confederaÇÃo brasileira de .2 confederaÇÃo brasileira de automobilismo artigo 1 - definiÇÃo

Download CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE .2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO ARTIGO 1 - DEFINIÇÃO

Post on 13-Nov-2018

212 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 1

    CONFEDERAO

    BRASILEIRA DE

    AUTOMOBILISMO

    CONFEDERAO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO CONSELHO TCNICO DESPORTIVO NACIONAL

    COMISSO NACIONAL DE RALLY

    21 RALLY INTERNACIONAL DOS SERTES 2013

    REGULAMENTO GERAL

    Art. 1 - Definio Art. 2 - Terminologia Art. 3 - Regulamentao Art. 4 - Veculos admitidos / Categorias Art. 5 - Concorrentes admitidos Art. 6 - Regras especficas para as Equipes de Apoio Art. 7 - Segurana Art. 8 - Itens de Segurana Art. 9 - Inscries Art. 10 - Verificaes Administrativas e Tcnicas Art. 11 - Procedimentos nas Vistorias Administrativa e Tcnica Art. 12 - Identificao / Patrocnio Geral Art. 13 - Publicidade e Cesso de Direito de Imagem Art. 14 - Parque Fechado, Parque de Largada e Prova Maratona Art. 15 - Prlogo e Super Prime Art. 16 - Ordem da partida da Prova Art. 17 - Livro de bordo e circulao Art. 18 - Cartela de controle Art. 19 - Zonas de controle Art. 20 - Controles horrios Art. 21 - Controles de Roteiro e Passagem Art. 22 - Provas Especiais Art. 23 - Reagrupamentos Art. 24 - Equipamentos Obrigatrios e Opcionais Art. 25 - Classificaes Art. 26 - Reclamaes Art. 27 - Disposio Geral

  • 2

    CONFEDERAO

    BRASILEIRA DE

    AUTOMOBILISMO

    ARTIGO 1 - DEFINIO 1.1 - O Rally dos Sertes como prova integrante do calendrio do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country 2013 ser regido obrigatoriamente pelas Normas estabelecidas para as provas do tipo Cross Country, assim como pelo Regulamento Particular do Rally dos Sertes. 1.2 - Toda regulamentao especfica, que no esteja de acordo com os Regulamentos Desportivo e Tcnico da CBA, deve ser objeto de um pedido de autorizao junto a CNR/CBA. Depois da aprovao ser objeto de um Adendo ao Regulamento da Prova. 1.3 - Organizao

    1.3.1 - A Dunas Race Promoes Ltda. organiza, de 22 de julho a 03 de Agosto de 2013, um evento da modalidade Rally Cross Country de Velocidade nomeada Rally Internacional dos Sertes. 1.3.2 - A largada dos carros/caminhes se dar 30 (trinta) minutos aps a sada da ltima moto/quadri/utv e haver um intervalo de 10 (dez) minutos entre a largada dos carros e caminhes. 1.3.3 - Nesta 21 edio do Rally dos Sertes, os 04 (quatro) primeiros dias, valero como 04 (quatro) provas para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e para o Sertes Series. 1.3.4 - Este Regulamento estar disponvel nos idiomas Portugus e Ingls e em caso de dvidas de interpretao, far f o texto na lngua Portuguesa. 1.3.5 - Exceto nos casos claramente identificados neste presente Regulamento, dever ser considerado o texto do Regulamento Desportivo do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country CBA 2013. Em caso de omisso ou dvida devero ser consultados os Artigos do Anexo J ao CDI e do Cdigo Desportivo Internacional.

