Gazeta de Varginha - 16/07/2014

Download Gazeta de Varginha - 16/07/2014

Post on 01-Apr-2016

214 views

Category:

Documents

1 download

DESCRIPTION

Edio 9.028

TRANSCRIPT

  • pgina 02

    PONTO DE VISTA

    Levtico 24

    Mx: 21 / Mn: 07

    O azeite para o candelabro

    Obra na Ilha Grande preocupavereadores e rgos ambientais

    EDIO 9.028R$ 1, 00 VARGINHA, 16 DE JULHO DE 2014

    DEUS FIEL

    local/pgina 03

    Projeto de lei pretende aumentar rea de expanso urbana para construo de condomnio de luxo

    local/pgina 05

    Um projeto de lei daprefeitura gerando dis-cusses na Cmara Mu-nicipal, envolvendo in-clusive rgos ambien-tais. o que pretendeincluir como expansourbana a Ilha Grande,mais conhecida comoIlha do Caf SolvelBraslia. No local pre-tende-se construir umempreendimento imo-bilirio.

    O Projeto de Lei n34 de 2014 propetransformar em expan-so urbana uma rea de

    Adolescente esfaqueado na portade escola estadual no bairro Sion

    1.137.130,21 metros qua-drados. O local a IlhaGrande, prximo aoClube Campestre.

    O artigo segundo doprojeto determina aosproprietrios ou incor-poradores um prazo deseis meses, aps a publi-cao, para a apresenta-o dos projetos paraaprovao.

    Para ajudar a acele-rar a aprovao do pro-jeto, o proprietrio darea esteve na Cmara.

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    local/pgina 04

    Senador Clsio Andraderenuncia ao cargorenuncia ao cargorenuncia ao cargorenuncia ao cargorenuncia ao cargo

    Tem incioo prazoo prazoo prazoo prazoo prazo

    para eleitorpedir voto

    em trnsito

    pgina 09

    O senador Jorge Vi-ana, que presidiu os tra-balhos da sesso plen-ria desta tera-feira (15),leu a carta de renncia dosenador Clsio Andrade(PMDB-MG). De acor-do com o documento, osenador foi acometidopor problemas de sade

    que o impedem de de-sempenhar suas funes.

    Clsio assumiu omandato em janeiro de2011, como 1 suplente,em virtude do falecimen-to do titular, Eliseu Re-sende. O 2 suplente Antnio Aureliano San-ches de Mendona.

  • Respostas do Caa-Palavrasda edio passada

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no seresponsabiliza por

    conceitos emitidos emartigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so deinteira responsabilidade

    de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    16 DE JULHO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    1 - E FALOU o SE-NHOR a Moiss, dizen-do:

    2 - Ordena aos filhosde Israel que te tragamazeite de oliveira, puro,batido, para a luminria,para manter as lmpadasacesas continuamente.

    3 - Aro as por emordem perante o SE-NHOR continuamente,desde a tarde at ma-nh, fora do vu do tes-temunho, na tenda dacongregao; estatutoperptuo pelas vossasgeraes.

    4 - Sobre o candela-bro de ouro puro porem ordem as lmpadas

    perante o SENHOR con-tinuamente.

    5 - Tambm tomars daflor de farinha, e dela co-zers doze pes; cada poser de duas dzimas deum efa.

    6 - E os pors em duasfileiras, seis em cada filei-ra, sobre a mesa pura, pe-rante o SENHOR.

    7 - E sobre cada fileirapors incenso puro, paraque seja, para o po, poroferta memorial; ofertaqueimada ao SENHOR.

    8 - Em cada dia de s-bado, isto se por em or-dem perante o SENHORcontinuamente, pelos fi-lhos de Israel, por aliana

    perptua.9 - E ser de Aro e de

    seus filhos, os quais o co-mero no lugar santo, por-que uma coisa santssima para eles, das ofertasqueimadas ao SENHOR,por estatuto perptuo.

    10 - E apareceu, nomeio dos filhos de Israel ofilho de uma mulher isra-elita, o qual era filho de umhomem egpcio; e o filhoda israelita e um homemisraelita discutiram no ar-raial.

    11 - Ento o filho damulher israelita blasfe-mou o nome do SENHOR,e o amaldioou, por isso otrouxeram a Moiss; e o

    Palavras de Vida

    O azeite para o candelabroLevtico 24

    nome de sua me era Se-lomite, filha de Dibri, datribo de D.

