gazeta de varginha - 12/03/2014

Download Gazeta de Varginha - 12/03/2014

Post on 05-Mar-2016

229 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 8.944

TRANSCRIPT

  • PGINA 02

    PONTO DE VISTA

    xodo 01

    Mx: 31 / Mn: 19

    Os descendentes de Jac no Egito

    Comrcio de Varginha vai ganharranking das melhores empresas

    O Sindicado do Co-mrcio Varejista de Var-ginha (Sindvar) e o Ins-tituto Rede Pesquisas deOpinio firmaram par-ceria para a elaboraodo projeto Minha Me-lhor Empresa. Trata-seda criao de indicado-res de mercado que afe-rem as melhores empre-sas de Varginha em 79segmentos comerciais eseis categorias da mdiaimpressa, televisiva eradiofnica. As informa-es foram coletadasatravs de duas pesqui-sas de opinio realizadasentre os meses de dezem-

    Inscriespara cursos

    tcnicosgratuitos doGrupo Uniscomeam

    na segunda

    EDIO 8.944R$ 1, 00 VARGINHA, 12 DE MARO DE 2014

    DEUS FIEL

    Policiais federais de Varginha aderem

    paralisao nacional de 72 horas

    LOCAL/PGINA 03

    Sindvar e Instituto Rede divulgaro o resultado deste levantamento no dia 26 de maro

    bro de 2013 e fevereirode 2014.

    Alm da elaboraodo ranking das melho-res empresas classifica-das, segundo a prefern-cia dos consumidores re-sidentes em Varginha edo perfil scio econmi-co destes consumidores,outros pontos tambmforam analisados pelapesquisa, tais como: porqual mdia o consumidorse informa para fazersuas compras, se costu-ma comprar em outrascidades, entre outros.

    LOCAL/PGINA 06

    Cerca de 350 agen-tes, escrives e papilos-

    copistas em Minas Ge-

    rais aderiram parali-

    sao nacional de 72

    horas da Polcia Fede-

    ral, de acordo com o sin-dicato da categoria no

    estado. A entidade afir-

    ma que, nesta tera-fei-

    ra (11), servios de

    atendimento ao cidadocomeam a funcionar

    com 30% do efetivo e o

    trabalho de investigao

    ser afetado. Atos esto

    previstos para os dois

    prximos dias.

    LOCAL/PGINA 05

    PRONATEC

    Caso de possvel agresso

    de vereador a motoristaainda no foi solucionado

    LOCAL/PGINA 04

    PGINA 09

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

  • 1 - ESTES poisso os nomes dos fi-lhos de Israel, queentraram no Egitocom Jac; cada umentrou com suacasa:

    2 - Rben, Si-meo, Levi, e Jud;

    3 - Issacar, Ze-bulom, e Benjamim;

    4 - D e Naftali,Gade e Aser.

    5 - Todas as al-mas, pois, que pro-cederam dos lom-bos de Jac, foramsetenta almas;Jos, porm, esta-va no Egito.

    6 - Faleceu Jos,e todos os seus ir-

    mos, e toda aquelagerao.

    7 - E os filhos de Is-rael frutificaram, au-mentaram muito, emultiplicaram-se, eforam fortalecidosgrandemente; de ma-neira que a terra seencheu deles.

    8 - E levantou-seum novo rei sobre oEgito, que no conhe-cera a Jos;

    9 - O qual disse aoseu povo: Eis que opovo dos filhos de Is-rael muito, e maispoderoso do que ns.

    10 - Eia, usemosde sabedoria paracom eles, para que no

    se multipliquem, eacontea que, vindoguerra, eles tambmse ajuntem com osnossos inimigos, e pe-lejem contra ns, esubam da terra.

    11 - E puseram so-bre eles maiorais detributos, para os afli-girem com suas car-gas. Porque edifica-ram a Fara cidades-armazns, Pitom eRamesss.

    12 - Mas quantomais os afligiam, tan-to mais se multiplica-vam, e tanto maiscresciam; de maneiraque se enfadavam porcausa dos filhos de Is-

    CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsabilizapor conceitos emitidos em artigos

    assinados, mesmo sobpseudnimos, que so de inteira

    responsabilidade de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes

    Sindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - Paulo

    Ribeiro da Silva Fernan-des

    (Jornalista e superinten-dente de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das

    08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departa-mento de Publicidade

    Av. dos Imigrantes, 445

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    - Santa Maria - CEP37022-560 -

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:

    www.gazetavarginha.com.br

    Palavras de Vida

    12 DE MARO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    Os descendentes de Jac no Egitoxodo 01

    Faa o que ningum fezAlexandre Wagnerda Silva

    Sempre haver es-pao para as boas repor-tagens, ainda que os ve-culos de comunicaoapostem em textos maiscurtos e rasos. A decla-rao do americanoMark Hunter, autor doManual Global de Jor-nalismo Investigativo,publicado pela Unesco.Para o jornalista, o mer-cado sempre vai valori-zar o trabalho bem feitoe apurado.

    Vo te contratarpara fazer o que tem deser feito. Esse jornalista

    rael.13 - E os egpcios

    faziam servir os filhosde Israel com dureza;

    14 - Assim quelhes fizeram amargara vida com dura ser-vido, em barro e emtijolos, e com todo otrabalho no campo;com todo o seu servi-o, em que os obriga-vam com dureza.

