326 canes escoteiras - 56/sp grupo escoteiro ... canes escoteiras leco centro de difuso do...

Download 326 CANES ESCOTEIRAS - 56/SP Grupo Escoteiro ... CANES ESCOTEIRAS Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 2 326 CANES ESCOTEIRAS Leco Alexandre Fejes Para

If you can't read please download the document

Post on 16-May-2018

235 views

Category:

Documents

10 download

Embed Size (px)

TRANSCRIPT

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 1

    333222666 CCCAAANNNEEESSS EEESSSCCCOOOTTTEEEIIIRRRAAASSS

    LLLEEECCCOOO

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 2

    333222666 CCCAAANNNEEESSS EEESSSCCCOOOTTTEEEIIIRRRAAASSS

    Leco Alexandre Fejes

    Para sugestes e envio de msicas que no constam deste e-book envie um e-mail para: lecaotabapua@gmail.com

    AALLDDOO CCHHIIOORRAATTTTOO Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro

    9 Distrito Escoteiro Lapa (SP) Unio dos Escoteiros do Brasil

    aldochioratto@gmail.com

    TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

    PERMITIDA A REPRODUO DESDE QUE CITADA A AUTORIA E A FONTE.

    TIRE CPIAS, PARCIAL OU TOTAL, NA SUA IMPRESSORA.

    Se voc tiver crticas, sugestes e desejar colaborar no enriquecimento deste trabalho envie um e-mail para: lecaotabapua@gmail.com

    1 Edio 3.6.2004 Exemplar Revisto & Impresso 25.3.08

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 3

    1. A RVORE DA MONTANHA

    A rvore da montanha leria (4X)

    Essa rvore tinha um galho, que galho, belo galho, ai, ai , ai, que amor de galho. O galho da rvore...

    A rvore da montanha leria (4X) Esse galho tinha um broto, que broto, belo broto, ai, ai , ai, que amor de broto. O broto do galho, o galho da rvore...

    A rvore da montanha leria (4X) Esse broto tinha uma folha, que folha, bela folha, ai, ai , ai, que amor de folha. A folha do broto, o broto do galho, o galho da rvore....

    A rvore da montanha leria (4X)

    E assim por diante: rvore, galho, broto, folha, ninho, ovo, ave, pena, ndio, arco, flecha, rvore

    Esta uma tpica cano acumulativa com uma grande cadeia de fatos. Sua autoria e origem so

    desconhecidos. Ela era cantada antes do sculo XVIII no sul da Inglaterra, na Esccia e no Pas de Gales, sob o nome de The Tree in the Wood (A rvore no Bosque). Como sabemos as canes sofrem influncias de vrios fatores culturais atravs dos tempos. Certamente a verso que ns conhecemos foi costurada

    no continente americano do norte. Neste caso a palavra chave "ndio", que no encontramos nas verses inglesa e francesa. Tambm conhecida na Inglaterra sob o nome de Green Grass Grows All Around (O gramado verde cresce em volta de tudo). Devido a sua cadeia associativa utilizada por enfermeiras em

    tratamento de crianas nos hospitais infantis da Inglaterra. muito popular entre os Escoteiros da Amrica do Sul, principalmente no Brasil. Em 1964 a fbrica de discos "Odeon" lanou a pedido da UEB

    um Long Playing com o "Trio Irakitan", onde esta cano aparece em segundo lugar da face "A".

    Pesquisa: Moacyr Mallemont Rebello Filho http://www.redel.com.br/~mallemont/ - The Scout Song Book (O Livro de Canes Escoteiras), 2a edio, 1963, editado pela The Boy Scouts Association da Inglaterra.

    2. A BACTRIA

    Era uma bactria, ria, Muito feia, ia, Horrorosa, za, Pegou um corpo, po, Muito forte, te, Se danou, se danou para valer !

    O corpo tinha anticorpos, pos, e eles logo, go, resolveram, ram, Deu uma briga, ga, violenta, ta Foi assim, foi assim que ela morreu !

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 4

    3. A CASINHA

    Eu tenho uma casinha... Assim, assim Que solta fumacinha... Assim, assim

    Eu bato na portinha... Assim, assim Eu lustro o sapatinho... Assim, assim

    4. A CORUJA

    No meio da floresta morava uma coruja e nas noites de lua se ouvia o seu cantar: Tui, tui, tui, tui, tui tui turui tui tui Tui, tui, tui, tui, tui tui turui tui tui Guriram tcham tcham - Guriram tcham tcham Verave guri guri guri ram tcham tcham

    Guriram tcham tcham - Guriram tcham tcham Verave guri guri guri ram tcham tcham Verave - Verave - Verave guri guri guri ram tcham tcham Verave - Verave - Verave guri guri guri ram tcham tcham

    5. A ESPECIALIDADE Verso da musica cantar, cantar, cantar de Sidney Matos - letra Sonia Jorge

    A especialidade um convite do saber Pois em qualquer idade Vivemos para aprender Saber um tesouro

    Que ningum pode nos roubar Quem sabe, faz e serve. til em todo o lugar Com os demais divide Para o amor multiplicar

    6. A FLOR RUBRA

    A flor rubla iluminar-nos- Lobada dana em derretor Danando, lobos, nossa lei cantai Com o cair do sol

    T eu somos irmos E do mesmo covil

    Teu rastro sai junto ao meu rastro Minha caa pr t

    De Baloo ouvi sempre as lies Lobada dana em derredor Gostosa caa assim conseguirs Com o cair do sol

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 5

    Como danar:A Alcatia entra em posio como se fosse executar um Grande Uivo. Na palavra "Lobada", todos saltam e danam at "cair do sol", seguindo o ritmo da msica. Chegando a "t e eu somos irmos", todos param e ficam aos pares, um de frente para o outro; em seguida, todos se voltam para o centro e cantam a partir de "e do mesmo covil", at o final da primeira estrofe. Ao comear segunda estrofe,

    reassumem todos a posio do Grande Uivo, levantando-se e danam ao cantar a palavra "Lobada", voltam-se para o centro em "t e eu somos irmos" e assim terminam o canto.

