Gazeta de Varginha - 04/07/2014

Download Gazeta de Varginha - 04/07/2014

Post on 31-Mar-2016

226 views

Category:

Documents

3 download

DESCRIPTION

Edio 9.020

TRANSCRIPT

pgina 02PONTO DE VISTALevtico 19Mx: 26 / Mn: 12A repetio de diversas leisInvestimentos feitos em obra doMelozinho devem ser perdidosEDIO 9.020R$ 1, 00 VARGINHA, 04 DE JULHO DE 2014DEUS FIELlocal/pgina 03Ministrio Pblico investiga possveis irregularidades na obra, que teve incio h mais de dez anoslocal/pgina 06O ginsio inacabadoanexo ao Estdio Muni-cipal de Varginha hmais de uma dcada notcia na imprensa lo-cal. Desta vez por contada devoluo, por par-te da Prefeitura Munici-pal de Varginha, de R$1,5 milhes Caixa Eco-nmica Federal. Este re-curso seria usado na co-bertura. O Ministrio P-blico Federal investigapossveis irregularida-des na obra.Varginha no temum ginsio pblico co-Varginha recebe hoje campanhade preveno contra a gripeberto com quadra de di-menses regulamenta-res (40X20). Por isso nopode receber partidasoficiais de futebol de sa-lo, por exemplo. Essapossibilidade aconteceuno fim do ano 2000, tr-mino do mandato ante-rior do prefeito AntnioSilva. No aeroporto deVarginha, Silva foi infor-mado pelo ento minis-tro de Esportes, CarlosMelles, que a cidade te-ria um ginsio.gazetadevarginha@gmail.comwww.jornalgazetadevarginha.comfacebook.com/gazetavgalocal/pgina 05local/pgina 04Tenente deVarginhadesaparecidapode ter sidovista perto deTrs CoraesCom o tema Com aGripe No se Brinca, aSecretaria de Estado deSade promove duranteessa semana a Campa-nha de Preveno Con-tra a Gripe. Alm das in-seres publicitrias emrdio e outras mdias, aequipe de MobilizaoSocial faz nesta sexta-fei-ra, dia 04 de julho, das 09s 16 horas, uma inter-veno nas rodoviriasde Varginha e mais 10 ci-dades do estado, almdos aeroportos de Con-fins e Pampulha.pgina 09Casas do Cruzeirodo Sul so entreguesaos contempladosCNPJ: 21.535.075/0001-47A redao no seresponsabiliza porconceitos emitidos emartigos assinados, mesmosobpseudnimos, que so deinteira responsabilidadede seus autores.Dirio de CirculaoRegional - DiretoraAdministrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes Sindjori- MG 312/99 - Administra-o/Reviso: Lanamara Silva- Paulo Ribeiro da SilvaFernandes(Jornalista e superintenden-te de redao-M.T.TB.16.851) - Horriode funcionamento das08:00hs s 18:00hsABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais doInteriorSINDJORI - Sind. Prop.de Jornais e Revistas doInteriorADJORI - Associaodos Jornais do InteriorADI - Associao dosJornais do interior deMinas GeraisENDEREO:Redao e Departamentode Publicidade Av. dosImigrantes, 445 - SantaMaria - CEP 37022-560 -Telefones(35)3221-4668(35)3221-4845VARGINHA/MGE-mail: gazetadevarginha@gmail.comgazetacomercial2@yahoo.com.brEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br04 DE JULHO DE 201402 | GAZETA DE VARGINHAPONTO DE VISTA1 - FALOU mais o SE-NHOR a Moiss, dizen-do:2 - Fala a toda a con-gregao dos filhos deIsrael, e dize-lhes: San-tos sereis, porque eu, oSENHOR vosso Deus,sou santo.3 - Cada um temer asua me e a seu pai, eguardar os meus sba-dos. Eu sou o SENHORvosso Deus. 4 - No vos virareispara os dolos nem vosfareis deuses de fundi-o. Eu sou o SENHORvosso Deus.5 - E, quando ofere-cerdes sacrifcio pacfi-co ao SENHOR, da vos-sa prpria vontade ooferecereis.6 - No dia em que o sa-crificardes, e no dia se-guinte, se comer; maso que sobejar ao tercei-ro dia, ser queimadocom fogo.7 - E se alguma coisadele for comida ao ter-ceiro dia, coisa abomi-nvel ; no ser aceita.8 - E qualquer que ocomer levar a sua iniqi-dade, porquanto profa-nou a santidade do SE-NHOR; por isso tal almaser extirpada do seupovo.9 - Quando tambm fi-zerdes a colheita da vossaterra, o canto do teu cam-po no segars totalmen-te, nem as espigas cadascolhers da tua sega.10 - Semelhantementeno rabiscars a tua vi-nha, nem colhers os ba-gos cados da tua vinha;deix-los-s ao pobre e aoestrangeiro. Eu sou o SE-NHOR vosso Deus.11 - No furtareis, nemmentireis, nem usareis defalsidade cada um com oseu prximo;12 - Nem jurareis falsopelo meu nome, pois pro-fanars o nome do teuDeus. Eu sou o SE-NHOR. 13 - No oprimirs oteu prximo, nem o rou-bars; a paga do diaristano ficar contigo at pelamanh.14 - No amaldioarsao surdo, nem pors tro-peo diante do cego; mastemers o teu Deus. Eusou o SENHOR.15 - No fars injustiano juzo; no respeitarso pobre, nem honrars opoderoso; com justiajulgars o teu prximo.16 - No andars comomexeriqueiro entre o teupovo; no te pors contrao sangue do teu prximo.Eu sou o SENHOR.17 - No odiars a teuirmo no teu corao; nodeixars de repreender oteu prximo, e por causadele no sofrers pecado.18 - No te vingarsnem guardars ira contraos filhos do teu povo; masamars o teu prximocomo a ti mesmo. Eu souo SENHOR.19 - Guardars os meusestatutos; no permitirsque se ajuntem mistura-damente os teus animaisde diferentes espcies;no teu campo no semea-rs sementes diversas, eno vestirs roupa de di-Palavras de VidaA repetio de diversas leisLevtico 19Vicente Lima LoredoEstamos vivendo emVarginha um verdadeirocaos no transito. A falta deeducao de Motociclistase dos Motoristas terr-vel. No respeitam placasde sinalizao, faixas depedestres, sentido de di-reo e at mesmo os can-teiros de diviso de pistasso simplesmente igno-rados, passam por cima.A mudana no trnsi-to, trouxe benefcios paraa cidade, mas aumentou operigo nas principais viasde acesso. O desrespeito legislao de trnsitoainda vai causar muitasmortes no j catico trn-sito de Varginha.A falta de fiscalizaoda Policia Militar e tam-bm da Guarda Munici-pal, com a devida aplica-o de multas, seria a sal-vao para a populaoque respeita as leis. Rada-res deveriam ser instala-dos nas vias de acesso eprincipalmente nos pon-tos de entrada da cidade,no se esquecendo daPrincesa do Sul, Francis-co Navarra, BenjamimConstante, onde radaresde controle de velocida-de so uma necessidadeURGENTE.Diversos so os pon-tos perigosos e que a ni-ca soluo o monitora-mento por cmeras, rada-res, Policia Militar e Guar-da Municipal. Algunspontos crticos merecemaqui a citao. O sinal naentrada da cidade, senti-do Trs Coraes, peri-goso, carretas e caminho-neiros no o respeitam,mortes ali j aconteceram,e diversas mais ainda vi-ro. necessria umaprovidncia URGENTEnaquele local, com a ins-talao de radares e redu-tores de velocidade.Da mesma forma,merece uma ateno es-pecial, muito especial eURGENTE, o trevo pr-ximo SuperintendnciaRegional da Fazenda, commelhoria da sinalizao aliexistente, com a urgentemudana do poste de si-nalizao que se encontrana pista de rolamento,pintura de faixas e tam-bm instalao de radarese redutores de velocida-de.O Fluxo de veculosna Celina Otoni, aumen-tou consideravelmente, ecarece de uma atenoespecial, com a pintura desinalizao horizontal,principalmente no Trevojunto ao Posto de Com-bustveis ali existente.Prximo Justia doTrabalho, o desrespeitopara se adentrar ao super-mercado ali existente deuma irresponsabilidadeincomensurvel. Fazemconverso esquerda,sem obedecer a sinaliza-o, principalmente car-versos estofos mistura-dos.20 - E, quando um ho-mem se deitar com umamulher que for serva des-posada com outro ho-mem, e no for resgatadanem se lhe houver dadoliberdade, ento seroaoitados; no morrero,pois ela no foi libertada.21 - E, por expiao dasua culpa, trar ao SE-NHOR, porta da tendada congregao, um car-neiro da expiao,22 - E, com o carneiroda expiao da culpa, o sa-cerdote far propiciaopor ele perante o SE-NHOR, pelo pecado quecometeu; e este lhe serperdoado.23 - E, quando tiverdesentrado na terra, e plan-tardes toda a rvore decomer, ser-vos- incir-cunciso o seu fruto; trsanos vos ser incircunci-so; dele no se comer.24 - Porm no quartoano todo o seu fruto sersanto para dar louvores aoSENHOR.Varginha: a cidade onde tudo pode!25 - E no quinto ano co-mereis o seu fruto, paraque vos faa aumentar asua produo. Eu sou oSENHOR vosso Deus.26 - No comereis coi-sa alguma com o sangue;no agourareis nem adi-vinhareis.27 - No cortareis o ca-belo, arredondando oscantos da vossa cabea,nem danificareis as ex-tremidades da tua barba.28 - Pelos mortos nodareis golpes na vossacarne; nem fareis marcaalguma sobre vs. Eu souo SENHOR.29 - No contaminarsa tua filha, fazendo-aprostituir-se; para que aterra no se prostitua,nem se encha de malda-de.30 - Guardareis osmeus sbados, e o meusanturio reverenciareis.Eu sou o SENHOR.31 - No vos virareispara os adivinhadores eencantadores; no osbusqueis, contaminando-vos com eles. Eu sou oSENHOR vosso Deus.32 - Diante das cs televantars, e honrarsa face do ancio; e te-mers o teu Deus. Eusou o SENHOR.33 - E quando o es-trangeiro peregrinarconvosco na vossa ter-ra, no o oprimireis.34 - Como um natu-ral entre vs ser o es-trangeiro que peregri-na convosco; am-lo-s como a ti mesmo,pois estrangeiros fostesna terra do Egito. Eusou o SENHOR vossoDeus.35 - No cometereisinjustia no juzo, nemna vara, nem no peso,nem na medida.36 - Balanas justas,pesos justos, efa justo,e justo him tereis. Eusou o SENHOR vossoDeus, que vos tirei daterra do Egito.37 - Por isso guarda-reis todos os meus es-tatutos, e todos os meusjuzos, e os cumprireis.Eu sou o SENHOR.retas de uma certa trans-portadora ali existente,sem contar os carros e osmotociclistas. Prximo Concessionria Callis, nose respeita o contorno quedeve ser feito na praa,mesmo com a sinalizaoali exposta, no respeitama faixa de pedestre.Estacionamentos emlocais proibidos, sobre asfaixas, impedindo a viso,isso nem conta, o quemais se encontra.Providncias UR-GENTES o que se pedeao poder pblico, vidasesto em perigo, se nadafor feito, o trnsito deVarginha vai matar cadadia mais.Se faz necessriocampanhas de orientaonas escolas, fiscalizaocom a competente puni-o aos infratores, orien-taes aos pedestres sobrea obedincia faixa detravessia. Estamos emPERIGO.Muito se tem feito porVarginha nesta adminis-trao, reconheo, pormo problema do trnsitomerece um cuidado espe-cial do Sr. Antnio Silva, aquem respeito e admiro.Vicente Lima Loredo advogado e empresrio.GAZETA DE VARGINHA | 0304 DE JULHO DE 2014LOCALInvestimentos feitos em obra doMelozinho devem ser perdidosMinistrio Pblico investiga possveis irregularidades na obra, que teve incio h mais de dez anosO ginsio inacaba-do anexo ao EstdioMunicipal de Varginhah mais de uma dcada notcia na imprensalocal. Desta vez porconta da devoluo, porparte da Prefeitura Mu-nicipal