    12 - E eles o puseram napriso, at que a vontadedo SENHOR lhes pudes-se ser declarada.

    13 - E falou o SENHORa Moiss, dizendo:

    14 - Tira o que tem blas-femado para fora do arrai-al; e todos os que o ouvi-ram poro as suas mossobre a sua cabea; entotoda a congregao o ape-drejar.

    15 - E aos filhos de Isra-el falars, dizendo: Qual-quer que amaldioar o seuDeus, levar sobre si o seupecado.

    Alexandre Wagnerda Silva

    Voc tem a sensaode que perde mais tempoem reunies convocadaspara resolver problemasdo que realmente resol-vendo os problemas ?Voc pode estar certo.

    O estudo Quatro ca-minhos para uma organi-zao focada (Four pathsto a focused organization)da Bain & Company reve-lou que, em muitas em-presas, perde-se 25% oumais do tempo de traba-

    lho com atividades debaixo valor ou completa-mente ineficientes.

    Burocracias e reuni-es de tomadas de deci-ses so algumas delas.Pelos clculos da consul-toria, isso equivaleria aperder 10 horas de traba-lho semanais de cada umdos funcionrios da em-presa.

    Esse tempo perdi-do, principalmente, porconta da complexidadeorganizacional de cadacompanhia, que s au-

    16 - E aquele que blas-femar o nome do SE-NHOR, certamente mor-rer; toda a congregaocertamente o apedrejar;assim o estrangeiro comoo natural, blasfemando onome do SENHOR, sermorto.

    17 - E quem matar a al-gum certamente morre-r.

    18 - Mas quem matarum animal, o restituir,vida por vida.

    19 - Quando tambmalgum desfigurar o seuprximo, como ele fez, as-sim lhe ser feito:

    20 - Quebradura porquebradura, olho por olho,

    4 Dicas para no perder tempo com reunies inteismenta conforme ela cres-ce.

    Cada vez que umanova linha de produtos implantada, que novasatividades surgem, ouque a organizao passa aatuar em mais regies,por exemplo, seu nvel decomplexidade aumenta.A cada nova fuso ou aqui-sio, tambm.

    A Bain & Companyselecionou quatro itensque aumentam a comple-xidade de uma empresa ecomo resolv-los quandoeles passam dos limites:1. Ns

    Ns so pequenosaglomerados de pessoas,intersees entre reas,funes ou regies dife-rentes, que so criadospara resolver um proble-ma, ou ao menos lidarcom ele. Quanto maisns, maior o grau de com-plexidade da empresa emais lentas e difceis soas tomadas de decises.

    De acordo com a con-sultoria, os ns crescemem projeo geomtrica.Em uma empresa deenergia avaliada pelo es-tudo, os ns saltaram de800 para 12.000 em 10anos.

    Como resolver ? De-cidindo exatamente ondecada tarefa deve ser de-senvolvida. No preci-so, por exemplo, que cadagerente de rea tenha sua

    equipe de RH, de TI, definanas e de qualidade.2.Hierarquia

    Quanto mais umaempresa cresce, maiscresce o nmero de car-gos de chefia. A cada novochefe, uma nova equipe formada, o que infla aquantidade de pessoascom poder de deciso e,principalmente, o ora-mento da empresa, quedever arcar com os no-vos salrios.

    Como resolver ? Cor-tando camadas e deter-minando qual o nvel ade-quado de superviso paracada tarefa. Trabalhosmais especializados re-querem mais controle,por exemplo.3. Papis nomuito definidos

    Pessoas que no sa-bem exatamente quaisso suas funes e quaismetas devem alcanartendem a no fazer muitacoisa. O quadro piorquando essas pessoas tmde tomar decises.

    Como resolver ? De-limitando exatamente oque cada um deve fazerdentro da organizao epassando as decises ape-nas para as pessoas dire-tamente envolvidas noproblema em questo.4. Espirais

    Para resolver umproblema, convocadauma reunio. Nesta reu-

    dente por dente; comoele tiver desfigurado aalgum homem, assim selhe far.

    21 - Quem, pois, ma-tar um animal, restitu-lo-, mas quem matarum homem ser morto.