    1.4 - Nome e contatos do Organizador Dunas Race Promoes Ltda. Alameda Rio Negro, 1030 11 andar conj. 1102/04 06454- 000 - Alphaville Barueri SP Brasil Telefone/Fax: + 55 11 4191-0133 Email: sabrina@dunas.com.br Websites: www.dunas.com.br / www.sertoes.com

    mailto:sabrina@dunas.com.brhttp://www.dunas.com.br/http://www.sertoes.com/

  • 3

    CONFEDERAO

    BRASILEIRA DE

    AUTOMOBILISMO

    1.4.1 - Comisso Organizadora Dunas Race Diretor/Presidente Marcos Moraes Diretor Tcnico/Segurana da Prova Carlos Eduardo Sachs Gerente Marketing/Novos Negcios Lucas Moraes Gerente de Eventos/Secretaria de Prova Sabrina Proena Gerente Administrativo/Financeiro Alan Rangel Gerente Comercial Luiz Sobral Coordenador Produo/Logstica Rodrigo Palladino Coordenador Produo/Logstica Fernando Garcia Designer/Produo Roney Gregrio Assistente Administrativo/Financeiro Gisele Oliveira Coordenador Secretaria de Prova Rafael Mansur Zaquia Coordenador Secretaria de Prova Giovana Castro Secretria Executiva Neusa Costa Recepo Sinara Sousa 1.4.2 - Comissrios Desportivos CBA Comissrio Desportivo Fernando Leal Comissrio Desportivo Marcelo Levy Comissrio Desportivo Marco Aurlio Perdigo de Carvalho 1.4.3 - Comissrios Tcnicos CBA Comissrio Tcnico Fernando Fuentes Gonzalez Comissrio Tcnico Mauricio Ventura 1.4.4 - Oficiais da Prova Diretor de Prova Jaime Santos Diretores Adjuntos Guilherme Lopes Guedes Carlos Caporali Messias Alves Srgio Batista Ricardo Responsvel pelo Percurso Carlos Eduardo Sachs Secretaria de Prova Sabrina Proena Chefe Equipe Mdica Dr. Clemar Correa Chefe Equipe Ambiental Carlos Andrade Verificador do Percurso (Coelho) Ricardo Mens de Mello 1.4.5 - Assessoria de Imprensa - FGCom Jornalista Responsvel Fernanda Gonalves Cleber Bernucci Caio Scafuro

  • 4

    CONFEDERAO

    BRASILEIRA DE

    AUTOMOBILISMO

    1.4.6 - Programao da Prova (horrios sujeito a alteraes). Favor consultar o site www.sertoes.com. 1.4.7 - Local do Evento de Largada Em frente ao Shopping Flamboyant. Av. Dep. Jamel Ceclio, s/n, Jd. Gois, Cep: 74810-100 - Goinia - GO ARTIGO 2 - TERMINOLOGIA 2.1 - Adendo Informao oficial, que far parte integrante dos documentos oficiais do evento, destinado a modificar, precisar ou complementar o Regulamento Geral da Prova. Os Adendos devero ser datados, assinados e numerados. Os Adendos sero feitos: - Pela Organizao at o dia das verificaes (submetidos aprovao prvia da CNR/CBA, salvo no que diz respeito a eventuais alteraes de itinerrio); - Pelos Comissrios Desportivos do evento, durante todo o decorrer da competio. Todos os Adendos emitidos devem obrigatoriamente ser afixados no Quadro de Avisos oficial do evento. de responsabilidade dos competidores, ao final do dia buscar informaes e tomar cincia dos Adendos no Quadro de Avisos. 2.2 - Briefing Durante um evento, o Briefing ser obrigatoriamente organizado entre o fim das verificaes e a largada para a primeira prova que inclua uma Prova Especial. Ser obrigatoriamente realizado pelo Organizador, Diretor da Prova ou pelo Diretor-Adjunto. No caso de outros Briefings (no obrigatrios) terem lugar durante um evento, as informaes a dadas, devem ser afixadas no Quadro de Avisos oficial.

