eixos estruturantes encontros 4 e 5

Download Eixos estruturantes encontros 4 e 5

Post on 27-Jul-2015

1.011 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

1. CICLOS DE APRENDIZAGEMANOS FINAIS 2. EIXOS ESTRUTURANTESCIDADANIAEDIVERSIDADE4 ENCONTRO 3. CURRCULO EM MOVIMENTOEixos organizao curricular mais integrada: Temas ou contedos socialmente relevantes;em geral deixados margem do processoeducacional. Mais reflexivo, menos normativo eprescritivo. Contedos organizados em torno de eixosintegradores.(Santom, 1998, p. 25) 4. EIXOS ESTRUTURANTES Cidadania Diversidade:Educao das Relaes tnico-RaciaisEducao do CampoEducao em Gnero e SexualidadeDireitos Humanos Sustentabilidade Humana Aprendizagens 5. Sustentabilidade Humana (?) Nova relao homem-planeta tica Racionalidade produtiva Alterglobalizao Viso holstica Reformulao de objetivos educacionais Reorganizao do trabalho pedaggico emetodologiasCidadania Direitos Deveres e ParticipaoAprendizagens Reconhecimentoe respeito aodesenvolvimentocognitivo, afetivoe saberesconstrudos pelossujeitosDiversidade Relaes tnico-raciais Campo e cidade Gnero esexualidade Direitos humanosEU + OUTRO 6. CIDADANIASujeito de direitos: pleno membro de umacomunidade.CivisPolticosSociais 7. CIDADANIAa raiz dos direitos humanos, [...]competncia humana de fazer-se sujeito,para fazer histria prpria, coletivamenteorganizada. Pedro Demo (1995, p.3)Princpio e finalidade da educao:formao de cidados(CRFB e LDBEN) 8. CIDADANIA NA ESCOLAComo garantir o exerccio dos direitos,deveres e participao de todos os sujeitosque compem a escola? 9. DIVERSIDADEEtimologiaGrupos historicamente excludos 10. DIVERSIDADE NA ESCOLAProblemas que a escola pblica apresenta eprecisa superar:Parcialidade de atendimentoTerritrio urbanoMatriz curricular eurocntricaPoltica e economicamente especficaModelos de sociedade preconceituosos,discriminatrios e excludentes 11. DIVERSIDADE NA ESCOLAEducao das Relaes tnico-RaciaisFormao de atitudes, posturas e valoresque levem ao sentido de pertencimento eidentidades tnicas.Incluso, no contexto de estudos eatividades, da participao das matrizesculturais do povo brasileiro: indgenas,africanos, europeus, asiticos e outros. 12. DIVERSIDADE NA ESCOLAEducao do Campo Escola do campo Escola rural. Direito de acesso Educao Bsica. Polticas pblicas que garantam o direito da educaono e do campo. Projetos Polticos Pedaggicos pensados a partir dadiversidade dos sujeitos do campo. Campo e cidade: necessidade de articulao,completude e alimentao mtua. Construo da sociedade com pleno exerccio dacidadania: novas relaes entre o rural e o urbano. 13. DIVERSIDADE NA ESCOLAEducao em Gnero e SexualidadeGneroSexualidadeSexo 14. DIVERSIDADE NA ESCOLADiferenas no podemse transformar emdesigualdades. 15. DIVERSIDADE NA ESCOLAEducao em Direitos HumanosA educao em direitos humanos deve abarcar questesconcernentes aos campos da educao formal, escola,aos procedimentos pedaggicos, s agendas einstrumentos que possibilitem uma ao pedaggicaconscientizadora e libertadora, voltada para o respeito evalorizao da diversidade, aos conceitos desustentabilidade e de formao da cidadaniaativa. (PNEDH3, 2008, p.3 ).Princpios: dignidade humana, igualdade de direitos,reconhecimento e valorizao das diferenas e dasdiversidades, laicidade do Estado, democracia naeducao, transversalidade, vivncia e globalidade esustentabilidade socioambiental. (CNE) 16. DIVERSIDADE NA ESCOLAExiste um trabalho de identificao einterveno no que diz respeito s questesda diversidade na escola? 