2015_silva e mundim_youtube morro alemao

Download 2015_SILVA e MUNDIM_youtube Morro Alemao

Post on 16-Feb-2016

217 views

Category:

Documents

0 download

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Análise sobre uso do YouTube no caso da ocupação do Morro do Alemão

TRANSCRIPT

  • 231Intercom RBCCSo Paulo, v.38, n.1, p. 231-253, jan./jun. 2015

    Mediaes no YouTube e o caso Ocupao do Complexo do Alemo: caractersticas e dinmica de usoYouTube mediation and the case Complexo do Alemo occupation: characteristics and use dynamics

    Las mediaciones en YouTube y el caso Ocupacin del Complexo do Alemo: caractersticas y la dinmica del uso

    DOI: 10.1590/1809-58442015111

    Sivaldo Pereira da Silva(Universidade Federal de Alagoas, Instituto de Cincias Humanas, Comunicaoe Artes, Curso de Jornalismo. Macei AL, Brasil. Universidade de Braslia, Faculdade de Comunicao, Programa de Ps-Graduao em Comunicao. Braslia DF, Brasil)

    Pedro Santos Mundim (Universidade Federal de Gois, Faculdade de Cincias Sociais, Curso dePs-Graduao em Cincia Poltica. Goinia GO, Brasil)

    ResumoO trabalho analisa as postagens de vdeos no YouTube relacionados a ocupao do Complexo do Alemo na cidade do Rio de Janeiro em 2010. O objetivo deste artigo identificar as principais caractersticas da apropriao que usurios fizeram do YouTube tomando como estudo este evento de grande visibilidade pblica. O mtodo utilizado consistiu em cruzamentos de informaes dispostas nos vdeos e perfis dos usurios balanceando anlises quantitativas e qualitativas. Os resultados demonstraram que h predominncia de contedo jornalstico replicado pelos perfis online, coincidindo com padres de audincia de emissoras de TV fora da internet. Visualizao e interatividade se apresentam como variveis relacionadas. Detectou-se tambm uma significativa concentrao de postagens por um grupo pequeno de usurios em relao ao total dos vdeos veiculados. Palavras-chave: YouTube. Cibercultura. Vdeos online. Internet. Cultura digital.

  • Intercom RBCCSo Paulo, v.38, n.1, p. 231-253, jan./jun. 2015232

    Mediaes no YouTube e o caso ocupao do coMplexo do aleMo: caracTersTicas e dinMica de uso

    AbstractThis paper analyzes videos on YouTube related to Complexo do Alemo occupation in Rio de Janeiro city in 2010. The purpose is to identify the principal applications of YouTube by its users through this case: a high public visibility event. Information collected from the videos and user profiles were used for quantitative and qualitative analyzes. The results conclude that there are a predominance of TV news content replicated by online members, coinciding with TV channel audiences. Visualization and interactivity are related variables. The research has detected a significant concentration of postings by a small group of users in relation to total videos analysis.Keywords: YouTube. Cyberculture. Online videos. Internet. Digital Culture.

    ResumenEn este trabajo se analizan los videos puestos en YouTube relacionados con la ocupacin del Complexo do Alemo, en la ciudad de Ro de Janeiro en 2010. El propsito de este artculo es identificar los principales usos de YouTube a travs del estudio de un evento de gran visibilidad pblica. El mtodo utilizado consisti en cruces de informacin organizada en videos y perfiles de usuario equilibrio cuantitativo y cualitativo analiza. Los resultados mostraron un predominio de los contenidos periodsticos replicado por perfiles digitales, que coincide con las cifras de audiencia televisiva. La visualizacin y la interactividad se presentan como variables relacionadas. Tambin se detect una concentracin significativa de posts efectuado por un pequeo grupo de usuarios, en relacin a los vdeos totales.Palabras clave: YouTube. Cibercultura. Videos digitales. Internet. Cultura Digital.

    Introduo

    Com a crescente importncia da internet nas ltimas dcadas, a anlise sobre os modos de utilizao coletiva e apropriao social de dispositivos digitais se tornou um direcionamento importante para se compreender os atuais processos da Comunicao Social contemporneos. Qualquer estudo que siga este caminho precisa levar em conta um contexto com trs aspectos fundamentais. Primeiramente, h um expressivo nmero de usurios online que aumenta a cada ano1 e que vem

    1 Segundo dados da Unio Internacional de Telecomunicaes. Disponvel em Acesso em: 8 set. 2012.

  • 233Intercom RBCCSo Paulo, v.38, n.1, p. 231-253, jan./jun. 2015

    SIvaldo PeReIRa da SIlvaPedRo SantoS MundIM

    repercutindo na dinmica de diversos setores da vida social, cultural, poltica e econmica. Segundo, a popularizao do ambiente digital em convergncia com o que vem sendo chamado de Web 2.0 tem gerado um grande volume de dados e informaes produzidas, compartilhadas ou replicadas socialmente atravs da utilizao coletiva de bases de dados. Algo que simultaneamente acompanhado por um complexo sistema de registros e protocolos digitais. Terceiro, o uso cotidiano de dispositivos mveis e miniaturizados (como celulares, cmeras, tablets, netbooks etc.) capazes de captar, processar e inserir contedo digital na rede a qualquer hora e de (quase) todo lugar, vem driblando as barreiras do espao e possibilitando uma nova forma de ubiquidade miditica ainda em pleno processo de expanso e cujos efeitos necessitam ser devidamente estudados.

