gazeta de varginha - 17/09/2014

Download Gazeta de Varginha - 17/09/2014

Post on 03-Apr-2016

234 views

Category:

Documents

12 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 9.073

TRANSCRIPT

  • pgina 02

    PONTO DE VISTA

    Nmeros 20

    Mx: 28 / Mn: 16

    A morte de Aro

    Debate vai reunir candidatos adeputado estadual e federal

    EDIO 9.073R$ 1, 00 VARGINHA, 17 DE SETEMBRO DE 2014

    DEUS FIEL

    local/pgina 05

    O evento ser no dia 26 de setembro em Varginha; nove candidatos j confirmaram presena

    Varginha vai realizarum debate entre candi-datos a deputado esta-dual e federal com do-miclio eleitoral na cida-de. O evento ser reali-zado no dia 26 de se-tembro, em um salo na

    Conab eleva estimativa da safra de

    caf 2014 para 45,1 mi de sacas

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    local/pgina 04

    O Brasil deve produ-zir este ano 45,1 milhesde sacas de 60 quilos decaf beneficiado (arbicae conilon). O resultadorepresenta uma reduode 8,16% ou 4.010 sacasa menos que as 49,15 mi-lhes produzidas na lti-

    local/pgina 05

    Aciv e Banco do Brasil

    realizam Caf Empresarial

    nesta quinta-feira

    ma safra. o que aponta o3 levantamento da safra2014, realizado pelaCompanhia Nacional deAbastecimento (Conab) edivulgado nesta tera-feira (16), em Braslia.

    pgina 09

    Rua Presidente Maximi-ano Batista, no Centro.Pelo menos nove candi-datos j confirmarampresena. O debate seraberto populao.

    Mutiro da limpeza

    passa por vrios bairros

    nesta quarta-feiralocal/pgina 03

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no seresponsabiliza por

    conceitos emitidos emartigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so deinteira responsabilidade

    de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    17 DE SETEMBRO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    19 - Ento os filhosde Israel lhe disseram:Subiremos pelo cami-nho aplanado, e se eue o meu gado beber-mos das tuas guas,darei o preo delas; nodesejo alguma outracoisa, seno passar ap.

    20 - Porm ele dis-

    se: No passars. E saiu-lhe Edom ao encontrocom muita gente, e commo forte.

    21 - Assim recusouEdom deixar passar a Is-rael pelo seu termo; porisso Israel se desvioudele.

    22 - Ento partiramde Cades; e os filhos de

    Israel, toda a congrega-o, chegaram ao mon-te Hor.

    23 - E falou o SE-NHOR a Moiss e aAro no monte Hor, nostermos da terra deEdom, dizendo:

    24 - Aro ser reco-lhido a seu povo, por-que no entrar na ter-

    Palavras de VidaA morte de AroNmeros 20Parte II

    ra que tenho dado aosfilhos de Israel, por-quanto rebeldes fostes minha ordem, nasguas de Merib.

    25 - Toma a Aro e aEleazar, seu filho, e faze-os subir ao monte Hor.

    26 - E despe a Aroas suas vestes, e veste-asem Eleazar, seu filho,

    porque Aro ser reco-lhido, e morrer ali.

    27 - Fez, pois, Moi-ss como o SENHORlhe ordenara; e subiramao monte Hor peranteos olhos de toda a con-gregao.

    28 - E Moiss despiua Aro de suas vestes, eas vestiu em Eleazar,

    seu filho; e morreuAro ali sobre o cumedo monte; e desceramMoiss e Eleazar domonte.

    29 - Vendo, pois,toda a congregaoque Aro era morto,choraram a Aro trin-ta dias, toda a casa deIsrael.

    Alencar de SouzaFilgueiras

    Em meno ao dia21 de setembro, dia darvore, nada maisoportuno do que refle-tirmos sobre a FlorestaAmaznica e seu papelem nossa vida, presen-te e futuro.

    Em qualquer docu-mentrio sobre a Ama-znia sempre ressalta-da sua importnciapara o clima da terra ea necessidade de suapreservao. Estamosacostumados a reporta-gens denunciando seudesmatamento e sobre aexistncia de garimpose pastagens em seus do-mnios. Por vezes divul-gam notcias sobre con-flitos entre ndios e gri-leiros, com mortes e se-questros de funcionri-os da FUNAI ou aindasobre apreenso de vo-lumes de madeiras ile-gais transportados pelosrios. Entretanto esta re-gio est to longe dens... 2.000 km. O queacontece l no interfe-re em nossa vida, aquino sudeste, na regiomais populosa e indus-trializada de nosso pas.

    Uma reportagemrecente do programaFantstico da Rede Glo-bo nos alerta sobre esteledo engano e aqui des-taco algumas de suasinformaes relevantes.

    Tudo que acontecena Amaznia interferesim em nossa rotina, es-to a o cu azul semnuvens, as nascentessecas, os reservatrios

    Amaznia no nosso dia a dia e no nosso futuro!de gua com apenas10% de capacidade dearmazenagem, conse-quncias da falta dechuva, para comprovar.

