gazeta de varginha - 18/01 a 20/01/2014

Download Gazeta de Varginha - 18/01 a 20/01/2014

Post on 16-Mar-2016

227 views

Category:

Documents

5 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 8.910

TRANSCRIPT

  • PGINA 2

    PONTOPONTOPONTOPONTOPONTO DEDEDEDEDE VISTVISTVISTVISTVISTAAAAA

    Gnesis 24

    Mx: 30 / Mn: 17

    O encontro de Rebeca

    Shopping tem inaugurao previstapara o primeiro semestre de 2015

    O Via Caf Gar-den Shopping teminaugurao previstapara abril de 2015.Uma alterao do queestava inicialmenteprevisto o local deinstalao. O empre-endimento agora serna BR-491, na Aveni-da do Contorno, pr-ximo ao Bairro SantaLuiza e ao TerminalRodovirio.

    A alterao se

    UnidadeBsica de

    Sade serconstrudano bairrode Ftima

    EDIO 8.910R$ 1, 00 VARGINHA, 18 A 20 DE JANEIRO DE 2014

    DEUS FIEL

    Caso ET de Varginha completa 18 anos

    LEIA MAIS EMLOCAL/PGINA 03

    deve fatores tcnicos,segundo se comenta.O Dnit no teria apro-vado um trevo no lo-cal inicialmente pre-visto, na BR-491, an-tes da entrada do ae-roporto. A AgnciaNacional de AviaoCivil Anac tambmno teria aprovado aobra, muito perto dacabeceira da pista.

    LOCAL/PGINA 05

    Via Caf Garden ser na Avenida do Contorno, prximo ao Bairro Santa Luiza e ao Terminal Rodovirio

    Convnio foi assinadono valor de R$ 1 milho

    Uflogo d suas opiniesatuais de pesquisador sobre

    a possvel apario

    Manisfestantes celebramaniversrio com atividades

    culturais e sociaisEm 2009, o pesquisa-

    dor do caso, uflogo, pro-fessor e advogado, Ubira-jara Franco Rodrigues,acabou por colocar mais

    lenha na fogueira, ao lan-ar o livro A Desconstru-o de um Mito.

    LOCAL/PGINA 04

    Neste sbado, das 9hs 13h, diversas ativida-des esto programadaspara a comemorao, naPraa do ET. O evento

    batizado de Festa ETrix,tem como objetivo desper-tar reflexes cidads.

    LOCAL/PGINA 06

    Prazo para contribuintequitar dvida municipal com

    desconto prorrogadoLOCAL/PGINA 03

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    twitter.com/gazetavarginha

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsabiliza

    por conceitos emitidos em artigos

    assinados, mesmo sob

    pseudnimos, que so de inteira

    responsabilidade de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes

    Sindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - Paulo

    Ribeiro da Silva Fernan-des

    (Jornalista e superinten-dente de redao-

    TB.16.851) - Horrio defuncionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departa-mento de Publicidade

    Av. dos Imigrantes, 445

    Telefones

    (35)3221-4668

    (35)3221-4845

    - Santa Maria - CEP37022-560 -

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:

    www.gazetavarginha.com.br

    Palavras de Vida

    18 A 20 DE JANEIRO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHA

    PONTO DE VISTA

    O encontro de Rebeca34 - Ento disse: Eu

    sou o servo de Abrao.35 - E o SENHOR

    abenoou muito o meusenhor, de maneira quefoi engrandecido, e deu-lhe ovelhas e vacas, eprata e ouro, e servos eservas, e camelos e ju-mentos.

    36 - E Sara, a mu-lher do meu senhor, deu luz um filho a meu se-nhor depois da sua ve-lhice, e ele deu-lhe tudoquanto tem.

    37 - E meu senhorme fez jurar, dizendo:No tomars mulherpara meu filho das filhasdos cananeus, em cujaterra habito;

    38 - Irs, porm, casa de meu pai, e mi-nha famlia, e tomarsmulher para meu filho.

    39 - Ento disse euao meu senhor: Porven-tura no me seguir amulher.

    40 - E ele me disse:O SENHOR, em cujapresena tenho andado,enviar o seu anjo con-

    tigo, e prosperar o teucaminho, para que tomesmulher para meu filho daminha famlia e da casade meu pai;

    41 - Ento sers livredo meu juramento,quando fores minhafamlia; e se no te derem,livre sers do meu jura-mento.

    42 - E hoje cheguei fonte, e disse: SE-NHOR, Deus de meu se-nhor Abrao, se tu agoraprosperas o meu cami-nho, no qual eu ando,

    43 - Eis que estoujunto fonte de gua;seja, pois, que a donzelaque sair para tirar guae qual eu disser: Peo-te, d-me um pouco degua do teu cntaro;

    44 - E ela me disser:Bebe tu e tambm tirareigua para os teus came-los; esta seja a mulherque o SENHOR designouao filho de meu senhor.

    45 - E antes que euacabasse de falar no meucorao, eis que Rebecasaa com o seu cntaro

    sobre o seu ombro, des-ceu fonte e tirou gua;e eu lhe disse: Peo-te, d-me de beber.

    46 - E ela se apres-sou, e abaixou o seu cn-taro de sobre si, e disse:Bebe, e tambm darei debeber aos teus camelos; ebebi, e ela deu tambmde beber aos camelos.

    47 - Ento lhe per-guntei, e disse: De quems filha? E ela disse: Fi-lha de Betuel, filho deNaor, que lhe deu Milca.Ento eu pus o penden-te no seu rosto, e as pul-seiras sobre as suasmos;

    48 - E inclinando-meadorei ao SENHOR, ebendisse ao SENHOR,Deus do meu senhorAbrao, que me haviaencaminhado pelo cami-nho da verdade, para to-mar a filha do irmo demeu senhor para seu fi-lho.