    Diferentes variveis passaram a compor esse jogo. O percurso que usurios fazem na internet, por exemplo, tem sido examinado por pesquisadores ou por empresas como Google, Apple, Microsoft e Amazon visando identificar padres, traar perfis de comportamento, compreender processos de Comunicao Social, aferir tendncias ou testar hipteses a partir de mtodos estatsticos aliados a anlises qualitativas.

    Se tomarmos como base fatos ou eventos de grande repercusso pblica, o que caracteriza os aportes de informao online quando os prprios usurios so ao mesmo tempo produtores, propagadores e consumidores de dados? De que forma os indivduos se apropriam de ferramentas e aplicativos digitais e como essa apropriao se relaciona com o sistema miditico tradicional?

    Partindo desta agenda mais ampla de pesquisa, o objetivo especfico deste artigo identificar as principais caractersticas da apropriao que usurios fizeram do YouTube tomando como estudo de caso um evento de grande visibilidade miditica: a ocupao do Complexo do Alemo, na cidade do Rio de Janeiro, em novembro de 2010. O evento analisado ocorreu aps uma srie de ataque de traficantes a delegacias e bancos, alm de incndio de veculos nas ruas do Rio de Janeiro que culminou com a reao do governo estadual, com o apoio de foras federais (Exrcito), anunciando a

  • Intercom RBCCSo Paulo, v.38, n.1, p. 231-253, jan./jun. 2015234

    Mediaes no YouTube e o caso ocupao do coMplexo do aleMo: caracTersTicas e dinMica de uso

    ocupao do Complexo do Alemo: um conjunto de favelas situadas na Zona Norte da cidade. A operao foi divulgada para ocorrer no dia 28 de novembro de 2010 com o objetivo de capturar traficantes e desmontar a estrutura do crime organizado que dominava a regio ao qual se atribua os distrbios precedentes. O foco compreender qual o lugar do contedo jornalstico convencional na veiculao ou reproduo de vdeos online.

    Tendo em vista a facilidade de publicao de contedo audiovisual captado, produzido ou editado pelo prprio usurio conciliada a um razovel nvel liberdade de postagem, que esto nas bases de ferramentas como o YouTube, espera-se que haja um volume significativo de vdeos amadores, produes caseiras, pardias, narrativas prprias, depoimentos videogrficos, crticas, apoios, etc. sobre eventos desta natureza. A importncia da presente anlise est no entendimento sobre a dinmica destas veiculaes e os tipos de contedos que usurios online produzem ou replicam em torno de ocorrncias de forte impacto na opinio pblica e de grande visibilidade miditica. Interessa-nos compreender se a ao desses perfis online se configura como uma fonte de novos contedos prprios sobre eventos desta natureza ou se prevalece a lgica da replicao de narrativas dos media. A anlise de dados consistiu em cruzamentos de informaes dispostas nessas veiculaes e perfis dos usurios balanceados com anlises qualitativas. Algo que nos possibilitasse apresentar um plano geral de compreenso sobre tal fenmeno e que pudesse contribuir terica e metodologicamente para pesquisas similares futuras.

    Para explicitar o percurso desta pesquisa e as questes que a guiaram, este trabalho segue dividido em trs partes. A prxima seo ir traar um breve panorama das principais discusses tericas que envolvem a apropriao social de ferramentas digitais com foco especfico nos debates sobre o YouTube. A principal nfase deste primeiro momento ser caracterizar a ferramenta digital em si e situ-la no atual sistema de Comunicao, apontando suas tenses e coeses com o mass media. A seo subsequente ir trazer esclarecimentos gerais quanto ao recorte de anlise e metodologia utilizada no estudo de caso. Por fim, a ltima seo ser dedicada apresentao de dados da pesquisa emprica

  • 235Intercom RBCCSo Paulo, v.38, n.1, p. 231-253, jan./jun. 2015

    SIvaldo PeReIRa da SIlvaPedRo SantoS MundIM

    realizada em 346 vdeos, com a aplicao de anlises estatsticas acompanhada da respectiva discusso qualitativa.

    A trajetria do YouTube e os media

    possvel encontrar na internet um conjunto de websites direcionados a oferecer servios vinculados a contedo videogrfico em variadas formas2. A opo pelo YouTube neste trabalho se deu pela hegemonia que este site sustenta atualmente: em escala mundial e tambm nacional, trata-se do maior e mais popular stio de postagem e exibio online de vdeos, estando entre os dez sites mais acessados no Brasil e no mundo3.

    O YouTube nasceu em 2005 pelas mos de Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim nos EUA, Califrnia. Em suas razes histricas, o website almejava propiciar a expresso de contedo individual e coletivo de teor independente, driblando as barreiras e filtros caractersticos dos meios audiovisuais anteriores como a televiso ou cinema. Este horizonte era sintetizado no seu antigo lema: broadcasting yourself4. Chad Hurley, co-fundador do YouTub