Gazeta de Varginha - 04/07/2014

Download Gazeta de Varginha - 04/07/2014

Post on 31-Mar-2016

233 views

Category:

Documents

3 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edio 9.020

TRANSCRIPT

  • pgina 02

    PONTO DE VISTA

    Levtico 19

    Mx: 26 / Mn: 12

    A repetio de diversas leis

    Investimentos feitos em obra doMelozinho devem ser perdidos

    EDIO 9.020R$ 1, 00 VARGINHA, 04 DE JULHO DE 2014

    DEUS FIEL

    local/pgina 03

    Ministrio Pblico investiga possveis irregularidades na obra, que teve incio h mais de dez anos

    local/pgina 06

    O ginsio inacabadoanexo ao Estdio Muni-cipal de Varginha hmais de uma dcada notcia na imprensa lo-cal. Desta vez por contada devoluo, por par-te da Prefeitura Munici-pal de Varginha, de R$1,5 milhes Caixa Eco-nmica Federal. Este re-curso seria usado na co-bertura. O Ministrio P-blico Federal investigapossveis irregularida-des na obra.

    Varginha no temum ginsio pblico co-

    Varginha recebe hoje campanhade preveno contra a gripe

    berto com quadra de di-menses regulamenta-res (40X20). Por isso nopode receber partidasoficiais de futebol de sa-lo, por exemplo. Essapossibilidade aconteceuno fim do ano 2000, tr-mino do mandato ante-rior do prefeito AntnioSilva. No aeroporto deVarginha, Silva foi infor-mado pelo ento minis-tro de Esportes, CarlosMelles, que a cidade te-ria um ginsio.

    gazetadevarginha@gmail.com

    www.jornalgazetadevarginha.com

    facebook.com/gazetavga

    local/pgina 05local/pgina 04

    Tenente deVarginha

    desaparecidapode ter sidovista perto deTrs Coraes

    Com o tema Com aGripe No se Brinca, aSecretaria de Estado deSade promove duranteessa semana a Campa-nha de Preveno Con-tra a Gripe. Alm das in-seres publicitrias emrdio e outras mdias, aequipe de Mobilizao

    Social faz nesta sexta-fei-ra, dia 04 de julho, das 09s 16 horas, uma inter-veno nas rodoviriasde Varginha e mais 10 ci-dades do estado, almdos aeroportos de Con-fins e Pampulha.

    pgina 09

    Casas do Cruzeirodo Sul so entregues

    aos contemplados

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no seresponsabiliza por

    conceitos emitidos emartigos assinados, mesmo

    sobpseudnimos, que so deinteira responsabilidade

    de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:

    Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva

    - Paulo Ribeiro da SilvaFernandes

    (Jornalista e superintenden-te de redao-

    M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas do

    InteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -

    Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845

    VARGINHA/MGE-mail: gazetade

    varginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.

    com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    04 DE JULHO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA

    1 - FALOU mais o SE-NHOR a Moiss, dizen-do:

    2 - Fala a toda a con-gregao dos filhos deIsrael, e dize-lhes: San-tos sereis, porque eu, oSENHOR vosso Deus,sou santo.

    3 - Cada um temer asua me e a seu pai, eguardar os meus sba-dos. Eu sou o SENHORvosso Deus.

    4 - No vos virareispara os dolos nem vosfareis deuses de fundi-o. Eu sou o SENHORvosso Deus.

    5 - E, quando ofere-cerdes sacrifcio pacfi-co ao SENHOR, da vos-sa prpria vontade ooferecereis.

    6 - No dia em que o sa-crificardes, e no dia se-guinte, se comer; maso que sobejar ao tercei-ro dia, ser queimadocom fogo.

    7 - E se alguma coisadele for comida ao ter-ceiro dia, coisa abomi-nvel ; no ser aceita.

    8 - E qualquer que ocomer levar a sua iniqi-dade, porquanto profa-nou a santidade do SE-NHOR; por isso tal almaser extirpada do seupovo.

    9 - Quando tambm fi-zerdes a colheita da vossaterra, o canto do teu cam-po no segars totalmen-te, nem as espigas cadascolhers da tua sega.

    10 - Semelhantementeno rabiscars a tua vi-nha, nem colhers os ba-gos cados da tua vinha;deix-los-s ao pobre e aoestrangeiro. Eu sou o SE-NHOR vosso Deus.

    11 - No furtareis, nemmentireis, nem usareis defalsidade cada um com oseu prximo;

    12 - Nem jurareis falsopelo meu nome, pois pro-fanars o nome do teuDeus. Eu sou o SE-NHOR.

    13 - No oprimirs oteu prximo, nem o rou-bars; a paga do diaristano ficar contigo at pelamanh.

    14 - No amaldioarsao surdo, nem pors tro-peo diante do cego; mastemers o teu Deus. Eusou o SENHOR.

    15 - No fars injustiano juzo; no respeitarso pobre, nem honrars opoderoso; com justiajulgars o teu prximo.

    16 - No andars comomexeriqueiro entre o teupovo; no te pors contrao sangue do teu prximo.Eu sou o SENHOR.

    17 - No odiars a teuirmo no teu corao; nodeixars de repreender oteu prximo, e por causadele no sofrers pecado.

    18 - No te vingarsnem guardars ira contraos filhos do teu povo; masamars o teu prximocomo a ti mesmo. Eu souo SENHOR.

