gazeta de varginha - 23/01/2015

Download Gazeta de Varginha - 23/01/2015

Post on 07-Apr-2016

214 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edio 9.158

TRANSCRIPT

  • Mx: 29 / Mn: 22

    Aeroporto de Varginha devevoltar a ter voos comerciais

    EDIO 9.158R$ 1, 00 VARGINHA, 23 DE JANEIRO DE 2015

    Chances cresceram com assinatura do Programa de Desenvolvimento da Aviao Regional

    49ANOS

    Revelando Verdades

    gazetadevarginha@gmail.comwww.jornalgazetadevarginha.com facebook.com/gazetavga

    pgina 02

    PONTO DE VISTA

    DEUS FIEL

    1965 - 2014

    Servidores da educao tero novas

    regras para o ano letivo de 2015

    local/pgina 03

    Josu 07

    Os israelitas derrotados em Ali. Ac

    local/pgina 05

    Uma resoluo pu-blicada no Dirio Ofi-cial de Minas Geraisdesta quarta-feira (21)estabeleceu mudanas

    para a organizao docalendrio letivo desteano de 2015.

    local/pgina 04

    As chances do aeropor-to Major Brigadeiro Trom-powsky voltar a operar voosregionais aumentaramcom a assinatura, pela Pre-sidente Dilma Roussef, doPrograma de Desenvolvi-mento da Aviao Regional(PDAR). E tambm por-que uma outra grande em-presa de aviao tem man-tido contato com a Prefei-tura para a implantao derotas.

    Todas as fichas paraVarginha voltar a ter voosestavam depositadas na as-sinatura pela presidente doPrograma de Desenvolvi-mento da Aviao Regio-nal, publicado no DirioOficial dia 20 de janeiro.

    Central 135 confirmapresena de segurado

    agendado no INSS

    Gesto: UAI

    de Varginha

    serve como

    modelo para

    o Estado

    local/pgina 05

    Aposentado

    cai no golpe

    do bilhete

    e perdeR$ 10 mil

    esporte/pgina 15local/pgina 04

    pgina 09

  • 23 DE JANEIRO DE 201502 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    Gazeta de Varginha LtdaCNPJ: 21.535.075/0001-47

    Telefones:(35)3221-4668

    (35)3221-4845 (fax)

    E-mail:gazetadevarginha@gmail.com

    (redao)gazetacomercial2@yahoo.com.br

    (comercial)

    Site oficial:www.jornalgazetadevarginha.com

    Endereo:Av. dos Imigrantes, 445

    Santa Maria - CEP: 37022-560Varginha/MG

    EquipeDiretora administrativa

    Ana Maria Silva Piva

    Editor e colunistaRodrigo S. FernandesSindjori - MG 312/99

    Departamento comercialJocasta Fvaro eRosemeire Luiz

    Jornalista responsvelRbertson Fidlis

    Reportagem e redaoSrgio Avellar e

    Rbertson Fidlis

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    A redao no respondepor artigos assinados,

    mesmo sob pseudnimos,que so de inteira respon-sabilidade de seus autores.

    Dicas para quem pensa em abrir o prprio negcio em 2015Eduardo Ferraz

    Uma onda de empre-endedorismo tem toma-do conta do Brasil nos l-timos anos. De acordocom a Serasa Experian,entre janeiro e julho de2014 foram criadas emtodo o Brasil 1.115.630empresas. Nmero querepresenta um avano de2,9% em relao ao mes-mo perodo de 2013. Issotudo, apesar de um anocom a economia estagna-da.

    Para 2015, a pers-pectiva continua pessi-mista. A principal dica,neste caso, ter cautela.O ano ser difcil e antesde pensar em abrir qual-quer negcio preciso teruma reserva financeirapara suportar alguns me-ses com baixo faturamen-to, o que normal emuma empresa recmaberta. Por outro lado, ascrises tambm podem si-

    nalizar boas oportunida-des, como o lanamentode produtos adequados determinada demanda,como a falta de gua emmuitas regies do pas.Voc pode se recolher emum abrigo ou aproveitaruma onda gigante parasurfar.

