como enxergar sem óculos de grau

Download Como enxergar sem óculos de grau

Post on 04-Aug-2015

300 views

Category:

Documents

1 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

Voc j ouviu falar que pode melhorar a sua viso de forma natural, sem cirurgia, e em alguns casos abandonar o uso de culos de grau?Antes de perguntar o que o seu oftalmologista acha disso, pergunte-se por que ele tambm est usando culos Mantenha a mente aberta e continue lendo...

SEUS OLHOS AGRADECEM V TECLANDO ENTER PARA AVANAR

Os culos de grau deixam os seus olhos preguiososPor gerar inatividade dos msculos do olho, reforam e perpetuam o problema A tendncia que se prescrevam lentes cada vez mais fortes

Se fizssemos todos os culos do mundo desaparecerem num estalar de dedos, milhes de pessoas seriam declaradas legalmente cegas, tamanho o estgio de dependncia que adquiriram pelos culos de grau

Os culos PinHole fortalecem os seus olhosEstes culos possuem microperfuraes piramidais e no possuem grau, podendo ser usados por qualquer pessoa. Estas redes ticas com orifcios so chamadas cientificamente de orifcios estenopeicosou oprculos de Fresmi.

Por fazerem a filtragem dos raios de luz no paralelos, estimulam o nervo tico, melhoram a circulao sangunea no olho e promovem o seu relaxamento Testes demonstraram que durante o seu uso, os 6 grupos de msculos do olho realizam movimentos imperceptveis, fortalecendo essa musculatura ocular

A capacidade de autocura do nosso corpo surpreendenteNo incio do Sculo XX, o mdico americano William Bates curou centenas de pacientes com os mais diversos problemas de viso, com tcnicas de relaxamento e treino da musculatura ocular, por meio de 10 exerccios simples O Dr. Bates parou de prescrever culos para seus clientes depois de perceber que os problemas de seus olhos aumentavam progressivamente depois de usar essas muletas para o olho".

Ele descobriu que os culos de grau, na verdade, impediam que os olhos se curassem naturalmente.

Seus mais de 30 anos de pesquisa para encontrar uma alternativa para culos foi publicada no Perfect Sight Without Glasses em 1912. Este livro foi reeditado como Better Eyesight Without Glasses e ainda hoje um best-seller pelo mundo a fora.No se pode desprezar o interesse econmico da indstria de culos de grau, que tem grande influncia na formao dos oftalmologistas Por presso da multimilionria indstria ptica, Bates acabou expulso da AMA (Associao Mdica Americana).

No ano de 1998 foi estimado que a indstria ptica movimentou $ 30,20 bilhes de dlares (Vision council of America, 1999).Este montante inclui todos os tipos de produtos, como exames oftalmolgicos, cirurgias, a troca de lentes e armaes, lentes de contato, gotas oculares, estojos etc. Infelizmente, a cincia no est to divorciada do sistema capitalista no qual est inserida como ns gostaramos de acreditar

Uma pesquisa divulgada pelo Ministrio da Sade revelou que 43% dos partos realizados no Brasil so cesarianas, sendo que desse nmero, 80% so mulheres de classe mdia alta e possuem planos de sade.J quando se trata de gestantes que utilizam o SUS (Sistema nico de Sade), o nmero cai para 26%. Segundo o prprio rgo, a maioria das cesarianas desnecessria e este nmero deveria ser de no mximo 15%. No estado de So Paulo, houve hospitais que chegaram a praticar taxas de at 100%!!!(RATTNER, D. Sobre a hiptese de estabilizao das taxas de cesrea no Estado de So Paulo. Rev. Sade Pblica, n.30, p.19-33, 1996.)

Por que esta preferncia por cesrea se o parto normal mais seguro para a me e para o beb?Alm de ser mais cara do que um parto normal, a cesrea demanda do mdico cerca de 1 hora, liberandoo para atender mais pacientes da sua agenda cheia, alm de colaborar para os honorrios do colega anestesista. J parto normal pode demandar longas e imprevisveis horas.O estudo dos casos de complicaes e mortes ps-parto demonstra que as mulheres que fizeram cesariana incorrem em 6 a 7 vezes mais complicaes do que aquelas que tiveram parto normal. Por sua vez, os bebs nascidos de cesariana incorrem em risco 3 vezes maior de morte por complicaes ps-parto do que os nascidos por parto normal. O ndice de morte materna em caso de cesrea 3,5 vezes maior que em parto natural.

Por que ento os mdicos no esto empenhados na promoo do parto normal?Mais uma vez a resposta passa necessariamente pela anlise do fator econmico, ainda que mltiplos sejam os fatores determinantes. Muitos ortodontistas tm sido criticados por prolongarem o tempo de uso dos aparelhos ortodnticos, sob suspeita de se beneficiarem de um nmero maior de manutenes. A estrutura ssea do paciente paga por isso, alm do bolso... A indstria mdica se especializou com base no trip: diagnstico prescrio operao. Diagnosticam doenas, prescrevem medicamentos e intervm cirurgicamente.