    15 - E o rei do Egi-to falou s parteirasdas hebrias (dasquais o nome de umaera Sifr, e o da outraPu),

    16 - E disse: Quan-do ajudardes a dar luz s hebrias, e as

    nunca desaparecer.Basta fazer o que nin-gum fez ainda.

    Em recente visita aoBrasil, Hunter avalioupositivamente o jornalis-mo investigativo no Bra-sil na ltima dcada.Para ele, o pas est emum momento fantstico.Antes, a formao eminvestigao era uma pi-ada.

    Hunter comparou ojornalismo investigativoao processo utilizado pe-los japoneses na manu-fatura: a produo come-a a parir de um concei-to e depois so checadastodas as oportunidades

    de melhoria. Destacou,tambm, as trs ferra-mentas essenciais parase realizar um bom tra-balho: hiptese, cronolo-gia em perspectiva e co-leta de material. Mas,antes de tudo, funda-mental a organizao eobstinao pelo mtodo.

    Jornalistas socomo msicos autodida-tas. Acham que seaprenderem a ler parti-turas vo perder sua cri-atividade. Isso no exis-te, concluiu . Hunter fi-nalizou com dicas preci-osas para quem preten-de atuar na investiga-o: se a informao for

    virdes sobre os assen-tos, se for filho, matai-o; mas se for filha, en-to viva.

    17 - As parteiras,porm, temeram aDeus e no fizeramcomo o rei do Egitolhes dissera, antesconservavam os meni-nos com vida.

    18 - Ento o rei doEgito chamou as par-teiras e disse-lhes:Por que fizestes isto,deixando os meninoscom vida?

    19 - E as parteirasdisseram a Fara: que as mulheres he-brias no so comoas egpcias; porque

    so vivas, e j tmdado luz antes quea parteira venha aelas.

    20 - PortantoDeus fez bem s par-teiras. E o povo seaumentou, e se for-taleceu muito.

    21 - E aconteceuque, como as partei-ras temeram a Deus,ele estabeleceu-lhescasas.

    22 - Ento orde-nou Fara a todo oseu povo, dizendo: Atodos os filhos quenascerem lanareisno rio, mas a todasas filhas guardareiscom vida.

    confidencial, no deveser guardada em meioseletrnicos. Se os dadosforem essenciais para amatria, no devem ficarguardados nem na casado jornalista, nem na re-dao. Por fim, se voctrabalha com pessoas outemas perigosos, o seunome jamais deve cons-tar na lista telefnica.

    Alexandre Wagnerda Silva, Jornalista,Empresrio, Publicitrioe Presidente do Sindica-to dos Proprietrios deJornais, Revistas e Simi-lares do Estado de MinasGerais - Sindijori/MG

    Reduo da maioridade penal j! Keiko Ota

    Victor Deppman,Cinthya Magaly Mou-tinho de Souza, LianaFriedenbach e FelipeCaff. Essas so ape-nas algumas entre asmilhares de vtimasde um tipo de crimi-nalidade que assustamuito essas e tantasoutras famlias, quetm de conviver coti-dianamente com a dore o sofrimento da per-da de um parente que-rido.

    O fato que oscrimes praticados pormenores de idade,que tm aumentadocada vez mais, nopodem ficar impunes.Alguns especialistasalegam que, para isso,existe o Estatuto daCriana e do Adoles-cente (ECA). Porm,as medidas socioedu-cativas preconizadaspor essa legislao semostram frgeis e in-capazes de promovera reinsero social dejovens infratores.

    Os tempos so ou-tros e o ECA precisaser revisado para quepossa se ajustar aoscomportamentos atu-ais. Mas enquantoisso no ocorre, o quefazer com o adoles-cente que comete umato criminoso? A ques-to polmica e me-rece ser amplamentedebatida pela socieda-de.

    Defendo que cri-mes violentos feitospor adolescentes se-jam devidamente pu-

    nidos. Da que sou fa-vorvel necessidadede continuarmos lu-tando pela reduo damaioridade penal. Aproposta, que con-troversa, deve ser le-vada adiante.

    A recente derrotaocorrida no Senado,que rejeitou a Propos-ta de Emenda Consti-tucional (PEC) 33/2012, que permitia ojulgamento e a conde-nao de pessoas acu-sadas de crimes hedi-ondos, j a partir dos

    16 anos, no significaque o assunto estejaencerrado.

    Pelo contrrio, te-mos de nos mobilizarpara que o tema volteao debate. Nessa luta,a presso popular fator determinantepara que no fique-mos refns da violn-cia, que se tornou umaverdadeira epidemiaem nosso pas.

    No podemos ad-mitir que crimescomo homicdio quali-ficado, sequestro e

    estupro, que venhama ser cometidos poradolescentes, fiquemlivres das puniesimpostas aos adultos.Afinal, no justo quepais, mes e familia-res sofram pela perdade seus filhos, en-quanto seus assassi-nos ganham as ruasdepois de trs anos.Portanto, sim redu-o da maioridadepenal j!

    Keiko Ota de-putada federal.

  • GAZETA DE VARGINHA | 030303030312 DE MARO DE 2014

    LOCAL

    Comrcio de Varginha vai ganharranking das melhores empresasSindvar e Instituto Rede divulgaro o resultado deste levantamento no