    19 - Guardars os meusestatutos; no permitirsque se ajuntem mistura-damente os teus animaisde diferentes espcies;no teu campo no semea-rs sementes diversas, eno vestirs roupa de di-

    Palavras de Vida

    A repetio de diversas leisLevtico 19

    Vicente Lima Loredo

    Estamos vivendo emVarginha um verdadeirocaos no transito. A falta deeducao de Motociclistase dos Motoristas terr-vel. No respeitam placasde sinalizao, faixas depedestres, sentido de di-reo e at mesmo os can-teiros de diviso de pistasso simplesmente igno-rados, passam por cima.

    A mudana no trnsi-to, trouxe benefcios paraa cidade, mas aumentou operigo nas principais viasde acesso. O desrespeito legislao de trnsitoainda vai causar muitasmortes no j catico trn-sito de Varginha.

    A falta de fiscalizaoda Policia Militar e tam-bm da Guarda Munici-pal, com a devida aplica-o de multas, seria a sal-vao para a populaoque respeita as leis. Rada-res deveriam ser instala-

    dos nas vias de acesso eprincipalmente nos pon-tos de entrada da cidade,no se esquecendo daPrincesa do Sul, Francis-co Navarra, BenjamimConstante, onde radaresde controle de velocida-de so uma necessidadeURGENTE.

    Diversos so os pon-tos perigosos e que a ni-ca soluo o monitora-mento por cmeras, rada-res, Policia Militar e Guar-da Municipal. Algunspontos crticos merecemaqui a citao. O sinal naentrada da cidade, senti-do Trs Coraes, peri-goso, carretas e caminho-neiros no o respeitam,mortes ali j aconteceram,e diversas mais ainda vi-ro. necessria umaprovidncia URGENTEnaquele local, com a ins-talao de radares e redu-tores de velocidade.

    Da mesma forma,merece uma ateno es-

    pecial, muito especial eURGENTE, o trevo pr-ximo SuperintendnciaRegional da Fazenda, commelhoria da sinalizao aliexistente, com a urgentemudana do poste de si-nalizao que se encontrana pista de rolamento,pintura de faixas e tam-bm instalao de radarese redutores de velocida-de.

    O Fluxo de veculosna Celina Otoni, aumen-tou consideravelmente, ecarece de uma atenoespecial, com a pintura desinalizao horizontal,principalmente no Trevojunto ao Posto de Com-bustveis ali existente.

    Prximo Justia doTrabalho, o desrespeitopara se adentrar ao super-mercado ali existente deuma irresponsabilidadeincomensurvel. Fazemconverso esquerda,sem obedecer a sinaliza-o, principalmente car-

    versos estofos mistura-dos.

    20 - E, quando um ho-mem se deitar com umamulher que for serva des-posada com outro ho-mem, e no for resgatadanem se lhe houver dadoliberdade, ento seroaoitados; no morrero,pois ela no foi libertada.

    21 - E, por expiao dasua culpa, trar ao SE-NHOR, porta da tendada congregao, um car-neiro da expiao,

    22 - E, com o carneiroda expiao da culpa, o sa-cerdote far propiciaopor ele perante o SE-NHOR, pelo pecado quecometeu; e este lhe serperdoado.

    23 - E, quando tiverdesentrado na terra, e plan-tardes toda a rvore decomer, ser-vos- incir-cunciso o seu fruto; trsanos vos ser incircunci-so; dele no se comer.

    24 - Porm no quartoano todo o seu fruto sersanto para dar louvores aoSENHOR.

    Varginha: a cidade onde tudo pode!

    25 - E no quinto ano co-mereis o seu fruto, paraque vos faa aumentar asua produo. Eu sou oSENHOR vosso Deus.

    26 - No comereis coi-sa alguma com o sangue;no agourareis nem adi-vinhareis.

    27 - No cortareis o ca-belo, arredondando oscantos da vossa cabea,nem danificareis as ex-tremidades da tua barba.

    28 - Pelos mortos nodareis golpes na vossacarne; nem fareis marcaalguma sobre vs. Eu souo SENHOR.

    29 - No contaminarsa tua filha, fazendo-aprostituir-se; para que aterra no se prostitua,nem se encha de malda-de.

    30 - Guardareis osmeus sbados, e o meusanturio reverenciareis.Eu sou o SENHOR.

    31 - No vos virareispara os adivinhadores eencantadores; no osbusqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou o

    SENHOR vosso Deus.32 - Diante das cs te

    levantars, e honrarsa face do ancio; e te-mers o teu Deus. Eusou o SENHOR.

    33 - E quando o es-trangeiro peregrinarconvosco na vossa ter-ra, no o oprimireis.

    34 - Como um natu-ral entre vs ser o es-trangeiro que peregri-na convosco; am-lo-s como a ti mesmo,pois estrangeiros fostesna terra do Egito. Eusou o SENHOR vossoDeus.

    35 - No cometereisinjustia no juzo, nemna vara, nem no peso,nem na medida.

    36 - Balanas justas,pesos justos, efa justo,e justo him tereis. Eusou o SENHOR vossoDeus, que vos tirei daterra do Egito.

    37 - Por isso guarda-reis todos os meus es-tatutos, e todos os meusjuzos, e os cumprireis.Eu sou o SENHOR.

    retas de uma certa trans-portadora ali existente,sem contar os carros e osmotociclistas. Prximo Concessionria Callis, nose respeita o contorno quedeve ser feito na praa,mesmo com a sinalizaoali exposta, no respeitama faixa de pedestre.

    Estacionamentos emlocais proibidos, sobre asfaixas, impedindo a viso,isso