edulcorantes - frutose e aspartame

Download Edulcorantes  -  Frutose e Aspartame

Post on 26-Jun-2015

633 views

Category:

Health & Medicine

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Descrição e riscos do aspartame, descrição e utilização da frutose.

TRANSCRIPT

  • 1. ACARES E EDULCORANTES FRUTOSE E ASPARTAME

2. O ACAR Antigamente as pessoas acreditavam que o acar representava a cura para todos os males. Esta viso mudou a partir dos anos 70, do sculo XX, quando o acar passou a ser encarado como a causa de todos os problemas de sade. Atualmente a populao esta a procura de alimentos mais saudveis e inovadores, que alm de prticos forneam segurana ao consumidor. O consumo de diet e light cresce a cada dia. 3. FRUTOSE um acar natural conhecido como "acar das frutas", o qual encontrado nas frutas e no mel. Frutose (levulose) alm de ser encontrada sob forma isolada na natureza, tambm faz parte como componente de outros tipos de carboidratos de molculas mais complexas. Esse acar tambm pode ser encontrado em outros tipos de alimentos, como leguminosas (soja, ervilha, lentilha e feijo) e outros vegetais (repolho, cebola, alho, entre outros). 4. Outra fonte alimentar desse acar o mel feito do nctar das plantas, o qual fornece a maior concentrao de frutose (aproximadamente 42,4% do peso total do alimento) Pelo fato da frutose ter um potencial poder adoante as indstrias alimentcias vm utilizando esse nutriente com a funo de aumentar a palatabilidade dos alimentos. Utilizam-se menores quantidades para obter o mesmo sabor doce, portanto consomem-se menos calorias. 5. Alimentos produzidos em confeitarias tm em mdia de 1 a 2% de frutose. Porm, se esses alimentos apresentarem frutas na sua composio, a quantidade de frutose pode aumentar para cerca de 11%. 6. O METABOLISMO DA FRUTOSE DIFERENTE 1. absorvida mais lentamente no intestino (cerca de 40% menos) do que a glicose. 2. A Frutose ingerida inicialmente metabolizada no fgado, sem a presena de insulina, onde parte convertida em glicognio. A condio de passar mais lenta para a corrente sangunea, sem necessitar a presena de insulina num primeiro estgio, torna a Frutose muito importante para os diabticos e pessoas com hipoglicemia reativa, pois concorre para evitar picos de altos e baixos no teor de acar no sangue. 7. FRUTOSE E OXIDAO DOS CARBOIDRATOS A adio de frutose na dieta pode aumentar significativamente a taxa de oxidao de glicose no sangue nos msculos. Como mais receptores de frutose do que glicose, seu consumo pode evitar a saturao dos receptores de glicose. Assim, a clula pode capturar mais hidratos de carbono no mesmo perodo. Alm disso, o corpo retm mais os estoques de glicognio endgenos. 8. ACAR E O CREBRO O bom funcionamento e o bom suprimento de sangue para o crebro so uma prioridade, mesmo que atividade esportiva seja intensa. Para evitar que todas as reservas glicdicos falhem, especialmente quando o estresse significativo acontece, aconselhvel beber produtos com frutose. 9. FRUTOSE E HIPOGLICEMIA A vantagem da frutose em relao ao acar de mesa que ela estimula a segregao de pouca insulina. Desta forma permite-nos fornecer alimento para o crebro funcionar sem hipoglicemia. Desta forma, suas reservas de glicognio sero mais preservadas. Essas bebidas devem conter entre 20 a 30 g / l de frutose no mximo, para evitar problemas digestivos. 10. PARA REGIMES DE BAIXO TEOR DE CALORIAS Graas ao seu maior poder adoante a Frutose promove uma reduo de calorias quando comparada com o acar comum. Em virtude da sua absoro mais lenta para o organismo, a Frutose considerada um inibidor da fome, pois atenua a condio de hipoglicemia (baixo teor de acar no sangue) que desencadeia o mecanismo da sensao da fome. 11. AOS QUE SOFREM DO FGADO Pacientes com problema hepticos, so na sua grande maioria sensveis a sacarose mas nunca Frutose. Este carboidrato garante uma certa energia requerida pelo fgado para as suas inmeras funes metablicas . 12. AOS QUE TEM PROBLEMAS GSTRICOS Ao contrrio da sacarose, a Frutose determina uma fraca chamada de cido clordrico, amenizando assim, as sensaes de hiperacidez. AOS ESPORTISTAS Sendo a Frutose de absoro mais lenta que outros acares , tem condio de fornecer, por tempo mais prolongado, a energia adequada. 13. OS BENEFCIOS DA FRUTOSE PARA A SADE Levantam-se hipteses de que a frutose contribua com a incidncia de obesidade. Entretanto, isso s possvel quando existe o consumo excessivo do acar. Estudo realizado no Canad: Analisou 18 estudos anteriores sobre a frutose, que envolveram 209 participantes diagnosticados com diabetes tipo 1 ou tipo 2. De acordo com as concluses obtidas, o consumo de frutose em pequenas quantidades ajuda a manter o controle das taxas de acar no sangue, agindo no organismo de forma semelhante s substncias orais para tratar diabetes. Afirmam tambm que a frutose pode aumentar a proteo do organismo, quando consumida sem exagero. 