    22 - Uma mesma leitereis; assim ser para oestrangeiro como para onatural; pois eu sou oSENHOR vosso Deus.

    23 - E disse Moiss,aos filhos de Israel quelevassem o que tinhablasfemado para fora doarraial, e o apedrejassem;e fizeram os filhos de Is-rael como o SENHORordenara a Moiss.

    nio, so decididos novosprocessos para resolver oproblema. Para isso, sonecessrios dados quemostram como andam es-ses novos processos. Paraatualizaes sobre os n-meros, preciso fazermais reunies. A cadareunio, novas medidasso ordenadas, que voprecisar de mais dados, eassim, cria-se uma espi-ral de processos que noleva a soluo alguma.

    Como resolver ? Des-cobrindo quais so os

    comportamentos que ge-ram espirais e cortando-os pela raiz : definindoexatamente quais so asmetas a serem atingidas equem so as pessoas quepodem tomar esse tipo dedeciso.

    Alexandre Wagner daSilva, empresrio, jor-nalista, publicitrio epresidente do Sindicatodos Proprietrios de Jor-nais, Revistas e Similaresdo Estado de Minas Ge-rais - Sindijori

  • GAZETA DE VARGINHA | 0316 DE JULHO DE 2014LOCAL

    Obra na Ilha Grande preocupavereadores e rgos ambientaisProjeto de lei pretende aumentar rea de expanso urbana para construo de condomnio de luxo

    Um projeto de leida prefeitura est ge-rando discusses naCmara Municipal deVarginha, envolvendoinclusive rgos ambi-entais. o que preten-de incluir como expan-so urbana a Ilha Gran-de, mais conhecidacomo Ilha do Caf So-lvel Braslia. No localpretende-se construirum empreendimentoimobilirio.

    O Projeto de Lei n34 de 2014 propetransformar em expan-so urbana uma rea de1.137.130,21 metrosquadrados. O local aIlha Grande, prximoao Clube Campestre. Oartigo segundo do pro-jeto determina aos pro-prietrios ou incorpora-dores um prazo de seismeses, aps a publica-o, para a apresentaodos projetos para apro-vao.

    Para ajudar a acele-rar a aprovao do pro-jeto de lei, o propriet-rio da rea esteve na C-mara Municipal de Var-ginha. Um engenheiromostrou aos vereadoreso que se pretende fazerno local: um condom-

    nio de luxo.O Conselho Muni-

    cipal de Conservao eDefesa do Meio Ambi-ente Codema contrao empreendimento.Em parecer enviado Cmara por no haverprojeto especfico e con-siderando tambm quej houve intervenodegradante das condi-es ambientais da rea,sem as devidas autoriza-es.

    Alm do especifica-do no parecer, o presi-dente do Codema emVarginha, Jlio Tadeu

    Leite, disse que emprincpio, no local o in-teresse era outro. O quefoi informado ao rgode proteo ao meioambiente local que naIlha Grande seria cons-trudo um campo degolfe.

    Segunda-feira (14),o engenheiro agrnomoe conselheiro do Code-ma local, Bernardo Mar-tins Scarpelli, ocupou aTribuna Livre para semanifestar sobre o tema.Ele alertou os vereado-res sobre algumas inter-venes que podem ser

    danosas ao meio ambi-ente.

    Destacou o enge-nheiro que j h mqui-nas trabalhando na ilha.E teme pela invaso darea de proteo per-manente e pela noproteo das minas eaudes do local.

    Bernardo reconhe-ce que hoje as empre-sas so orientadas poradvogados especializa-dos a fazer primeiro ecorrigir depois. Istoem razo da rigidez dasleis ambientais em vi-gor no Brasil.

    rea de expansourbana

    No Decreto 7.341de 22 de dezembro de2010, rea de expansourbana so reas semocupao para fins ur-banos j consolidados,destinadas ao cresci-mento ordenado das ci-dades, vilas e demaisncleos urbanos, cont-guas ou no rea ur-bana consolidada.

    Assim que a rea emquesto for aprovada, oproprietrio da rea terum prazo de 180 diaspara entregar aos r-gos competentes mu-nicipais os projetos.

    A preocupao dosrgos do meio ambi-ente de Varginha e dosvereadores saber se asreas de preservaopermanente sero res-peitadas para proteo

    do Rio Verde.Outra preocupao

    quanto reserva flo-restal existente na IlhaGrande. E se haver re-cuperao.