    2.2.1 - 1 Briefing Briefing onde a presena de pelo menos um dos concorrentes de cada dupla obrigatria. No caso de atraso haver penalizao com uma multa de valor igual a 10% da taxa de inscrio. O no comparecimento ao Briefing, alm da multa, o concorrente fica sujeito a outras penalizaes, que podero ir at a desclassificao / excluso por deciso dos Comissrios Desportivos.

    http://www.sertoes.com/

  • 5

    CONFEDERAO

    BRASILEIRA DE

    AUTOMOBILISMO

    2.2.2 - Briefing Dirio Briefing destinado aos concorrentes, juntamente com a presena do Organizador, do Diretor de Prova ou Diretor Adjunto. Realizado todas as noites ao longo do Rally. O comparecimento a estes Briefings dirios, no ser obrigatrio, porm de extrema importncia.

    2.3 - Cartela de Controle Cartela destinada a recolher cronologicamente os vistos dos diferentes controles previstos no itinerrio, bem como os horrios realizados pelos concorrentes. Este carto contm: - Informaes sobre o horrio de largada; - Horrio de incio das Provas Especiais; - Tempo mximo permitido para a realizao das Provas Especiais; - Tempo mximo para chegada ao final da prova. 2.4 - Prova Cada uma das partes do evento separadas por uma parada mnima de 03 (trs) horas e de que resulte uma nova ordem de partida. 2.5 - Excluso / Desclassificao Sano que s pode ser pronunciada pelos Comissrios Desportivos, na sequncia de excesso de penalizao ou por infrao grave (esteja ou no prevista em Regulamento). O concorrente s poder ser excludo no final de um setor ou de uma prova. Nos dias coincidentes com as provas do Campeonato Brasileiro e do Sertes Series o concorrente excludo em uma prova poder participar das provas seguintes pontuando somente para o Campeonato Brasileiro e Sertes Series caso a mesma ainda faa parte dos referidos eventos. Para o Rally dos Sertes o concorrente excludo no pontuar nas provas seguintes em que participar vlidas pelo Campeonato Brasileiro e Sertes Series, devendo abandonar a competio ao trmino da ltima prova do Campeonato Brasileiro e Sertes Series. 2.6 - Neutralizado Tempo durante o qual os concorrentes esto parados, por determinao da Direo da Prova. 2.7 - Parque Fechado Zona na qual nenhuma reparao nem interveno so possveis de serem feitas nos carros, salvo nos casos expressamente previstos pelos Regulamentos.

  • 6

    CONFEDERAO

    BRASILEIRA DE

    AUTOMOBILISMO

    2.8 - Passaporte Tcnico Documento emitido pela CBA e que identifica o veculo apresentado na vistoria tcnica. de porte obrigatrio em todo o Rally e deve ser apresentado sempre que pedido pelos Comissrios Tcnicos. A falta do mesmo implicar em multa equivalente a 01 (uma) UP. 2.9 - Penalizao Fixa Prevista (Forfete) Penalizao em tempo que se junta s penalizaes j incorridas pelo concorrente nos casos precisos e referidas neste Regulamento. A penalizao fixa prevista calculada adicionando todos os tempos mximos autorizados na Prova Especial considerada, aumentada do tempo indicado conforme abaixo. Pargrafo nico - O valor da forfetada ser o tempo mximo da Prova Especial mais x minutos conforme abaixo: - Prova Especial com at 100 km = 30 minutos; - Prova Especial com mais de 100 km = 1 hora; - Descarte - no largar para uma Prova Especial = 05 horas (s permitido um descarte). Os concorrentes podem receber um mximo de 05 (cinco) forfetadas durante todo o Rally dos Sertes. Na 6 (sexta) forfetada os concorrentes sero excludos do evento. 2.10 - Prova Especial Prova de velocidade disputada em tempo real. 2.11 - Reagrupamento Parada prevista pela Organizao, para permitir, por um lado, o regresso ao horrio terico, e, por outro, o reagrupamento dos concorrentes que continuem em prova. O tempo de parada pode no ser o mesmo para todos os concorrentes. 2

Recommended

View more >