    Os cientistas que es-tudam a funo da Flo-resta Amaznia e a va-riao climtica da Am-rica do Sul iro apre-sentar oficialmente oRelatrio do FuturoClimtico da Amazniana Conferncia do Cli-ma que se realizar nofinal deste ano em Lima,Peru. Segundo este es-tudo uma prova irrefu-tvel do papel dos An-des e da Amaznia noecossistema do cone sul a inexistncia de umdeserto nesta regio. Namesma latitude em vol-ta do planeta tudo de-serto, menos na Amri-ca do Sul.

    Segundo os cientis-tas h 400 milhes deanos existe um ciclo naTerra: a umidade queevapora dos oceanos empurrada natural-mente pelos ventos paradentro dos continentes.Uma parte vira chuva ecai principalmente sobreas grandes florestas naaltura do Equador. Oexcesso de umidade se-gue empurrado pelosventos, atravessa oscontinentes e acabaindo pro mar.

    A nica exceodeste ciclo a FlorestaAmaznica! O que tor-na a Amaznia diferen-te de todas as grandesflorestas equatoriais aCordilheira dos Andes,um imenso paredo de7.000 metros que im-

    pedem que as nuvens sepercam no Pacfico,desviando-se para o sul.

    Testes em laborat-rios comprovam quemais da metade dagua de chuva das re-gies centro-oeste, su-deste e sul do Brasil,Bolvia, Paraguai, Ar-gentina, Uruguai e atextremo sul do Chilevem da Amaznia. Mascomo? De onde vemtanta gua?

    Fincadas at 20 ou30 m de profundidade,as razes das rvoresamaznicas sugam agua da terra, os tron-cos funcionam comotubos e pela transpira-o as folhas espalhama umidade na atmosfe-ra. Diariamente cadarvore da Amazniabombeia 500 litros degua, ou seja, a Amaz-nia inteira responsvelpor levar 20 bilhes degua por dia do solo ata atmosfera. Isto 3 bi-lhes a mais do que avazo diria do RioAmazonas, o maior riodo mundo. Para fazereste mesmo trabalhoque as rvores fazem si-lenciosamente seriamnecessrias 50 mil usi-nas de Itaipu, segundoum cientista. Essesimensos fluxos de guapelos ares formam oschamados rios voado-res.

    As imagens dos sa-tlites que acompa-nham a movimentaodas nuvens de chuvascomprovam que a gran-de seca que assola as re-gies sudeste e centro-

    oeste do Brasil em par-te est relacionada como desmatamento nestaregio. Em So Paulo,por exemplo, a devasta-o da Mata Atlnticapermite a formao deuma massa de ar quen-te na atmosfera, todensa que chega a blo-quear os rios voadores,j enfraquecidos pelodesmatamento da Ama-znia. Represados nocu eles acabam desa-guando no Acre e emRondnia, onde esteano ocorreram as maio-res enchentes da hist-ria.

    fato que o desma-tamento da Amazniagera um conflito que jdura 4 dcadas, desdeque as primeiras estra-das rasgaram a florestapara permitir a coloni-zao. Caminhos quefacilitaram o acesso deexploradores ganancio-sos e sem escrpulos,cujo nico interesse aterra e por isso derru-bam rvores de 100anos, transformando afloresta em carvo como nico objetivo de cri-ar pastagem para ogado. No combate a estecontexto esto envolvi-dos o IBAMA, a PolciaFederal, a FUNAI e re-centemente a ReceitaFederal atravs de fisca-lizao tributria dasquadrilhas. Mas 20% daAmaznia original jforam derrubadas, res-taram imensas clareirasque equivalem a umarea maior que Alema-nha e Frana juntas.

    Em contrapartida,

    segundo grficos doINP, o desmatamentoda Amaznia atingeatualmente os menoresndices registrados nas2 ltimas dcadas. Po-rm os cientistas aler-tam que no basta ces-sar o desmatamento, necessrio reflorestar asreas devastadas antesque seja tarde.

    E como cita o Sr.Antnio Nobre, pesqui-sador do INPA, na re-portagem do Fantsti-co: Se tira floresta, tiraa umidade e a muda oclima. E o clima umjuiz que sabe contar r-vores, no esquece e noperdoa.

    De nossa parte oque podemos fazer deconcreto pela Amazniae assim garantir a nossa

    gua? Este ano temosa oportunidade de exer-cer nosso direito de votoe interferir no futuro denosso pas. Eleger re-presentantes polticosrealmente comprometi-dos com o meio-ambi-ente e com a tica, ca-pacitados para exercerdignamente seus car-gos j uma boa con-tribuio. Pois a lutapela preservao daAmaznia envolve todaa sociedade brasileira,mas comea pela mu-dana da postura ambi-ental e poltica de nos-sos governantes.

    Eng. Alencar deSouza Filgueiras Pre-sidente do Frum daAgenda 21 Local de Var-ginha/MG

  • Mutiro da limpeza passa porvrios bairros nesta quarta-feira

    LOCALGAZETA DE VARGINHA | 0317 DE SETEMBRO DE 2014

    Equipes da prefeitura estaro nos bairros Jardim Colonial, Jardim Itlia I, II e III e Parque das Accias

    Nesta quarta-feira,17/09, o Setor de Com-bate Dengue e a Vigi-lncia Ambiental esta-ro realizando mutiresde limpeza nos bairrosJardim Colonial, Jar-dim Itlia I, II e III eParque das Accias, ini-ciativa que contar como trabalho d