gazeta de varginha - 04/04/2013

Download Gazeta de Varginha - 04/04/2013

Post on 16-Mar-2016

219 views

Category:

Documents

4 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Edição 8.713

TRANSCRIPT

  • Sade pblica de Varginha passarpor mudanas no final deste ms

    VARGINHA , 05 DE ABRIL DE 2013R$ 1,00 EDIO - 8.714

    Vende-se

    Casa no Bairro Cidade NovaPreo da Ocasio

    Tel. 3221-4845

    Pgina 2

    PONTO DE VISTAPONTO DE VISTAPONTO DE VISTAPONTO DE VISTAPONTO DE VISTA

    Joo 21Jesus aparece a sete discpulos

    Mx: 28C / Mn: 18C

    O sistema deve come-ar a funcionar no final doms de abril e faz parte daimplantao do novo mode-lo do programa Rede Res-posta do Governo de Mi-nas Gerais. Com a mudan-a, o Hospital Bom Pastor

    UPA ficar com emergncias, pronto-socorro do Bom Pastor, com traumas, e Regional, com AVC e infartos

    Concorra a ingressos

    Recorte este cupom e concorra ao sorteiode 4 ingressos para o espetculo

    O cupom dever ser entregue na sede do Jornal Gazeta deVarginha, que fica na Avenida dos Imigrantes, 445, Santa Maria

    Nome:.................................................Telefone:..............................................

    vai passar a atender ape-nas casos de traumascomo vtimas de aciden-tes de trnsito, quedas eleses provocadas por ti-ros ou facas, alm dos pa-cientes oncolgicos.

    LOCAL/PGINA 03

    Fundao Culturalrealiza hoje encontro

    com empresrios

    Concurso do INSSabrir 500 vagas para

    o cargo de analista

    Remdiosvo subirat 6,3%

    LOCAL/PGINA 05

    Um salrio de R$4.500 para um cargo

    de nvel tcnico no de se desprezar,

    assim como umaoportunidade de R$ 9

    mil para nvel superior.

    A autorizao para rea-juste considera trs faixasde medicamento, com maisou menos participaes degenricos. O reajuste se-gue a lgica de que nas ca-tegorias com mais genri-cos a concorrncia maiore, portanto, o reajuste au-torizado pode ser maior.

    LOCAL/PGINA 06

    PGINA 09

    LOCAL/PGINA 05

    Maiores empresasde Varginha conhe-cero o Plano deDesenvolvimentoCultural Sustentvel.

  • CNPJ: 21.535.075/0001-47

    A redao no se responsabilizapor conceitos emitidos em artigos

    assinados, mesmo sobpseudnimos, que so de inteira

    responsabilidade de seus autores.

    Dirio de CirculaoRegional - Diretora

    Administrativa:Ana Maria Silva Piva -Jornalista Responsvel:

    Lanamara Silva -MTB -8304 JP - Editor:Rodrigo S. Fernandes

    Sindjori - MG 312/99 -Administrao/Reviso:Lanamara Silva - Paulo

    Ribeiro da Silva Fernan-des

    (Jornalista e superinten-dente de redao-

    TB.16.851) - Horrio defuncionamento das08:00hs s 18:00hs

    ABRAJORI - AssociaoBrasileira de Jornais do

    InteriorSINDJORI - Sind. Prop. de

    Jornais e Revistas doInterior

    ADJORI - Associao dosJornais do Interior

    ADI - Associao dosJornais do interior de

    Minas Gerais

    ENDEREO:Redao e Departa-mento de Publicidade

    Av. dos Imigrantes, 445- Santa Maria - CEP

    37022-560 -VARGINHA/MG

    E-mail: gazetade-varginha @gmail.com gaze-t a c o m e r c i a l 2@ y a h o o . c o m . b rEndereo eletrnico:www.gazetavarginha.com.br

    Telefones (35)3221-4668(35)3221-4845

    GAZETA DE VARGINHA, 04/04/2013

    PONTO DE VISTA02 PONTO DE VISTA02

    JOO 20

    Palavras de VidaPalavras de VidaPalavras de VidaPalavras de VidaPalavras de VidaA ressurreio de JesusA ressurreio de JesusA ressurreio de JesusA ressurreio de JesusA ressurreio de Jesus

    1 No primeiro dia dasemana, bem cedo, estan-do ainda escuro, Maria Ma-dalena chegou ao sepul-cro e viu que a pedra daentrada tinha sido removi-da.