    49 - Agora, pois, sevs haveis de fazer bene-volncia e verdade a meusenhor, fazei-mo saber; e

    Gnesis 24se no, tambm mo fazeisaber, para que eu v direita, ou esquerda.

    50 - Ento responde-ram Labo e Betuel, e dis-seram: Do SENHOR pro-cedeu este negcio; nopodemos falar-te mal oubem.

    51 - Eis que Rebecaest diante da tua face;toma-a, e vai-te; seja amulher do filho de teusenhor, como tem dito oSENHOR.

    52 - E aconteceu que,o servo de Abrao, ouvin-do as suas palavras, in-clinou-se terra diantedo SENHOR.

    53 - E tirou o servojias de prata e jias deouro, e vestidos, e deu-osa Rebeca; tambm deucoisas preciosas a seu ir-mo e sua me.

    54 - Ento comerame beberam, ele e os ho-mens que com ele esta-vam, e passaram a noite.E levantaram-se pelamanh, e disse: Deixai-me ir a meu senhor.

    55 - Ento disseram

    seu irmo e sua me: Fi-que a donzela conosco al-guns dias, ou pelo menosdez dias, depois ir.

    56 - Ele, porm, lhesdisse: No me detenhais,pois o SENHOR temprosperado o meu cami-nho; deixai-me partir,para que eu volte a meuSENHOR.

    57 - E disseram: Cha-memos a donzela, e per-guntemos-lho.

    58 - E chamaram aRebeca, e disseram-lhe:Irs tu com este homem?Ela respondeu: Irei.

    59 - Ento despedi-ram a Rebeca, sua irm,e sua ama, e o servo deAbrao, e seus homens.

    60 - E abenoaram aRebeca, e disseram-lhe: nossa irm, s tu a mede milhares de milhares,e que a tua descendn-cia possua a porta de seusaborrecedores!

    61 - E Rebeca se le-vantou com as suas mo-as, e subiram sobre oscamelos, e seguiram o ho-mem; e tomou aquele ser-

    vo a Rebeca, e partiu.62 - Ora, Isaque vi-

    nha de onde se vem dopoo de Beer-Laai-Ri;porque habitava naterra do sul.

    63 - E Isaque saraa orar no campo, tar-de; e levantou os seusolhos, e olhou, e eis queos camelos vinham.

    64 - Rebeca tam-bm levantou seusolhos, e viu a Isaque, edesceu do camelo.

    65 - E disse ao ser-vo: Quem aquele ho-mem que vem pelocampo ao nosso encon-tro? E o servo disse:Este meu SENHOR.Ento tomou ela o vue cobriu-se.

    66 - E o servo con-tou a Isaque todas ascoisas que fizera.

    67 - E Isaque trou-xe-a para a tenda desua me Sara, e tomoua Rebeca, e foi-lhe pormulher, e amou-a. As-sim Isaque foi consola-do depois da morte desua me.

    Dez dicas para evitar doenas no veroAs altas tempera-

    turas e a as chuvas, emboa parte do pas, fa-zem do vero a pocamais propcia para pro-liferao de algumasdoenas. Quem alertapara a questo a in-fectologista do Com-plexo Hospitalar Ed-mundo Vasconcelos,Graziella Hanna Pe-reira. Micose, hepati-te A, conjuntivite, gas-troenterite, dengue ehepatite so as maiscomuns. Mas no po-demos nos esquecerdos casos de desidra-tao, que so muitosnesse perodo.

    Segundo a especia-lista, a umidade eleva-da e o calor excessivoso responsveis pelaonda de determinadostipos de bactrias, fun-gos e vrus. Com isso,frutas, derivados deleite, gua e outrosprodutos mais perec-veis acabam sendo afe-tados, alerta.

    H ainda o acmu-lo de guas das chu-

    vas, que favorecem aepidemia de dengueem determinadas re-gies do Brasil. A do-ena transmitidapela picada do mosqui-to fmea do Aedes ae-gypti.

    Aps esse contatocom o inseto, em geral,as pessoas acabam ten-do dores no corpo, ca-lafrios, febre e at san-gramento. J a inges-to de alimentos con-taminados pode cau-sar diarreia e fraque-za, motivados pela per-da de lquido no corpo.Em ambos os casos, aspessoas devem procu-rar um especialistaporque h medicamen-tos especficos paracada situao.

    Confira dez dicasda infectologista doComplexo HospitalarEdmundo Vasconce-los, Graziella HannaPereira, para se preve-nir de doenas no ve-ro.

    Lave bem frutas,verduras e legumes an-

    tes de ingeri-los. Emalguns casos, no hesi-te em ferv-los;

    Armazene emtemperatura adequa-da queijos, maioneses,leite e outros produtosque contenham leitena frmula;

    Evite deixar ali-mentos perecveis pormuito tempo em tem-peratura ambiente;

    Procure usargelo e tomar gua deprocedncia reconhe-cida;

    Use protetor so-lar para o corpo e paraa boca;

    Evite permane-cer com roupas molha-das ou midas por lon-gos perodos;

    Seque bem o cor-po aps tomar banho,principalmente o es-pao entre os dedos eos ouvidos;

    No acumulegua de chuva em va-sos, pneus e garrafasvazias, entre outrosrecipientes. Lembre-se de que o mosquito

    da dengue se reproduzem gua parada;

    Tome bastantegua, no mnimo doislitros dirios;

    Use calados eloes repelentes paracaminhar ou permane-cer em reas com inse-tos que possam trans-mitir doenas

    Complexo Hospital