14. O USO EXCESSIVO CAUSA Frutose est associada ao aumento dos nveis de triglicerdeos e colesterol, por tambm ser precursora de gorduras. Estimula a atividade de enzimas no fgado resultando em maior sntese de lipdeos, e, como consequncia, nveis mais elevados de gorduras totais e de lipoprotenas de muito baixa densidade (conhecidas como VLDL). A frutose estimula diretamente o processo inflamatrio endotelial e reduz o nvel de xido ntrico (proteo para os vasos) no mesmo endotlio (endotlio a membrana que reveste os vasos sanguneos e liga-se ao colesterol na formao das placas de aterosclerose). 15. Estudo demonstrou que uma alimentao com excesso de frutose administrada em ratos provocou o aumento de marcadores inflamatrios importantes, como as citocinas, o fator tumoral de necrose e os radicais livres de oxignio nos glbulos brancos circulantes. Aumento de cido rico circulante no sangue (principalmente em pessoas hipertensas), ganho de peso, esterilidade e desenvolvimento de doenas neurodegenerativas (como demncia e mal Alzheimer). 16. TUDO QUESTO DE MODERAO E ESCOLHA O consumo do acar em pequenas quantidades e de poucas frutas in natura diariamente no parece estar relacionado com doenas. As frutas in natura, por trazerem a frutose combinada com fibras, minerais e vitaminas, no causam a mesma alterao, porque tm uma absoro intestinal mais lenta, assim como mais lento o seu metabolismo no fgado. Usar a frutose ao invs da sacarose uma boa escolha, no entanto no confundir o fato de ser mais saudvel com o fato de poder ser abusivo. 17. NO MERCADO ENCONTRAMOS COMO: 18. ASPECTOS BSICOS DO ADOANTE Mesmo sendo prprios somente para diabticos, milhares de pessoas sadias usam o adoante artificial no seu dia-a-dia Com exceo da gua e dos chs e cafs no adoados, a maioria das bebidas industrializadas contm algum tipo de adoante. 19. EXISTEM DUAS DENOMINAES DE ADOANTES: Adoantes nutritivos: Os adoantes similares ao acar refinado (sacarose) e o xarope de milho rico em frutose (HFCS) so considerados adoantes nutritivos porque so carboidratos contendo energia, que pode ser usada como combustvel para o corpo. Adoantes no nutritivos (edulcorantes): Os adoantes no nutritivos tambm so, algumas vezes, chamados de adoantes com baixas calorias ou intensos pelo fato de sua doura ser to potente variando de 200 a 600 vezes a doura da sacarose. E por isso que adoantes como o aspartame, a sucralose e a sacarina podem ter o gosto doce, mas no contm virtualmente nenhuma caloria. 20. ASPARTAME O Aspartame derivado de uma combinao de dois aminocidos: o cido asprtico e a fenilalanina. Quando digerido, o aspartame se quebra em trs componentes: cido asprtico, fenilalanina e metanol. Foi descoberto em 1965 por James Schlatter, pesquisador dos Laboratrios de G. D. Searle (empresa farmacutica) nos Estados Unidos. Foi desenvolvido por acaso na tentativa de se encontrar um novo medicamento para o tratamento da lcera. O aspartame cerca de 180 a 200 vezes mais doce que o acar, por isso uma pequena quantidade dele suficiente para adoar um alimento ou bebida. 21. Liberado pela Administrao de Drogas e Alimentos dos Estados Unidos (FoodandDrugAdministration - FDA), em 1994, como adoante de uso geral, podendo ser aplicado em todos os tipos de bebidas e gneros alimentcios. Consumido por mais de 200 milhes de pessoas no mundo, ele atua como ferramenta para o controle de diabetes e programas de controle de peso. 22. QUAIS SO OS BENEFCIOS DO ASPARTAME Alimentos e bebidas adoados com aspartame podem conter muito menos calorias. Uma Lata de refrigerante adoado com acar pode conter 150 kcal, enquanto uma lata de bebida adoada com aspartame contm somente 1 ou 2 kcal. Comendo e bebendo alimentos adoados com aspartame, ns podemos reduzir nossa ingesto de calorias e carboidratos, e consequentemente controlar melhor nosso peso. 23. ASPARTAME PODE AJUDAR NA PREVENO DAS CRIES Quando consumimos alimentos ou bebidas adoados com acar, as bactrias naturalmente convertem o acar em um cido suave. Se no removemos este cido pela escovao dos dentes, ele ir corroer o esmalte que reveste o dente. Como o aspartame no composto por acares, as bactrias da boca no o convertem em cidos formadores de cries. 24. QUE TIPOS DE PRODUTOS CONTM ASPARTAME? Iogurtes Sorvetes Sobremesas Chocolates quentes Confeitos e gomas de mascar Assim como refrigerantes diet Refrescos Tabletes para adoar chs e cafs Grnulos para adoar e outros alimentos. 25. QUAL O GOSTO DO ASPARTAME? Tem sido comparado a outros ingredientes adoantes em numerosos teste de sabor. As pessoas que tem participado desses testes tem preferido a doura natural do aspartame, sem residual amargo e muitas no conseguem distinguir o aspartame do acar. QUANTOS PASES J APROVARAM O ASPARTAME? Mais de 130 pases por todo o mundo j aprovaram o aspartame. Peritos da Organizao Mundial da Sade e a Organizao das Naes Unidas para Agricultura e Alimentao aprovaram o uso de aspartame. 26. CONTROVRSIAS DOENA DO ASPARTAME Sintomas como: bromialgia, espasmos, dores musculares, formigamento nas pernas,cimbras, vertigem, tontura, dor e cabea, zumbido no ouvido, dores articulares, depresso,ataques de ansiedade, fala atrapalhada, viso borrada ou perda de memria. Quando a temperatura do aspartame excede 30 C, o lcool nele con