de Varginha, deR$ 1,5 milhes CaixaEconmica Federal.Este recurso seria usa-do na cobertura. O Mi-nistrio Pblico Federalinvestiga possveis irre-gularidades na obra.Varginha no temum ginsio pblico co-berto com quadra dedimenses regulamen-tares (40X20). Por issono pode receber par-tidas oficiais de futebolde salo, por exemplo.Essa possibilidadeaconteceu no fim doano 2000, trmino domandato anterior doprefeito Antnio Silva.No aeroporto de Var-ginha, Silva foi infor-mado pelo ento minis-tro de Esportes, CarlosMelles, que a cidade te-ria um ginsio.Coube ao prefeitoseguinte, Mauro Tei-xeira, assinar os contra-tos. A obra do ginsioteve incio em setembrode 2003 com prazopara a concluso emmeados de 2004, o queaps mais de uma d-cada no aconteceu.Segundo o prefeitoEduardo Carvalho, quesucedeu Mauro Teixei-ra, a empresa MargemConstrues e Comr-cio Ltda, que venceu alicitao, realizou ape-nas a primeira parte doprojeto. A segunda se-ria a cobertura.O Ministrio Pbli-co Federal investigaainda se houve fraudena licitao. O custo daestrutura metlica foiorado em pouco maisde R$ 2,048 milhes. Elogo aps vencer a con-corrncia, em 2009, aempresa pediu um adi-tivo de R$ 192,5 milque foi concedido emdezembro do mesmoano. Em 2011, Eduar-do Carvalho anulou oaditivo e a empresaabandonou a obra mes-mo j tendo recebidoR$ 400 mil.Atualmente, o cen-rio no nada anima-dor. O vice-prefeito,Vrdi Lcio Melo, dis-se no ano passado queo prejuzo aos cofrespblicos ser aindamuito maior. Argu-mentou que os pilaresde sustentao j nosuportam a coberturaque foi comprada e estabandonada no local.Na opinio de Vr-di, o projeto est sendoreavaliado e provavel-mente o que j foi in-vestido no ser maisrecuperado. Ns con-tratamos uma empresade Belo Horizonte queest fazendo o levanta-mento desta obra paraanalisar o que pode seraproveitado ou no.Ns temos que prestarcontas da obra conclu-da e no sabemos o quevai acontecer, se vamosfazer uma nova licitaoou no. O que se sabe que temos aqui recur-sos do governo federale tambm do munic-pio. Nesse sentido, necessrio que se faa odiagnstico e conse-quentemente o prefei-to vai decidir uma novalicitao e o que licitaraqui, disse o vice-pre-feito, Verdi Lcio Meloao portal G1, em no-vembro do ano passa-do.Procurado, o dire-tor da Margem Cons-trues e Comrcio,Marco Aurlio Pereira,a empresa deixou a obrapor falta de pagamen-to. Alega que deixou dereceber da administra-o passada R$ 500 mil.At que tudo se resolvaesta empresa no podeexecutar nenhuma obraem Minas Gerais.O vereador Zacari-as Piva (PP) apresentourequerimento na reu-nio de quarta-feira (2)pedindo informaessobre o ginsio. E a so-luo possvel.Diretor temproblemasNo s em Vargi-nha que o diretor daMargem Construes eComrcio tem proble-mas. Marco Aurlio Pe-reira tambm o secre-trio de Desenvolvi-mento da cidade de La-goa Santa, regio me-tropolitana de Belo Ho-rizonte.Ele e o prefeito dacidade respondem adenncias de irregula-ridades em contratosno valor de R$ 5,5 mi-lhes. A empresaMCorrea, cujo adminis-trador era scio de Pe-reira na Margem Cons-trues e Comrcio, as-sinou contrato com aprefeitura de LagoaSanta.A denncia apurouque a MCorrea um ne-gcio de fachada cons-titudo por Pereira eCorra para se benefi-ciarem do contrato mi-lionrio com a prefeitu-ra. Prova disso que acompanhia j estava re-cebendo h mesesquando Corra deixoua Margem Construes.O Marco Aurlio, comosecretrio, no podiater vnculo algum comuma empresa que pres-ta servios prefeitura,disse.O diretor da em-presa que venceu a con-corrncia para cons-truir o ginsio em Var-ginha tambm respon-de a uma acusao depeculato na cidade dePedro Leopoldo.Termina hoje a 7 Colnia de Frias do CodevaTermina nesta sex-ta-feira (4) , a 7 Col-nia de Frias do Codeva Conselho Municipalde Defesa dos Direitosda Pessoa com Defici-ncia. Mais de 100 cri-anas com e sem defi-cincia participam dediversas atividades naEscola Municipal Pro-fessora Helena Reis,mais conhecida comoCaic II. O projeto do Co-deva em parceria com aPrefeitura de Varginhae o apoio da Autotrans,da Unimed Varginha, daPedreira Santo Antnio eda WEspanha Comunica-o Inteligente e integra asatividades do 7 VarginhaAcessvel.A colnia de frias ofe-rece diversas atividadespara crianas com e semdeficincia. O principalobjetivo fazer com queessas crianas tenhamoportunidade de intera-gir de forma direta, tor-nando o convvio natu-ral.04 DE JULHO DE 2014LOCALRealizada na ma-nh de quinta-feira, 03/07, a solenidade deentrega das casas doResidencial Cruzeirodo Sul, empreendi-mento do ProgramaMinha Casa MinhaVida (PMCMV), desti-nado a famlias comrenda de at R$ 1,6 mil(Faixa I), reuniu auto-ridades civis e militaresde Varginha e regio.Os maiores protago-nistas da festa foram osnovos moradores quereceberam as chaves desuas casas, realizandoassim o sonho da casaprpria.Do total de 470 fo-ram sero entregues380 casas, cujas docu-mentaes j foramanalisadas e aprovadaspela Caixa EconmicaFederal, ficando as de-mais para finalizao doprocesso, com previsode entrega para os pro-prietrios at o final doms de julho.Localizado no Bair-ro Cruzeiro do Sul, oempreendimento composto por 467 ca-sas, com rea privativade 36,08m, divididosem 2 quartos, sala, ba-nheiro, cozinha e reade servio, com piso ce-rmico em todos os am-bientes. As unidadesesto avaliadas em R$52 mil e tero sistemade aquecimento solar .Atendendo s exi-gncias de qualidadedo PMCMV, o residen-cial equipado com in-fraestrutura completa,pavimentao, redes degua, esgotamento sa-nitrio, drenagem,energia eltrica e dis-ponibilidade de acessoao transporte pblico.Nas minhas admi-nistraes a habitaosempre foi prioridade eeste sem dvida ummomento muito im-portante para todos nsque participamos des-se processo. Hoje en-tregamos o Cruzeiro doSul, com 470 casas,mas j comeamos oResidencial Novo Tem-po com mais de 500casas e pretendemosdar continuidade aoprocesso, numa parce-ria com a Caixa, a fimde atender a demandapor habitao em nos-so municpio, disse oprefeito Antnio Silva.A solenidade de en-trega das casas aos mo-radores contou com aspresenas de lideran-as municipais, entreelas o Prefeito AntnioSilva, o vice-prefeitoVrdi Lcio Melo, osSecretrios Municipais,Vereadores, represen-tantes do ConselhoMunicipal de Habita-o, da superintenden-te regional da CaixaEconmica Federal,Ceclia HelenaBomfim, dos gerentesregionais do banco,Rosilene Coutinho Mo-desto Junqueira e Au-rlio Lino de Almeida edo deputado federalOdair Cunha.Vereador sugere parceria com Escola Federal Agrotcnica de MachadoCom a inteno deproporcionar educaode qualidade para os jo-vens da zona rural o ve-reador Zacarias Pivaapresentou uma indica-o na Cmara de Vargi-nha onde solicita que aPrefeitura realize umaparceria com a EscolaAgrotcnica Federal deMachado para que estainstituio possa minis-trar aulas na Escola Ruralda Fazenda Remanso, aEscola Municipal JooUrbano de Figueiredo.A referida escola possuitimas acomodaes queesto em desuso h anos.Seria muito importanteque o estabelecimentovoltasse a funcionar comaulas de qualidade, aten-dendo bem comunida-de daquela regio, com oensinamento de tcnicasagrcolas e a Escola Agro-tcnica de Machado pos-sui requisitos para ofere-cer uma formao dequalidade, explica Zaca-rias Piva.O vereador acres-centa que a parceria po-der estender para osagricultores da regio,que por meio de arren-damento de parte de suaspropriedades poderooferecer terras para asaulas prticas. Temosmeios para que esta par-ceria se realize, quer porparte do Municpio deVarginha com a amplainstalao em desuso,quer por parte da EscolaAgrotcnica que vem de-senvolvendo grande tra-balho na regio em proldaqueles que almejam al-canar as tcnicas daagricultura e do agrone-gcio em vasta expan-so, conclui o vereador.04 | GAZETA DE VARGINHACasas do bairro Cruzeiro do Sulso entregues aos moradoresPortaria estende Fies ps-graduaoA portaria que es-tende o Fundo de Fi-nanciamento Estudantil(Fies) a cursos de mes-trado, mestrado profis-sional, doutorado e edu-cao profissional tc-nica de nvel mdio estpublicada na ediodesta quarta-feira (2)do Dirio Oficial daUnio. Antes, o financi-amento era direcionadoapenas graduao.A medida foi anun-ciada na segunda-feira(1) pelo ministro daEducao, HenriquePaim. Ele informou quea demanda principalvem de alunos de cursode mestrado. A adesoao sistema ser abertaprimeiro para as insti-tuies privadas e, de-pois, para os estudantes.Em seguida, a inscriomanter fluxo contnuo.Para participar do Fies, ainstituio precisa tercursos bem avaliados peloMEC.O Fies da ps-gradu-ao no atender a cur-sos de especializao, oschamados lato sensu,nem cursos de ensinoa distncia. Alunos jcontemplados combolsas de estudo peloPrograma de Suporte Ps-Graduao deInstituies de EnsinoParticulares (Prosup)tambm no poderosolicitar o financia-mento.GAZETA DE VARGINHA | 0504 DE JULHO DE 2014LOCALVarginha recebe hoje campanhade preveno contra a gripeAo da Secretaria de Estado de Sade promove ocorre das 09 s 16 horas no Terminal RodovirioCom o tema Com aGripe No se Brinca, aSecretaria de Estado deSade promove duran-te essa semana a Cam-panha de PrevenoContra a Gripe. Almdas inseres publicit-rias em rdio e outrasmdias, a equipe de Mo-bilizao Social faz nes-ta sexta-feira, dia 04 dejulho, das 09 s 16 ho-ras, uma intervenonas rodovirias de Var-ginha e mais 10 cidadesdo estado, alm dos ae-roportos de Confins ePampulha.Os atores vo abor-dar a populao paraorientar sobre os peri-gos e cuidados para evi-tar a transmisso dasdoenas respiratrias eexplicar a etiqueta datosse que nada mais que cobrir boca e narizcom um leno ou com aparte superior das man-gas das roupas ao espir-rar ou tossir, evitandoassim que as secreesse espalhem pelo ar epossam contaminar ou-tras pessoas.A populao tam-bm ser convidada aparticipar de um testerpido onde ser poss-vel visualizar a quanti-dade de bactrias queuma simples partilha decaneta pode colocar nasmos. O objetivo aler-tar sobre a importnciada lavagem frequente ecorreta das mos, espe-cialmente aps tossir ouespirrar.Haver distribuiode kits com folhetos in-formativos sobre sinto-mas, cuidados e preven-o s doenas respira-trias e onde buscar aju-da mdica; alm de umsabonete para incentivara higienizao das mos.A ao ocorrer nasrodovirias das seguin-tes cidades: Belo Hori-zonte, Varginha, Alfe-nas, Uberaba, Uberln-dia, Divinpolis, Passos,Barbacena, Poos deCaldas, So Loureno ePouso Alegre.A SES tambm dis-ponibiliza o Call Center155 e o endereo