    Outra dica importan-te, antes de abrir qual-quer negcio fazer umaanlise bastante criterio-sa sobre alguns pontosessenciais, que nem todosconsideram. O primeirodeles ter perfil para em-preender, j que nemtodo mundo tem persona-lidade para administrarum negcio prprio.

    O que isso quer di-zer na prtica? Que a pes-soa precisa ter jogo decintura para trabalharcom uma estrutura mni-ma, que aceite correr ris-cos, que seja multitarefas(vai ter que comprar,vender, produzir e fazer

    ajustes constantes) eprincipalmente, muitaperseverana. Ou seja,caractersticas de perso-nalidade que ajudaromuito no sucesso do ne-gcio.

    Alm disso, precisofazer um planejamentodetalhado para compen-sar a falta de experinciano ramo que vai atuar. Afalha mais comum o ex-cesso de improviso, jque muitos empreende-dores confiam demais emsua intuio e atuam nabase da tentativa e erroolhando apenas para ocurto prazo. Outro erro misturar as finanas par-ticulares com as despesasdo dia a dia da empresa. recomendvel ter contasbancrias separadas, de-finir uma retirada mensalfixa e ter disciplina parano usar o caixa da em-presa para fins pessoais.

    Ser importante,tambm, manter o foco,

    1 - E TRANSGREDI-RAM os filhos de Isra-el no antema; porqueAc filho de Carmi, fi-lho de Zabdi, filho deZer, da tribo de Jud,tomou do antema, e aira do SENHOR seacendeu contra os fi-lhos de Israel.

    2 - Enviando, pois,Josu, de Jeric, al-guns homens a Ai, queest junto a Bete-vendo lado do oriente deBetel, falou-lhes di-zendo: Subi, e espiai aterra. Subiram, pois,aqueles homens, e es-piaram a Ai.

    3 - E voltaram a Jo-su, e disseram-lhe:No suba todo o povo;subam uns dois mil, outrs mil homens, a fe-rir a Ai; no fatigueisali a todo o povo, por-que poucos so.

    4 - Assim, subiraml, do povo, uns trsmil homens, os quaisfugiram diante dos ho-mens de Ai.

    5 - E os homens de Ai

    feriram deles uns trinta eseis, e os perseguiramdesde a porta at Sebarim,e os feriram na descida; eo corao do povo se der-reteu e se tornou comogua.

    6 - Ento Josu rasgouas suas vestes, e se pros-trou em terra sobre o seurosto perante a arca doSENHOR at tarde, elee os ancios de Israel; edeitaram p sobre as suascabeas.

    7 - E disse Josu: Ah!Senhor DEUS! Por que,com efeito, fizeste passara este povo o Jordo, paranos entregares nas mosdos amorreus para nos fa-zerem perecer? Antesnos tivssemos contenta-do em ficar alm do Jor-do!

    8 - Ah, SENHOR! Quedirei? Pois Israel virou ascostas diante dos inimi-gos!

    9 - Ouvindo isto, os ca-naneus, e todos os mora-dores da terra, nos cerca-ro e desarraigaro o nos-so nome da terra; e ento

    Palavras de Vida

    Os israelitas derrotados em Ali. AcJOSU 07que fars ao teu grandenome?

    10 - Ento disse o SE-NHOR a Josu: Levanta-te; por que ests prostra-do assim sobre o teu ros-to?

    11 - Israel pecou, etransgrediram a minhaaliana que lhes tinha or-denado, e tomaram doantema, e furtaram, ementiram, e debaixo dasua bagagem o puseram.

    12 - Por isso os filhos deIsrael no puderam sub-sistir perante os seus ini-migos; viraram as costasdiante dos seus inimigos;porquanto esto amaldi-oados; no serei maisconvosco, se no desar-raigardes o antema domeio de vs.