    7. A FLOR VERMELHA

    A flor vermelha iluminar Alcatia dana ao seu redor Danando, lobos, nossa lei cantai, Com o cair do sol Tu e eu somos irmos E do mesmo sangue Teu rastro vai junto ao meu rastro Minha caa e para ti

    De Baloo ouvi sempre as lies Alcatia dana ao seu redor Boa caada assim conseguirs Com o cair do sol Tu e eu somos irmo E do mesmo sangue Teu rastro vai junto ao meu rastro Minha caa para ti.

    8. A JIBIA

    A jibia me falou que est com fome Ta com fome faz um ano que no come Foi falando e foi abrindo a sua goela por isso que eu no chego perto dela

    A Jibia me falou que quer caricia Quer caricia e est cheia de malicia Foi falando e foi abrindo a sua goela

    por isso que eu no chego perto dela

    A Jibia me falou que quer um abrao Ela pensa que sou bobo e sou palhao Foi falando e foi abrindo a sua goela por isso que eu no chego perto dela

    9. A LEI

    Nossa lei tem cinco artigos cada qual bem definido deve lev-los a srio todo bom e fiel lobinho o lobinho ouve sempre bem atento os velhos lobos

    abre os olhos e o ouvidos pensa primeiro nos outros ele limpo e alegre gosta sempre da verdade honesto e companheiro nunca falso ou covarde.

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 6

    10. A LEI ESCOTEIRA

    ESTRIBILHO: Escoteiros, Escoteiros meus amigos, vamos todos com ateno cantarolando, nossa lei que tanto amamos escutar.

    Um, um, um, um, O escoteiro tem uma s palavra, sua honra vale mais que a prpria vida.

    Dois, dois, dois, dois. O escoteiro , o escoteiro . O escoteiro leal.

    Trs, trs, trs, trs. O escoteiro est sempre alerta e pratica diariamente uma boa ao.

    Quatro, quatro, quatro, quatro. O escoteiro amigo de todos, e irmo dos demais escoteiros.

    Cinco, cinco, cinco, cinco. O escoteiro , o escoteiro . O escoteiro cortes.

    Seis, seis, seis, seis. O escoteiro , bom para os animais, e as plantas.

    Sete, sete, sete, sete. O escoteiro . O escoteiro obediente e disciplinado.

    Oito, oito, oito, oito. O escoteiro . O escoteiro alegre e sorri nas dificuldades.

    Nove, nove, nove, nove. O escoteiro . O escoteiro econmico e respeita o bem alheio.

    Dez, dez, dez, dez. O escoteiro O escoteiro limpo de corpo e alma.

    11. A NOITE NO ACAMPAMENTO

    Na doce paz da noite**, vamos cantar**. Sempre Alerta Escoteiros. Sempre Alerta vamos cantar. luz desta fogueira**, vou me alegrar**. Sempre Alerta Escoteiros . . . vou me alegrar. E junto aos meus amigos**, vou me

    aquecer** Sempre Alerta Escoteiros . . . , vou me aquecer alegre o nosso canto**, junto fogueira**. Sempre Alerta Escoteiros . . . , junto fogueira E ns assim unidos**, como to bom**.

  • 326 CANES ESCOTEIRAS

    Leco Centro de Difuso do Conhecimento Escoteiro Aldo Chioratto 7

    Sempre Alerta Escoteiros . . . como to bom Todo amor do mundo**, pudesse crer **. Sempre Alerta Escoteiros . . . pudesse crer. Amor e paz buscamos**, de

    corao**. Sempre Alerta . . . de corao. Feliz todas as noites**, eu cantarei**. Sempre Alerta Escoteiros . . . eu cantarei.

    **Coral Repete

    12. A ORQUESTRA

    Fiz um teste musical Numa grande orquestra (Todos) Tinha zabumba

    Tinha zabumba (Todos) Zumba, zumba, zumba z

    Piano - Violino - Corneta Flautinha

    13. A ORQUESTRA

    O Baloo vinha pela estrada, tocando seu tambor, tarar, tat. A Baguera acompanhava tocando o violo. Digdeg, digdeg, digdon. Tarar, tat. Digdeg, digdeg, digdon. Tarar, tat. Digdeg, digdeg, digdon. Tarar, tat. Digdeg, digdeg, digdon. O Baloo vinha pela estrada tocando seu pisto poror, pop. A Baguera acompanhava tocando acordeon.

    Nhecnhec, nhecnhec, nhecnhom. Poror, pop, pop. Nhecnhec, nhecnhec, nhecnhom. Poror, pop, pop. Nhecnhec, nhecnhec, nhecnhom. Tarar, tat, tat. Digdeg, digdeg, digdon. Tarar, tat, tat. Digdeg