ementas 2019.2 programa: ci programa de...

Download EMENTAS 2019.2 PROGRAMA: CI PROGRAMA DE P£â€œS-GRADUA£â€£’O EM CI£¹NCIA DA LITERATURA EMENTAS 2019.2 PPG

Post on 22-Jul-2020

0 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    EMENTAS 2019.2 PPG EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    PROGRAMA: CIÊNCIA DA LITERATURA DISCIPLINA:Novos sujeitos na pós-modernidade PROFESSOR: Beatriz Resende Siape: 8360503 CÓDIGO:LEL 820 PERÍODO: 2019.2 NÍVEL: M/D

    ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Teoria Literária/Literatura Comparada HORÁRIO: 4f. - 14h às 18hs TÍTULO DO CURSO: Novas configurações da ficção brasileira na contemporaneidade. Ementa: O curso pretende ler e comentar obras da ficção brasileira que evidenciem múltiplos aspectos da contemporaneidade. A partir de uma seleção de títulos, vamos investigar os principais aspectos da produção brasileira sintonizados com esforços de inovação formal, política, ética e estética surgidas neste século a partir de uma visão crítica de colonial, em busca de novas epistemologias. Dentre as principais dominantes a serem investigadas estão: 1)Literatura e mundialização: literatura que opta por narrativas que podem se passar em qualquer lugar do mundo, abdicando do esforço por ser intérprete do Brasil. 2) Literatura e novos suportes: obras que incorporam a noção de precário ou efêmero, onde a noção de processo é importante, relacionando-se com novas tecnologias ou incorporando manifestações de outras artes. 3) Literatura, feminismo e questões de gênero 4)Literatura produzida nas periferias das grandes cidades, colocando em debate a noção de território e de inclusão, relativizando categorizações de "língua literária”. BIBLIOGRAFIA O corpus literário a ser estudado será decidido junto com o conjunto da turma. ANZALDÚA, GLORIA. “Falando em línguas: uma carta para mulheres escritoras do

    Terceiro Mundo”. Rev. Estudos Feministas 229. 1/2000 APPADURAI, Arjun. The future as culturalfact.New York: Verso, 2013 BELTING,H; BUDDENSEIG, A; WEIBEL, P.The global Contemporary& The Riseof New

    Worlds. EUA: MIT Press, 2012 BUTLER. Judith. Quadros de Guerra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,2015 ---------- Corpos em aliança e a política das ruas. Notas para uma teoria performativa de

    assembleia. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018 CANCLINI, Nestor Garcia. O mundo todo como lugar estranho. S.P.:EDUSP,2016 DIDI-HUBERMAN, George& GIANNARI, Niki. Passerquoiqu’il en coûte. Paris: Minuit, 2017. DUMBADZE, Alexander& HUDSON, Suzane. Contemporary art: 1989tothe presente.

    USA/UK: Wiley-Blackwell, 2013 GROYS, BORIS. Arte poder. Belo Horizonte, ED. UFMG, 2015

  • PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    HARDING, Sandra. “A instabilidade das categorias analíticas na teoria feminista”. In:

    Revista Estudos Feministas n. 1/93 pp 7-3 HOLLANDA, Heloisa Buarque de (Org.) Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio

    de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019 INSTITUTO MOREIRA SALLES. Doze ensaios sobre o ensaio. Antologia Serrote. S.P.:

    IMS, 2019. LANDER Edgardo (org.)Lacolonialidaddel saber: eurocentrismo y Ciências sociales. Perspectivas Latinoamericanas. CLACSO, Consejo Latinoamericano de CienciasSociales, Buenos Aires, Argentina. Julio de 2000. p. 246. (Ler Mignolo, Walter e Castro-Gómez) Online. MIGNOLO, Walter. Desafios decoloniais hoje. Online. OSBORNE, Peter. The PostconceptualCondition.N.Y, Verso, 2018. RANCIÈRE, Jacques. Politique de la literatura. Paris, Galilée, 2007

  • PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    PROGRAMA: CIÊNCIA DA LITERATURA DISCIPLINA: Literatura e vida nas cidades PROFESSOR: Eleonora Ziller Camenietzki

    Siape: 6361226 CÓDIGO: LEL 849

    PROFESSOR: Siape: PERÍODO: 2019.2 NÍVEL: M/D

    ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Teoria Literária/Literatura Comparada HORÁRIO: quarta-feira – 18h às 22h TÍTULO DO CURSO: Racismo e cânone literário brasileiro: o caso Monteiro Lobato Ementa: O curso irá abordar as principais linhas de força presentes no debate sobre o racismo na Literatura Brasileira e terá como referência principal a polêmica envolvendo um dos nossos escritores mais festejados, Monteiro Lobato. Desde os primeiros estudos, de Marisa Lajolo, em 1988, até as polêmicas mais recentes, quando da liberação de sua obra para domínio público, uma vasta produção de artigos deu corpo a um debate que envolve não só os aspectos formais ou estéticos de sua obra, mas se estende também para as políticas públicas para o livro e leitura no Brasil. O curso abordará o conjunto de problemas que envolve a questão, embora o seu ponto de partida seja a leitura e análise da obra do escritor. BIBLIOGRAFIA