    13 - Levanta-te, santi-fica o povo, e dize: Santi-ficai-vos para amanh,porque assim diz o SE-NHOR Deus de Israel:Antema h no meio de ti,Israel; diante dos teusinimigos no poderssuster-te, at que tireis oantema do meio de vs.

    14 - Amanh, pois, voschegareis, segundo asvossas tribos; e ser que atribo que o SENHOR to-mar se chegar, segundoas famlias; e a famlia queo SENHOR tomar se che-gar por casas; e a casa queo SENHOR tomar se che-gar homem por homem.

    15 - E ser que aqueleque for tomado com oantema ser queimado afogo, ele e tudo quanto ti-ver; porquanto transgre-diu a aliana do SE-NHOR, e fez uma loucu-ra em Israel.

    16 - Ento Josu se le-vantou de madrugada, efez chegar a Israel, se-gundo as suas tribos; e atribo de Jud foi tomada;

    17 - E, fazendo chegar atribo de Jud, tomou a fa-mlia dos zeratas; e fa-zendo chegar a famlia doszeratas homem por ho-mem, foi tomado Zabdi;

    18 - E, fazendo chegar asua casa, homem por ho-mem, foi tomado Ac, fi-lho de Carmi, filho de Za-bdi, filho de Zer, da tri-

    bo de Jud. 19 - Ento disse Josu

    a Ac: Filho meu, d,peo-te, glria ao SE-NHOR Deus de Israel, efaze confisso peranteele; e declara-me agora oque fizeste, no mo ocul-tes.

    20 - E respondeu Ac aJosu, e disse: Verdadei-ramente pequei contra oSENHOR Deus de Isra-el, e fiz assim e assim.

    21 - Quando vi entre osdespojos uma boa capababilnica, e duzentos si-clos de prata, e uma cu-nha de ouro, do peso decinqenta siclos, cobicei-os e tomei-os; e eis queesto escondidos na ter-ra, no meio da minha ten-da, e a prata por baixodela.

    22 - Ento Josu envioumensageiros, que foramcorrendo tenda; e eisque tudo estava escondi-do na sua tenda, e a pratapor baixo.

    23 - Tomaram, pois,aquelas coisas do meio datenda, e as trouxeram a

    Josu e a todos os fi-lhos de Israel; e as pu-seram perante o SE-NHOR.

    24 - Ento Josu, etodo o Israel com ele,tomaram a Ac filho deZer, e a prata, e acapa, e a cunha deouro, e seus filhos, esuas filhas, e seus bois,e seus jumentos, e suasovelhas, e sua tenda, etudo quanto ele tinha;e levaram-nos ao valede Acor.

    25 - E disse Josu:Por que nos pertur-baste? O SENHOR teperturbar neste dia. Etodo o Israel o apedre-jou; e os queimaram afogo depois de apedre-j-los.

    26 - E levantaram so-bre ele um grandemonto de pedras, ato dia de hoje; assim oSENHOR se apartoudo ardor da sua ira;pelo que aquele lugarse chama o vale deAcor, at ao dia dehoje.

    pois comum que depoisde alguns meses a empre-sa comece a atuar em re-as que no tm absoluta-mente nada a ver com onegcio original. Issoacaba dividindo a atenoe prejudicando a melho-ria do principal servio ouproduto da empresa.

    Por fim, preciso pa-cincia e dedicao, jque ter um negcio pr-prio exige, principalmen-te no comeo, trabalhodobrado. A concluso que para ter seu prprionegcio, preciso muitaperseverana, bom sensoe principalmente deter-minao.

    *****Eduardo Ferraz consultor em Gesto dePessoas h 25 anos e es-pecialista em treinamen-tos usando como base aNeurocincia comporta-mental. Acumula mais de30.000 horas de experi-ncia prtica em empre-

    sas de vrios seg