    2 Ento correu aoencontro de Simo Pedroe do outro discpulo, aque-le a quem Jesus amava, edisse: "Tiraram o Senhordo sepulcro, e no sabe-mos onde o colocaram!"

    3 Pedro e o outrodiscpulo saram e forampara o sepulcro.

    4 Os dois corriam,mas o outro discpulo foimais rpido que Pedro echegou primeiro ao sepul-cro.

    5 Ele se curvou eolhou para dentro, viu asfaixas de linho ali, mas noentrou.

    6 A seguir, SimoPedro, que vinha atrsdele, chegou, entrou nosepulcro e viu as faixas delinho,

    7 bem como o len-o que estivera sobre a ca-bea de Jesus. Ele estavadobrado parte, separa-do das faixas de linho.

    8 Depois o outrodiscpulo, que chegara pri-meiro ao sepulcro, tam-bm entrou. Ele viu e creu.

    9 (Eles ainda nohaviam compreendidoque, conforme a Escritura,era necessrio que Jesusressuscitasse dos mor-tos.)

    10 Os discpulosvoltaram para casa.Jesus aparece a Maria

    Madalena11 Maria, porm, fi-

    cou entrada do sepulcro,chorando. Enquanto cho-rava, curvou-se para olhardentro do sepulcro

    12 e viu dois anjosvestidos de branco, senta-dos onde estivera o corpode Jesus, um cabeceirae o outro aos ps.

    13 Eles lhe pergun-taram: "Mulher, por quevoc est chorando?" "Le-varam embora o meu Se-nhor", respondeu ela, "eno sei onde o puseram".

    14 Nisso ela se vol-tou e viu Jesus ali, em p,mas no o reconheceu.

    15 Disse ele: "Mu-lher, por que est choran-do? Quem voc est pro-curando?" Pensando quefosse o jardineiro, ela dis-se: "Se o senhor o levouembora, diga-me onde ocolocou, e eu o levarei".

    16 Jesus lhe disse:"Maria!" Ento, voltando-separa ele, Maria exclamouem aramaico: "Rabni!"(que significa "Mestre!").

    17 Jesus disse: "Nome segure, pois ainda novoltei para o Pai. V, porm,a meus irmos e diga-lhes:Estou voltando para meu Paie Pai de vocs, para meuDeus e Deus de vocs".

    18 Maria Madalena foie anunciou aos discpulos:"Eu vi o Senhor!" E contou oque ele lhe dissera.

    Jesus aparece aosdiscpulos

    19 Ao cair da tarde da-quele primeiro dia da sema-na, estando os discpulosreunidos a portas trancadas,por medo dos judeus, Jesusentrou, ps-se no meio de-les e disse: "Paz seja comvocs!"

    20 Tendo dito isso,mostrou-lhes as mos e olado. Os discpulos alegra-ram-se quando viram o Se-nhor.

    21 Novamente Jesusdisse: "Paz seja com vocs!Assim como o Pai me en-viou, eu os envio".

    22 E com isso, soprousobre eles e disse: "Rece-bam o Esprito Santo.

    23 Se perdoarem ospecados de algum, estaroperdoados; se no os per-doarem, no estaro perdo-ados".Jesus aparece a Tom

    24 Tom, chamadoDdimo, um dos Doze, noestava com os discpulosquando Jesus apareceu.

    25 Os outros discpu-los lhe disseram: "Vimos oSenhor!" Mas ele lhes disse:"Se eu no vir as marcas dospregos nas suas mos, nocolocar o meu dedo ondeestavam os pregos e no pu-ser a minha mo no seulado, no crerei".

    26 Uma semanamais tarde, os seus discpu-los estavam outra vez ali, eTom com eles. Apesar deestarem trancadas as por-tas, Jesus entrou, ps-se nomeio deles e disse: "Paz sejacom vocs!"