eletr-nico www.saude.mg.gov.br/gripe que reneinformaes teis paraa populao sobre a do-ena e suas formas depreveno.Doenas respiratriasem nmerosO ltimo Estudo deCarga de Doenas doEstado de Minas Ge-rais, de 2011, eviden-ciou que as doenas res-piratrias so respons-veis pelo terceiro mai-or impacto na sadedos mineiros, sendoresponsvel por 12%das internaes. Issosignifica que das 1,1milho de internaesdaquele ano, 135 milforam por doenas res-piratrias. Destas, maisde 50% foram causa-das por pneumonia.Um tero da de-manda espontnea deatendimento da Aten-o Primria Sade motivada por queixasrespiratrias.Em 2013 foram no-tificados em Minas Ge-rais 5.739 casos de Sn-drome RespiratriaAguda Grave, e destes,11% foram causados porvrus Influenza sazo-nais e 147 pessoas mor-reram em decorrnciade gripe, o que repre-senta 18,7% dos casos.A gripe causadapelo vrus Influenza eapresenta quadro clni-co mais complexo queo resfriado, com febrealta, dores pelo corpo,dor de cabea, mal-es-tar, dor de garganta etosse. Na gripe os sin-tomas aparecem subi-tamente, ao contrriodo resfriado, no qualeles surgem gradual-mente. O modo detransmisso igual aodo resfriado e o tempode doena costuma serde at duas semanas. Agripe tambm apresen-ta maior taxa de com-plicaes, como pneu-monia pelo prprio v-rus ou outras bactriasoportunistas.A transmisso ocor-re por meio de secre-es das vias respirat-rias da pessoa contami-nada ao falar, tossir, es-pirrar ou pelas mos,que aps contato comsuperfcies recm-con-taminadas por secre-es respiratrias po-dem levar o agente in-feccioso direto boca,olhos e nariz.Algumas recomen-daes para reduo docontgio so:T evitarlocais fechados; lavarsempre as mos comgua e sabo; manter ajanela do transporte co-letivo aberta, mesmoem dias mais frios parafacilitar a circulao dear e descartar correta-mente no lixo os lenosde papel.Vacinao contraa gripeMinas alcanou ameta de vacinao con-tra a gripe em 2014 eimunizou mais de 4,2milhes de pessoas dosgrupos prioritrios.Foram 2,6 milhesde idosos com mais de60 anos vacinados;mais de 153 mil gestan-tes; 34 mil purperas;9 mil indgenas; 992mil crianas menores dedois anos; 365 mil pro-fissionais de sade.Anunciada nova linha de crdito para produtores ruraisO governador Alber-to Pinto Coelho anun-ciou, nesta quarta-feira(2/7), uma nova linha decrdito do Banco de De-senvolvimento de MinasGerais (BDMG) destina-da aos produtores ruraisque sofrem com a seca.O anncio foi feito du-rante a solenidade deabertura da 40 Exposi-o Agropecuria deMontes Claros Expo-montes 2014. Durante oevento, o governador ou-viu as demandas dos pro-dutores da regio e res-saltou a importncia dosetor para o desenvolvi-mento do Estado.Existe aqui a voca-o do agronegcio. Aquitem a pecuria, a produ-o agrcola, tem o apri-moramento gentico.Essa exposio a vitrinedo que produzido nocampo, aquilo que geradivisas no nosso Pas.Quero, nesta oportunida-de, render nossas home-nagens, em nome dos mi-neiros e mineiras, que-les que atuam no campo,afirmou o governador.Com a nova linha definanciamento doBDMG, o produtor ruralafetado pela estiagem,desde que comprovadopor meio de laudo tcni-co, poder conseguir atR$ 30 mil destinados recuperao das ativida-des produtivas rurais im-pactadas.Para essa linha decrdito esto sendo des-tinados R$ 20 milhes,com encargo financeirofixo de 5,5% ao ano e pra-zo de at 36 meses parapagamento, incluindocarncia de 12 meses. Aoperacionalizao se darpor meio de repasse atra-vs do Sistema Sicoob-Central Crediminas. Osrecursos j estaro dis-ponveis nas Cooperati-vas de Crdito Singula-res afiliadas a partir de 21de julho.Tenente de Varginha desaparecida podeter sido vista prximo a Trs Coraes06 | GAZETA DE VARGINHA 04 DE JULHO DE 2014LOCALUm ajudante de ca-minhoneiro pode terdado uma importantepista sobre o paradeiroda tenente da Aeronu-tica Mirian Mrcia Ta-vares, de 43 anos, queest desaparecida des-de o dia 3 de maio des-te ano. De acordo comJos Augusto da Silva,ele teria visto uma mu-lher muito parecidacom a militar parada naRodovia Ferno Dias,prximo ao trevo deTrs Coraes, no dia 8de maio.Eu vi o carro para-do na beira da rodoviae a vi chorando e trans-tornada. Pensei em che-gar perto dela, mas fi-quei com medo porquepensei que poderia serum sequestro. Ela esta-va meio nervosa e an-dava de um lado para ooutro na beira do car-ro. Pelas caractersticasera ela que estava l",afirma Silva.Mirian trabalhava emorava em Belo Hori-zonte. Todos os certifi-cados da oficial soguardados com carinhopela famlia, que deVarginha, cidade que amilitar visitava frequ-ncia. A ltima vez queela esteve no municpiofoi em abril para come-morar a Pscoa."Eu sei que ela estviva, mas o problema onde. Eu quero que al-gum nos ajude a en-contr-la porque esta-mos fazendo tudo o quea gente pode. Com tan-ta polcia procurandono possivel que agente no encontrenada", relata a me datenente, Maria das Do-res Rodrigues.A polcia j realizoubuscas na regio me-tropolitana de BH e nasrodovias mineiras quefazem divisa com ou-tros estados, mas atagora no encontrounenhuma pista que in-dicasse o paradeirodela. Mirian tambmest sendo procuradapelo servio de inteli-gncia da aeronutica epela Organizao In-ternacional de PolciaCriminal, a Interpol. Apolcia internacionalest divulgando o re-trato de Mirian em ae-roportos e em locais debarreiras em 190 pases."A difuso amarela inserida no apenasnos sistemas nacionaiscomo internacionaistambm. A Interpolmantm esse grandebanco de dados e se noaeroporto essa pessoadesaparecida for fazercontrole migratrio eaparecer este sinal, oBrasil ser imediata-mente comunicado",informa a delegada daCooperao Internacio-nal da PF, Tnia Foga-a.O delegado da Po-lcia Civil Thiago Sarai-va afirma que no des-carta nenhuma linha deinvestigao. "No hnenhuma informaorelevante que indiqueum homicdio ou quehouve um sequestro,mas no descartamosnenhuma hiptese",diz.Aeronutica abreprocessoO Comando da Ae-ronutica em Brasliasuspendeu o salrio datenente e abriu na Jus-tia militar um proces-so de desero. Segun-do o Centro de Comu-nicao Social da Aero-nutica, o cdigo penalmilitar considera crimea falta ao trabalho semautorizao por mais deoito dias. O rgo tam-bm informou que aFora Area Brasileiraacompanha e colaboracom as investigaespoliciais em andamen-to, alm de dar apoio famlia da militar.Desaparecimentoda tenenteConforme a famlia,Mrian teria sado decasa apenas com a rou-pa do corpo e o carrode propriedade dela,um Plio cinza escuro,com placas de Vargi-nha, no sbado dia 3 demaio. Antes, ela fez umdepsito no valor de R$30 mil para a irm. Odesaparecimento foidescoberto apenas doisdias depois, quandouma amiga que divideo apartamento com atenente encontrouuma carta dizendo queela iria para a estrada.A partir da, helicpte-ros da Polcia Civil e daAeronutica fizerambuscas pelas serras doCipo, das Mangabeiras,do Macaco e tambmpor rodovias de MinasGerais, Rio de Janeiro,Esprito Santo e Bahia.No entanto, nada foiencontrado.A Polcia tambmapurou uma dennciaque dizia que uma pes-soa viu uma mulhercom as caractersticasde Mriam na regio daSerra do Cip, mas ainformao foi descar-tada aps apurao.O vereador PastorFausto apresentouum requerimento naCmara de Varginhaonde solicita algumasinformaes para oprefeito. Ele quer sa-ber quais foram as ver-bas repassadas ao Mu-nicpio pelo Estadonos ltimos dois anose quais foram as obrasbeneficiadas por essesrepasses financeiros.De acordo com o ve-reador, realizar essetipo de questionamen-to fundamental paraque o vereador cum-pra sua funo de fis-calizar. Os atos pbli-cos devem ser transpa-rentes e como semprerecebemos aqui na C-mara ofcios informan-do que chegaram ver-bas do Estado, eu gos-taria de saber se real-mente essas verbas fo-rem entregues ao Mu-Vereador quer informaessobre verbas do Estadonicpio e como foramutilizadas, explicaPastor Fausto. Ainda de acordocom o vereador, ne-cessrio que essas in-formaes sejam am-plamente divulgadaspara que a populaotambm acompanhe agesto dos recursosfinanceiros do Muni-cpio. As pessoas nosquestionam na rua,porque elas tambmesto atentas s infor-maes que so divul-gadas sobre o repassede verbas. Muitosquerem saber se a ver-ba realmente chegou,se foi aplicada, porisso considero muitoimportante que esserequerimento sejarespondido e que es-tejamos atentos paranovas verbas que vi-ro, conclui o verea-dor.GAZETA DE VARGINHA | 0704 DE JULHO DE 2014REGIONALA falta de chuvas eo baixo volume de guano solo prejudicou atmesmo a safra de giras-sis no Sul de Minas.Em So Joo Batista doGlria e em Passos, asflores das plantaesno cresceram o quan-to deveriam e parte dassementes que so usa-das para produo deleo no granou. A si-tuao enfrentada nes-tes municpios noacompanha as previsesfeitas pela Secretaria deEstiagem prejudica safra e colheitade girassis no Sul de Minas GeraisUm homem mor-reu em Lavras na tardedesta quarta-feira (2)depois de bater de mo-tocicleta em um cami-nho. De acordo com oCorpo de Bombeiros dacidade, Marcelo Wa-shington Jernimo, de31 anos, estava na sadade Lavras para a BR-Homem de 31 anos morre ao bater em caminho em LavrasAgricultura para a safraestadual, que espera umcrescimento de quase30% na produo.Diferente do que foiprevisto para todo o es-tado, os produtores daregio acreditam quetero uma queda de cer-ca de 40% na colheitajustamente por causa daestiagem. A meta seriacolher 15,5 toneladas, oque representaria umaumento de 26% emrelao a 2013 e 8,4% dasafra em todo Estado.Para o cultivo dogirassol precisamos de400 ou 600 milmetrosde gua no ciclo da cul-tura, para garantir umbom florescimento eenchimento dos gros,disse Marco AntnioPereira.Outro motivo para aqueda, de acordo comos produtores, a au-sncia do contrato queexistia com a Petrobraspara a compra das se-mentes, que eram des-tinadas produo debiodiesel. Por causa dis-so, Carlos De SimoniSilveira plantou apenas100 hectares este ano.Eu diminu pelametade o cultivo de gi-rassol e no restante dasterras plantei feijes. Alavoura toda dar umas3 mil sacas, comentou.Em outra plantao,em So Joo Batista doGlria, a queda na pro-dutividade deve ser me-nor, de cerca de 20%. Area plantada caiu de200 para 137 hectares.Safra de girassis soprejudicada no Sul de MinasComerciante assassinado com tiro na cabea na regioUm comerciante foiassasinado com um tirona cabea em Alfenaspor volta das 20h destaquarta-feira (2). Alexan-dre Salem Filho, de 52anos, levou um tiro en-quanto atendia em