17. EIXOS ESTRUTURANTESSUSTENTABILIDADE HUMANAEAPRENDIZAGEM5 ENCONTRO 18. SUSTENTABILIDADE HUMANARelao homem-planetaticaRacionalidade produtiva 19. SUSTENTABILIDADE HUMANAAlterglobalizaoViso Holstica 20. SUSTENTABILIDADE HUMANAReformulao de objetivos educacionaisReorganizao do trabalho pedaggico emetodologias 21. SUSTENTABILIDADE HUMANAA cincia moderna, nascida com Newton, Coprnico e GalileuGalilei, no soube o que fazer da complexidade. A estratgia foireduzir o complexo ao simples. Por exemplo, ao contemplar anatureza, ao invs de analisar a teia de relaes complexasexistentes, os cientistas tudo compartimentaram e isolaram. (...)Assim, comearam a estudar s as rochas, ou s as florestas,ou s os animais, ou s os seres humanos. E, nos sereshumanos, s as clulas, s os tecidos, s os rgos, s osorganismos, s os olhos, s o corao, s os ossos etc. Desseestudo nasceram os vrios saberes particulares e as vriasespecialidades. Ganhou-se em detalhes, perdeu-se a totalidade(BOFF, 2006, p. 7) 22. APRENDIZAGENSAprendizagem escolar como processo da subjetividade O que aprender para voc? Que tipo de aprendizagem voc quer para osestudantes? 23. APRENDIZAGENSTipos de Aprendizagem:ReprodutivaCompreensivaCriativa 24. APRENDIZAGENSMltiplas formas e dimenses daaprendizagem escolar 25. APRENDIZAGENSO papel do sujeito nas formas complexas e desejveis deaprendizagem escolarSUJEITOIndivduo concreto portador da personalidade que se caracteriza porser: Atual Interativo Consciente Intencional Emocional(Gonzalez Rey, F. 1991) 26. APRENDIZAGENSA medicalizao da aprendizagemDIAGNSTICO apenas o argumento para processosde aprendizagem, porm se tornou aprescrio. 27. APRENDIZAGENSCONTEXTO Processos de globalizao. Avanos da tecnologia. Mudanas e ritmos cada vez mais rpidos. Altos nveis de exigncia, produtividade e competio. nfase no desempenho e rendimento. Doencificao da sociedade Imprio do consumo. Precocidade das demandas. Crise de autoridade das instituies em geral, dospais, dos professores. 28. APRENDIZAGENSSITUAO Avidez por solues rpidas mais do que por anlise dosproblemas. Avidez classificatria: procurar algo sobre o que se possaoperar tecnicamente. Reduo de prticas sociais complexas como criar, educar,diagnosticar e curar para procedimentos tcnicos. Construo de entidades biogenticas (TPM, estresse e outras). Dificuldades escolares como mercado da indstria farmacutica. Massificao dos transtornos. 29. APRENDIZAGENSREPRESENTAES DOMINANTES A cincia como verdade: o biolgico comofundamental na compreenso da natureza. 30. APRENDIZAGENSPERIGOSImpacto negativo do rtulo nodesenvolvimento do estudante.A justificao da no aprendizagem.A desresponsabilizao dos agenteseducativos. 31. APRENDIZAGENSPrincipais desafios da aprendizagemMudana de representaes econcepes.Reconhecimento da diversidade.Excelncia no trabalho pedaggico.Estudo e atualizao profissional.Flexibilidade, compromisso e criatividade. 32. APRENDIZAGENSAs pessoas podem se dividir em trsgrupos:Aquelas que fazem com que as coisasaconteam.As que assistem as coisas acontecerem.As que perguntam: O que aconteceu? 33. APRENDIZAGENSOs saberes no funcionam se no searticulam com a subjetividade doindivduo e do coletivo.