    27 E Jesus disse aTom: "Coloque o seu dedoaqui; veja as minhas mos.Estenda a mo e coloque-ano meu lado. Pare de duvi-dar e creia".

    28 Disse-lhe Tom:"Senhor meu e Deus meu!"

    29 Ento Jesus lhedisse: "Porque me viu, voccreu? Felizes os que no vi-ram e creram".

    30 Jesus realizou napresena dos seus discpu-los muitos outros sinais mi-lagrosos, que no esto re-gistrados neste livro.

    31 Mas estes foramescritos para que vocs crei-am que Jesus o Cristo, oFilho de Deus e, crendo, te-nham vida em seu nome.

    Palavras de vidaCircuncisoCircuncisoCircuncisoCircuncisoCircunciso

    Pastor Serafim Isidoro

    A circunciso, BRITMIL (hebraico) - Brit sig-nificando Aliana, feitaao oitavo dia de vida deum menino ou em qual-quer poca em um adultoque se incorpore ao juda-smo - At. 7:8.

    a extirpao doprepcio masculino, sen-do um dos mais antigoscostumes da antiguidade,praticado entre judeus, is-lamitas, egpcios, polin-sios, indgenas e tribosaustralianas e africanas.Calcula-se que um stimoda populao masculinado mundo seja circuncida-da. Alm da utilidade higi-nica, a circunciso para

    o israelita o smbolo na car-ne de uma aliana comDeus, significando limpezana gerao de filhos de umaraa especial, zelosa e deboas obras.

    Foi ordenada porDeus a Abrao e aos seusdescendentes como pactode que Ele seria o seu Deuse lhes abenoaria, se fos-sem cumpridores da parteque lhes coubesse nessepacto, no caso, a obedin-cia as Suas leis e ordenan-as.

    Na Nova Aliana a pa-lavra grega PERITOM (cir-cunciso) aparece dezes-sete vezes como verbo (PE-RITEMN) e trinta e seis ve-

    zes na forma de substanti-vo, sendo trinta e uma ve-zes usada por Paulo. Sig-nifica um selo de justia daf que o israelita tem emIAHWEH (Jehovah) Eleest a - Rm. 4:11.- umpacto perptuo, conforme oestipulado por Deus emGn. 17:7-8:

    Estabelecerei omeu pacto contigo e com atua descendncia depoisde ti em suas geraes,como pacto perptuo parate ser por Deus a ti e a tuadescendncia depois de ti.Dar-te-ei a ti e a tua des-cendncia depois de ti aterra de tuas peregrina-es, toda a terra de Ca-na em perptua posses-so e serei o teu Deus..

    Esse pacto entreDeus e a nao Israel, es-tabelecido atravs dosseus patriarcas, deveria seestender at aos agrega-dos a esse povo:

    Este o meu pactoque guardareis entre mime vs, e a tua descendn-cia depois de ti: Todo varodentre vs ser circuncida-do. Circuncidar-vos-eis nacarne do vosso prepcio eisto ser por sinal de pac-to entre mim e vs. idadede oito dias, todo varo den-tre vs ser circuncidado,por todas as vossas gera-es, tanto o nascido emcasa como o comprado pordinheiro e qualquer estran-geiro que no for da tua li-nhagem.

    Com efeito, ser cir-cuncidado o nascido emtua casa e o comprado porteu dinheiro; e assim esta-r o meu pacto na vossacarne como pacto perp-tuo. Mas o incircunciso,que no se circuncidar nacarne do prepcio, essaalma ser extirpada domeu povo; violou o meupacto - Gn. 16:10-14.

    A circunciso feitano oitavo dia do nascimen-to do menino, extirpando-lhe a fimose, porque essedia o ideal para essaoperao, (hoje cientifica-mente provado), sendo apele protegida contra in-feces. A cerimnia cons-titui-se de trs importantesetapas: 1) - MILAH, a extir-pao do prepcio; 2) -PERIAH, a glande des-coberta; 3) - METIZITZAH, ofluxo do sangue estan-cado.

    Como se v, impor