sualanchonete, no bairroResidencial Oliveira.Segundo a Polcia Mili-tar, Alexandre teria re-agido a uma tentativade assalto. A PM infor-mou que nada foi lave-do do estabelecimento.Trs suspeitos fo-ram detidos e levadospara a Delegacia de Al-fenas, mas conforme odelegado Mrcio Bija-lom, que acompanha ocaso, ainda no foi esta-belecida uma ligacoentre eles e o crime.Ainda de acordo com odelegado, a polcia tam-bm trabalha com a sus-peita de que dois meno-res, que j tm ficha cri-minal, podem ter sidoos autores dos disparos.A esposa do comer-ciante, nica testemu-nha do assassinato, ain-da no foi ouvida.265 quando no conse-guiu completar a cur-va.Ainda segundo osBombeiros, o motoci-clista j estava mortoquando o socorro che-gou. O enterro de Mar-celo Washington foi re-alizado na tarde destaquinta-feira (3).Convnio entre Cemig e Ufla oferece aLavras usina fotovoltaica experimentalAlunos de engenha-ria eltrica da Universi-dade Federal de Lavras(Ufla) e mais trs outrasinstituies em MinasGerais, contaro comusinas solares fotovoltai-cas experimentais paraaprenderem, na prtica,sobre o processo de ge-rao de energia solar.A implantao desseprojeto foi anunciada pelaCompanhia Energticade Minas Gerais (Cemig),quando celebrou, em suasede, um convnio de co-operao tcnica com asinstituies. A Empresair doar mil painis foto-voltaicos e fornecer trei-namento e suporte tcni-co para a operao e ma-nuteno das usinas.De acordo com o ge-rente de AlternativasEnergticas (TE/AE),Marco Aurlio Porto, asusinas solares experi-mentais tero uma potn-cia instalada de 13 kWp esero utilizadas como la-boratrio, com interesseexclusivamente acadmi-co, de apoio e aprendiza-do prtico.Ainda segundo Mar-co Aurlio, as usinas-la-boratrio iro gerar co-nhecimento cientfico so-bre os impactos de inser-o da energia solar nosistema eltrico e sobregerao distribuda, mi-cro e minigerao inte-gradas arquitetura dasedificaes. O gerentetambm ressalta a capaci-tao de profissionais al-tamente especializadoscomo um importante re-sultado.A energia gerada, ca-paz de atender aproxima-damente 30 residncias,ser utilizada apenas paraconsumo das prpriasuniversidades, o que re-fora o carter experi-mental das usinas.08 | GAZETA DE VARGINHA 04 DE JULHO DE 2014REGIONALMoradores enfrentam racionamento degua no municpio de MarmelpolisPor causa da baixavazo das nascentes, acidade de Marmelpo-lis est enfrentando umproblema de raciona-mento de gua. Segun-do os moradores, o for-necimento est sendointerrompido duranteo dia e a gua s chegas casas no fim da tar-de.Na casa de ReginaLcia de Freitas Sousamoram seis pessoas e apalavra mais falada nosltimos dias econo-mia. Eu pego no p.Com certeza tem queeconomizar mesmo.Eles tm fechado os re-gistros l pelas 11h e agua volta l pelas 17h,conta.Marmelpolis temtrs mil habitantes ecerca de metade da po-pulao vive na zonarural, onde alguns bair-ros tambm h escassezde gua. A caixa dguaque abastece pelo me-nos 20 famlias estquase vazia. O forneci-Reunio da CPI dos supersalrios adiada em Pouso AlegreA terceira reunio daComisso Processante deInqurito (CPI) dos Su-persalrios pagos a trsmdicos de Pouso Alegre,que seria realizada nestaquarta-feira (2), foi adia-da para segunda-feira (7).Segundo o presidente dacomisso, Rafael Huhn(PT), o atraso na entregade documentos solicita-dos prefeitura fez comque a data da reunio fos-se alterada.Na tarde desta quar-ta-feira, os membros daCPI pretendiam analisarrelatrios da SecretariaMunicipal de Sade comdetalhes sobre a folha depagamento dos mdicosda rede. O material deve-ria ter sido protocoladocom pelo menos uma se-mana de antecedncia. Noentanto, a prefeitura en-caminhou os documentospara a Cmara apenas nasegunda-feira (30).A CPI dos Supersal-rios foi formada no inciode junho. No primeiroencontro, a comisso re-viu uma gravao com asexplicaes dadas pelo se-cretrio de sade de Pou-so Alegre, Lus AugustoCardoso, durante umasesso ordinria. Na se-gunda reunio, os verea-dores elaboraram per-guntas e pediram docu-mentos para serem anali-sados.MP e Polcia CivilO caso tambm acompanhado pelo Minis-trio Pblico Estadual epela Polcia Civil, queabriram inquritos. S noms de fevereiro desteano, os mdicos Maria doCarmo Borges, Ricardode Aguilar Lopes Chca-ra e Wanderclayton Bue-no dos Santos teriam cus-tado mais de R$ 160 milaos cofres pblicos.Os trs mdicos j fo-ram ouvidos pelo MP,que tambm recolheumilhares de documentoscom apoio da Polcia Mili-tar e de oficiais de justia.No ms passado, o rgochegou a pedir informa-es ao secretrio de Sa-de do municpio, LusAugusto Faria Cardoso. OMP havia dado um prazode 15 dias para que o se-cretrio de Sade expli-casse os altos salrios comvencimentos de at R$ 72mil em um nico ms. Noentanto, o promotor D-cio Monteiro Morais pe-diu afastamento no caso efoi substitudo pelo pro-motor Joaquim Emboaba.O MP no reveloumais detalhes da investi-gao, j que o caso correem segredo de Justia.CPIA Cmara de Verea-dores de Pouso Alegreinstaurou uma ComissoParlamentar de Inquri-to (CPI) para apurar a de-nncia de supersalriosrecebidos pelos mdicosda cidade. Fazem parte dacomisso os vereadoresRafael Huhn (PT) comopresidente, DulcineiaCosta (PV) como relatora,Ayrton Zorzi (PMDB)como secretrio e Adria-no da Farmcia (PTN) eHamilton Magalhes(PTB), como suplentes.Os membros da CPIj enviaram um ofcio comperguntas e pedidos dedocumentos que foramenviados prefeitura. ACPI tem 90 dias pra con-cluir as investigaes.mento de gua na cida-de feito pela prefeitu-ra e os moradores pa-gam uma taxa anualpelo servio. O chefe degabinete da prefeitura,Mrcio Coura, explicaque as nascentes estocom pouca vazo degua nos ltimos me-ses.A quantidade degua que est sendocaptada atualmenteno est suprindo a de-manda necessria. Aspartes mais altas da ci-dade ficam sem guadurante o dia ento opessoal da Secretaria deObras fecha os regis-tros para a gua poderchegar nessas partesmais altas e encher osreservatrios deste pes-soal, explica.Alm do raciona-mento, a prefeituraquer reforar o sistemade captao de gua domunicpio. O objetivo ativar poos artesianosque foram perfuradosno final do ano passa-do e ainda no esto emfuncionamento. Deacordo com Coura,dois novos poos arte-sianos esto quaseprontos para funcio-nar.Estamos esperan-do apenas a ligao deenergia eltrica para ospoos funcionarem eesse material eltrico jest em processo de li-citao. Os poos de-vem comear a funcio-nar em 45 dias, afirma.Moradores de Marmelpolis enfrenta racionamento de gua no municpioCPI apura 'supersalrios' em Pouso AlegreColetivo ocupa praapblica com atividadesculturais em GuaxupNesta quinta-feira(3), o coletivo CultivoHip-Hop realizou a 2edio do evento RodaLivre de Break na PraaComendador Sebastiode S, em Guaxup. Comparticipao livre e gra-tuita, o encontro teve in-cio s 19h e teve comoobjetivo atrair a comuni-dade para intervenesparticipativas e culturais.Durante o encontro,o coletivo recebeu a rodade break, totalmente li-vre aos danarinos locais,varal de poesias perifri-cas, batalha de rimas epara finalizar a noite, umsarau.O nosso objetivo disseminar a cultura derua na cidade, valorizan-do a arte independentee a liberdade de expres-so, alm de fazer comque o povo tenha acessolivre informao, comideias positivas, comen-tou o reprter cinema-togrfico, Joo Paulo deJesus.Durante o evento, ocoletivo tambm arreca-dou livros e agasalhos. Asroupas sero destinadasa instituies de carida-de e os livros sero dis-tribudos nas comunida-des nas prximas inter-venes.Nota FiscalA partir de janeiro de 2015, podero ser apli-cadas as penalidades para os estabelecimentos co-merciais que no discriminarem na nota fiscal ouem local visvel os impostos embutidos no preodos produtos e servios. A Fecomrcio considerapositiva a deciso de uniformizar o clculo deapresentao dos valores e percentuais com a fi-nalidade informativa, com o objetivo de esclare-cer o consumidor. Alm disso, ficou estabelecidopelo decreto que a nota fiscal vai informar sepa-radamente os impostos federais, o imposto esta-dual, e tributo municipal. Dessa forma, o consumidor identificar as car-gas tributrias de cada produto ou servio. E a reforma tributria nada. Continuaremosa ser o pas nmero um do mundo em arrecada-o de impostos.Perguntar no ofendeO novo bairro Cruzeiro do Sul obra e mritodo governo petista ou da administrao do PTB?Algum sabe de alguma emenda parlamentardo deputado federal Odair Cunha (PT) para Var-ginha neste ano de 2014? Porque ser?Renato Paiva, Archimedes Coli, Leonardo Ci-acci, Vismrio Freitas, Geisa Teixeira, entre ou-tros, onde esto aqueles que cobiaram o Execu-tivo em 2012. Ser que ainda existiro em 2016?Que fim tomou as acusaes de eventual cor-rupo em Furnas, apontadas pela Revista Veja,a um empresrio de Eloi Mendes e um deputadofederal petista?Mesmo com as presses rasteiras, a ex-primei-ra dama vai ter concorrncia pesada em Vargi-nha. A pergunta , ser que Dilzon supera os 10mil votos na cidade ou a ex-primeira dama vaibater na trave novamente? Ou as duas coisas?Os eleitores j viram os gastos da cota de ati-vidade parlamentar dos deputados Odair Cunha(PT) e Diego Andrade (PSD)? Quem gosta de fil-me de terror, devia olhar!Paternidade Salada de FrutasRODRIGO SILVA FERNANDES advogado e articulis-ta poltico do Jornal Gazeta de Varginha as quartas esextas - e-mail: rodrigogazeta@bol.com.brFATOS E VERSESGAZETA DE VARGINHA | 0904 DE JULHO DE 2014O novo bairro Cruzeiro do Sul, que foi entre-gue nesta semana um mistrio poltico! Poissem uma paternidade poltico/eleitoral requeri-da, tendo em vista que a frouxido petista lo-cal, s permite que os lideres do governo passa-do atuem apenas na calada da noite, deixou aconquista do conjunto habitacional sem um paipoltico! Afinal, o bairro Cruzeiro do Sul foi ini-ciado na gesto petista do ex-prefeito Corujinha,graas a convnio do Programa Minha Casa Mi-nha Vida, assinado junto a Caixa Econmica Fe-deral - CEF, que comandada pelo PMDB. Vale dizer que todos os pleitos do municpiojunto a CEF esto sendo deferidos! Ao mesmotempo, o Programa Minha Casa Minha Vida co-ordenado pelo Ministrio das Cidades, que ad-ministrado pelo Partido Progressista, PP, do de-putado federal Dimas Fabiano (PP). Os recursos do programa so do governo fe-deral petista. Traduzindo em midos, pelo fato do filhoser bonito muitos pais podem querer assumir estapaternidade, mas, uma coisa certa, o vulo quefez nascer este filho, o seu, o meu, o nosso di-nheiro