    CECCANTINI, Joao Luis (Org). Monteiro Lobato livro a livro – obra infantil. São Paulo: UNESP - Imprensa oficial, 2008. CELSO, Affonso. Porque me ufano de meu país. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura, 2001. EVARISTO, Conceição. Literatura negra: uma poética de nossa afro-brasilidade. In: SCRIPTA, Belo Horizonte, v. 13, n. 25, p. 17-31, 2º sem. 2009. GONÇALVES, Ana Maria. “Não é sobre você que devemos falar”. Novembro/2010. Disponível em: ww.idelberavelar.com/archives/2010/11/nao_e_sobre_voce_que_devemos_falar_por_ana_ma ria_goncalves.php. __________. “Carta Aberta ao Ziraldo”. Fevereiro/2011. Disponível em: www.idelberavelar.com/archives/2011/02/carta_aberta_ao_ziraldo_por_ana_maria_goncalves .php. __________. “Políticas educacionais e racismo: Monteiro Lobato e o PNBE”. Setembro/2012. Disponível em: revistaforum.com.br/idelberavelar/2012/09/10/politicas- educacionais-e-racismo-monteiro-lobato-e-o-plano-nacional-biblioteca-da-escola-por-ana- maria-goncalves/ LAJOLO, Marisa (Org). Monteiro Lobato livro a livro – obra adulta. São Paulo: UNESP - Imprensa oficial, 2014. _____ . “A figura do negro em Monteiro Lobato”. Unicamp/IEL, 1998. Disponível em:lfilipe.tripod.com/lobato.htm. ______. “Preconceito e intolerância em Caçadas de Pedrinho”. Setembro/2011. Disponível em:www.revistaemilia.com.br/mostra.php?id=30. LEITE, Márcia. “Sobre a ‘torneirinha de asneiras’ e outras polêmicas de Emília na literatura de Lobato”. Outubro/2012. Disponível em: www.revistaemilia.com.br/mostra.php?id=258. MUSSA, Alberto. “Me convençam”. Rascunho, dezembro/2010. Disponível em:rascunho.gazetadopovo.com.br/me-convencam/.

  • PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    NIGRI, André. “Monteiro Lobato e o racismo”. Bravo!, ed. 165, maio de 2011. Disponível em: bravonline.abril.com.br/materia/monteiro-lobato-e-o-racismo#image=165-capa-racismo- 1-g. SAFLATE, Vladimir. “Correto demais”. Novembro/2012. Disponível em: www1.folha.uol.com.br/colunas/vladimirsafatle/1188086-correto-demais.shtml SCHWARCZ, Lilia. O espetáculo das raças: Cientistas, instituições e questão racial no Brasil do século XIX. São Paulo: Cia das Letras, 1993. Além desses e outros textos que poderão ser acrescentados, há ainda um conjunto bastante representativo de artigos no Dossiê Monteiro Lobato do portal GELEDÉS – Instituto da Mulher Negra: https://www.geledes.org.br/category/areas-de-atuacao/educacao/dossie-monteiro-lobato/

  • PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    PROGRAMA: CIÊNCIA DA LITERATURA DISCIPLINA: Poesia e canção PROFESSOR: Fred Góes Siape:0369348 CÓDIGO: LEL 863 PROFESSOR: Siape: PERÍODO: 2019.2 NÍVEL: M/D

    ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Teoria Literária/Literatura Comparada HORÁRIO: 3ª feira - 14hs às 18hs TÍTULO DO CURSO: A construção da cidade pela poética musical carioca do início do século XX aos nossos dias. Ementa: O curso busca examinar como as poéticas do samba ao funk tratam a cidade. Tendo como recorte o registro de Pelo telefone (1917) até os funks “proibidões” da atualidade (2017/19), vamos procurar entender como a cidade se constrói pela voz dos sambistas e funkeiros tendo como cenário os mais relevantes acontecimentos político-sociais. BIBLIOGRAFIA LOPES, Nei& SIMAS Luiz Antônio. Dicionário da História Social do Samba. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015. _________. Sambeabá: o samba que não se aprende na escola. Rio de Janeiro: Folha seca & Casa da Palavra, 2003. MATOS, Claudia. Acertei no Milhar. Rio: Paz e Terra,1982 NETO, Lira. Uma História do SambaVol. I (as origens). São Paulo: Companhia das Letras, 2017. SANDRONI, Carlos. Feitiço Descente. Rio: Ed. UFRJ Jorge Zahar Ed., 2001. SODRÉ, Muniz. Samba o dono do Corpo. Rio: Mauad, 1998 VIANNA, Hermano. O Mistério do Samba. Rio: UFRJ,ed e Jorge Zahar ed., 1995.

  • PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA LITERATURA

    PROGRAMA: CIÊNCIA DA LITERATURA DISCIPLINA: O espaço literário PROFESSOR: João Camillo Penna Siape:1311027 CÓDIGO: LEL 836 PERÍODO: 2019.2 NÍVEL: M/D ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: Teoria Literária, Literatura Comparada HORÁRIO: 6a feira – 10hs às 14hs TÍTULO DO CURSO: As muitas coisas de Clarice Lispector EMENTA: “O espírito da coisa é a aura que rodeia as formas de seu corpo. É um halo. É um hálito. É um respirar. É uma manifestação,” escreve Ângela, na obra póstuma de Clarice Lispector, Um sopro de vida (Pulsações). Desde a morte de Clarice, em dezembro de 1977, a sua obra não parou paradoxalmente de crescer e se modificar. Em primeiro lugar, pela ampla recepção e edição internacional de seus textos, em alguns casos, inclusive, como o de Hélène Cixous, trazendo elementos novos (ou confirmando antigos) à crítica e ao pensamento fran

Recommended

View more >