Onde est a preveno e a cura?Uma pessoa cujo estilo de vida tenha desencadeado uma patologia, e que se dirija maior parte dos consultrios mdicos de hoje, ter sua doena diagnosticada e receber uma lista de remdios a tomar ou ser encaminhada para uma mesa de um centro cirrgico. E at a prxima vez que aparea, novamente doente, ao consultrio do mdico! E as causas? Quanto tempo dedica o mdico para alterar o estilo de vida doente dos seus pacientes?

H mdicos e mdicos e h oftalmologistas e oftalmologistasAssim como acontece com a acupuntura e a homeopatia, h oftalmologistas que aceitam e os que no aceitam os culos PinHole. crescente o nmero de profissionais de sade que esto reconhecendo as terapias naturais e alternativas, centrando sua abordagem na sade e no na doena. Infelizmente, no com este enfoque holstico que esto sendo doutrinados neste exato momento pelas universidades os jovens acadmicos da rea de sade, futuros mdicos de amanh.

Meir Schneider nasceu em Lvov, Ucrnia, em 1954, com catarata, astigmatismo e nistagmo. Emigrou para Israel com os pais aos quatro anos de idade e, aos sete, foi declarado legalmente cego. Foi tratado como um aprendiz cego e tinha lies de braile.

Ele nunca aceitou a condio de cego. Tinha ataques de fria, durante os quais lanava os culos ao cho e pisoteava-os. No conseguia quebr-los de to grossas que as lentes eram e gritava.

At que conheceu o mtodo bates de autocura da viso. A despeito da descrena radical da famlia e amigos, dedicou-se com fervor aos exerccios para os olhos, aliando as tcnicas de ioga, auto-massagem e movimento.Dezoito meses mais tarde, ele tinha desenvolvido a viso funcional, que lhe permitiu alguns anos mais tarde (1981) tirar carteira de motorista, sem qualquer restrio, expedida pelo Governo do Estado da Califrnia.

Os princpios que descobriu quando trabalhava seus olhos formaram a base do mtodo Self-Healing, em portugus AutoCura, desenvolvido para trabalhar com portadores dos mais variados problemas de sade. Em 1975 Meir montou o primeiro Institute For Self-Healing em Tel Aviv, Israel ( 1973 1976 ), onde cresceu, juntamente com dois dos seus primeiros pupilos Vered e Danny.

Milhares de horas de prtica clnica foram delineando a estrutura do Mtodo Meir Schneider - Self-Healing os princpios, as tcnicas, os exerccios e a fundamentao cientfica.

Em 1976, Meir mudou-se para San Francisco, USA. A montou consultrio junto com o optometrista Ray Gottlieb, com o qual manteve intensa colaborao durante vrios anos. Fundou o Center for Conscious Vision (19771978), o Center for Conscious Health (19781980) e em 1980, o Center For Self-Healing. Quatro anos depois obteve permisso do Departamento de Educao do Estado da Califrnia para formar alunos no mtodo e funcionar como School For Self-Healing. Desde 1980 at o momento presente, existe o Self Healing Research Foundation, que busca fundos para uma pesquisa evidenciando a eficcia do mtodo na distrofia muscular e na degenerao macular. E se mantm aberto para qualquer outra pesquisa que tenha como objetivo a comprovao do mtodo cientificamente.

O depoimento de Meir est narrado no seu livro Uma lio de vida. Veja tambm o Manual de Auto-Cura, volumes I e II, da Triom Editora, e Movimento para a AutoCura, Editora Cultrix

Baseando-se em todas essas informaes, o fsico mexicano Miguel Sali Munhoz desenvolveu os culos Pinhole, que melhoram a viso imediata, de perto e de longe, e que funcionam de forma contnua para exercitar os msculos e nervos ticos.

Em 1980, esses culos foram premiados na 5 Exposio Mundial de Invenes, em 1981, Nova Iorque, como uma das cinco invenes mais extraordinrias do sculo XX.Alguns anos depois, Munhoz foi seqestrado e assassinado.

O princpio de funcionamento dos culos reticulados bastante simples: so mltiplas perfuraes micromtricas tridimensionais, no formato geomtrico tronco-piramidal invertido.

Os culos de PinHole tem como objetivo, ensinar o crebro a reprogramar as funes visuais, condicionando-o a manter a musculatura ocular relaxada e assim permitir aos olhos voltarem ao seu formato normal, atravs da melhora do fluxo de avaliao do comportamento, quando os olhos sero constantemente encorajados e o comportamento bom recompensado.

A maioria das pessoas se adapta imediatamente ao uso dos culos de pinholes enquanto outros precisam de um tempo antes de sentirem-se confortveis com eles. Isto similar adaptao ao uso dos culos bifocais, quando precisamos nos acostumar ao fato de que a imagem parece saltar quando movemos a vista entre a parte superior e a inferior da lente.

Seus efeitos positivos j foram comprovados nos mais variados problemas de viso, como astigmatismo, cataratas (tratamento e ps-operatrio). conjuntivite, estrabismo, falta de agudez cromtica, hipermetropia, miopia, teris, vista cansada e diversos outros.

O tempo de correo das deficincias depende da natureza do problema, da utilizao constante dos culos, da prtica de exerccios visuais e de relaxamento e do estilo de vida da pessoa.

Como diz o professor Ricardo Sim especialista em quiroacupuntura: no existe doena incurvel, existe sim estilo de vida incurvel.

Ou como afirma oftalmologista Larcio Motory: J examinei divers