dos impostos! Ento...No sonho e na promessa!Lideranas municipais chegaram a dizer, em2012 e 2013, que Varginha estava no pice paraconseguir hospedar delegaes estrangeiras daCopa do Mundo. Disseram que Varginha ganharia muito coma copa e os turistas invadiriam a cidade. rgoscomo a Vigilncia Sanitria, entre outros, chega-ram a colocar a faca no pescoo de comercian-tes para cobrar melhorias e investimentos. Alias, investimentos estes que o Poder Pbli-co municipal no os fez! Agora com a Copa ro-lando, e cado por terra toda a prosa fiada dasautoridades municipais, com o sumio do secre-trio (miditico) do Esporte, que no mais vincu-la Varginha a Copa do Mundo, viu-se que a Copaem nada alterou o esporte ou fluxo de turistas nacidade. Depois da promessa frustrada de colocar Var-ginha no crculo da Copa, a nova balela agora jurar de p junto que o Boa de Varginha e vaificar na cidade, e sem custo para os cofres pbli-cos! Santa iluso! Acho mais fcil voltar a acredi-tar que a seleo brasileira pode deixar a GranjaComari e vir treinar no Melo! A coluna torce paraque o Boa fique em Varginha e no tenha queescorar no cofres pblicos para isso! Mas a rea-lidade no esta! E a promessa de alavancar oesporte de Varginha com a Copa, que foi maisum conto pra boi dormir do secretrio munici-pal de Esportes, agora aguarda o incio de maisum sonho, mais uma promessa... S que destavez, o sonho vai ter custo pra ficar em Varginha,e no voltar para Ituiutaba! E no vai ficar bara-to!.Pedalando uma idiaA idia de investir em mobilidade urbana, sa-de e sustentabilidade com a criao de cicloviasem Varginha ganhou mais um apoio de peso. Osalunos do Grupo UNIS, que promovem campa-nha para a criao de uma ciclofaixa! O tema jfoi amplamente discutido na gesto passada,quando o ex-prefeito Corujinha (um conhecidociclista, por sinal) alardeou a idia de fazer umaciclovia onde hoje temos a linha frrea. A idia ficou na promessa e nunca saiu dopapel, em seguida o vereador Rmulo Azevedotambm tentou levantar esforos para implantaruma ciclovia, mas parece que foi iludido por umdeputado federal do PSD que teria prometido,mas, no conseguiu recursos para a criao daciclovia! Recentemente, com as mudanas notrnsito na regio central de Varginha, o verea-dor Leonardo Ciacci pediu que parte das princi-pais vias que sofreram mudanas possussem ci-clovia, mas tambm no foi atendido! Agora coma campanha dos alunos do Grupo Unis e com oapoio dos tradicionais Bikessauros, v-se que asociedade vai abraando a idia da ciclovia, quepode at demorar, mas precisar sair do papel emalgum momento!MelhoriasO mercado do Produtor Rural de Varginhavem ganhando espao na agenda gastronmica,turstica e at cultural da cidade! O local recebeuinvestimentos na gesto passada e neste governoa onda de investimentos no parou. O mercado do Produtor local certo parauma boa visita, alimentos frescos e de qualidade,um bom papo e local familiar! Mas como no po-deria deixar de ser, para ganhar o 10, o governoprecisa ampliar o mercado, talvez adquirir a reaacima do imvel. Ou terminar as negociaes iniciadas na ges-to passada para trazer o Ceasa para Varginha.Fica ai a dica!(In)SeguranaOs moradores da regio prxima a EscolaMunicipal So Jose vem denunciando desde mui-to tempo a falta de segurana no local. A regioficou em evidncia, novamente, depois que a Es-cola So Jose foi assaltada duas vezes em poucosdias. Os ladres arrombaram portas, levaram bensda escola e destruram o consultrio odontolgi-co ali instalado. As duas invases chocaram a co-munidade local, que esperavam poder contar coma Polcia Militar e Guarda Civil Municipal paraproteger o cidado e os bens pblicos e privados. Porm os moradores do bairro dizem que jno tem segurana no local e que brigas, trficode drogas, assaltos, arrombamentos, etc so co-muns no bairro. J na Guarda Municipal, que foicobrada pelos arrombamentos na escola, a justi-ficativa (nada plausvel) de que a Escola So Jose,que foi totalmente reformada recentemente, nocontava com cmera de vigilncia, um erro quefacilitou os assaltos!OAB/MG 81667Delfim Moreira, 258,sala 201- CentroVarginha -MGTel: 3222 2851OAB/MG 81424Rua Argentina, 535Vila PintoTel: 3222-4801gustavo@chalfun.com.brDr. Gustavo ChalfunMande sua pergunta para gazetadevarginha@gmail.comOAB/MG 106.276Rua Dona Margarida, n 48,Bairro Vila Pinto,Tel: (35) 3222-1049Dr. GustavoPinto Biscarogustavopbiscaro@gmail.comOAB/MG 65099Av Salum Assad. David,70 - Santa LuizaTel: ( 35) 3214-5051Dr. PatrciaBregalda Limapatriciabregalda@varginha.com.brOAB/ MG 84.17620 Sub-SeoRua Maria Benedita,63 -sala 106 - Vila Pinto3223-5362/9988-3485Dr. VicenteLima Lordovicentelloredo@yahoo.com.brDr. Daniel Pivadapiva@ig.com.br10 | GAZETA DE VARGINHASAIBA SEUS DIREITOSCassada deciso que afastava exigncia de registrosindical junto ao Ministrio do Trabalho e EmpregoEntendimento fir-mado pelo SupremoTribunal Federal (STF)no julgamento da AoDireta de Inconstituci-onalidade (ADI) 1121,segundo o qual noofende o texto daConstituio Federal aexigncia de registrosindical no Ministriodo Trabalho e Empre-go (MTE), levou o mi-nistro Ricardo Lewan-dowski a julgar proce-dente a Reclamao(RCL) 10160 e cassardeciso do juzo daVara da Fazenda P-blica de Mossor (RN),que afastava tal requi-sito.Na RCL, o Munic-pio de Mossor (RN)questionava liminarconcedida em manda-do de segurana pelojuzo daquela comar-ca que determinou aliberao de trs servi-dores de suas funespara atuarem no Sin-dicato dos Agentes deTrnsito e Transpor-tes Pblicos de Mos-sor (Sindatran). En-tretanto, segundo aprefeitura, aquela en-tidade sindical, auto-ra do mandado de se-gurana, no compro-vou seu registro noMTE. Portanto, nopoderia ter acolhidasua pretenso peloJudicirio.Tambm de acor-do com o municpio,o juzo da comarca uti-lizou precedente doSuperior Tribunal deJustia que foi supera-do pelo entendimentofirmado pela SupremaCorte.Ao decidir o mri-to da reclamao, oministro RicardoLewandowski afirmouque o ato atacado, aoafastar a necessidadedo registro da entida-de sindical junto aoMinistrio do Traba-lho, afrontou a decisodo Supremo na ADI1121. Ele destacou ain-da que a Smula 677da Corte, embora notenha eficcia vincu-lante, corroborou oentendimento fixadopelo STF na ADI emquesto. De acordocom aquele verbete,at que lei venha adispor a respeito, in-cumbe ao Ministriodo Trabalho procederao registro das enti-dades sindicais e zelarpela observncia doprincpio da unicida-de.No mesmo senti-do, o ministro se re-portou a voto da mi-nistra Ellen Gracie(aposentada) no jul-gamento de agravoregimental na RCL4990. Naquela opor-tunidade, a ministraobservou que a juris-prudncia desta Su-prema Corte no sen-tido da impossibilida-de de estar em juzo,em defesa dos interes-ses de determinadacategoria, entidadesindical cujos estatu-tos no se encontremdevidamente registra-dos no Ministrio doTrabalho, em atenoao postulado da uni-cidade sindical (artigo8, inciso II, da Cons-tituio Federal).A deciso de mri-to confirma liminarconcedida pelo relatorem maio de 2010.04 DE JULHO DE 2014Agenda da OAB Varginha para o ms de Julho* Dia 02/07/2014 - Curso Telepresencial sobre o tema TEORIA GERAL DO PETI-CIONAMENTO ELETRNICO NA JUSTIA DO TRABALHO (PJE-JT); Clique aquie faa sua inscrio* Dia 03/07/2014 - 56 Sesso Solene de entrega de carteiras aos novos advoga-dos;* Dia 21/07/2014 - Curso telepresencial sobre o tema DECISES JUDICIAIS MALFUNDAMENTADAS OU NO FUNDAMENTADAS: ESTRATGIAS E TCNICASPARA OBTENO DO RESPEITO GARANTIA CONSTITUCIONAL MOTIVA-O DOS ATOS JURISDICIONAIS; Clique aqui e faa sua inscrio* Dia 23/07/2014 - Aula Inaugural Comisso OAB Jovem na FADIVA Noturno;* Dia 26/07/2014 - Realizao de Festa Julina (26/07)Patro diz que Dirceu estem clima de 'excitao' nonovo empregoO ex-ministro do Tri-bunal Superior Eleitoral(TSE) Jos Gerardo Gros-si, que emprega o ex-che-fe da Casa Civil Jos Dir-ceu, afirmou nesta quin-ta-feira (3) que o maisnovo funcionrio de seuescritrio de advocaciachegou em clima de ex-citao ao primeiro dia detrabalho. Dirceu come-ou a trabalhar nesta quin-ta na biblioteca do escri-trio de Grossi.Indagado por repr-teres sobre se o ex-minis-tro da Casa Civil estava ani-mado com a oportunida-de de trabalho fora da ca-deia, Grossi foi taxativo: uma coisa natural, ex-citao de uma pessoa htanto tempo presa e quese v livre. Voc j abriugaiola de passarinho? Elesai, canta, roda, comen-tou o advogado.Condenado no pro-cesso do mensalo do PTa 7 anos e 11 meses de pri-so pelo crime de corrup-o ativa, Dirceu recebeuautorizao do SupremoTribunal Federal (STF),no dia 25 de junho, paraexercer atividade profis-sional fora do presdio. Elefoi contratado para traba-lhar na biblioteca do es-critrio de Grossi, na reacentral de Braslia.Por ordem da Vara deExecues Penais doDistrito Federal, o antigochefe da Casa Civil foitransferido nesta quarta(2) do Complexo Peni-tencirio da Papuda, nosarredores de Braslia, parao Centro de ProgressoPenitenciria, presdio dacapital federal que abrigadetentos do regime semi-aberto.Dirceu chegou ao es-critrio de Grossi antesdas 8h e teve que esperarcerca de meia hora paraque o dono da empresachegasse e abrisse o local.O escritrio s comea afuncionar a partir das 9h.Ele [Dirceu] chegoumuito antes, ele devechegar s 9h. Para o pri-meiro dia, est bom,brincou Grossi.O chefe de Dirceutambm esclareceu que,aps o primeiro dia de tra-balho, o ex-ministro j irganhar uma folga, porqueno haver expediente noescritrio nesta sexta porconta do jogo do Brasil nasquartas de final da Copa doMundo.SADEGAZETA DE VARGINHA | 11Pesquisadores daUnesp de Rio Claro(SP) criaram uma subs-tncia capaz de repelire matar o mosquito dadengue. A frmula temuma bactria tirada dosolo contaminado competrleo. Experimentosde laboratrio j de-monstraram a eficin-cia do produto, entren-tato, para chegar aomercado, ainda pre-ciso baratear os custosde produo.Os bilogos traba-lhavam para formularum detergente biolgi-co e procuravam umprincpio ativo na natu-reza. Entre os locaispesquisados estavam ossolos contaminados porcombustveis fsseis,como os derivados depetrleo. Uma desco-berta durante o traba-lhou mudou o rumo daO Centro de Pes-quisa de Sade Navaldos Estados Unidoslanou um importan-te estudo para ajudarmilitares que tiveramferimentos graves eat amputaes du-rante combates. O projeto de re-cuperao do guer-reiro ferido quer fo-mentar a medicinamilitar e acomodarda melhor forma jo-vens ou veteranos