gazeta de varginha - 23/07/2014

Download Gazeta de Varginha - 23/07/2014

Post on 01-Apr-2016

225 views

Category:

Documents

8 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 9.033

TRANSCRIPT

  • pgina 02

    PONTO DE VISTA

    Levtico 26

    Mx: 21 / Mn: 08

    Admoestao contra a idolatria

    Falta de licenciamentos impedeoperao do aterro sanitrio

    EDIO 9.033R$ 1, 00 VARGINHA, 23 DE JULHO DE 2014

    DEUS FIEL

    local/pgina 03

    A Copasa a responsvel pelo aterro; funcionamento estava previsto para este segundo semestre

    local/pgina 03

    Muitos municpiosdo Sul de Minas no voconseguir cumprir oprazo para que as pre-feituras deixem de usarlixes. Dentro de 15dias, cidades do pas in-teiro no vo poder maisutilizar reas como es-sas para depositar os de-jetos produzidos pelosmoradores, comrcios eindstrias. O prazo foideterminado por umalei aprovada em 2010.

    Em Varginha, oatual depsito ainda

    Projeto do Presdio de Varginha indicado ao Prmio Innovare

    lixo. A rea dever serdesativada at o inciodo ano que vem. Noatual lixo so deposi-tadas trs mil toneladasde lixo por ms. Se-gundo o secretrio mu-nicipal de Meio Ambi-ente, Joadylson Ferrei-ra, o aterro sanitrio jest construdo, masdepende de alguns li-cenciamentos ambien-tais para entrar em fun-cionamento.

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    local/pgina 05local/pgina 04

    O projeto Msicano Presdio de Vargi-nha foi indicado aoPrmio Innovare, querene as melhores pr-ticas da justia brasilei-ra. O resultado do pro-jeto o Coral Razes do

    Futuro composto porreeducandos, que seroapreciados pelos mem-bros do conselho queescolhe os premiadosno dia 15 de agosto.

    Medicamentos jchegam s farmcias12% mais baratos

    pgina 09

    Enquanto isso, Varginha continua utilizando o lixo no bairro Corcetti

    Dois homens

    roubam

    malote comR$ 29 mil

    em Varginha

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no seresponsabiliza por

    conceitos emitidos emartigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so deinteira responsabilidade

    de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    23 DE JULHO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    29 - Porque comereisa carne de vossos filhos, ea carne de vossas filhas.

    30 - E destruirei osvossos altos, e desfarei asvossas imagens, e lana-rei os vossos cadveressobre os cadveres dosvossos deuses; a minhaalma se enfadar de vs.

    31 - E reduzirei as vos-sas cidades a deserto, e as-solarei os vossos santu-rios, e no cheirarei ovosso cheiro suave.

    32 - E assolarei a terrae se espantaro disso osvossos inimigos que nelamorarem.

    33 - E espalhar-vos-ei

    entre as naes, e desem-bainharei a espada atrs devs; e a vossa terra ser as-solada, e as vossas cidadessero desertas.

    34 - Ento a terra fol-gar nos seus sbados, to-dos os dias da sua assola-o, e vs estareis na terrados vossos inimigos; entoa terra descansar, e folga-r nos seus sbados.

    35 - Todos os dias daassolao descansar, por-que no descansou nosvossos sbados, quandohabitveis nela.

    36 - E, quanto aos quede vs ficarem, eu porei talpavor nos seus coraes,

    nas terras dos seus inimi-gos, que o rudo de uma fo-lha movida os perseguir;e fugiro como quem fogeda espada; e cairo semningum os perseguir.

    37 - E cairo uns sobreos outros como diante daespada, sem ningum osperseguir; e no podereisresistir diante dos vossosinimigos.

    38 - E perecereis en-tre as naes, e a terra dosvossos inimigos vos consu-mir.

    39 - E aqueles que en-tre vs ficarem se consu-miro pela sua iniqidadenas terras dos vossos ini-

    Palavras de Vida

    Admoestao contra a idolatriaLevtico 26Parte IImigos, e pela iniqidade deseus pais com eles se con-sumiro.

    40 - Ento confessaroa sua iniqidade, e a iniqi-dade de seus pais, com assuas transgresses, comque transgrediram contramim; como tambm elesandaram contrariamentepara comigo.

    41 - Eu tambm andeipara com eles contraria-mente, e os fiz entrar naterra dos seus inimigos; seento o seu corao incir-cunciso se humilhar, e en-to tomarem por bem ocastigo da sua iniqidade,

    42 - Tambm eu me

    Graas ao Projeto dasNaes realizamos muitasatividades,e cada dia fize-mos uma nova descober-ta sobre a diversidadebrasileira. Entre tantas, oassunto que despertoumaior curiosidade nosalunos do 2 Perodo C da

    Professora Suelydina, fo-ram as cobras. Acabamospercebendo que o movi-mento maior se davaquando as crianas en-contravam algum animalque dava medo, chaman-do os demais amigos paraolhar, logo ascendemos

    lembrarei da minha alian-a com Jac, e tambm daminha aliana com Isaque,e tambm da minha alian-a com Abrao me lembra-rei, e da terra me lembra-rei.

