 minutos. E o pior que cer-ca de 13 mil brasileiros vo morrer... Leia na pg 02

    Novembro azul: campanha de conscientizao sobre

    cncer de prstata

    Aconteceu no dia 28/10, no CEU Incio Monteiro, a premiao aos alunos que tiveram suas crnicas vence-doras do III Concurso Liter-rio promovido pela Diretoria de Ensino Regio Leste 3. Este ano alunos dos 5, 6 e 7 anos escreveram crnicas sobre o tema Histrias do futebol brasileiro.

    III Concurso Literrioda DER Leste 3 acontece no CEU Incio Monteiro

    O objetivo do projeto que os alunos produzam diferentes gneros textuais, que divulguem a cultura e as transformaes da sociedade. Esse material ser publicado na internet, com a finalidade de divulgar a cultura e as transformaes da zona leste, na viso dos alunos da rede pblica... Leia na pg 03

  • Uma publicao do Grupo Acontece de Jornais e Revista

    As matrias publicadas so de exclusiva responsabilidade dos colaboradores e no representam necessariamente a opinio do Jornal. Os nomes dos colaboradores e representantes comerciais no mantm vnculo empregatcio com a empresa.

    Diretor e Chefe de Redao: Divaldo Rosa MTb: 42.488 Jornalista (fl): Silmara Galvo Nunes Representantes Comerciais: Pastor Odair Designer: Ademir Rodrigues Revisora: Prof. Suseli Corumba Administrao Financeira: Ademir Rodrigues Distribuio: Mart Press Distrib.de Jornais Redao e Publicidade Fone/Fax: 2031-2364 / 2513-0928 Av. Guachos, 166 Cep: 08030-360 Vila Curu - SP - E-mail: raleste@gmail.com (fl = Freelancer)

    Jornal

    SUB PREF. DE GUAIANASESEstr. Guaianases, 2565

    Jd Helena / Guaianases-SP

    BANCA COQUINHORua Hipolito de Camargo, 460

    Guaianases-SP

    BANCA DE JORNAIS A MUSICALRua Salvador Gianetti, 1156

    Guaianases-SP

    BANCA NOVA COQUEIROEstr. Itaquera Guaianases, 2423

    Jd Helena / Guaianases-SP

    BANCA TEMAS E LETRASAv. Salvador Gianetti, 564

    Guaianases-SP

    BANCA DE JORNAL A MUSICALRua Salvador Gianetti, 1156

    Guaianases-SP

    Atualidade 1 QUINZENA DENOVEMBRO DE 2014

    O volume morto de nossas almas!C R N I C APor ALLAN REGIS

    Meus caro leitor, nin-gum quer largar o osso de jeito nenhum, mesmo que

    Temos que perfurar, leitor, pois, l no fundo de nosso reservatrio, deve restar nem que seja 10%! o que pode ser suficiente para abastecer-nos de conscincia de que, se continuarmos medocres do jeito que estamos, o colapso iminente. Temos que usar um sistema de bombeamento que chegue at as profundidades de nosso ser, abaixo do nvel das comportas do fracasso do homem, suficientes para desfazer nossas tolices e resgatar-nos da tristeza, da solido, da ambio doen-

    tia, sobretudo, do caos do consumo exacerbado que deteriora a to rica nature-za em prol do materialismo imbecilizante. Precisamos, ento, se queremos nos salvar, tratar toda a conta-minao atual e voltarmos ao consumo consciente e, assim, regressarmos felicidade oferecida pela simplicidade dos recursos naturais que voltaro a nos enquadrar em seu sistema puro, gratuito, saudvel e to necessrio para reer-guer nosso meio ambiente e o nvel de nosso sistema biolgico to degradados.

    ele esteja nos fazendo mal. O pior que ostentamos ele como smbolo de su-cesso. Como somos tolos! Diante de nossas cisternas em crise, agora tentamos aps usar o primeiro, cla-ro! gastar nosso segundo volume morto presente em nossas almas ressequidas. Nosso sistema sedento de amor nos cobra um nvel mais elevado para sub-sistirmos num planeta que h muito est corrompido pelo racismo, corrupo, capitalismo, desigualdade, enfim, alienado ao extre-mo. Falta simplicidade!

    Conhecida pelos seus trabalhos pedaggicos ino-vadores, a EMEI Prof. Wilson Reis, localizada em um dos bairros de mais alta vulne-rabilidade de So Paulo, o Jardim Lourdes, no distrito do Lajeado, foi laboratrio para mais uma ao pio-neira na DRE Guaianases. Unindo aes pedaggicas da escola, participao da comunidade e auxlio da Guarda Civil Metropolitana (GCM), os projetos Luz e Criana sob nossa guarda propiciaram atividades com as crianas, encontros entre educadores e GCM, bem como intensa participao da Comunidade.

    Segundo relato da Dire-tora da EMEI, Patricia dos Santos Melo Barreto, no incio do ano vivemos diver-sas situaes de violncia no entorno da escola. Assaltos, roubos e depredaes eram constantes. Agora, desde abril, quando iniciamos o Projeto com a Guarda, ne-nhum caso foi registrado.

    A Coordenadora Peda-ggica Fernanda Suniga

    Na segunda-feira, 3, as luzes do Congresso Nacio-nal forem tomadas por uma iluminao azul, ser dada a largada para a campanha de conscientizao sobre o cncer de prstata, idea-lizada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). A ideia do Novembro Azul desmistificar a doena, que, segundo o Instituto Nacional do Cncer (INCA), acomete um a cada seis homens no Brasil. As estimativas mostram que 69 mil novos casos devero ser diagnosticados somente em 2014 no pas, um a cada 7,6 minutos. E o pior que cer-ca de 13 mil brasileiros vo morrer em decorrncia da doena, o que significa um bito a cada 40 minutos.

    Depois do aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos de cncer de prs-tata j se encontram em fase avanada. Da a importncia da realizao do exame re-gular atravs do toque retal e do PSA, orienta o presidente da SBU, Carlos Corradi Fon-seca. De acordo com ele, o cncer de prstata rouba do homem 7,3 anos de vida na comparao com as mulheres e isso ocorre porque eles no se cuidam.

    Pessoas do sexo mascu-

    Novembro azul: campanha de conscientizao sobre cncer de prstata

    lino no costumam ir ao m-dico porque acham que so super-homens, e o cncer de prstata, quando no detec-tado no incio, raramente tem cura, sustenta. O urologista recomenda que, a partir de 50 anos, todo homem deve fazer o exame peridico. Se houver histrico familiar e se

    a pessoa for negra ou obesa, a recomendao procurar um urologista a partir dos 45 anos.

    Fonseca alerta que o cn-cer de prstata assintom-tico em sua fase inicial. O exame de toque e o PSA, feito por meio da coleta de sangue, detectam a maior parte dos

    tumores em fase inicial, e, nesses casos, as chances de cura so de 90%, avisa. Se-gundo ele, os tumores variam entre os pouco, os medianos e os muito agressivos. No caso de ser diagnosticado um cncer pouco agressivo, possvel pensar num trata-mento inicial a partir de uma

    observao vigilante. Se ele mdio ou muito agressivo, o tratamento deve ser iniciado logo que dado o diagnstico, principalmente com cirurgia ou radioterapia, explica. A cirurgia, assegura, o trata-mento com maior ndice de cura. Quando a doena se espalha, a sada a hormo-

    noterapia, por meio da qual a produo de testosterona no organismo inibida, mas isso s ocorre nas fases mais avanadas.

    Para o professor da Fa-cu