deguerra com deficin-cia grave, que que-rem manter um esti-lo de vida ativo.Ao menos 50 milmilitares foram feri-dos no Iraque e noAfeganisto e cercade 16 mil deles sofre-ram danos to graves,que se tivessem sidoatingidos em confli-tos anteriores no te-riam sobrevivido. At agora, 1.500Estados Unidos lanam projeto pararecuperar militares feridos em combatespessoas j se inscreve-ram no estudo, mas aMarinha pretende re-crutar 10 mil volunt-rios.Unesp descobre uma substncia querepele e mata o mosquito da dengueSegundo a agn-cia de notcias Associ-ated Press, a pesquisatem o intuito de cole-tar o mximo de co-pesquisa. Os cientistasj estudavam h 17anos a bactria Pseu-domonas aeruginosaLBI, encontrada no ter-reno onde funcionavaum posto de combus-tveis. Ela se mostroucapaz de destruir o Ae-des aegypti no estgiode larva e na fase adul-ta, alm de funcionarcomo repelente. As lar-vas precisam se manterna superfcie para res-pirar. O que mantmessas larvas na superf-cie a tenso da gua.Esse produto que agente aplica reduz atenso, ento o mos-quito no consegue res-pirar e morre. Com re-lao aos adultos, o pro-duto acaba quebrandoa cutcula do mosquito,o levando morte, ex-plicou o bilogo Vin-cius Luiz da Silva.Os testes foram fei-tos em ratos anestesia-dos. Em um vdeo feitopela Unesp, o rato queno est com o produ-to picado. No outro,que recebeu o repelen-te, os mosquitos nem seaproximam. A partirdo momento que con-seguimos novas ferra-mentas para controlaresse mosquito, vamosdiminuir a quantidadede adultos no ambien-te e, com isso, diminuiras chances de transmis-so do vrus para outraspessoas, relatou o es-pecialista em parasito-logia Cludio Jos VonZuben. Ainda no hpreviso de quando oproduto ser comerci-alizado, j que o pro-cesso de produo caro. Dez miligramasda substncia, porexemplo, custam quaseR$ 1,4 mil. A genteest desenvolvendo no-vos mtodos de produ-o para tentar reduziro custo final, tanto daproduo, como da pu-rificao do produto,para que ele v para omercado com o customais baixo, ressaltoua biloga Roberta Bar-ros. Mas enquanto oproduto no est dis-ponvel, a nica formade combater a doena eliminar os criadou-ros do mosquito. Esse o objetivo das equi-pes que percorrem osbairros de Rio Claropara orientar e elimi-nar as chances de pro-liferao da doena,que j atingiu 450 pes-soas neste ano.Se esse produtovier a nos auxiliar nocombate dengue vaiser muito bem vindo evai implementar asaes de controle dadengue no munic-pio, afirmou a coor-denadora de controleda dengue, Ktia No-lasco.mentrios dos milita-res que lutaram apso 11 de setembro e sa-ber como eles esto li-dando com a vidaaps serem impacta-dos. O especialista embomba Brian Meyer um dos atingidos emcombate. Ele perdeu umaperna e sua mo di-reita durante umaoperao em 2011, noAfeganisto, e rece-beu prteses que ago-ra o ajudam a ter umavida normal. Meyer ainda nofaz parte do estudo(ele pretende integraro projeto), mas seucaso foi destaque emum artigo da revistaNew England Jour-nal of Medicine.Isso porque eleajudou os cientistasno desenvolvimentode tcnicas cirrgi-cas e participou deum tratamento a la-ser para reduzir ascicatrizes do braoatingido. Alm disso, suaatitude de querer sereintegrar socieda-de colaborou parasua recuperao.Os mdicos di-zem que ter uma ati-tude positiva a cha-ve para a melhora e,por isso, o estudoamericano tambmvai analisar a resis-tncia mental daspessoas e por qualmotivo alguns solda-dos tm e outrosno.04 DE JULHO DE 2014Os bilogos trabalhavam para formular um detergente biolgicoAo menos 50 mil militares foram feridos no Iraque e no Afeganisto"Passar o cu e a terra, mas as minhaspalavras no passaro."(Marcos 13:31)Keylor Navas: goleiro da seleo da Costa Ricapede para Deus colocar um anjo em cada trave12 | GAZETA DE VARGINHAEVANGLICAO goleiro KeylorNavas um dos maio-res destaques da sele-o da Costa Rica nes-sa Copa do Mundo etem sido visto comoum heri, aps defen-der o pnalti que clas-sificou a seleo de seupas para as quartas definal da competio.Cristo, ao comentarsobre a tima campa-nha da Costa Rica naCopa e sobre a defesahistrica que fez no l-timo jogo, ele afirmaque pede para Deuscolocar um anjo emcada trave antes dacada jogo que dispu-ta.Aos 27 anos, o atle-ta casado e tem umafilha. Descrevendo suavida pessoal como es-tvel ele revela que af em Jesus desempe-nha um papel muitoimportante em suavida, pois ele umcristo evanglico pro-fundamente religioso.Eu falo com Deus e opeo para me ajudar.Eu digo a Ele queObras erradasA corrupo umapraga que tem infestadotodas as esferas da socie-dade. Algumas pessoasdizem que no h curapara ela, e o pior queesse mal tem atingido atmembros da congrega-o santa do Senhor. Smesmo respeitando a Pa-lavra de Deus, algumpode escapar de tal pr-tica, a qual, hoje, dominaquase cem por cento dosque esto no setor decompras das empresas eem muitas administra-es pblicas.No pequeno o n-mero dos que se sujaramcom diversos pecados e,por causa disso, no tmmais condies de falar dejustia. A culpa no deDeus; ao contrrio, Eleadverte contra as tenta-es que esto em todasas partes, por isso os quese corrompem so res-ponsveis pelos seus atospecaminosos. H muitagente que deveria dar lu-gar ao mandamento divi-no no corao, mas o uti-liza para forjar iniquida-des, intentos do inimigo.No h explicaopara a pessoa que ouve aPalavra de Deus e conti-nua no erro. Ela suave,mas poderosa. No ltimoDia, seremos julgadospelo que fizemos ou dei-xamos de fazer com o re-cado que ela nos d. Osque tm juzo, ao desco-brirem que certas atitu-des desagradam ao Se-nhor, pedem perdo eabandonam o erro. J osnscios acham que jamaissero surpreendidos e sedeixam levar pela tenta-o, porm, quando abri-rem os olhos, ser tardedemais.Quem j est no erro,mesmo que no estejatotalmente envolvido nopecado, no mnimo, forjaplanos que o levaro smos do maligno. Quan-do a iniquidade conce-bida, ela no s pode tra-zer algo ruim, como tam-bm impedir a prtica dajustia divina. No adian-tar a pessoa orar, supli-car o favor celeste, se elaest ligada s atitudescondenadas pelo Senhor.Os que so de Deus de-vem se limpar de todoerro e no mais se sujar.As mos que no es-to limpas esto cheiasde violncia e, quando al-gum julga com elas des-se modo, tal ato pesa so-bre a terra e, com isso,muitos sofrem. Toda po-sio que voc toma umjulgamento. Quem es-conde o erro ou planejaalgum pecado, de igualmodo, faz com que a vio-lncia das suas mospese. No entanto, os quese consagram a Deus po-dem e devem levantarmos santas, nas quaisno h ira nem violncia.Esses agradam ao Alts-simo!As nossas oraestambm so julgamen-tos, decises, que nos ab-solvero ou nos condena-ro. Por isso, observecomo voc tem vivido ese, por acaso, tem-sedado a qualquer erro. Noore por outra causa a noser para se livrar da fra-queza que o prende.Aquele que cedeu ten-tao se tornou servodela; por isso, tem de cla-mar a fim de que o Se-nhor o guarde de toda ainvestida maligna. O Paieterno liberta os since-ros! O Altssimo garanteque seremos condenadosou absolvidos dos nossosatos, dependendo unica-mente da maneira comoagimos. Se bancarmos osfariseus, os nossos peca-dos permanecero e, as-sim, no seremos perdo-ados. Mas, se formos sin-ceros e confessarmosnossas faltas, o Pai amadonos perdoar e justifica-r.Quando Davi es-creveu o Salmo 62, cer-tamente enfrentava ummomento de estresse.Ele era rei, mas seu po-der era constantemen-te colocado em xequepela realidade.Todos ns nos inco-modamos por no po-dermos controlar tudo.Isso irrita, especial-mente quando no po-demos fazer nada! EEnto? Antes de tudo,silencie!Este salmo tem duaspausas para silenciar erefletir. Pausas paraDeus poder falar, aindaque no mais profundo si-lncio. Precisamos habi-tuar-nos ao silncio e,por vezes, ausncia derespostas. Precisamos apro-fundar nosso relaciona-mento com Deus pormeio do silncio: tanto donosso diante dEle, quan-to do dEle diante de ns.Falamos demais, ouvi-tudo o que eu te voufazer no jogo para asua glria. Peo-lheque coloque um anjode cada lado, em cadatrave, e um atrs demim para que tudocorra bem afirmou ojogador, segundo oProtestante Digital.Para mim, Deus vemem primeiro lugar edepois a minha fam-lia. a minha maneirade viver, a minha ma-neira de ver as coisas.Me permite viver feliz resume o goleiro daCosta Rica, ao falar desua f. Navas falou ain-da, durante uma entre-vista ao Levante-EMV,sobre como acreditaque sua f est relacio-nada ao seu trabalhocomo atleta e afirmouque muitas vezes novalorizamos a grandebeno que recebemosque a sade, mas des-taca a necessidade detrabalho duro para al-canar sucesso no es-porte. - Deus tudopara mim. Ele tem medado sade e um gran-mos de menos e raro si-lenciarmos. Mas alm desilenciar, o salmo nosconvida a esperar. Ecomo difcil esperar nosculo XXI. Se no te-mos pacincia at o com-putador ligar ou a inter-net carregar, como va-mos t-la para esperarDeus agir?Deus no depende danossa urgncia e loucurapela rapidez. Ele tem suaprpria agenda e noprecisa alter-la por nos-Perante sua presena derrama todo o corao04 DE JULHO DE 2014de trabalho que eu de-veria aproveitar. Euno apenas me sentono sof da minha casae espero que tudo ve-nha, eu sei que eu te-nho que trabalharduro. Muitas vezes nonos damos conta deque o simples fato deser saudvel algo im-pressionante. Normal-mente temos sade,mas no damos o valornecessrio. Estou mui-to feliz por estar sau-dvel e bem -afirmou ogoleiro.sa causa. Mas Ele age notempo dEle. E no cora-o de Davi a espera porisso era de quem des-cansa.Esperar apenas sempressa nem angstia!Tal espera desembocaem outra atitude: a con-fiana! Confiar frutodo conhecimento quetemos de Deus por meiode sua palavra e de suaaes em nossa vida,pois Ele no muda e sempre fiel e amoroso.GAZETA DE VARGINHA | 1304 DE JULHO DE 2014BRASILMapa mostra aumento da violncia no BrasilEm 2012, 112.709pessoas morreram emsituaes de violncia nopas, segundo o Mapa daViolncia 2014, divulga-do nesta quarta-feira (2).O nmero equivale a58,1 habitantes a cadagrupo de 100 mil, e omaior da srie histricado estudo, divulgado acada dois anos.Desse total, 56.337foram vtimas de homi-cdio, 46.051, de aciden-tes de transporte (queincluem avies e barcos,alm dos que ocorremnas vias terrestres de cir-culao), e 10.321, de sui-cdios.Entre 2002 e 2012, onmero total de homic-dios registrados pelo Sis-tema de Informaes deMortalidade (SIM), doMinistrio da Sade,passou de 49.695 para56.337, tambm o mai-or nmero registrado.Os