    O Procurador Geralde Repblica, RodrigoJanot, entrou com aAo Direta de Incons-titucionalidade 4.903,dentre outros itens, porpermitir ampliao daspossibilidades de inter-veno em APPs, asquais eram excepcional-mente admitidas em ca-sos de utilidade pblicae interesse social.

    A PGR entende queno h justificativa ra-zovel para permitir de-gradao de reas depreservao permanen-te para atividades recre-ativas, pois semprepossvel encontrar alter-nativas adequadas.

    Apoio:

    Cesu abre supletivo para Ensino Fundamental e MdioO Cesu (Centro de

    Estudos Supletivos)est com matrculasabertas para o EnsinoFundamental, do 6 ao9 ano e Ensino Mdiopara o segundo semes-tre 2014. Os interessa-dos em ingressarem noSupletivo do EnsinoFundamental devemter no mnimo 15 anose, para o Ensino M-dio, idade mnima de18 anos.

    Os cursos so No-

    turnos e essa umagrande oportunidadepara os interessados re-

    tornarem aos estudos.Os documentos neces-srios para a matrcula

    e renovao so: 1 fo-tos 3 x 4, Histrico Es-colar ( xerox e origi-nal), RG, CPF e Ttulode Eleitor, Certido de

    Nascimento ou casa-mento e comprovantede residncia.

    Os interessados de-vem comparecer no

    prdio da Escola Muni-cipal Domingos Ribei-ro de Resende, 153,prximo a EPTV, das16h s 22h.

    Interessados devem ir Escola Domingos Ribeiro de Resende

  • Adolescente de 15 anos esfaqueadona porta de escola estadual no SionJovem foi encontrado cado com vrias perfuraes na barriga; suspeito um rapaz de 18 anos

    LOCAL04 | GAZETA DE VARGINHA 16 DE JULHO DE 2014

    Banheiras - Carpetes - Cermica - Coifas - Cooktops - Cortinas e persianasCubas - Divisrias - Espelhos e Armrios - Fechaduras - Forros - Louas - MetaisPapel de Parede - Pisos Laminados - Pisos Pastilhados - Pisos Vinlicos - Plafns

    Portas e Janelas - Puxadores de Porta - Rodaps e Guarnies

    Rua Tiradentes, 375 - CentroVarginha-MG - Cep: 37002-200

    (35) 3222-1919 / 3222-2914

    www.realcedecoracoes.net

    Um adolescente de15 anos foi esfaqueadona porta de uma escolanesta segunda-feira (14),no bairro Sion, em Var-ginha. Segundo a PolciaMilitar, o jovem foi en-contrado cado na esca-daria da Escola EstadualProfessor Antnio Do-mingues Chaves, embo-ra no seja estudante docolgio. O Corpo deBombeiros foi ento aci-onado para socorrer orapaz.

    A briga entre os jo-vens aconteceu durantea sada dos alunos. Emnota, a Secretaria Estadu-al de Educao informouque os funcionrios pres-taram os primeiros socor-

    ros enquanto ele aguar-dava o atendimento m-dico.

    De acordo com aPM, o motivo do esfa-queamento seria umabriga com um rapaz de18 anos por causa de ci-

    mes relacionado a umagarota e este no foi o pri-meiro desentendimentoentre os dois. "Eles j ti-veram problemas antes",disse a capit BiancaGrossi.

    De acordo com os

    militares, no momentodo resgate, a vtima esta-va com vrias perfuraesno abdmen e foi levadapara o Hospital Bom Pas-tor, onde passou poruma cirurgia e permane-ce internado. Segundo o

    hospital, o menor nocorre risco de morte.

    Ainda de acordo coma polcia, o suspeito docrime fugiu do local, masj foi identificado. Ape-sar das buscas, ele aindano foi localizado. Se-gundo a Polcia Civil, oadolescente esfaqueadono aluno do colgio,mas o suspeito est ma-

    triculado e esteve em aulaantes do crime.

    Segundo a capit Bi-anca Grossi, a polcia temprojetos para inibir a vi-olncia na escolas. "Nsfazemos rondas e patru-lhas nos colgios e temostambm o ProgramaEducacional de Resistn-cia s Drogas e Violn-cia (Proerd)", explicou.

  • Elei...