apresentação de artigo sobre prevenção de acidentes infantis

Download Apresentação de Artigo sobre Prevenção de acidentes infantis

Post on 18-Dec-2014

5.750 views

Category:

Health & Medicine

2 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentação baseada no artigo: Construção da Participação Comunitária para a prevenção de acidentes domésticos infantis

TRANSCRIPT

  • 1. Universidade Federal do Cear Projeto LSF Equipe Csar Cals
  • 2. Introduo Realizado no interior do RS; Prevenir acidentes domsticos com crianas; Alta relevncia frente a potencialidade dos resultados; Atuar de forma diferenciada utilizando- se da participao comunitria; Abordagem de metodologias participativas e inovadoras.
  • 3. Metodologias PCA Pesquisa Convergente- Assistencial; Sete teses sobre a educao sanitria para a participao comunitria; Plano do trabalho estudado.
  • 4. Metodologias - PCA Abordagem inovadora de investigao cientfica; Processo associativo da abordagem de pesquisa e prtica; Pesquisa como parte integrante na vida profissional; Interpretar e descrever a complexidade da vida social no seu contexto subjetivo histrico, cultural e interacional; Envolvimento do pesquisador tambm na assistncia;
  • 5. Metodologias - PCA Interesses em inserir-se no campo de prtica assistencial; Construo de um conhecimento novo e que renove prticas assistenciais no campo estudado; Forte a contribuio da PCA na humanizao da assistncia sade; Implica o compromisso de beneficiar o contexto assistencial durante o processo investigativo,ao mesmo tempo em que se beneficia;
  • 6. Metodologias - PCA O contexto da prtica assistencial suscita inovao, alternativas de soluo, renovando prticas; Comprometimento dos profissionais em incluir a pesquisa nas suas atividades assistenciais, pela unio do saber- pensar ao saber-fazer.
  • 7. Metodologias - Sete Teses Princpios: necessrio conhecer e contar com o ser humano. Premissas: quot;S conhecendo o indivduo e suas circunstncias possvel uma ao eficiente e permanente em sade; quot;Ningum pode cuidar da sade de outro se este no quer faz-lo por si prprio.
  • 8. Metodologias - Sete Teses Teses: I - No h um que sabe e outro que no sabe, mas dois que sabem coisas distintas; II - A educao no ocorre s nos programas educacionais, mas em toda o ao sanitria; III - A ignorncia no um vazio a ser preenchido, mas um cheio a ser transformado; IV - A educao deve ser dialogada e participativa; V - A educao deve reforar a confiana das pessoas em si mesmas; VI - A educao deve procurar reforar o modelo de conhecimento: esforo recompensa; VII - A educao deve fomentar a responsabilidade individual e a cooperao coletiva. Retirado de Sete teses sobre a educao sanitria para a participao comunitria de Roberto Briceo-Len
  • 9. Metodologias - Aplicao Abordagem qualitativa; Aprovao em comit de tica; Apoio da gesto de sade; Desenvolvido em duas Etapas; Subdivididas em quatro encontros; Abrangendo: Profissionais de Sade (elaborao); Comunidade (aplicao); Uso de Dirio de Campo.
  • 10. Oficinas - Crianas Linhas gerais: Momento de interao com as crianas; Mobilizao de discusses sobre a preveno de acidentes infantis (objetivo); Realizado em quatro momentos. Ferramentas Educacionais: Msica a lio do Sapeca; Dramatizao da msica; Dinmica da Casa Simulada; Dinmica O que isto?.
  • 11. Oficinas - Crianas Msica A lio do Sapeca (1 Momento): Acidentes domsticos mais freqentes (tema): Quedas; Queimaduras; Intoxicaes. Interpretao da Msica (2 Momento): Realizada pelos membros da equipe de sade que observaram nas crianas: Indcios de aprendizado; Estabelecimento de relaes com suas vivncias.
  • 12. Oficinas - Crianas Dinmica O que isto? (3 Momento): Utilizao de embalagens; Percepo das crianas do risco de acidentes. Concluses: Freqncia do contato com produtos perigosos; Intenso desejo de colocar na boca as coisas pequenas; Vulnerabilidade quando esto com fome; Uso de embalagens descartveis para armazenar produtos txicos aumenta o risco de intoxicao exgena;
  • 13. Oficinas - Crianas Avaliao (4 Momento): Reflexo sobre a oficina; Tecer relaes com vivncias anteriores; Desenhos: Associam os dizeres da msica preveno de acidentes; Demonstram situaes rotineiras de perigo em domiclio.
  • 14. Oficinas - Pais Foi planejada e desenvolvida pela equipe de sade; Objetivo de refletir sobre o papel dos pais na construo da preveno de acidentes domsticos; A equipe de sade construiu um ambiente acolhedor para recepcionar os pais; Primeiro foi desenvolvido a dinmica O que isto?; No segundo momento da oficina foi realizada a dinmica da Casa simulada;
  • 15. Oficinas - Pais A equipe de sade, ao analisar os resultados, constatou que possvel estabelecer a construo da participao comunitria por meio da educao em sade; Foram revelados indcios de aprendizagem; Interao dos participantes nas reflexes; Comunicao dos profissionais de sade e participantes; Identificao de potencialidades individuais e coletivas; Sem participao de pais(homens); Houve consenso de que esta realidade domiciliar pode ser transformada.
  • 16. Concluso Construo e aplicao de Sensibilizao Reflexo; estratgias educativas Compartilhamento de sabres; criativas; Construo de novas Mobilizao e concepes; comprometimento dos Participao e co- participantes; responsabilizao gerando Componente ldico; protagonismo. Educao em Sade. Superao do modelo rgido verticalizado pelo modelo de
  • 17. ...desenvolvimento no dinheiro, nem mquinas, o ser humano, uma sociedade forjando um destino conforme seus valores, seus gostos e suas possibilidades histricas. (Briceo-Len, 1991)