jovens foram asvtimas em 53,4% doscasos, o que mostra ou-tra tendncia diagnosti-cada pelo estudo: a mai-or vitimizao de pesso-as com idade entre 15 e29 anos.As taxas de homic-dio nessa faixa passaramde 19,6 em 1980, para57,6 em 2012, a cada 100mil jovens.Segundo o respon-svel pela anlise, JulioJacobo Waiselfisz, coor-denador da rea de Es-tudos da Violncia daFaculdade Latino-Ame-ricana de Cincias Soci-ais, ainda no possvelsaber se o que ocorreuem 2012 foi um surtoque vai terminar rapida-mente ou se realmenteest sendo inauguradonovo ciclo ou nova ten-dncia.Ele lista situaes quepodem ter gerado o au-mento, como greves deagentes das foras de se-gurana ou ataques degrupos criminosos or-ganizados.Uma tendncia jconfirmada a dissemi-nao da violncia nasdiferentes regies e cida-des. Entre 2002 e 2012,os quantitativos s nocresceram no Sudeste.As regies Norte eNordeste experimenta-ram aumento exponen-cial da violncia. No Nor-te, por exemplo, foramregistrados 6.098 homi-cdios em 2012, mais queo dobro dos 2.937 veri-ficados em 2002.O Amazonas, Par eTocantins tiveram o do-bro de assassinatos regis-trados no mesmo inter-valo de tempo. No Nor-deste, o Maranho, aBahia e o Rio Grande doNorte mais que triplica-ram os homicdios.Aprovado texto base de novas regras para caminhoneirosA Cmara dos De-putados aprovou nestaquarta-feira (2) o textobase do projeto que fle-xibiliza a jornada de tra-balho dos caminhonei-ros e motoristas profis-sionais de passageiros.O texto mantm asatuais regras estabeleci-das para o setor, mas osdeputados pretendemalter-las aumentandoas horas na estrada ediminuindo o perodode descanso. Os desta-ques que podem mudaro texto devem ser ana-lisados na prxima se-mana.O projetoOriginal da Cmara,o projeto alterava a le-gislao vigente porpresso de grupos liga-dos ao setor produtivo,principalmente os rura-listas e motoristas aut-nomos que reclamavamdo aumento de custoscom a nova legislao.Eles pedem o au-mento do tempo de ro-dagem dos caminhes.No entanto, ao analisara matria, o Senado res-tabeleceu as regras atu-ais ao fixar a jornadamxima da categoriaem 10 horas, sendo 8 fi-xas e duas extras. A nor-ma foi estabelecida em2012, com o objetivo dereduzir acidentes.AlteraesAs principais altera-es que haviam sidofeitas pelos deputadosestabeleciam que o tem-po extra de trabalhopoderia chegar a qua-tro horas se houvesseacordo da categoria ediminuiria o repousodirio de nove horasininterruptas para oitohoras.Na verso aprovadapelo Senado, os cami-nhoneiros mantm ajornada atualmenteprevista pela legislaoe tm que ter pelo me-nos 11 horas de descan-so entre uma jornada eoutra. Durante a jorna-da, o prazo de descan-so tem que ser de qua-tro horas dirias. Osmotoristas tambm fi-cam obrigados a fazerparadas depois de cin-co horas e meia segui-das na direo.STJ encerra semestre com 172.635 processos julgadosO Superior Tribu-nal de Justia (STJ) en-cerrou nesta tera-feira(1), as atividades doprimeiro semestre fo-rense de 2014 com umsaldo de 136.723 pro-cessos distribudos e172.635 processos jul-gados, sendo 37.827em sesso e 134.808 emdecises monocrticas(quando um ministrodecide sozinho). Nombito da Corte Espe-cial foram julgados3.043 processos, sendo1.463 em sesso e 1.580monocraticamente. Noperodo, o colegiadorecebeu 2.179 proces-sos.O balano das ativi-dades do STJ entre ja-neiro e junho foi apre-sentado nesta tera-fei-ra, ltimo dia de ativi-dades do tribunal antesdo perodo de frias fo-renses nos tribunaissuperiores (2 a 31 dejulho). As atividadessero retomadas emagosto. Alm do encer-ramento do semestreforense, a sesso daCorte Especial marcouo ingresso do ministroLuis Felipe Salomo nocolegiado. Esse gruporene os 15 magistra-dos que atuam h maistempo no STJ. Salomopassa a ocupar a vagado ministro ArnaldoEsteves Lima, que seaposentou no dia 27 dejunho.A Corte Especial,portanto, passou a tera seguinte composio:Felix Fischer (presi-dente), Gilson Dipp(vice-presidente), AriPargendler, FranciscoFalco, Nancy Andri-ghi, Laurita Vaz, JooOtvio de Noronha,Humberto Martins,Maria Thereza de AssisMoura, Herman Benja-min, Napoleo NunesMaia Filho, Sidnei Be-neti, Jorge Mussi, OgFernandes e Luis Feli-pe Salomo.A aposentadoria doministro Arnaldo Este-ves Lima tambm mo-dificou a composiodo Conselho de Admi-nistrao do STJ, como ingresso do ministroNapoleo Nunes MaiaFilho. A nova compo-sio a seguinte: Fe-lix Fischer, GilsonDipp, Ari Pargendler,Francisco Falco, Nan-cy Andrighi, LauritaVaz, Joo Otvio deNoronha, HumbertoMartins, Maria There-za de Assis Moura, Her-man Benjamin e Napo-leo Nunes Maia Filho.14 | GAZETA DE VARGINHAINTERNACIONALAviao de Israel lana ataques contra a Faixa de GazaOnze palestinos fica-ram feridos na quarta-feira (2) noite em 15ataques da aviao israe-lense na Faixa de Gaza emrepreslia por disparosde projteis contra Isra-el, anunciaram fontesReino Unido refora segurana nosaeroportos aps alerta dos EUAO Reino Unido re-forou a segurananos aeroportos apsuma advertncia dosEstados Unidos e emmeio aos temores peloretorno dos jihadistaseuropeus do Iraque eda Sria, assim comodo desenvolvimentode explosivos mais di-fceis de detectar.As autoridadesno divulgaram deta-lhes sobre as novasmedidas de seguran-a, mas o indicador dograu de ameaa terro-rista permanecia emsubstancial - nveltrs em uma escalaque vai at cinco - eno foi alterado.O vice-primeiro-ministro Nick Clegg eo ministro dos Trans-portes, PatrickMcLoughlin, tenta-Arbia Saudita posiciona 30 mil soldados na fronteira com IraqueA Arbia Sauditaposicionou 30 milsoldados em suafronteira com o Ira-que aps soldadosiraquianos teremabandonado a rea,disse a TV al-Arabiyanesta quinta-feira,mas Bagd negou adebandada e disseque a fronteira per-manece sob seu totalcontrole.Maior exportadorde petrleo do mun-do, a Arbia Sauditacompartilha umafronteira de 800 qui-lmetros com o Ira-que, onde insurgen-tes do Estado Islmi-co e outros gruposmilitantes sunitas to-maram o controle decidades em um rpidoavano no ms passa-do. O rei Abdullah or-denou todas as medi-das necessrias paraproteger o reino con-tra potenciais amea-as terroristas, disse aagncia estatal SPAnesta quinta-feira.O reino, aliado dosEstados Unidos, su-perou sua prpria in-surgncia interna daal Quaeda h quaseuma dcada e estcauteloso sobre qual-quer nova ameaa deradicais islmicos su-nitas.A al-Arabiya, comsede em Dubai, disseem seu website quetropas sauditas foramdirecionadas regiode fronteira aps for-as do governo do Ira-que terem se retiradode suas posies, dei-ram tranquilizar apopulao, justa-mente no incio dasfrias de vero. muito impor-tante que trabalhe-mos - como estamosfazendo - com nos-sos aliados america-nos e outros pasespara que, quandoso identificadas no-vas ameaas, os aero-portos de todo omundo respondam aelas, disse Clegg aocanal ITV.McLoughlin de-clarou emissoraSky News que noespera atrasos signi-ficativos por culpadas novas medidasde segurana.Para o analista emsegurana area Phi-lip Baum, as revistasaleatrias de passa-geiros devem aumen-tar e todos provavel-mente sero obriga-dos a tirar os sapatospara passar pelas bar-reiras de segurana.As autoridadesamericanas afirma-ram na quarta-feiraque era necessrio re-forar a segurana nosaeroportos da Europae Oriente Mdio comvoos diretos aos Esta-dos Unidos.O anncio foi fei-to s vsperas do 4 dejulho, Dia da Inde-pendncia dos Esta-dos Unidos, mas Wa-shington no infor-mou se o alerta erauma resposta a umaameaa ou plano con-creto de cometer umatentado.Estamos compar-tilhando com nossosaliados internacionaisinformaes recentesxando as fronteirassaudita e sria despro-tegidas.O porta-voz mili-tar do primeiro-minis-tro do Iraque negouque as foras tenhamse retirado. Essas sofalsas notcias que afe-tam a moral de nossopovo e a moral de nos-sos heroicos comba-tentes, disse o gene-ral Qassim Atta a re-prteres em Bagd.Ele disse que afronteira, que incluiem grande parte umenorme deserto, esta-va totalmente" sobcontrole de tropas ira-quianas.A al-Arabiya in-formou ter obtidoum vdeo mostrandocerca de 2.500 solda-dos iraquianos na re-gio do deserto a les-te da cidade iraquia-na de Karbala, apsterem se retirado dafronteira.Um oficial, no v-deo transmitido pelaal-Arabiya, disse queos soldados recebe-ram ordens de deixarseus postos, sem jus-tificativa. A autentici-dade da gravaono pde ser imedi-atamente verificada.palestinas e israelenses.Os ataques da noite dei-xaram 11 feridos, um de-les com gravidade, anun-ciou o servio de sade emGaza. Os ataques foramuma represlia pelo dis-paro de 14 projteis a par-tir da Faixa de Gaza, infor-ma um comunicado mili-tar israelense. Nove pro-jteis caram no sul de Is-rael e dois foram destru-dos pelo sistema antims-seis.Um dos msseis atin-giu uma casa em Serot eprovocou um corte deenergia eltrica em toda acidade. Em JerusalmOriental, os incidentesque explodiram no bairrode Shufat aps o assassi-nato de um adolescentepalestino de 16 anos pros-seguiam nesta quinta-fei-ra. Os incidentes deixa-ram 65 feridos, 18 por ti-ros, segundo o CrescenteVermelho. Tambm fo-ram registrados inciden-tes com as foras de segu-rana israelenses naCisjordnia ocupada, emparticular em Qalandiya(perto de Ramallah),Beit Fajjar e Belm (sul).Na Cisjordnia ocu-pada, 13 palestinos foramdetidos.e relevantes. Estamos consul-tando a indstria ae-ronutica, afirmouem um comunicadoo secretrio de Segu-rana Interna dosEstados Unidos, JehJohnson.Nos ltimos me-ses, vrios analistasamericanos afirma-ram que possvelque grupos extremis-tas tenham desenvol-vido novas tticaspara evitar os con-troles de segurana.O cenrio coinci-de com a inquietaoprovocada pelo re-torno do Iraque e daSria de jihadistaseuropeus, que pode-riam viajar aos Esta-dos Unidos com seuspassaportes sem anecessidade de visto.04 DE JULHO DE 2014As autoridades no divulgaram detalhes sobre as novas medidas de seguranaGAZETA DE VARGINHA |15ESPORTE'Punio muito severa', diz italianoque vai deixar pas aps invadir jogoO italiano MarioFerri, de 27 anos, queinvadiu o gramado daArena Fonte Nova,em Salvador, duranteo jogo entre Blgica eEstados Unidos, falouna manh desta quin-ta-feira (3), quandodeixava a sede da Po-lcia Federal na capi-tal baiana e disse quea punio que recebeufoi muito exagerada.O estrangeiro foi no-tificado pela PF a dei-xar o pas, e deve fa-zer isso at o domin-go (6). Mesmo com aobrigao de ir embo-ra, o turista garanteque sua atitude valeua pena.Penso que foi umpouco exagerado [apunio] porque meupropsito era o de pas-sar uma mensagempositiva. Na camisaestava escrito save thePrestes a divulgara lista de jogadoresque viajaro para Bu-enos Aires, onde oAtltico-MG ir se pre-parar para a final daRecopa Sul-America-na contra o Lans-ARG, o tcnico LevirCulpi dever ganharreforos para as duaspartidas decisivas. Seainda no so os refor-os pelos quais o clu-be busca, pelo menostrs atletas poderoser novidades na via-gem para o pas vizi-nho.Recuperado de ci-rurgia no joelho direi-to, realizada em janei-ro, o atacante Luan jtreina normalmentedesde a ltima sema-na. E no v a hora devoltar a atuar pelotime.