    43 - E a terra ser aban-donada por eles, e folgarnos seus sbados, sendoassolada por causa deles; etomaro por bem o castigoda sua iniqidade, em ra-zo mesmo de que rejeita-ram os meus juzos e a suaalma se enfastiou dos meusestatutos.

    44 - E, demais distotambm, estando eles naterra dos seus inimigos,

    Um projeto da Fauna brasileira

    nossa luzinha da aten-o, esse era o tema! En-to em roda conversamoscom os pequenos sobre apossibilidade de pesqui-sa sobre esse assunto,seus interesses e curiosi-dades a respeito do mes-mo... Registramos estasinformaes, elaborandouma lista de pesquisa:Como as cobras vivem?De que se alimentam?Porque so importantespara o meio ambiente?

    Estas so algumasperguntas que os alunosdo 2 perodo C, tm aresposta na ponta da ln-gua. Eles sentiram-severdadeiros herpetlo-gos.

    A atividade consistiuem pesquisas para conhe-cer o mundo das cobrase esclarecer dvidas dascrianas sobre as cobraspeonhentas e no peo-nhentas. Antes de partir

    para o estudo, o grupo seperguntou: a lngua dacobra serve para comuni-car? Ser que as cobrasque tm olhos pretos sovenenosas?A sucuricome gente? Por que alngua da cobra partida?Cobras comemcobras?Diante de tantasperguntas as crianasfo-ram solicitadas com aju-da da famlia , a encon-trar respostas para suasindagaes, construindoassim seu prprio conhe-cimento.

    Montaram uma ma-quete com o habitat dascobras; construram car-tazes, cobras com meias,rolhas de garrafa, grava-tas, massinha de modelar,e coletivamente os pe-quenos confeccionaramuma sucuri com rolinhosde papel higinico queseria o mascote destenosso projeto,fizeram

    apresentaes explicandoat mesmo como se faz o

    Respostas do Caa-Palavrasda edio passada

    Boa sorte!Respostas na prxima edio

    no os rejeitarei nem meenfadarei deles, paraconsumi-los e invalidara minha aliana comeles, porque eu sou oSENHOR seu Deus.

    45 - Antes por amordeles me lembrarei daaliana com os seus an-tepassados, que tirei daterra do Egito peranteos olhos dos gentios,para lhes ser por Deus.Eu sou o SENHOR.

    46 - Estes so os es-tatutos, e os juzos, e asleis que deu o SENHORentre si e os filhos de Is-rael, no monte Sinai,pela mo de Moiss.

    soro antiofdico. No projeto, as crian-

    as aprenderam, porexemplo, que a cobra tro-ca de pele, que ela dormede olho aberto porqueno tem plpebras e quea lngua ajuda a sentironde ela est se moven-do. Um dos nossos alunosde cinco anos, nem pre-cisou pensar muito paradizer o que mais gostoude aprender.

    Que ela (cobra)nasce do ovo , diz. Foiuma experincia gratifi-cante para toda a turma.

  • GAZETA DE VARGINHA | 0323 DE JULHO DE 2014LOCAL

    Falta de licenciamentos impedeoperao do aterro sanitrioA Copasa a responsvel pelo aterro; funcionamento estava previsto para este segundo semestre

    Muitos municpiosdo Sul de Minas no voconseguir cumprir oprazo para que as prefei-turas deixem de usar li-xes. Dentro de 15 dias,cidades do pas inteirono vo poder mais uti-lizar reas como essaspara depositar os dejetosproduzidos pelos mora-dores, comrcios e in-dstrias. O prazo foi de-terminado por uma leiaprovada em 2010.

    Em Varginha, o atu-al depsito ainda lixo.A rea dever ser desati-vada at o incio do anoque vem. No atual lixoso depositadas trs miltoneladas de lixo porms. Segundo o secret-rio municipal de MeioAmbiente, JoadylsonFerreira, o aterro sanit-

    Enquanto isso, Varginha continua utilizando o lixo no bairro Corcetti

    rio j est construdo,mas depende de algunslicenciamentos ambien-tais para entrar em fun-cionamento.

    Na regio, apenascidades como So Lou-reno e Eli Mendes seadiantaram para cum-prir as exigncias. Omunicpio de So Lou-reno se uniu a oito mu-nicpios em um consr-cio para a instalao deuma usina de triagem ecompostagem. O lixodos municpios de SoLoureno, Soledade deMinas, Carmo de Minas,Itanhandu, Itamonte,Pouso Alto, Dom Vio-so, Olmpio Noronha eCristina sero processa-dos no mesmo local.Juntos esses pequenosmunicpios formam

    uma populao de 100mil habitantes. A usinater capacidade paraprocessar 150 toneladasde lixo. A previso queela comece a operar em2015.

    Em Eli Mendes, asituao tem sido maissimples de se resolver. Aotodo so 12 toneladas delixo orgnico por dia que

    so levadas para umaterro controlado. Pelomenos uma tonelada dematerial reciclvel j separada na coleta sele-tiva, o que diminui omontante a ser tratado.O local tem ainda 25anos de vida til e estpassando por adapta-es pa