- Foi difcil para euAtltico-MG ganha reforos paradeciso da Recopa Sul-Americanafavelas children (sal-ve as crianas da fave-la), porque eu vimpara c fazer um tra-balho com as favelascomo jornalista italia-no, explicou-se. Ain-da de acordo com orelato de Mario Ferri,sua inteno era fazerum gesto pacfico.Luto contra a Fifaporque a Fifa, para fa-zer essa Copa, passoupor cima da dignida-de das pessoas, opi-nou sobre a organiza-o do Mundial.O italiano conse-guiu invadir o jogoporque estava bemprximo ao campo,em uma cadeira de ro-das, em rea reservadaa torcedores portado-res de deficincias f-sicas.A nica coisa deque me arrependo de ter usado a cadei-ra de rodas para en-trar, mas quero escla-recer que o ingressoque comprei no erapara deficientes, eraum ingresso normal,garante. De acordocom a PF, na manhdesta quinta-feira,Mario Ferri foi con-duzido do hotel ondeestava hospedado naBaixa dos Sapateiros,em Salvador, por vol-ta das 8h40, at oposto de imigrao daPolcia Federal, loca-lizado no Corredor daVitria, onde conver-sou com a reporta-gem .Ainda segundoMaria Ferri, esta no a primeira vez queele protaganiza atoscomo o que ocorreuficar longe dos gra-mados, uma ansieda-de muito grande devoltar e poder ajudara equipe. Estou mepreparando bem para,na Recopa, estar dis-posio do Levir. Es-pero fazer essa prepa-rao da melhor ma-neira possvel, voltarmais forte, fazer meusgols e trazer alegriapara a torcida espe-ra o atacante.O zagueiro Emer-son, que passou por ci-rurgia no tornozelodireito em fevereiro,foi liberado para a pre-parao fsica nestasegunda-feira e tam-bm poder reforar aequipe. Outro da po-sio Rver, que estse recuperando deedema sseo no tor-nozelo direito. Ele estem fase final de recu-perao e espera re-tornar.Na lateral esquer-da, a novidade poderser Pedro Botelho, quese recuperou de lesomuscular na regioanterior da coxa es-querda e tambm jtreina normalmente.Os jogadores sereapresentam no s-bado noite na Cida-de do Galo e j viajampara Buenos Aires. OGalo vai se prepararpara a final no centrode treinamento da As-sociao de FutebolArgentina.04 DE JULHO DE 2014na tera-feira (1), naArena Fonte Nova. a dcima invaso quefao, sempre deixandomensagens positivas.Estou proibido de en-trar na frica do Sul,no Brasil, nos estdi-os italianos, em Lon-dres, em Dubai, poisso todos lugares ondeentrei no campo, as-sume, mas no descar-ta que pode voltar acometer a mesma in-frao. Se houver aoportunidade e ummotivo justo, eu possofazer de novo em umaoutra ocasio, afirma.Fbio valoriza intertemporadanos EUA e minimiza o forte calor texanoO Cruzeiro aindadisputa mais dois amis-tosos nos Estados Unidosantes de voltar ao Brasil.A intertemporada naAmrica do Norte, que jteve duas partidas com oMiami Dade-EUA e umacom o Amrica-MEX,tem duelos com o Ti-gres-MEX, dia 3, emHouston, e com o ChivasGuadalajara-MEX, dia 6,em El Paso. O goleiro ecapito Fbio valoriza osjogos como forma depreparao para o restan-te do Campeonato Brasi-leiro. J foram disputa-das nove rodadas dacompetio at agora e oCruzeiro lder, com 19pontos.- Todo mundo esta. a ltima semana.Todo mundo quer se re-cuperar de leso pra es-tar com ritmo de jogo praprxima partida, se nofor agora ser no Campe-onato Brasileiro, que oque interessa pra gente.Todo mundo querestar bem fisicamente,com ritmo de jogo, pramanter a liderana doBrasileiro. Para Fbio,o forte calor do Texas noest atrapalhando o Cru-zeiro. Segundo o goleiro,as temperaturas sempreacima dos 30C esto sen-do abrandadas pelos ven-tos. Eu acho que est tran-quilo em relao ao anopassado. Estava maisquente porque no tinhaeste vento que ameniza atemperatura. O vento aju-da a dar uma refrescada.Quando voc busca o oxi-gnio se recupera maisrpido.Mesmo longe do Bra-sil, os jogadores do Cruzei-ro esto ligados na Copa doMundo. Eles viram a dra-mtica vitria sobre o Chi-le, nos pnaltis. Para F-bio, no foi surpresa a di-ficuldade enfrentada. Ogoleiro espera este nvelde competitividade at ofinal do Mundial.- Foi importante. O importante era aclassificao e a seleoconseguiu. Sabamos queno ia ser fcil. Cada jogovai ser mais difcil, inde-pendente do adversrio. A Copa do Mundoest sendo assim. Todos osjogos esto sendo muitodifceis e vai ser assim ato final.O estrangeiro foi notificado pela PF a deixar o pas16 | GAZETA DE VARGINHA 04 DE JULHO DE 2014COPA DO MUNDOA seleo brasileira,que mostrou muito nervo-sismo na classificao dra-mtica contra o Chile, pre-cisa reencontrar seu jogonas quartas de final, sexta-feira (04) em Fortaleza,contra a Colmbia, umadas sensaes da Copaapesar do desfalque do as-tro Falcao Garca.Diante da fragilidadeemocional demonstradacontra os chilenos, o tc-nico Luiz Felipe Scolarichamou s pressas a psi-cloga Regina Brandopara devolver a confianaaos jogadores. A imagemde Thiago Silva isoladodurante a disputa de p-naltis gerou muitas de cr-ticas e os jogadores voprecisar mais do que nun-ca do apoio da torcida noCastelo.Enquanto Neymar ecompanhia sentem a pres-so de lutar pelo hexa emNa sequencia dapreparao para o re-torno ao campeonatobrasileiro da Srie B, aequipe do Boa Esportecontinua realizandoseus treinamentos di-rios.Nesta fase de pre-parao a direo doBoa Esporte agendoupara este domingo (6),s 10h da manh jogotreino com T. A. C.(Trs Pontas AtlticoClube), vice-campeSul Mineira.O jogo acontecerno Estdio MunicipalMelo s 10h e o tor-cedor ter entrada fran-ca. Mais uma oportuni-dade para assistir aequipe atuando nestafase de preparao parao retorno ao BrasileiroSrie B 2014.Para esta partida, otcnico boveta NedoXavier tem a intenode utilizar sua equipeprincipal j preparan-do a equipe para o re-torno ao Campeonatocasa, os colombianos estosoltos nos gramados bra-sileiros, exibindo um fute-bol vistoso, sob a comandodo craque James Rodr-guez, artilheiro da compe-tio com cinco gols mar-cados em quatro partidas.O jogo de sexta-feiraser um duelo de jovenscamisas 10. Neymar e Ja-mes tm 22 anos. Apesarda pouca idade, eles nodemonstram medo dechamar a responsabilida-de e corresponderam sexpectativas com timasatuaes na primeira fase.Vtima de pancadaslogo no incio do duelo comos chilenos, o brasileirono brilhou como nas par-tidas anteriores.J o colombiano deuum verdadeiro show e foio maestro do jogo 'cafete-ro', baseado no toque refi-nado, com os dois gols davitria por 2 a 0 sobre oUruguai, o primeiro delesuma verdadeira pintura.As duas equipes gera-ram bastante expectativaantes do torneio. Aponta-do como grande favoritopor ser o anfitrio e por terimpressionado a todos naCopa das Confederaes, oBrasil de Felipo deixou adesejar, mostrando bas-tante nervosismo e menospegada do que no ano pas-sado, quando atropelava osadversrios com muitaagressividade.Com a Colmbia,aconteceu exatamente ocontrrio. A equipe co-mandada pelo argentinoJos Pekerman era muitobadalada por conta da ti-ma campanha nas elimina-trias muitos apostavamem uma boa campanha.A leso de Falcao, querompeu os ligamentos dojoelho em janeiro, chegoua abalar este otimismo,mas os outros jogadoresderam conta do recado eJames Rodrguez desem-penhou com naturalidadeo papel de estrela da com-panhia no lugar do atacan-te, seu colega de Mnaco.Enquanto isso, aostrancos e barrancos, a se-leo brasileira deixou ofutebol-arte com os co-lombianos e, apesar dascrticas, permanece vivana luta pelo hexa.A verdadeira dor decabea de Felipo o meiode campo. Suspenso porter recebido o segundocarto amarelo contra oschilenos, Luiz Gustavo,um dos melhores da equi-pe nesta Copa, deve sersubstitudo por Fernandi-nho na posio de primei-ro volante, com Paulinhovoltando equipe titular.A dupla ter a difcilmisso de conter a magiaJames Rodrguez e de ace-lerar a sada de bola paraque Neymar possa brilhare levar o Brasil s semifi-nais.Brasil enfrenta hoje a Colmbiapelas quartas de final da CopaBoa Esporte enfrenta TAC em jogo treino neste domingoBrasileiro da Srie B dia15 de julho contra oVila Nova goiano s19h: 300min no Est-dio Serra Dourada emGoinia/GO.Construir para desenvolver!!!FBRICA DEBLOCOSLUCIANO Avenida dos Imigrantes, 4.425Vargem - Varginha - MGFone: 3223-8833 / 9971-0206Blocos - CanaletasAreias - BritasA Fbrica de Blocos Luciano tem atendido grandes obrasem Varginha e regio! Com qualidade e presteza tem feitocom que seus clientes se mantenham sempre satisfeitos.ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014ANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014Assine Jornal Gazeta de VarginhaANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014Av. So Jos, 317 - Sala 05 - Varginha - (35) 3221-5366NELSONRPRADOClnica de OtorrinolaringologiaR. Jos Cristiano do Prado, 254, Paraguau - (35) 3267-1911Telefone: (35) 3221-4668Email: gazetacomercial2@gmaill.comANNCIOS www.jornalgazetadevarginha.com VARGINHA, JULHO DE 2014TV MARCA MITSUBISHI 20 POLEGADAS DE TUBO R$ 150,00.VENDE-SEINTERESSADOS FAVORENTRAREM CONTATOPELO TELEFONE35.3219-3333(HOTEL SLEEP INN)ENDEREO:Av. Princesa do Sul,3333 - Jardim Ander,Varginha - MGA Construtora Cherem Ltda, oferece vagas de emprego na rea da Construo Civil para Porta-dores de Necessidades Especiais para as seguintes funes: Pedreiro, Servente, Pintor, Carpin-teiro, Bombeiro.Os interessados entrar em contato no Tel.: 35-8417-6774 falar com Rosane , ou canteiro de obrassituado Rua Lidia Alvarenga de Carvalho, 515 Bairro: Dos Carvalhos Residencial NovoTempo Varginha/MG.VAGAS DE EMPREGOAgora em novo showroompara seu melhor conforto!Muitos modelos de:- Persianas (rol / painel / madeira / com controle remoto)- Papel de parede vinlico- Pisos laminados- Portas e janelas em vidro temperadoColocao especializadaAv. Plnio Salgado, 538 - Vila PintoTelefone: (35) 3221-5831www.divipiso.com/divipiso@uai.com.brVVVVVenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visitenha nos fazer uma visita!a!a!a!a!